‘Tsunami’ varre superfície solar a 400 quilômetros por segundo


Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/bbc/2013/07/1309994-tsunami-varre-superficie-solar-a-400-quilometros-por-segundo.shtml

Dois satélites registraram um “tsunami” se espalhando pela superfície do Sol depois de uma descarga de matéria chamada Ejeção de Massa Coronal – erupções de gás em alta temperatura.

Esse “tsunami” é gerado após a erupção solar e caracteriza-se por um campo magnético em suspensão e gás ionizado em alta temperatura, que varre a superfície solar a uma velocidade de 400km por segundo.

A análise deste fenômeno permitirá aos cientistas prever qual o impacto das ejeções de massa coronal para a Terra.

Se direcionadas a nosso planeta, as partículas geradas na erupção solar podem afetar sistemas de comunicação, redes de transmissão de energia e gerar intensas auroras no céu.

Estes lançamentos enormes de energia magnética – conhecidos como “super flares” (super chamas, na tradução literal) – podem danificar a atmosfera de um planeta em órbita nas proximidades, colocando em risco as formas de vida que eventualmente residam ali.

Felizmente as “super flares” são muito menos frequentes em estrelas de baixa rotação, como nosso Sol.

Curiosidades na internet

Erupção solar lança radiação rumo a Marte e Nasa vai ‘desligar’ Curiosity


Acesse:http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/03/erupcao-solar-lanca-radiacao-rumo-marte-e-nasa-vai-desligar-curiosity.html

Desativação é temporária e visa preservar robô, diz agência.
Nuvem de gás superaquecido segue rumo a Marte a 3,2 milhões de km/h.

Uma grande erupção solar detectada nesta semana pela agência espacial americana Nasa lançou um fluxo de radiação em direção a Marte, informaram nesta quinta-feira (7) agências de notícias internacionais.

O jato solar também lançou uma nuvem de gás superaquecido que está se movendo em direção ao planeta vermelho a uma velocidade de 3,2 milhões de km/h, diz a Nasa. Para evitar danos ao robô Curiosity, a agência vai desativá-lo temporariamente, desligando suas atividades principais, diz a Associated Press.

Concepção artística divulgada pela Nasa mostra erupção solar de agosto de 2012 semelhante à ocorrida nesta semana (Foto: Nasa/AP)Concepção artística divulgada pela Nasa nesta quinta-feira (7) mostra erupção solar de agosto de 2012 semelhante à ocorrida nesta semana (Foto: Nasa/AP)

“Nós estamos sendo cuidadosos”, disse o coordenador do Laboratório de Propulsão à Jato da Nasa, Richard Cook. Apesar de o robô estar no planeta vermelho desde 2012 e ser projetado para resistir a efeitos atmosféricos de Marte, os cientistas optaram pela cautela.

Três outros equipamentos da Nasa – o robô Opportunity, que está em solo marciano, e duas sondas espaciais – continuarão com suas atividades normais, segundo a agência.

Sem efeitos sobre a Terra
Os pesquisadores não esperam que a radiação tenha efeitos sobre Terra. No passado, erupções como esta causaram “tempestades solares” que afetaram o funcionamento de aviões, satélites e serviços de GPS, diz a Nasa.

Erupções solares podem prejudicar o funcionamento de equipamentos em Marte, ponderam os cientistas. Em 2003, uma tempestade solar desativou o detector de radiação da sonda Odyssey. A agência, no entanto, não espera que o mesmo ocorra com o robô Curiosity.

Os cientistas estavam tentando solucionar um defeito ocorrido recentemente no Curiosity quando a tempestade solar foi detectada. Um dos computadores de bordo do robô havia apresentado problemas por um erro na memória. Com a chegada da radiação, a Nasa decidiu esperar a radiação passar para resolver o problema.

*Com informações da Associated Press

Curiosidades na internet