Uso excessivo de Tylenol causa 150 mortes por ano nos EUA, diz ONG

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2013/10/1357781-tylenol-causa-150-mortes-por-ano-nos-eua-diz-ong.shtml

Um levantamento feito pela organização sem fins lucrativos Pro Publica, dos EUA, mostra que, de 2001 a 2010, cerca de 150 americanos morreram por ano por intoxicação após o consumo de paracetamol, princípio ativo do analgésico Tylenol.

Segundo a Pro Publica, que consultou dados dos CDCs (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA), essas mortes ocorreram por ingestão acidental de doses maiores do que as recomendadas na bula.

O problema, diz a organização, é que a diferença entre a dose máxima por dia para adultos (4 g) e a quantidade que pode causar danos ao fígado é pequena, facilitando a overdose acidental.

Outro problema é que a FDA (agência reguladora de remédios nos EUA) demorou muito para incluir na bula alertas importantes sobre o uso da droga, em especial para pessoas que bebem álcool regularmente ou tomam outros remédios.

FÍGADO

O paracetamol é metabolizado no fígado. Em caso de doses excessivas ou de pessoas desnutridas, que bebam álcool regularmente ou que tomem outros remédios, esse metabolismo produz uma substância tóxica que pode levar à falência hepática.

No Brasil, segundo o hepatologista Raymundo Paraná, não há dados sólidos sobre intoxicações por paracetamol, mas a Sociedade Brasileira de Hepatologia está iniciando um estudo em oito centros de referência para doenças do fígado e em uma unidade básica de saúde para medir sua ocorrência.

Editoria de Arte/Folhapress

O hepatologista, que é professor da faculdade de medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia), afirma que a dose máxima do remédio deveria ser reduzida de 4 g por dia para 3 g.
“É uma droga segura, mas se usada no limite terapêutico. Até 3 g por dia não causa problemas. Entre 3 g e 4 g já houve casos [de intoxicação] em pacientes que usavam outras medicações.”

Ele destaca que o efeito colateral causado pelo paracetamol é previsível e proporcional à dose tomada, diferentemente dos problemas que podem ocorrer com o uso do analgésico que encabeça a lista dos remédios mais vendidos no Brasil, a dipirona.

A droga já foi ligada a um problema raro que leva a medula óssea a parar de produzir células de defesa. Nos EUA e em alguns países da Europa, a dipirona não é vendida.

Já para Aurélio Saez, diretor de relações institucionais da Abimip (associação de fabricantes de remédios isentos de prescrição), o fato de o Brasil e outros países onde a dipirona é vendida não terem números tão grandes de intoxicação por paracetamol fala a favor da dipirona.

Mas ele lembra que nos EUA e em outros países com altas taxas de intoxicação por paracetamol, é comum o uso desse remédio em tentativas de suicídio.

OUTRO LADO

Em nota, a Johnson&Johnson, fabricante do Tylenol, afirma que, quando usado de acordo com a bula, o paracetamol tem “um dos melhores perfis de segurança entre os analgésicos isentos de prescrição”. Mas, como qualquer remédio, pode trazer riscos acima das doses recomendadas. “Os consumidores devem sempre ler a bula, não ingerir mais do que a dose recomendada e seguir sempre a orientação de um médico.”

À Pro Publica, a FDA admitiu que houve demora em acrescentar alertas às bulas do Tylenol, mas que isso foi feito conforme a evolução das evidências científicas.

Curiosidades na internet

Apple registra patente de celular com tela curva

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1254747-apple-registra-patente-de-celular-com-tela-curva.shtml

A Apple pediu o registro de patente para um iPhone com display flexível, que envolve o aparelho. O modelo permite expandir a área da tela, que pode ser curva, e eliminar os botões físicos.

Reprodução/Escritório de Patentes dos EUA
Apple registra patente de celular com tela curva
Apple registra patente de celular com tela curva

O pedido da patente, feito em setembro de 2011, se tornou público na última quinta-feira (28) (leia aqui o pedido, em inglês ). A solicitação pode ser um indicativo de como será um novo modelo de smartphone da companhia.

No entanto, a empresa não comenta sobre lançamentos até que o produto esteja pronto para entrar no mercado. Também há casos em que as empresas registram a patente de novos modelos, mas acabam não lançando nada relacionado.

Apesar disso, o pedido de patente mostra que a Apple tem trabalhado em um produto que seja desenvolvido com a nova geração de telas, que podem ser curvas. Hoje, as de cristal líquido são rígidas e planas.

A descrição do pedido da patente mostra um aparelho similar a um tubo de vidro achatado com um visor envolvendo todo o celular. O documento informa que o novo aparelho não terá nenhuma moldura no entorno da tela.

Curiosidades na internet

Google planeja criar sua própria operadora de telefonia

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/01/google-planeja-criar-sua-propria-operadora-de-telefonia.html

O Google está criando uma rede sem fio experimental que vai cobrir toda a sua sede, em Mountain View, California, nos Estados Unidos. A informação é do Wall Street Journal, que ainda afirma que a decisão pode prenunciar a criação de um serviço de redes sem fio super-rápidas e densas administrada pela gigante das buscas.

A sede do Google terá sua própria rede sem fio de alta velocidade (Foto: Divulgação)A sede do Google terá sua própria rede sem fio de alta velocidade (Foto: Divulgação)

A notícia certamente mexe com o mercado de telecomunicações, mas não há motivos para pensar que em breve você poderá estar conectando seu celular à rede do Google. O próprio Wall Street Journal lembra que segundo documentos enviados pelo Google à Comissão Federal de Comunicações dos EUA, a rede não é acessível a praticamente nenhum aparelho disponível no mercado atualmente. Além, o projeto ainda está em fase de experimento e não deve sair dos limites da sede da empresa tão cedo.

A rede do Google opera via rádio em faixa limitada entre 2.524 e 2.625 MHz, em um raio de 2 km. No entanto, a tecnologia poderia até funcionar em outros lugares, como no Japão, na China a até mesmo no Brasil, já que estes países têm operadoras que estão construindo redes sem fios usando as mesmas frequências – o que pressupõe a chegada de aparelhos compatíveis para breve.

Um porta-voz do Google declarou que a rede é para uso experimental e está sendo construída para testes e desenvolvimento de “coisas novas”. Porém, especula-se que a tecnologia seria usada para prover acesso sem fio a clientes como parte de serviços e produtos, como a banda larga de alta velocidade Google Fiber

Curiosidades na internet

Conheça cinco inovações tecnológicas que poderão mudar o mundo em 2013

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/01/conheca-cinco-inovacoes-tecnologicas-que-poderao-mudar-o-mundo-em-2013.html

 O ano de 2013 traz boas promessas no campo da tecnologia. Algumas já parecem estar chegando às prateleiras das lojas, outras são ainda sonhos que a cada dia se tornam mais concretos. O site do jornal inglês The Guardian preparou uma lista com cinco inovações tecnológicas que prometem mudar um pouco o mundo em 2013.

Carros Autômatos

tecnologiautomatedcarCarro autômato do Google pode ser testado em ruas dos EUA (Foto: Divulgação)

A Google parece sempre determinada a se superar. Há cerca de cinco anos, um carro sem motorista era totalmente experimental e não podia ser testado em qualquer área próxima a seres humanos. No entanto, desde que o gigante da Internet apresentou o seu modelo de carro autômato, a opinião pública mudou e parece ter aceitado bem a novidade. No fim de 2012, dois estados nos EUA já haviam legalizado o uso destes carros em suas ruas e estradas e a previsão é que em 2013 eles e passem a ser usados em um número cada vez maior.

Realidade aumentada

tecnologiagoogleglassesGoogle Glass é dispositivo para realidade aumentada (Foto: Divulgação)

Mais uma vez uma inovação trazida pelo Google ganha destaque. Se a realidade aumentada passou a fazer parte do cotidiano graças a dezenas de aplicativos para smartphones e tablets, o Google Glass promete ainda mais. Com eles, o usuário poderá ler informações em tempo real sobre tudo o que está em seu campo de visão, como em um filme de ficção científica. Os óculos do Google chegarão ao mercado em 2013, mas tecnologia semelhante foi patenteada pela Microsoft e pela Apple que também parecem interessadas em lançar sua versão do produto.

Banda Larga para Celulares (4G)

tecnologia4gCelulares serão boas plataformas para download com tecnologia 4G (Foto: Divulgação)

A tecnologia 4G, já bem difundida nos Estados Unidos, deve se expandir para outros países e já chegou ao Brasil. Com ela é possível realizar grandes transferências de dados para dispositivos móveis, aumentando a conexão entre os usuários. Esqueça as dores de cabeça para jogar games ou ver vídeos com o seu modem 3G. Com a chegada desta nova tecnologia em 2013, tudo ficará mais fácil.

Telas de celular flexíveis

tecnologiaflexivelTelas flexíveis devem chegar ao mercado este ano (Foto: Divulgação)

Apesar da promessa original da Samsung ter sido para o ano de 2012, parece que somente receberemos as interessantes telas flexíveis em 2013. Com esta nova tecnologia você nunca mais precisará se preocupar em quebrar a tela de um celular.

Medidores de calorias

tecnologia tidbitDispositivo permite medir o resultado de exercícios físicos (Foto: Divulgação)

Em 2013 a empresa responsável pelo Fitbit, promete vender os seus aparelhos pelo mundo todo. Com ele você terá acesso a informações do seu corpo. Os usuários, por exemplo, sabem quanto andaram em um dia, e com que velocidade, e podem medir o gasto de calorias com a prática de esportes. Os resultados podem aparecer na forma de gráficos comparativos e ser compartilhados nas redes sociais.

Curiosidades na internet

Metade dos consumidores norte-americanos contam com telefones para saberem o melhor preço e mais detalhes do produto

Acesse:http://gigaom.com/2012/01/30/half-of-u-s-shoppers-rely-on-phones-for-in-store-research/

A Pew Internet e American Life Project lançar luz sobre um dos maiores desafios para os varejistas: mais da metade dos adultos norte-americanos proprietários de telefone celular usado seu telefone celular durante o feriado recente a entrar em loja de ajuda para suas compras. A figura destaca a ascensão do que o meu colegaOm chamado de “comprador esperto”  que exerce o seu telefone para garantir que eles obtenham o melhor preço e mais informações quando for comprar na loja.

Em  um novo estudo  de 1.000 adultos realizados no início deste mês, a Pew constatou que 38 por cento dos usuários de celular chamado de amigo, enquanto na loja para comprar conselhos enquanto 24 por cento dos usuários de celular usado seu telefone para obter comentários de produtos on-line. E 25 por cento dos usuários de telefones celulares adultos olhou para cima os preços on-line para produtos na loja na tentativa de encontrar o melhor negócio em linha e em outras lojas. Ao todo, 52 por cento de todos os proprietários de células adultas se baseou em seu telefone para um destes fins e 33 por cento especificamente voltado para o seu telefone para informações on-line durante as compras dentro de uma loja.

Os números são consistentes com uma pesquisa Deloitte fez antes da temporada de férias , que constatou que 27 por cento dos usuários de smartphones dos EUA disseram que planejam usar o seu smartphone enquanto na loja para compras de Natal.

Pew, disse que os consumidores móveis 18-49 são muito mais propensos a usar seus telefones para análises de produtos on-line do que os usuários mais velhos de telefone celular. E os usuários urbanos e suburbanos são duas vezes mais propensos a procurar opiniões on-line a partir de seu telefone do que os proprietários de telefones celulares rurais.Consumidores não-brancas e mais educados eram mais propensos a usar seu telefone para dentro da loja de investigação.

Das pessoas que realizaram pesquisa de preços online, Pew descobriu que 35 por cento ainda comprou o produto na loja, enquanto 19 por cento comprado online. Outro de 8 por cento foi a outra loja para comprar e 37 por cento decidiram não comprar nada.

Este último dado mostra o desafio para os varejistas, que perderam cerca de 5 por cento de operações que começou com pesquisa de preços online, mesmo que tenham o cliente na loja. Isso é algo que os varejistas têm sido cada vez mais sensível em relação, especialmente com promoções como oferta da Amazon férias paraderrubar $ 5 a partir de determinados produtos se os usuários verificados os preços através da Amazon. Mas os dados também mostram como os varejistas podem lutar para trás. Eles, obviamente, precisa estar ciente de preços online, e eles podem procurar maneiras de preços mais baixos ou acompanhar os preços on-line na loja para se manterem competitivas. Eles também podem olhar para publicidade on-line e através de preço de compra-apps como ShopSavvy, assim os usuários podem se encaminhado para loja online que varejista, em vez de seus concorrentes. Ou eles podem apanhar os clientes dos concorrentes que compram preço através de aplicativos.

ShopSavvy e RedLaser também começou a opções instituto scan-and-buy, assim os usuários podem digitalizar um produto do corredor e comprá-los desde varejistas on-line, tendo as suas compras para casa para eles. Isso pode ser outro desafio para uma loja local, mas também oferece uma maneira para que os varejistas ainda concorrer para que a transação se preço competitivo. Aislebuyer e PayPal têm falado de tipos semelhantes de opções para que os varejistas oferecem a compra de um corredor. Ter esse tipo de opção pode em breve ser uma necessidade para os varejistas.

O desafio ainda é considerável para os varejistas de todos os tamanhos. Tendo o consumidor entra com computadores conectados em seu bolso significa que muitos deles pode encontrar um negócio potencialmente melhor on-line ou em outra loja. Mas os varejistas devem estar pensando em como satisfazer seus padrões de compra dos clientes inconstantes. Salvando alguns dólares pode ser suficiente para abandonar uma loja local, mas se isso varejista pode oferecer mais comodidade, melhor atendimento na loja ou a capacidade de regatear sobre alguns produtos, o consumidor ainda pode querer comprar imediatamente. É definitivamente vai ser mais difícil para os varejistas físicos nesta era novo shopping móvel avançada, mas ainda há maneiras de competir como compradores obter muito mais inteligentes.

Curiosidades na internet