Tag: consumidores

Sony pede que consumidores não usem laptops Vaio por risco de incêndio

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/41362/41362

Vaio fit 11a

A Sony emitiu hoje um aviso para que todos os donos do laptop Vaio Fit 11A deixem de utilizá-lo imediatamente, por causa de um problema na bateria – feita pela Panasonic – que pode causar incêndios.

O aviso foi dado após três ocorrências separadas de superaquecimento de baterias que resultaram em laptops queimados e derretidos. Os problemas foram registrados nos dias 19 de março, no Japão, 30 de março, na Coreia do Sul, e 8 de abril na China.

O modelo não está mais disponível desde o início do mês, mas desde o lançamento do laptop, em fevereiro, já foram vendidas 25.905 unidades internacionalmente, das quais 5.600 vieram à America Latina. Se você possui um aparelho deste específico modelo, procure a Sony para mais informações e deixe de usá-lo.

Vale notar que este laptop é o último modelo da marca Vaio que será vendida pela Sony, conforme anunciado pela empresa em fevereiro. A divisão de TVs também será transformada em uma subsidiária separada, em virtude de prejuízos com vendas.

Curiosidades na internet

ANS amplia fiscalização para demandas não assistenciais de consumidores de planos de saúde

Acesse:http://noticias.r7.com/saude/ans-amplia-fiscalizacao-para-demandas-nao-assistenciais-de-consumidores-de-planos-de-saude-21122013

Medidas auxiliarão consumidores em casos de abuso por parte dos planos

Nova medida amplia rol de mediação para os clientes dos planos Thinkstock

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) anunciou nesta sexta-feira (20) um novo instrumento de notificação às operadoras de planos de saúde em defesa do consumidor. Com isso, a partir de 19 de março de 2014, os usuários de planos contarão também com a NIP (Notificação de Intermediação Preliminar) não assistencial, que pode ser aberta em casos como reajustes indevidos.

A medida é parte da Resolução Normativa 343, publicada na quinta-feira (19) no Diário Oficial da União. Atualmente, os usuários de planos de saúde já contam com a NIP assistencial, que abrange todas as negativas de cobertura pelos planos. O novo modelo vai atender aos descumprimentos contratuais não relacionados diretamente à assistência à saúde.

As notificações podem ser abertas quando o beneficiário de plano de saúde é afetado diretamente pela conduta da operadora e não houver possibilidade de mediação. Para isso, é preciso que o consumidor apresente à ANS o número de protocolo do contato efetuado com a sua operadora. As empresas terão prazo de até dez dias úteis para responderem à notificação não assistencial. Já o prazo para atendimento à notificação assistencial é de cinco dias úteis.

A ANS passará a notificar as operadoras pelo portal na internet e as empresas deverão cumprir as ações necessárias para atendimento da notificação. O consumidor poderá apresentar suas demandas em todos os canais de atendimento da ANS (inclusive pelo Disque ANS ou pelo atendimento presencial nos núcleos do órgão) e acompanhar a notificação na internet, desde que se cadastre no site da agência.

A agência esclareceu, entretanto, por meio de sua assessoria de imprensa, que a ampliação da abrangência da NIP não trará alterações para o Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que continuará se baseando nas reclamações dos cidadãos sobre negativas de cobertura e descumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias.

Segundo o diretor de Fiscalização da ANS, Bruno Sobral, a não resolução do conflito na etapa de mediação poderá resultar na abertura de processo administrativo sancionador. Para ele, o novo instrumento tornará mais ágil e eficaz o processamento das demandas dos consumidores, contribuindo também para aprimorar o relacionamento das operadoras com seus beneficiários.

Curiosidades na internet

Procon-DF enquadra 49 empresas de comécio eletrônico

Acesse: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/36254/36254

(Foto: Reprodução)

Investigação do Procon-DF autuou 49 sites de comércio eletrônico por irregularidades e falta de transparência nos serviços. As empresas estão sujeitas a multas que variam de R$ 400 até R$ 6 milhões.

A relação das lojas virtuais foi publicada nesta segunda-feira, 29, e repercutida pela Agência Brasil. Segundo o diretor do Procon, Todi Moreno, esta é a primeira vez que 73 grandes sites de e-commerce são avaliados. Destes, 67% apresentaram algum tipo de inadequação, segundo as regras para compras na internet.

Além de receber multas, os infratores poderão ter a atividade suspensa por causa de práticas como falta de informações claras sobre o direito de arrependimento, ausência de canal eficaz de atendimento eletrônico ao consumidor, falta do endereço e dos demais dados para contato e do CPF e CNPJ do fornecedor ou responsável. Os fiscais do Procon usaram computadores para fiscalizar e testar os sites de compras.

“A internet não é mais terra sem lei. É nosso dever garantir a segurança e a transparência em todas as relações de consumo”, disse Moreno. Ele informou que uma das maiores reclamações dos consumidores é sobre a cobrança indevida de mercadorias vendidas, mas não entregues. Outro exemplo é o uso de informações em língua estrangeira para confundir o consumidor sobre seus benefícios.

De janeiro a julho, o Procon-DF registrou 569 atendimentos referentes a problemas de consumidores com sites de compras. A maioria queixava-se de cobrança indevida, descumprimento ou erro contratual, cancelamento de compra e produto não entregue. No ano passado, foram registrados 947 atendimentos e, em 2011, houve 1.037 demandas relacionadas a comércio eletrônico.

As penalidades previstas para quem viola o Código de Defesa do Consumidor compreendem multa, interdição do estabelecimento e cassação do alvará de funcionamento.

Todi Moreno afirma que as empresas autuadas tiveram prazo de dez dias para apresentar defesa e já entregaram suas razões ao Procon, que agora vai avaliar a sanção a ser aplicada a cada uma, de acordo com os prejuízos causados aos consumidores.

“Podemos até acionar outros órgãos, como a Polícia Federal e a Delegacia de Proteção ao Consumidor, para apreender produtos a fim de ressarcir os prejuízos”, informou.

Continue lendo…clique aqui…

curiosidades na internet

“Embalagem inteligente” avisa quando o produto está prestes a expirar

Acesse:http://hypescience.com/%E2%80%9Cembalagem-inteligente%E2%80%9D-avisa-quando-o-produto-esta-prestes-a-expirar/

Uma nova pesquisa está desenvolvendo uma geração de embalagens inteligentes que indica quando a comida está estragando. Os indicadores são feitos de “plásticos inteligentes” que mudam de cor quando o alimento perde seu frescor.

No Reino Unido, estima-se que cerca de 8,3 milhões de toneladas de alimentos são jogados fora a cada ano; a maioria dos quais poderia ser comido. Pensa-se também que há cerca de um milhão de casos de intoxicação alimentar por ano.

A embalagem irá melhorar a segurança dos alimentos e diminuir o desperdício. O novo invólucro alerta os consumidores quando a comida está prestes a perder seu frescor porque a embalagem está danificada ou aberta, porque excedeu a data de validade, ou porque foi mal refrigerada.

Atualmente, a indústria alimentícia utiliza geralmente apenas etiquetas inseridas no pacote para alertar o consumidor da validade do alimento. Essas etiquetas têm um custo significativo.

Os pesquisadores querem criar um novo tipo de indicador que faz parte da embalagem em si e, portanto, muito mais barato. Ele será usado como parte de uma forma de embalagem de alimentos conhecidos como embalagem de atmosfera modificada, que mantém os alimentos em condições especialmente criadas que prolongam sua vida útil.

A embalagem de atmosfera modificada está sendo cada vez mais usada para conter o crescimento de organismos que estragam alimentos, mas os custos das etiquetas utilizadas atualmente com essas embalagens são substanciais. O objetivo dos cientistas é eliminar esse custo, com novos plásticos para a indústria de embalagens.

Os pesquisadores desejam reduzir o risco das pessoas de comer alimentos que não estão aptos para o consumo e evitar o desperdício. A embalagem deve ter um impacto direto e positivo principalmente na indústria de carnes e frutos do mar.

A equipe também acredita que seu trabalho poderia resolver a confusão potencial sobre os significados diferentes das etiquetas de “data de validade” e “fabricado em”, bem como realçar a necessidade dos alimentos de serem armazenados com segurança, em geladeiras que funcionem apropriadamente.

Os pesquisadores esperam ter um produto viável comercialmente em breve.

Curiosidades na internet

Principais dúvidas sobre compras na internet: esclareça

Acesse:http://www.mundodastribos.com/principais-duvidas-sobre-compras-na-internet-esclareca.htm

Fazer compras pela internet exige atenção e cuidados por parte dos consumidores, para não ser enganado por falsos vendedores.
 .
Fazer compras na internet é algo bastante comum hoje em dia, devido à praticidade e também à facilidade de encontrar os mais variados tipos de produtos, que vão desde roupas, brinquedos, móveis, eletrônicos e celulares a carros, produtos de beleza, alimentos e ingressos para shows e eventos esportivos.

630981 principais duvidas sobre compras na internet esclareca 600x600 Principais dúvidas sobre compras na internet: esclareça

No entanto, é preciso tomar alguns cuidados quando você sai à procura de sites de comércioeletrônico, pois há muitas reclamações a respeito de problemas encontrados em compras pela internet, que podem gerar muita dor de cabeça e algum prejuízo.

Para ficar mais seguro e se manter longe desses problemas, esclareça algumas das principais dúvidas sobre compras na internet.

630981 principais duvidas sobre compras na internet esclareca 1 600x600 Principais dúvidas sobre compras na internet: esclareça

COMO SABER SE O SITE É CONFIÁVEL OU SE ELE ESTÁ REGISTRADO?

Procure referências com parentes e amigos e prefira comprar naqueles sites que forneçam endereço físico, telefone fixo, CNPJ, razão social e outras informações. Conferir a lista de sites de compras não recomendados pelo Procon e visitar sites como o Reclame Aqui são outras dicas interessantes.

MEUS DADOS FICARÃO SEGUROS NO SITE?

De forma geral, os sites explicam seus mecanismos de segurança para a proteção dos dados dos clientes na parte destinada à política de privacidade da página. Dê uma boa lida nesse documento e não se esqueça de fazer compras online apenas em sites cujo endereço se inicie com a sigla “https”, além de evitar realizar transações em computadores públicos.

630981 principais duvidas sobre compras na internet esclareca 2 600x600 Principais dúvidas sobre compras na internet: esclareça

O QUE FAZER QUANDO O PRODUTO VIER COM DEFEITO?

Entre em contato com o fornecedor e informe sobre o problema. A partir dessa data, ele terá até 30 dias para apresentar uma solução. Terminado o prazo, se o problema não for resolvido, você terá direito à troca por outro produto em perfeitas condições; ou cancelamento da compra e restituição do valor pago; ou aceitar ficar com o produto, tendo desconto no preço.

POSSO DESISTIR DA COMPRA ONLINE?

É possível desistir da compra online em até sete dias, contados a partir da finalização da compra ou do recebimento do produto. Nesse caso, o consumidor tem direito à devolução integral do valor pago, inclusive do frete.

630981 principais duvidas sobre compras na internet esclareca 3 600x600 Principais dúvidas sobre compras na internet: esclareça

PRODUTOS COMPRADOS PELA INTERNET TÊM GARANTIA?

Sim. A garantia legal é de 30 dias para os produtos não duráveis e de 90 dias para os bens duráveis.

COMPREI UM PRODUTO PELA INTERNET E ELE NÃO FOI ENTREGUE. O QUE EU FAÇO?

Faça uma reclamação por e-mail, carta ou telefone ao site em que realizou a compra. Se o problema não for resolvido, junte comprovantes, nota fiscal e protocolos e procure o Procon da sua cidade, para receber maiores orientações sobre o que fazer.

Curiosidades na internet

Coca-Cola cria latinha que se divide ao meio

Acesse:http://www.techmestre.com/coca-cola-cria-latinha-que-se-divide-ao-meio.html

Ideia é compartilhar bebida com outras pessoas – Recipiente pode ser dividido ao meio para se tornar uma espécie de copo.

A Coca-Cola inovou mais uma vez e criou uma latinha para compartilhar a felicidade. Desenvolvida em parceria com a agência de publicidade de Ogilvy $ Mather’s, a nova latinha faz parte de uma campanha que visa incentivar os consumidores a dividirem a bebida com outras pessoas.
 
Batizado como sharing can (latinha compartilhável), o recipiente se divide ao meio e se torna uma espécie de copo.
 
Coca-Cola cria latinha que se divide ao meio
 
Uma forma inovadora e diferente que a empresa criou para associar seu conceito ao produto. E você, gostou da ideia?
 
Curiosidades na internet

Lata de energético ganha capacidade de armazenar arquivos

Acesse:http://www.techmestre.com/lata-de-energetico-ganha-capacidade-de-armazenar-arquivos.html

Bebida da Coca-Cola oferece armazenamento de conteúdos em página na web.

A bebida energética Gladiator resolveu inovar em uma ação publicitária. A novidade permite aos consumidores usarem a página do produto na web para armazenar arquivos.

A funcionalidade é possibilitada através de uma área determinada da lata, a qual deve ser posicionada de frente a uma webcam. Em seguida é necessário efetuar login na conta do Facebook, tendo acesso a um servidor online para armazenar os conteúdos que desejar. O download pode ser feito da mesma forma.

A novidade foi apresentada no México. Ainda não há informações sobre sua chegada em outras regiões.

Lata de energético Gladiator funciona como pen-drive
Assista o vídeo abaixo:

 
Curiosidades na internet

Samsung prepara nova linha de smartphones: Galaxy Mega

Acesse:http://www.codigofonte.net/dicas/noticias/1544_samsung-prepara-nova-linha-de-smartphones-galaxy-mega

Clique para ver a imagem em seu tamanho real

A Samsung está preparando dois novos smartphones para a sua nova linha de smartphones que se chamará Galaxy Mega. Os smartphones da linha serão ainda maiores que o já gigante Galaxy Note II. Os modelos serão intermediários, poderão ter a opção de aceitar dois chips e devem ser lançados na metade do ano.

O primeiro modelo seria o Galaxy Mega 5.8, que como sugere o nome, ele teria tela de 5,8 polegadas, ligeiramente maior que a do atual Galaxy Note II, de 5,55 polegadas. O segundo modelo, o Galaxy Mega 6.3, teria tela de 6,3 polegadas e seria um pouco menor que os muitos tablets com tela de 7 polegadas que estão hoje à venda.

A iniciativa da Samsung de oferecer mais um tamanho de tela parece vir num momento conveniente. Os consumidores começam a ver smartphones, tablets e PCs como uma linha contínua de aparelhos que se diferenciam basicamente pelo tamanho da tela.

O tamanho “phablet” (mistura de “phone” com “tablet”) atende às pessoas que preferem ter um único aparelho em vez de um smartphone e um tablet separados. Também agrada a quem quer um smartphone com tela maior para navegar na web e ver fotos e filmes. Foi esse público que fez o sucesso da linha Galaxy Note.

Curiosidades na internet

ONG brasileira processa Apple por lançar iPad 4 cedo demais

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1235016-ong-brasileira-processa-apple-por-lancar-ipad-4-cedo-demais.shtml

A Apple está sofrendo uma ação na Justiça do DF por haver substituído no Brasil o iPad 3 pela quarta geração do tablet em apenas cinco meses –em vez dos 12 meses de praxe– e por não interromper a venda do produto lançado anteriormente. O autor é o IBDI(Instituto Brasileiro de Direito da Informática).

A associação sediada em Recife diz que o início do processo, ocorrido no último dia 6, deu-se por conta de clamor público. “O IBDI percebeu que havia diversas queixas por parte dos consumidores, que estavam profundamente incomodados com aquela situação [o ‘envelhecimento precoce’ de seus aparelhos]”, diz à Folha Sérgio Palomares, advogado do instituto e um dos responsáveis pela ação.

Outro problema, para a ONG, é que a venda do iPad 3 não foi interrompida, levando alguns consumidores a crer erroneamente que estavam comprando um tablet de última geração. Cessar a venda do dispositivo é o objetivo da ação judicial, segundo Palomares.

Simon Plestenjak – 21.mar.12/Folhapress
Consumidor testa iPad 3 em loja de São Paulo; substituição pelo iPad 4 está custando um processo para a Apple
Consumidor testa iPad 3 em loja de São Paulo; substituição pelo iPad 4 está custando um processo para a Apple

Procurada, a representação da Apple no país disse que a empresa não comentará o caso.

Palomares diz que escolheu mover uma ação coletiva, como é classificado o tipo do recurso iniciado, por haver um “dano homogêneo” para todos os consumidores.

A Apple não vende o iPad 3 desde o lançamento local do iPad 4. À época, o aparelho era vendido por R$ 1.549 em sua versão mais barata (16 Gbytes de memória interna).

Em uma rápida busca pela internet, contudo, é possível encontrar diversas lojas que ainda comercializam o modelo antigo.

OBSOLESCÊNCIA

A quarta versão do iPad é a mais recente. É vendida pela denominação “iPad”, a mesma que a Apple dava a seu antecessor (às vezes chamado de “Novo iPad”), que foi lançadono Brasil descontinuado em outubro.

O iPad 4 carrega muitas das mesmas características que a terceira geração do tablet. Ele tem um processador mais recente e conector de tecnologia Lightning, menor e mais rápido.

Em uma pesquisa realizada on-line nos EUA em outubro, mês de lançamento do iPad 4, 45% dos donos de iPad mostraram-se desgostosos com a decisão da Apple de atualizar o tablet precocemente.

A mesma enquete mostrou que 46% dos consumidores americanos já possuidores de um iPad pretendiam comprar o tablet novo.

O iPad 2 segue sendo produzido e vendido.

Abaixo, as datas de disponibilidade do iPad no Brasil (entre parêntesis a diferença em relação a seu lançamento nos EUA).

  • iPad 1: dezembro de 2010 (atraso de seis meses)
  • iPad 2: maio de 2011 (atraso de dois meses)
  • iPad 3: maio de 2012 (atraso de dois meses)
  • iPad 4: dezembro de 2012 (atraso de dois meses)

Colaborou MARINA LANG

Curiosidades na internet

Procon: Microsoft terá que mudar caixa do Win 8 no Brasil, ou será multada

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/windows-8/Procon-Microsoft-tera-que-mudar-caixa-do-Win-8-no-Brasil-ou-sera-multada/

Windows 8 Pro caixa

A Fundação Procon-SP publicou nesta sexta-feira (18) no Diário Oficial da União um termo de ajustamento de conduta entre o órgão e a Microsoft, determinando que a empresa norte-americana aplique mudanças na caixa do Windows 8 Pro até o dia 17 de fevereiro. Caso não cumpra a decisão, a Microsoft será multada em cerca de R$ 1 milhão.

O objetivo da determinação é deixar claro ao consumidor que a versão do Windows 8 Pro vendida no país se trata de uma atualização para o software e não o pacote completo do programa. A versão, comercializada no país por valores entre R$ 29 e R$ 269, exige que o computador já rode alguma versão do Windows (XP, Vista ou Windows 7), para que seja realizada a atualização – ainda não está disponível a versão completa do software, que pode ser instalada em PCs que ainda não rodam o Windows.

Com base na determinação, a empresa de Redmond, Estados Unidos, deverá deixar essa explicação clara e disponível para todos os consumidores na parte de trás da caixa. Na parte da frente e nas laterais, a Microsoft também deverá informar que o programa se trata de uma atualização.

Windows 8 Pro caixaReprodução: PC Authority

Em outubro de 2012, a Fundação de Proteção de Defesa do Consumidor do Estado de São Paulo afirmou que iria notificar a Microsoft sobre a falta da informação em sua caixa. O Procon acredita que como houve um acordo entre as partes, a empresa deverá cumprir com a determinação no prazo estipulado.

Curiosidades na internet

Carrefour desativa vendas on-line em processo de reestruturação

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1197587-carrefour-desativa-vendas-on-line-em-processo-de-reestruturacao.shtml

O Carrefour Brasil anunciou nesta sexta-feira (7) a suspensão de suas vendas on-line. O site está fora de atividade desde hoje e traz um comunicado oficial sobre o seu encerramento.

De acordo com o Carrefour, a medida faz parte de um plano de reestruturação da empresa iniciado há dois anos.

A intenção é concentrar esforços no fortalecimento de seus hipermercados. Lojas com a bandeira Carrefour serão revitalizadas com a expansão do conceito de “nova geração”, em funcionamento em duas unidades, uma em Santo André e a outra em São Caetano do Sul (ambas no ABC paulista). O modelo traz mudanças no atendimento, no lay-out das lojas e na disposição dos produtos.

Além disso, há planos de expansão da bandeira Atacadão, rede de lojas populares do grupo.

Segundo a empresa, clientes que fizeram pedidos que ainda não foram entregues ainda poderão consultar o andamento deles por meio do site da empresa. Os clientes também têm à disposição o e-mail lojavirtual@carrefour.com.br e o telefone 0/xx/11/4004-0126.

Quem possuía lista de casamento ou créditos a serem resgatados no site receberá cartões-presente que poderão ser utilizados em qualquer loja da rede. O cliente também pode receber o valor correspondente de volta.

“A empresa está empenhada em minimizar qualquer problema que venha surgir mesmo após a suspensão do e-commerce”, informou o grupo em nota.

O Carrefour não divulgou qual era o faturamento do site e quanto será economizado com a sua suspensão. Parte dos funcionários do segmento será absorvida em outras operações, mas haverá cortes. A empresa também não divulgou quantos funcionários seriam desligados.

NOTIFICAÇÃO

O Procon-SP enviou nesta sexta-feira (7) uma notificação ao Carrefour para que o grupo apresente quais providências serão tomadas para garantir os direitos dos consumidores. O órgão pede informações como a quantidade de consumidores que ainda não tiveram seus produtos entregues e a estimativa de prazo para a entrega de todos os itens adquiridos até o fechamento do site.

O Carrefour tem prazo de uma semana para responder ao órgão. Segundo orientação do Procon, clientes prejudicados devem, primeiro, tentar solucionar o caso entrando em contato com a empresa. Caso não haja solução, o consumidor pode reclamar ao órgão de defesa do consumidor de sua região.

Curiosidades na internet

Câmara aprova Projeto de Lei que exige o detalhamento dos impostos cobrados

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/mercado/Camara-aprova-Projeto-de-Lei-que-exige-o-detalhamento-dos-impostos-cobrados/

impostos

Nesta terça-feira (13) o Plenário aprovou um Projeto de Lei que visa obrigar as empresas a fornecer aos clientes detalhes dos impostos incidentes sobre os produtos e serviços vendidos.

A ideia é que todos os valores referentes aos tributos estejam presentes nas notas fiscais, facilitando a vida dos consumidores, que têm o direito de saber a participação exata dos impostos no valor das mercadorias que adquirem.

Os estabelecimentos que não cumprirem a determinação estão sujeitos a multa, suspensão das atividades e até mesmo cassação da licença de funcionamento. Além de estar presente na nota fiscal, a informação referente aos impostos incidentes também pode constar em um painel afixado em local visível para cada mercadoria ou serviço.

Apesar do Projeto de Lei ter sido apresentado por um senador, Renan Calheiros, do PMDB de Alagoas, a iniciativa partiu de uma campanha chamada De olho no Imposto. Ela foi criada por profissionais de diversos setores e conduzida pela Associação Comercial de São Paulo.

A campanha conseguiu reunir mais de 1,56 milhão de assinaturas para que o projeto de transparência de impostos fosse em frente. O texto estabelece que deverão ser identificados nove tributos: Imposto de Renda, CSLL, IOF, IPI, PIS/Pasep, Cofins, Cide-combustíveis, ICMS e ISS. Os dois últimos são, respectivamente, das esferas estadual e municipal.

O próximo passo agora é a sanção presidencial para que a lei entre em vigor. Depois, só resta a nós consumidores ficar de olho e cobrar dos estabelecimentos as informações sobre os tributos.

Curiosidades na intenet

Pepsi Special: refrigerante que bloqueia gordura é lançado no Japão

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/saude/Pepsi-Special-Refrigerante-que-bloqueia-o-aumento-de-gordura-e-lancado-no-Japao/Pepsi Logo

Todos nós sabemos que beber refrigerantes em excesso pode aumentar nossos riscos de contrair doenças crônicas como é o caso do diabetes e da hipertensão, além de aumentar consideravelmente nossa massa corporal. Mas, que tal ter uma opção de refrigerante que impede o aumento de gordura no seu corpo?

A Pepsi acaba de lançar no Japão o primeiro refrigerante com capacidade de diminuir a concentração de gordura no corpo humano e, consequentemente, diminuir o peso do consumidor, a Pepsi Special.

O diferencial da bebida está na presença da dextrina em sua composição, uma fibra solúvel em água que proporciona a sensação de saciedade e reduz a absorção de gordura. Segundo um estudo publicado pela revista Appetite em 2011, o uso de dextrina por pacientes com sobrepeso proporcionou uma saciedade maior e diminuiu a quantidade de energia absorvida com a refeição seguinte.

Pepsi SpecialReprodução: CNET

As propagandas distribuídas pelo país asiático sobre o novo produto garantem que ele mantém o sabor da Pepsi, já conhecido por milhares de consumidores, escondendo as características da fibra presentes no refrigerante. A Pepsi Special também recebeu o certificado da Associação Japonesa de Saúde e Nutrição com a classificação de “Alimento para uso especificamente medicinal”.

Os interessados em testar o refrigerante ‘que promete milagres’ terão que desembolsar US$ 2 por garrafa (cerca de R$ 4). Ainda não se sabe quando a Pepsi Special estará disponível para os consumidores de outros países.

Curiosidades na internet

Consumidor quer que Justiça determine sacolinha grátis

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1168044-consumidor-quer-que-justica-determine-sacolinha-gratis.shtml

Após a retirada das sacolinhas dos supermercados e a disputa jurídica entre órgãos de defesa do consumidor e os varejistas para colocá-las de volta nos caixas das lojas, nova pesquisa do Datafolha mostra que 73% dos consumidores são favoráveis a que a Justiça obrigue a distribuição gratuita.

O levantamento, feito entre os dias 21 e 22 de agosto, foi realizado para a Plastivida (Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos), entidade que representa interesses da cadeia industrial do plástico e é contra o banimento das embalagens.

Uma decisão liminar da Justiça prevê que a sacolinhas fosse distribuídas de forma gratuita até 15 de setembro. Após essa data, os supermercados não eram mais obrigados a fornecer as embalagens.

A decisão ainda determina que os varejistas forneçam uma alternativa de sacola reutilizável, ao preço máximo de R$ 0,59, até o dia 15 de abril de 2013.

Robson Ventura/Folhapress
Consumidora usa sacolinha de plástico em supermercado de São Paulo
Consumidora usa sacola de plástico em supermercado de SP

A Apas (Associação Paulista de Supermercados), entretanto, optou por garantir a entrega das sacolinhas (e prorrogar a distribuição gratuita) enquanto negocia com a associação SOS Consumidores, autora da ação para garantir a gratuidade das embalagens, e com o Ministério Público paulista um acordo para uma ” mudança gradual de hábitos”.

“Os supermercados pediram prazo até 15 de outubro e estamos negociando um acordo”, diz Marli Sampaio, presidente da SOS Consumidores.

MUDANÇA SIGNIFICATIVA

Para Miguel Bahiense, presidente da Plastivida, chama atenção o fato de 69% dos entrevistados em agosto se posicionarem contra o fim da distribuição das sacolas plásticas gratuitas.

“Houve aumento de 29 pontos percentuais em relação à pesquisa de janeiro, quando 40% dos entrevistados na ocasião terem se posicionados da mesma forma”, diz.

Para ele, essa mudança é explicada, em parte, pelo fato de 79% das pessoas acharem que terão gastos extras com sacos de lixo –se as sacolinhas fossem de fato banidas– e 66% afimarem que tiveram de comprar sacos de lixo no período em que a distribuição na boca do caixa foi interrompida.

A Apas não se pronunciou sobre a pesquisa.

Curiosidades na internet

Google Play vai adotar vale-presentes como opção de pagamento

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2012/08/google-play-vai-adotar-vale-presentes-como-opcao-de-pagamento.html

A loja virtual Google Play passará a oferecer vale-presentes para seus consumidores. Embora o recurso ainda não esteja disponível, ele foi identificado no código fonte da atualização do app Google Play para Android, e deve ser anunciado em breve. Com o crescimento na variedade de conteúdos oferecidos pelo sistema móvel do Google, já era de se esperar que a sua loja de aplicativos adotasse uma nova forma de pagamento.

Vale-compras do Google Play será lançado em breve (Foto: Reprodução/Android Central)Vale-compras do Google Play será lançado em breve
(Foto: Reprodução/Android Central)

Quem percebeu a novidade foi o site Android Police. Eles esmiuçaram o código da aplicação e encontraram referências à uma página onde seria possível descontar os vales por meio de um código. Acredita-se que os usuários poderão comprar os cartões de duas formas: fisicamente, a exemplo dos vales usados pelas redes de PlayStation 3 e Xbox 360, e digitalmente. Espera-se para breve um anúncio oficial do Google sobre a novidade.

O site Android Central, aliás, teve acesso aos vale-compras que serão utilizados pelo Google Play. Os cartões, ao que parece, estarão disponíveis nos valores de US$ 10 e US$ 25 para dar uma nova opção aos consumidores da loja virtual, que antes só podiam comprar aplicativos e jogos por meio do cartão de crédito. Além disso, os vales também podem servir como uma opção de presente para aqueles que gastam muito dinheiro com programas para Android.

Outra novidade entregue pelo código da atualização do Google Play é a presença de links e ícones que se referem à introdução de uma Lista de Desejos na loja virtual. Embora não se possa, no estágio atual, testá-la, presume-se que o recurso funcione de maneira semelhante às listas dos sites de lojas comuns, onde o usuário seleciona os produtos que deseja para compras posteriores ou para pedir como presente.

Curiosidades na internet

Conheça o Google Fiber, a “internet de 1GB” do Google

Acesse:http://hypescience.com/conheca-o-google-fiber-a-internet-de-1gb-do-google

O Google acaba de lançar, em Kansas City (EUA), a primeira banda larga com velocidade de 1GB/s, o Google Fiber. O projeto será implantado gradualmente, baseado em pré-inscrições feitas pelos moradores. Além disso, haverá um serviço gratuito de armazenamento online com 1TB (!) de espaço.

O custo de instalação da fibra ótica (300 dólares, cerca de 600 reais) não será cobrado dos primeiros consumidores, que poderão fazer uma assinatura com mensalidade de US$ 70 (cerca de 140 reais).

Não bastasse a conexão de banda (“monstruosamente”) larga, a empresa criou também o Google Fiber TV, serviço de televisão por assinatura que aproveita a fibra ótica para transmitir conteúdo em alta resolução e permite gravar até 500 horas de vídeos em HD. O pacote de internet, TV e armazenamento online sairá por US$ 120/mês (aproximadamente 240 reais).

Levando em conta o histórico do Google, pode ser apenas questão de tempo até que os serviços sejam ofertados em outros países.

Curiosidades na internet

Petição para mudar o YouTube

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/youtube/Peticao-para-mudar-o-YouTube/

Youtube

Parece que o YouTube não está agradando a todos. Na Alemanha, Philip Matesanz, 21 anos e estudante de informática da Universidade de Hannover, resolveu colher assinaturas para alterar algumas limitações do serviço de compartilhamento de vídeos. Ele quer que o Google permita aos usuários fazer download dos vídeos que subiram para o YouTube.

O Google aliou-se à RIAA para apresentar queixas contra todo tipo de ferramenta que permitisse gravar conteúdos online, alegando que a empresa está trabalhando em medidas contra “quase todos os serviços que permitam criar uma cópia privada de um conteúdo público transmitido no YouTube”.

O que o estudante deseja é que a empresa quebre o silêncio e participe de um debate público para solucionar o problema. A petição chegou ao ministro responsável pela proteção dos consumidores da Alemanha, para que ele convoque uma assembleia com o Google em nome dos direitos dos cidadãos à cópia privada. E endereçou um pedido à comissária europeia Neelie Kroes, reivindicando garantia para que os consumidores tenham os mesmos direitos que lhes são assegurados quanto a transmissões de televisão.

Segundo Matesanz, durante décadas as pessoas puderam gravar transmissões da televisão pública em seus videocassetes. E questiona o fato de as grandes empresas terem se oposto a este tipo de tecnologia.

O jovem já colheu, em menos de um mês, 1.174.997 assinaturas. Ele deseja chegar às 1.500.000.

Curiosidades na internet

Metade dos consumidores norte-americanos contam com telefones para saberem o melhor preço e mais detalhes do produto

Acesse:http://gigaom.com/2012/01/30/half-of-u-s-shoppers-rely-on-phones-for-in-store-research/

A Pew Internet e American Life Project lançar luz sobre um dos maiores desafios para os varejistas: mais da metade dos adultos norte-americanos proprietários de telefone celular usado seu telefone celular durante o feriado recente a entrar em loja de ajuda para suas compras. A figura destaca a ascensão do que o meu colegaOm chamado de “comprador esperto”  que exerce o seu telefone para garantir que eles obtenham o melhor preço e mais informações quando for comprar na loja.

Em  um novo estudo  de 1.000 adultos realizados no início deste mês, a Pew constatou que 38 por cento dos usuários de celular chamado de amigo, enquanto na loja para comprar conselhos enquanto 24 por cento dos usuários de celular usado seu telefone para obter comentários de produtos on-line. E 25 por cento dos usuários de telefones celulares adultos olhou para cima os preços on-line para produtos na loja na tentativa de encontrar o melhor negócio em linha e em outras lojas. Ao todo, 52 por cento de todos os proprietários de células adultas se baseou em seu telefone para um destes fins e 33 por cento especificamente voltado para o seu telefone para informações on-line durante as compras dentro de uma loja.

Os números são consistentes com uma pesquisa Deloitte fez antes da temporada de férias , que constatou que 27 por cento dos usuários de smartphones dos EUA disseram que planejam usar o seu smartphone enquanto na loja para compras de Natal.

Pew, disse que os consumidores móveis 18-49 são muito mais propensos a usar seus telefones para análises de produtos on-line do que os usuários mais velhos de telefone celular. E os usuários urbanos e suburbanos são duas vezes mais propensos a procurar opiniões on-line a partir de seu telefone do que os proprietários de telefones celulares rurais.Consumidores não-brancas e mais educados eram mais propensos a usar seu telefone para dentro da loja de investigação.

Das pessoas que realizaram pesquisa de preços online, Pew descobriu que 35 por cento ainda comprou o produto na loja, enquanto 19 por cento comprado online. Outro de 8 por cento foi a outra loja para comprar e 37 por cento decidiram não comprar nada.

Este último dado mostra o desafio para os varejistas, que perderam cerca de 5 por cento de operações que começou com pesquisa de preços online, mesmo que tenham o cliente na loja. Isso é algo que os varejistas têm sido cada vez mais sensível em relação, especialmente com promoções como oferta da Amazon férias paraderrubar $ 5 a partir de determinados produtos se os usuários verificados os preços através da Amazon. Mas os dados também mostram como os varejistas podem lutar para trás. Eles, obviamente, precisa estar ciente de preços online, e eles podem procurar maneiras de preços mais baixos ou acompanhar os preços on-line na loja para se manterem competitivas. Eles também podem olhar para publicidade on-line e através de preço de compra-apps como ShopSavvy, assim os usuários podem se encaminhado para loja online que varejista, em vez de seus concorrentes. Ou eles podem apanhar os clientes dos concorrentes que compram preço através de aplicativos.

ShopSavvy e RedLaser também começou a opções instituto scan-and-buy, assim os usuários podem digitalizar um produto do corredor e comprá-los desde varejistas on-line, tendo as suas compras para casa para eles. Isso pode ser outro desafio para uma loja local, mas também oferece uma maneira para que os varejistas ainda concorrer para que a transação se preço competitivo. Aislebuyer e PayPal têm falado de tipos semelhantes de opções para que os varejistas oferecem a compra de um corredor. Ter esse tipo de opção pode em breve ser uma necessidade para os varejistas.

O desafio ainda é considerável para os varejistas de todos os tamanhos. Tendo o consumidor entra com computadores conectados em seu bolso significa que muitos deles pode encontrar um negócio potencialmente melhor on-line ou em outra loja. Mas os varejistas devem estar pensando em como satisfazer seus padrões de compra dos clientes inconstantes. Salvando alguns dólares pode ser suficiente para abandonar uma loja local, mas se isso varejista pode oferecer mais comodidade, melhor atendimento na loja ou a capacidade de regatear sobre alguns produtos, o consumidor ainda pode querer comprar imediatamente. É definitivamente vai ser mais difícil para os varejistas físicos nesta era novo shopping móvel avançada, mas ainda há maneiras de competir como compradores obter muito mais inteligentes.

Curiosidades na internet

%d blogueiros gostam disto: