Macaco consegue controlar os movimentos de outro com o pensamento

Acesse:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/02/140219_macaco_controle_cerebro_rb.shtml

Macaco consegue controlar braço de outro com pensamento (SPL)Tecnologia ainda dá seus primeiros passos, mas é avanço importante para contornar danos da medula espinhal

Cientistas americanos anunciaram ter conseguido fazer com que um macaco controle os movimentos do braço de outro com o pensamento.

Leituras do cérebro do primeiro macaco, chamado de mestre, foram usadas como guia para estimular eletricamente a medula espinhal do segundo macaco, chamado de avatar. Assim, o mestre pôde comandar os movimentos do avatar.

A equipe de cientistas espera que o método seja aperfeiçoado para permitir que pessoas paralíticas readquiram o controle de seus corpos. Danos à medula espinhal podem interromper o fluxo de informações entre o cérebro e o corpo e impedir uma pessoa de andar ou se alimentar sozinha. Os pesquisadores buscam contornar esse dano com a ajuda de máquinas.

Publicados na Nature Communications, os resultados do estudo foram descritos como “um passo importante” rumo a essa meta.

Conexão cerebral

Na pesquisa, cientistas da Escola de Medicina de Harvard se recusaram a provocar a paralisia de um macaco por considerar a atitude injustificável. Em vez disso, usaram dois macacos: um mestre e um avatar, que foi sedado para simular os efeitos da paralisia.

Um chip foi implantado no cérebro do mestre para monitorar qualquer atividade cerebral que envolvesse mais de cem neurônios. Durante o treinamento, os movimentos do mestre foram relacionados a padrões da atividade elétrica gerada por seus neurônios.

Por sua vez, o avatar teve 36 eletrodos implantados em sua medula espinhal. Testes foram realizados para verificar como o estímulo provocado por diferentes combinações de eletrodos afetava seus movimentos.

Só então os macacos foram conectados um ao outro para que as leituras cerebrais de um gerassem movimentos no outro em tempo real. O avatar segurava um controle que comandava um cursor em uma tela enquanto o líder pensava em mover este cursor para cima e para baixo.

Em 98% dos testes, o mestre conseguir controlar os movimentos do braço do avatar.

“Nossa esperança é obter um movimento totalmente natural”, disse o pesquisador Ziv Williams à BBC. “Acho que teoricamente é possível, mas para chegar a esse ponto serão necessários esforços adicionais e exponenciais”.

Para Williams, mesmo a menor capacidade de realizar movimentos novamente mudaria drasticamente a qualidade de vida de pessoas paralíticas.

Realidade ou ficção?

Cena do filme Avatar (AP)Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

Garoto de 10 anos salva vida da avó graças ao Mario Kart

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/comportamento/Garoto-de-10-anos-salva-vida-da-avo-gracas-ao-Mario-Kart/

Mario Kart

Muitas vezes, os jogos eletrônicos são considerados apenas uma atividade de lazer, e algumas pessoas os classificam como perda de tempo. No entanto, um garoto norte-americano de apenas 10 anos salvou a vida de sua avó e seu irmão mais novo, e claro, a sua também, graças aos conhecimentos adquiridos depois de passar horas jogando ‘Mario Kart’.

Na semana passada, Gryffin Sanders e seu irmão de 4 anos estavam andando de carro por Golden, no Colorado, ao lado de sua avó, Darlene Nestor, que conduzia o veículo. De repente, a senhora desmaiou e o carro se desgovernou, atingindo cerca de 100 quilômetros por hora. Ao invés de entrar em pânico, Gryffin pegou o volante antes que o carro pudesse atingir outros veículos que iam à frente e o direcionou para uma vala na rua. Felizmente, ninguém ficou ferido após o incidente.

A criança foi questionada sobre onde tinha aprendido suas habilidades de direção, e Gryffin respondeu prontamente que foi jogando ‘Mario Kart’. “Meu primeiro pensamento foi na verdade ‘isto é um teste ou o quê?’. Tentei acordá-la em primeiro lugar. Então, eu assumi o volante e dirigi até a vala. Eu queria parar o carro em algum lugar que a gente pudesse sair do trânsito, eu acho”, afirmou Gryffin Sanders em entrevista ao 9News.

Naturalmente, os pais de Gryffin ficaram muito orgulhosos de seu filho. “Ele fez tudo e tomou uma grande decisão em um momento muito crítico, e eu não poderia ser um pai mais orgulhoso”, comentou Sean Sanders.

Curiosidades na internet

Pesquisadores substituem senhas por ondas cerebrais

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/04/pesquisadores-substituem-senhas-por-ondas-cerebrais.html

Pesquisadores da Universidade de Berkeley criaram um tipo de tecnologia que pode aposentar as senhas que nos acostumamos a usar em basicamente tudo na vida digital. A pesquisa torna o funcionamento do cérebro de uma pessoa em algo similar a uma identidade biométrica, como a impressão digital e a íris.
Tecnologia é capaz de determinar a identidade de um usuário a partir dos padrões de funcionamento do seu cérebro (Foto: Reprodução)Tecnologia é capaz de determinar a identidade de um usuário a partir dos padrões de funcionamento do seu cérebro (Foto: Reprodução)

Assim como diversas características físicas dos nossos corpos, os padrões de ondas produzidas pelo funcionamento do cérebro de uma pessoa são únicos. O uso desse tipo de assinatura neural foi adaptado pelos cientistas, que criaram um sistema que usa os padrões gerados pela mente do usuário como critério na hora de dar acesso a algum recurso. Em outras palavras, o pensamento acaba virando uma senha.

Para funcionar, o sistema usa um tipo de headset, que é, na verdade, um aparelho de eletroencéfalograma, apenas mais simples do que as complexas – e caras – unidades usadas em centros de diagnóstico de grandes hospitais. O aparelho criado em Berkeley conta com um eletrodo, que monitora os padrões das ondas cerebrais em tempo real. Através de Bluetooth, o sistema se conecta a um computador. Caso os padrões neurais condigam com a identidade do usuário, a máquina permite o acesso.

Ao custo de apenas US$ 100 (aproximadamente R$ 200), o aparelho que lê as ondas cerebrais faz da tecnologia algo possível a curto prazo. Contudo, alguns pontos precisam ser aprimorados: o uso do headset para fazer um simples login, por exemplo, não é a solução ideal. Há, também, questões relacionadas com o nível de precisão do sistema, que necessita ser melhorado, embora, hoje, atinja 99% na hora de determinar a identidade de um usuário a partir das suas ondas cerebrais.

No futuro, um celular poderá ser capaz de perscrutar pensamentos, usando sensores em fones de ouvido, por exemplo, para determinar se o usuário é ele mesmo, dando acesso ao sistema do aparelho, bem como aos logins em redes sociais e serviços diversos na internet. Outros usos da tecnologia podem fazer com que credenciais corporativas sejam legadas aos funcionários de uma empresa a partir do seu padrão de pensamentos.

Curiosidades na internet