Homem constrói réplica de carro com impressora 3D

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/36528/36528

(Foto: Reprodução)

O neozelandês Ivan Sentch está usando uma impressora 3D para construir sozinho a réplica de um Aston Martin DB4 – modelo antecessor ao conhecido DB5, “o carro de James Bond”.

O entusiasta de carros clássicos utiliza softwares como AutoCad, AutoDesk e 3DS Max para projetar cada peça de sua réplica. Como ele mesmo diz, seu trabalho é “um quebra-cabeça em 2500 bits”.

Até dezembro do ano passado, quando começou o projeto, Sentch se considerava um novato no mundo da impressão 3D. Ele foi aprendendo sozinho como usar a ferramenta e manipular os softwares de modelagens tridimensionais.

Reprodução

Sentch diz já ter imprimido quase 72% das peças necessárias para a concretização do projeto. No futuro, pretende conseguir peças de um Nissan Skyline GTS25T para fazer com que o carro funcione de verdade. Mas o veículo é apenas um esboço para uma futura carroceria de fibra de vidro, que será sobreposta ao modelo de plástico.

O projeto e a evolução do carro podem ser acompanhados em neste blog.

Curiosidades na internet

Nasa cria parte de motor de foguete com impressora 3D

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/nasa-cria-parte-de-motor-de-foguete-com-impressora-3

Impressoras 3D

A impressão tridimensional avança a cada dia e a Nasa, que já tinha investido em uma impressora de pizzas, decidiu usar a tecnologia em máquinas mais pesadas. A agência espacial norte-americana informou ter concluído testes envolvendo um motor de foguete.

O motor injetor do foguete foi inteiro feito por meio de uma impressora 3D.

Os testes foram realizados em parceria com a Aerojet Rocketdyne, em Cleaveland. A Nasa realizou uma série de disparos de oxigênio líquido e de hidrogênio gasoso na montagem do foguete para demonstrar que é possível fabricar componentes altamente críticos usando essa nova tecnologia.

A Aerojet projetou e fabricou o injetor com um método que utiliza feixes de laser de alta potência para derreter e fundir pós metálicos finos em estruturas tridimensionais. Ou seja, imprimiram em 3D usando materiais pesados.

Michael Gazarik, da Nasa, disse em nota que a agência pode, no futuro, usar a tecnologia para imprimir peças em 3D em missões no espaço, o que economizaria tempo e tornaria a tarefa mais fácil de ser executada.

Levaria mais de um ano para se produzir o injetor testado em Cleaveland, por exemplo, sendo que a impressora o fez em apenas quatro meses.

Curiosidades na internet

Toshiba divulga impressora que apaga e reutiliza papel até cinco vezes

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2012/12/toshiba-divulga-impressora-que-apaga-e-reutiliza-papel-ate-cinco-vezes.html

A Toshiba divulgou uma nova impressora multifuncional que tem a capacidade de apagar e reutilizar folhas de papel por até cinco vezes. A e-STUDIO 306LP/RD30 imprime com um tipo especial de toner e, caso o usuário deseje, pode apagar o papel para uso posterior. A remoção da tinta é feita por um processo que usa altas temperaturas para dissolvê-la completamente.

Multifuncional da Toshiba imprime, apaga e reaproveita folhas de papel até cinco vezes (Foto: Reprodução)Multifuncional imprime, apaga e reaproveita folhas de papel até cinco vezes (Foto: Reprodução/Tom’s Guide)

O papel pode ser reutilizado cinco vezes na impressora, fazendo-a soar interessante para poupar custos e deixar tranquila a consciência ambiental do comprador. De acordo com a Toshiba, o uso da sua nova multifuncional reduz a emissão de dióxido de carbono envolvida no processo de impressão em 57%, admitindo que o papel seja utilizado até cinco vezes. Outro reflexo da adoção da impressora é a economia nos custos relacionados ao papel: até 20% menos em comparação com os modelos tradicionais.

Para garantir que documentos importantes não acabem perdidos, a impressora tem um recurso que permite que o scanner gere uma imagem da folha que está prestes a ser apagada. Caso o usuário deseje recuperar o documento, basta resgatar a imagem e imprimir novamente.

Segundo a Toshiba, a e-STUDIO 306LP/RD30 passará a ser comercializada em 2013. Assim como a impressora, os tonners especiais usados no processo de impressão do aparelho não tiveram seus preços e disponibilidade divulgados pela Toshiba.

Curiosidades na internet