Tomar sol sem proteção pode provocar doenças nos olhos, afirma especialista

Acesse:http://noticias.r7.com/saude/tomar-sol-sem-protecao-pode-provocar-doencas-nos-olhos-afirma-especialista-31012014

Exposição excessiva ao ultravioleta pode danificar córnea ou superfície ocular

A utilização de óculos escuros é fundamental para proteger os olhos da luz solar intensaThinkstock

A exposição ao sol por longos períodos podem provocar problemas nos olhos, de acordo com o médico cirurgião-oftalmologista Renato Neves.

— Não sentimos os raios ultravioleta, porém eles causam sérias doenças no nosso organismo. Pessoas mais expostas à luz solar têm uma maior tendência a desenvolver doenças oculares, como por exemplo, a catarata.

De acordo com o médico, a ação aguda dos raios UV sobre os olhos provoca queimaduras na superfície ocular semelhantes aquelas causadas na pele. E o efeito da longa exposição sem a devida proteção é cumulativo.

Casos de conjuntivite aumentam 20% durante o verão

Neves ainda explica que a exposição excessiva ao ultravioleta refletido na areia ou no chão, ou até mesmo na neve, pode danificar a córnea ou a superfície ocular, causando doenças como a conjuntivite. Segungo o especialista, é necessário também proteger os olhos de lesões agudas causadas por breves saídas durante os dias de sol muito forte.

O especialista ainda acrescenta que em dias nublados também é recomendado o uso de óculos escuros.

— O que pouca gente sabe é que mesmo nos dias nublados, os raios de sol passam através das nuvens finas, por isso também é importante usar os óculos de sol.

Verão requer cuidado especial com os olhos

A escolha do óculos de sol adequado também é indispensável, pois o principal é que os óculos bloqueiem de 99 a 100% dos raios UVA e UVB. E os óculos devem envolver a sua face, de têmpora a têmpora, para que os raios solares não penetrem pelo lado.

Dicas:

— Se possível proteja-se do sol das 10h da manhã e 14h da tarde;
— O que vale é a lente filtrar toda a radiação UV. O preço, modelo e cor dos óculos são de importância secundária;
— Veja sempre se há o selo de qualidade e de proteção UV nos óculos de sol

Curiosidades na internet

Anúncios

Carregadores de bateria que usam energia solar chegam ao mercado

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/05/1284765-carregadores-de-bateria-que-usam-energia-solar-chegam-ao-mercado.shtml

DIANE CARDWELL

DO “NEW YORK TIMES”

The New York TimesA vida está se tornando cada vez mais portátil, graças aos smartphones e tablets. As possibilidades desse tipo de vida podem ser infinitas –desde que as baterias durem tempo suficiente.

Hoje, uma série de empresas de tecnologia solar oferecem pequenos carregadores e capas para celular que fornecem energia em trânsito. “Uma vida portátil exige energia portátil”, disse Chris Abbruzzese, vice-presidente de marketing da Goal Zero, que fabrica vários sistemas de carregamento solar.

Dispositivos que incluem células ou painéis solares em capas de telefone celular estão disponíveis há algum tempo, mas tem sido um desafio alcançar os níveis certos de forma, função e preço, dizem analistas. Os modelos anteriores eram não apenas volumosos e caros demais, como também demoravam muito para carregar.

Mas o mercado de energia solar também não foi ideal, o que ajuda a explicar a pressão do solar na eletrônica de consumo portátil diante do que alguns consideram probabilidades adversas.

“As empresas solares estão correndo para isso porque as margens nos mercados convencionais estão realmente ruins”, disse Matt Feinstein, analista da Lux Research, especializada em tecnologias emergentes.

The New York Times
O recarregador de "gadgets" feito pela empresa EnerPlex, cuja fonte de energia é luz solar
O recarregador de “gadgets” feito pela empresa EnerPlex, cuja fonte de energia é luz solar

Uma variedade de carregadores, alguns mais baratos que US$ 100 (cerca de R$ 205), começa aparecer nas prateleiras. Alguns, como o Solio Bolt ou o Joos Orange, usam uma bateria individual de carregamento solar que se conecta aos dispositivos por cabo USB. Outros, como o EnerPlex, da Ascent Solar, usam o sol para carregar uma capa que então recarrega o smartphone.

Há indícios de que os produtos começam a encontrar um público. A Goal Zero diz que espera ver sua receita dobrar neste ano, para cerca de US$ 60 milhões. Para a Ascent Solar, as vendas começaram a decolar depois que a rede de eletrônicos Fry’s, com sede na Califórnia, começou a vender carregadores EnerPlex.

As empresas chegaram ao negócio de carregadores de celulares de maneiras diferentes. A Goal Zero, por exemplo, nasceu dos esforços humanitários de Robert Workman, um empresário que atua levando energia renovável para algumas áreas da República Democrática do Congo.

A companhia usa silício monocristalino em seus painéis portáteis. Por causa do colapso dos preços de fabricação de painéis de silício, hoje a companhia pode oferecer seus produtos pela metade do preço de três anos atrás.

Diante dos painéis de baixo custo fabricados pelos chineses, a Ascent recuou no ano passado de seu plano original de desenvolver materiais fotovoltaicos para edifícios e fazendas solares. Em vez disso, a empresa decidiu se concentrar na eletrônica de consumo, que tem margens de lucro mais altas e menos pressão para produzir em grande volume.

A empresa conta com produtos feitos do composto seleneto de cobre índio e gálio, ou CIGS, que pode trabalhar sobre material flexível, em vez do vidro geralmente usado como suporte para células de silício tradicionais.

A Alta Devices, sediada no Vale do Silício, está no ramo da eletrônica por razões similares, mas emprega uma tecnologia diferente. A Alta usa arsenieto de gálio, o mais eficiente composto solar, sobre um fundo flexível.

“Quando você cria uma diferença significativa quanto à duração da carga da bateria ou em como algo é carregado, esses mercados podem ter um índice de adoção muito alto”, disse Christopher S. Norris, executivo-chefe da Alta.

Como muitos dispositivos precisam ser carregados, disse ele, “essas coisas passam a ser mercados de bilhões de dólares em um período de tempo muito curto”.

Curiosidades na internet

Tablet Android para aventureiros é super-resistente e movido à energia solar

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/05/tablet-android-para-aventureiros-e-super-resistente-e-movido-energia-solar.html

Atualmente existem inúmeros tipos de tablets Android no mercado, para todos os estilos e gostos. Entretanto, uma empresa pretende ir um pouco além e atingir um segmento bem mais específico: o dos aventureiros. A Sqigle INC está desenvolvendo um dispositivo móvel super-resistente e movido à energia solar que promete ser o “tablet da sobrevivência no campo”.

Earl é resistente a água e lama, e ainda é movido à luz solar (Foto: Divulgação)Earl é resistente a água e lama, e ainda é movido à luz solar (Foto: Divulgação)

O aparelho, chamado de Earl, conta com muitos dos recursos essenciais para quem está sempre viajando e em busca de desafios: o tablet inclui conexões sem fio, como NFC e GPS, com mapas topográficos já pré-carregados. Além disso, o Earl conta com duas vias walkie-talkie feitas para conversar com outros usuários que possuam o modelo de tablet.

Além disso, o Earl possui uma proteção externa que o torna resistente a água, lama e poeira, além de ser à prova de quedas. Porém, mesmo com uma estrutura especial, o modelo deixa a desejar muito em um quesito: ele não possui uma câmera fotográfica. Assim, os aventureiros precisarão pensar em uma segunda opção para registrar as paisagens.

Empresa cria Earl, tablet Android super resistente movido à energia solar. (Foto: Reprodução / Meet The Earl) (Foto: Empresa cria Earl, tablet Android super resistente movido à energia solar. (Foto: Reprodução / Meet The Earl))Earl, tablet Android para aventureiros, tem walkie
talkie e gancho com corda (Foto: Divulgação)

Sua tela de apenas 6 polegadas também não é ideal para quem gosta de assistir filmes ou jogar games. No entanto, o tablet não foi feito para usuários comuns, sendo muito mais interessante para quem quer ter sempre um Android por perto, mesmo sabendo que o aparelho corre riscos. O modelo é movido à luz solar e ainda possui um gancho para ser prendido durante o alpinismo, por exemplo.

A Sqigle INC está tentando levantar uma quantia que possa financiar a produção do aparelho. O site oficial do produto afirma que as pré-encomendas já podem ser feitas com 30% de desconto, por US$ 250 (por volta de R$ 500) cada. Ainda faltam cerca de 30 dias para o prazo final da arrecadação, e a empresa atingiu menos de 10% da sua meta.

Curiosidades na internet

Sustentabilidade: oito carregadores de celular que usam energia solar

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/04/sustentabilidade-oito-carregadores-de-celular-que-usam-energia-solar.html

Smartphones e sustentabilidade estão na moda. Então, por que não juntar as duas coisas? É o que propõe esses oito carregadores, que utilizam a luz solar para carregar o seu iPhone,Android e Windows Phone. Todos os dispositivos já estão à venda e podem ajudar naquele momento de “desespero” em que a bateria do celular acaba, alguns deles podem até ser utilizados para decorar a sua casa. Confira a lista:

1. SLXtreme

Snow Lizard SLXtreme Case é à prova d'água e faz recarga pela luz solar (Foto: Divulgação)Snow Lizard SLXtreme Case é à prova d’água e faz recarga pela luz solar (Foto: Divulgação)

Compatível com iPhone 4, 4s e 5, o SLXtreme tem as laterais emborrachadas e é o carregador ideal para quem gosta de fazer trilhas. O acessório é à prova d’agua e pode ser utilizado em até dois metros de profundidade, com direito a botão obturador integrado para fotos subaquáticas. A bateria integrada dobra o tempo de vida útil do smartphone e é revestida por uma caixa de policarbonato. Ela é mesmo poderosa: aguenta sete horas de conversa e 11 de reprodução de vídeos. Tantos adjetivos compensam o preço: R$ 129,99

2. Altoids Solar USB Charger

 Altoids Solar USB Charger parece uma lata de sardinha, mas mantem o celular ligado por dois dias (Foto: Divulgação)Altoids Solar USB Charger parece uma lata de sardinha, mas mantem o celular ligado por dois dias (Foto: Divulgação)

O Altoids Solar não tem múltiplas funções como o SLXtreme. No entanto, o ponto forte do aparelho está no tempo em que ele mantém o celular ligado: dois dias ou mais! Portátil, o dispositivo usa baterias AA e quase lembra uma lata de sardinha, só que bem mais charmosa. Mas e se faltar sol? Não é problema para ele. Duas pilhas recarregáveis o acompanham e servem como fonte de energia. Preço: R$ 34,99

3. SunVolt Gomadic

Gomadic SunVolt tem duas versões e pode ser utilizados até na piscina (Foto: Divulgação)Gomadic SunVolt tem duas versões e pode ser utilizados até na piscina (Foto: Divulgação)

O SunVolt não carrega apenas o celular, mas vários aparelhos ao mesmo tempo. O painel solar lembra um notebook e até já existe uma versão plus do produto: o SunVolt Max. A diferença é que a versão Max funciona como uma estação solar, que permite uma absorção de energia até 50% maior. O preço também muda: US$ 99,95 (R$ 200) a versão simples e US$ 129,95 (R$ 260) no equipamento mais completo. Quer levar para piscina? Tudo bem. Ele é a prova d’água e a sua capa protetora tem um sistema antiderrapante.

4. XD Design Solar Window Charger

XD Design Solar Window Charger pode ser utilizado no carro para dispositvos USB (Foto: Divulgação)XD Design Solar Window Charger pode ser utilizado no carro para dispositvos USB (Foto: Divulgação)

O XD Window é ideal para quem anda muito de carro. Pequeno, elegante e leve, pesa só 195 gramas, o aparelho carrega qualquer dispositivo USB, mas não é recomendado para tablets. O preço é de aproximadamente US$ 65 (R$ 130).

5. Electree Charging Sculpture

Electree Charging SculptureElectree Charging Sculpture

O Electree Charging Sculpture tem a forma de um bonsai e lembra bem o conceito de “fotossíntese”. O design curioso faz dele um item de decoração, que pode ser customizado de acordo com o gosto do cliente. Suas 27 “folhas”, armazenam a energia em suas “raízes” – uma base oculta. O preço é tão chamativo quanto o carregador: cerca de 450 dólares (R$ 900).

6. WakaWaka Power Compact Solar Charger

WakaWaka Power Compact Solar Charger traz luz com autonomia de 40 horas (Foto: Divulgação)WakaWaka Power Compact Solar Charger traz luz com autonomia de 40 horas (Foto: Divulgação)

O WakaWaka Power tem um nome estranho, mas promete carregar totalmente o seu smartphone após um dia de sol. O dispositivo traz também uma lanterna que fornece até 40 horas de luz, caso o usuário queria fazer uma leitura em um ambiente escuro, por exemplo. De acordo com a fabricante, o produto garante 200% de eficiência sobre qualquer outro do mercado. Além disso, a cada aparelho vendido, a empresa promete doar um WakaWka Power aos refugiados do Haiti e da Síria, regiões que enfrentam graves racionamentos de energia. Preço US$ 79 (cerca de R$ 160).

7. Solio CLASSIC2

Solio CLASSIC2 funciona como um relógio solar, além de ser um carregador (Foto: Divulgação)Solio CLASSIC2 funciona como um relógio solar, além de ser um carregador (Foto: Divulgação)

O design do Solio Classic é icônico: se você colocar um lápis no meio dele o dispositivo vira o relógio de sol. Além disso, o dispositivo carrega qualquer aparelho eletrônico em 90 minutos: tablets, Smartphone, GPS, e-readers e até luzes de bicicleta. Preço: R$ 100.

8. XD Design Solar Sunflower

XD Design Solar SunflowerXD Design Solar Sunflower imita um girassol e recarrega qualquer dispositivo USB (Foto: Divulgação)

 

Sabe aquela ideia de que os carregadores solares fazem “fotossíntese”? Não é à toa que o XD Sunflower tem design de um girassol. Segundo a fabricante, proposta dele é irradiar energia, otimismo e alegria, tal como a flor. As duas folhinhas verdes são simpáticas o bastante para fazer isso. Além de servir como objeto de decoração, o acessório carrega qualquer dispositivo USB. Preço: US$ 62 (R$ 124).

Curiosidades na internet

Cientistas desenvolvem lente de contato que exibe mensagens de texto

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/conceito/Cientistas-desenvolvem-lente-de-contato-que-exibe-mensagens-de-texto/

Lente de contato

Você usa lentes de contato? Já pensou que prático seria se elas funcionassem como mini displays que exibissem as mensagens de texto que chegassem em seu smartphone? Essa ideia remete aos filmes de ficção científica, nos quais ciborgues e androides conseguem ver dados através de suas “lentes”, além da imagem real formada no mundo exterior. Mas daqui a algum tempo, nós também poderemos desfrutar desses “olhos biônicos”. Saiu no Mashable.

Na verdade, uma nova tecnologia está sendo desenvolvida para permitir que nós possamos visualizar dados através de lentes de contato. Uma equipe de pesquisadores belgas está desenvolvendo um painel esférico e curvo de LCD que pode se adaptar perfeitamente sobre lentes de contato, no globo ocular.

E além de exibirem informações como texto, essas pequenas ‘telas de contato’ também poderão desempenhar outras finalidades, como proteger a retina de raios UV, como se fossem óculos de sol adaptáveis que funcionam como lentes transition – elas poderiam tornar-se escuras, para evitar grande exposição do olho à luz solar.

 Curiosidades na internet

Lâmpadas de plástico são mais eficientes e podem substituir as atuais

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/ciencia/Lampadas-de-plastico-sao-mais-eficientes-e-podem-substituir-as-atuais/

Lampada Plastica

Pesquisadores da Universidade de Wake Forest, na Carolina do Norte, desenvolveram um novo tipo de lâmpada que pode ser o sucessor das atuais lâmpadas fluorescentes, espalhadas por todos os cantos do mundo. A equipe desenvolvedora do projeto acredita que as primeiras unidades começarão a ser produzidas já no ano que vem. As informações são da BBC News.

As novas lâmpadas são feitas de uma fonte de luz chamada polímero eletroluminescente induzido por campo elétrico, ou tecnologia Fipel. São feitas de três camadas de polímeros emissores de luz, cada qual contendo um pequeno volume de nanomateriais que incandescem quando a corrente elétrica passa por eles.

Segundo o inventor do projeto, Dr. David Carroll, professor de física na Universidade de Wake Forest, a nova fonte plástica de energia pode ser moldada a qualquer forma. E ainda produz luz de melhor qualidade que a de lâmpadas fluorescentes compactas, que se tornaram bastante populares nos últimos anos. “Nosso dispositivo se iguala perfeitamente ao espectro de luz solar”, explica o professor, ao falar das dores de cabeça causadas nas pessoas pela luminosidade dos atuais bulbos fluorescentes.

O professor garante que suas novas lâmpadas são mais brilhantes que as atuais e, além disso, é possível dar ao espectro qualquer tonalidade desejada sobre a luz branca.

A lâmpada que tem como fonte de luz a tecnologia Fipel é mais duradoura, mais brilhante, pode ser transformada em várias formas e é inquebrável, já que não é feita de vidro. Segundo o professor, em seu laboratório já existe um exemplar funcionando há aproximadamente dez anos.

O professor diz que suas lâmpadas possuem um baixo custo de fabricação, e ainda garante que já existe uma “empresa parceira” interessada em iniciar a fabricação dos dispositivos em 2013.

Curiosidades  na internet

Parecido com óculos, Re-Timer estimula cérebro para acabar com jet lag

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2012/11/parecido-com-oculos-re-timer-estimula-cerebro-para-acabar-com-jet-lag.html

Quem viaja muito para lugares com fusos horários diferentes sente os efeitos de um fenômeno conhecido como jet lag: em resumo, o cérebro acaba ficando fora de sincronia com o horário real. O Re-Timer, criação do professor Leon Lack, é um dispositivo que “reseta” o cérebro e evita que a sensação de descompasso entre tempo biológico e tempo real cause incômodo.

Re-Timer pode acabar com o incômodo do jet-lag (Foto: Reprodução)Re-Timer pode acabar com o incômodo do jet lag (Foto: Reprodução)

Acredita-se que o jet lag seja causado porque a percepção da luz solar pelo cérebro tem seu ciclo alterado devido à diferença de fuso horário. O Re-Timer emite uma suave luz verde, que “engana” o cérebro e mantém o ciclo circadiano da mente em ordem. Este ciclo é responsável por manter diversos ritmos de funcionamento do organismo.

O Re-Timer foi desenvolvido após 25 anos de pesquisas sobre o sono na Universidade Flinders, na Austrália. De acordo com os desenvolvedores do aparelho, ele deve ser utilizado por durações definidas e em horários delimitados. Dependendo da necessidade, esse uso programado do aparelho atrasa ou adianta o horário de percepção do cérebro, evitando que o jet lag se manifeste.

Leon Lack afirma que quem deseja adiantar o relógio biológico, precisa usar o Re-Timer por 50 minutos por três dias, logo depois de acordar pela manhã. Para atrasar o relógio do corpo, basta fazer o mesmo processo durante três dias. A diferença é que o Re-Timer precisa ser usado antes de ir dormir. O óculos é recarregado via USB e sua bateria tem duração de quatro horas.

O dispositivo pode ser adquirido online por cerca de US$ 260 (R$ 545 aproximadamente). De acordo com o seu idealizador, o aparelho funciona melhor que medicamentos e não tem nenhuma contraindicação.

Curiosidades na internet