Tag: bloqueia

Desenvolvida uma camisinha USB para proteção de dados

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/desenvolvida-uma-camisinha-usb-para-protecao-de-dados

O invento é simples e efetivo. Trata-se de um adaptador, tipo USB desenhado especialmente para ser usado na hora de conectar seu dispositivo eletrônico pessoal (telefone, relógio inteligente ou tablete) a porta de acesso de qualquer computador de uso público.

O “preservativo” permite apenas a passagem de eletricidade, no entanto bloqueia o fluxo de dados, funcionando como um filtro que elimina o risco de roubo de informações e previne a invasão eventual de vírus. Quase todos que possuem alguns dos aparelhos acima já se viu obrigado a conectar em um computador público, ficando assim exposto aos riscos mencionados.

Curiosidades na internet

McAfee patenteia tecnologia que detecta e bloqueia todo conteúdo pirata na web

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/antivirus/McAfee-patenteou-uma-tecnologia-que-detecta-e-bloqueia-conteudo-pirata-na-web/

Google pirata

A empresa de segurança McAfee patenteou uma nova tecnologia que visa impedir o público de acessar filmes e músicas online que sejam pirateados. O sistema é capaz de detectar e bloquear o acesso a conteúdos ilegais de qualquer site. Quem trouxe a notícia à tona foi o site TorrentFreak.

A tecnologia de bloqueio de conteúdo pode ser integrada à barra de ferramentas do SiteAdvisor, da própria McAfee e, essencialmente, cria uma espécie de lista negra que compila os endereços de sites com conteúdo pirata espalhados pela web. Assim, ele oferece aos usuários sugestões alternativas para comprar legalmente o conteúdo que ele está procurando.

Patente McAfee anti piratariaImagem: Reprodução / TorrentFreak

Com essa atitude, a empresa sem dúvidas se tornará a “melhor amiga” dos detentores de direitos autorais do mundo, já que eles tentam há anos e a todo custo dificultar a vida de usuários que acessam conteúdo ilegal online. De acordo com a McAfee, há muitas razões para os consumidores e as empresas se preocuparem com o download de conteúdo ilegal, que vão desde os riscos legais até ameaças de malware e vírus.

“Um dos principais motivos de preocupação é a possível violação de um direito de propriedade intelectual e as potenciais ramificações de custos associados a essa violação. A segunda grande preocupação poderia se relacionar a potenciais ameaças causadas por algumas distribuições não autorizadas. Por exemplo, não é incomum que uma distribuição não autorizada de material na Internet inclua conteúdo nocivo”, explicou a empresa de segurança ao TorrentFreak.

Apesar da patente divulgada pelo site, ainda não se sabe se existem planos concretos e datados para a implantação do novo sistema, mas a opção mais provável é que ele seja adicionado aos produtos de segurança já existentes no portfólio da McAfee.

Curiosidades na internet

Mega bloqueia primeiro sistema de buscas por conteúdo pirata dentro de sua base

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/internet/Mega-bloqueia-primeiro-motor-de-busca-por-conteudo-pirata/

mega

O novo serviço de compartilhamento de conteúdo de Kim DotCom, Mega, bloqueou o primeiro motor de busca por arquivos piratas em seu sistema nesta quinta-feira (31). A ferramenta foi criada por usuários anônimos do serviço e era capaz de indexar todos os arquivos compartilhados no Mega, o que poderia tornar ainda mais fácil de se encontrar conteúdos protegidos por direitos autorais. As informações são do Mashable.

Em menos de 24 horas, o motor, intitulado Mega-Search.me, foi bloqueado e o site não está mais disponível. “Devido a um script desenvolvido pelo Mega para deletar todos os arquivos indexados no Mega-Search, o motor está temporariamente indisponível. Uma solução para corrigir este problema deve ser lançada em breve”, afirma a mensagem em francês publicada na página do motor.

Ainda não se sabe quem são os autores do motor, apenas que ele entrou no ar e foi registrado no dia 20 de janeiro – mesmo dia do lançamento oficial do Mega. Como os arquivos presentes no Mega são criptografados, acredita-se que o Mega-Search utilizou uma técnica bem simples de crowdsourcing, ou seja, alguns usuários colaboraram com o motor informando o nome e o link dos arquivos que armazenavam em sua nuvem no Mega.

Ira Rothken, advogado de Kim DotCom, informou à imprensa que o Mega não tem nenhum envolvimento com o motor de busca criado pelos usuários. E ainda segundo informações do The Next Web, a maioria dos arquivos indexados pelo Mega-Search.me era de cópias piratas de filmes, músicas, jogos e software.

Curiosidades na internet

%d blogueiros gostam disto: