Carros são a próxima plataforma para tecnologia, diz CEO da GM

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/carros-sao-a-proxima-plataforma-para-tecnologia-diz-ceo-da-gm-20130613.html

BOSTON, 13 Jun (Reuters) – O carro é o próximo grande campo de provas para a tecnologia de comunicações, disse na quinta-feira o CEO da General Motors Co, Dan Akerson.

O automóvel se tornará uma importante plataforma para tecnologia “e uma com uma bateria muito mais duradoura do que um iPhone”, disse ele em comentários preparados para os principais executivos do Club of Boston.

Desenvolver melhor tecnologia para o interior do carro é fundamental para montadoras como a GM atraírem compradores mais jovens, que apreciam tecnologia. Se conseguirem, as empresas vão gerar novas fontes de receita e aumentar as margens de lucro. Uma abordagem para a GM pode ser a venda de publicidade dentro do próprio carro, Akerson disse no mês passado.

Em meados de 2014, a montadora número 1 dos EUA, em parceria com a AT&T Inc, vai começar a vender veículos embarcados com banda larga móvel 4G LTE, uma conexão sem fio que permite um fluxo mais rápido de dados que, segundo a GM, permite que os passageiros no banco traseiro assistam transmissões de vídeo.

Akerson, um ex-alto executivo de empresas de telecomunicações como MCI, Nextel e XO Communications, disse que as montadoras não têm escolha, enquanto o consumidor médio dos EUA está gastando mais do que 2 horas e meia por dia em seus smartphones e tablets. Isso supera as 16 horas semanais gastas em carros como motoristas ou passageiros.

“Case os dois e você tem uma megatendência que pretendemos aproveitar como vantagem .competitiva”, disse ele.

Curiosidades na internet

Procon-SP consegue liminar para identificar chamadas de telemarketing

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/telecom/Procon-SP-consegue-liminar-para-identificar-chamadas-de-telemarketing/

Telemarketing

O Procon-SP conseguiu uma liminar na Justiça para que as operadoras Vivo, TIM, Oi, Claro, Nextel, Embratel e GVT forneçam o número do telefone que suas centrais de telemarketing utilizam para ligar para clientes efetivos ou potenciais. As empresas fazem ligações de números não identificados ou utilizam linhas diferentes para dificultar o rastreamento. Saiu na coluna da Mônica Bergamo, na Folha.

Além disso, as operadoras também não forneciam dados ao Procon-SP, alegando preservar o sigilo das chamadas. Por essa razão, o órgão não conseguia investigar denúncias feitas por pessoas que não desejam ser incomodadas por este tipo de ligação. Nem mesmo os clientes bloqueados no serviço de telemarketing eram poupados.

Após a notificação, as operadoras terão dez dias para prestar informações ao Procon. A multa pelo descumprimento é de R$ 100 mil.

Curiosidades na internet

Tarifa de ligação telefônica deve cair em 2013, com redução de taxa pela Anatel

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/telecom/Tarifa-de-ligacao-deve-cair-em-2013-devido-a-reducao-de-taxa-pela-Anatel/

ANATEL

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou nesta quinta-feira (1) um novo regulamento para o setor nacional de telefonia: as taxas cobradas pelas operadoras em ligações para outras empresas de telefonia móvel devem cair consideravelmente. A notícia saiu na Folha de S. Paulo.

O documento prevê que a taxa (que encontra-se atualmente em R$ 0,42) cairá para R$ 0,33 em 2013, R$ 0,25 em 2014 e R$ 0,16 em 2015. No ano seguinte, as empresas deverão seguir um novo modelo de custos, o qual ainda não foi regulamentado pela Anatel. Apenas para servir como parâmetro de comparação: nos Estados Unidos, esta taxa é inferior a R$ 0,10, e na Europa é de aproximadamente R$ 0,07.

Por enquanto é cedo para se determinar o impacto que tal medida causará na conta dos consumidores. De acordo com o conselheiro Marcelo Bechara, relator do processo, a medida oferece previsibilidade ao setor, fato positivo tanto para empresas quanto para consumidores. “Para que não haja uma queda brusca, nós propusemos uma escada [para os preços] até 2015”.

O conselheiro optou por acabar com o chamado ‘efeito clube’, que ocorre quando o preço de ligação para telefones de uma mesma operadora é bem menor do que para as outras. Ele prevê uma equiparação destes valores em todas as companhias telefônicas e acredita que, com a redução das taxas em escala gradativa, os preços já sejam reduzidos naturalmente pelas empresas.

Foi definido, ainda, que as operadoras pequenas que não possuem cobertura nacional deverão pagar uma menor taxa de roaming. Tal medida irá beneficiar empresas como a CTBC (que opera em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo) e Sercomtel (do Paraná). A Nextel, que possui licença para cobertura nacional mas não dispõe de rede em todas as regiões brasileiras, também será beneficiada. Os valores ainda não foram especificados.

Outra definição do novo regulamento obriga as empresas a compartilharem torres, dutos, valas e cabos. A fibra óptica não foi incluída nas regras de compartilhamento. Os valores cobrados por cada empresa ainda deverão ser apresentados à Anatel.

Curiosidades na internet