Veja dicas e técnicas para fotografar melhor

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/962322-veja-dicas-e-tecnicas-para-fotografar-melhor.shtml

A sua câmera digital pode fazer muito mais do que registrar os amigos na balada. Se você alguma vez pensou em fotografar como hobby, as possibilidades nunca foram tão amplas. Aproveite!

A revolução digital tornou a fotografia acessível a todas as pessoas. A atividade, que já tinha grande popularidade como atividade recreativa e artística em seu primeiro século e meio, foi revolucionada pela tecnologia digital.

Primeiramente, o filme foi substituído pelo sensor eletrônico, habilitando a captura de imagens em escala ilimitada e com câmeras menores e mais fáceis de transportar e usar. Veio a seguir a migração da revelação e da ampliação química para o uso de impressoras digitais de alta qualidade. Além disso, cada pessoa que fotografa em meio digital pode ser seu próprio laboratorista, manipulando e editando as fotos em um computador.

Por fim, a explosão dos celulares com câmeras e as facilidades para publicar fotos em mídias sociais popularizaram a fotografia casual de uma maneira nunca vista durante a era do filme, instigando novas formas de relações sociais e estimulando novos talentos.

Assim sendo, quais são os principais elementos que definem uma boa fotografia? O que tornará as suas fotos únicas e especiais no meio de um tsunami diário de imagens transmitidas pela internet? A tecnologia mudou, mas as melhores dicas ainda são aquelas do tempo do filme.

Veja abaixo uma seleção especial de dez dicas e técnicas para fotografar bem com qualquer tipo de câmera, desde uma profissional até a de um celular.

 Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na  internet

China prepara treinamento militar para exército cibernético

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/internet/China-prepara-treinamento-militar-para-exercito-cibernetico/

O Exército de Libertação Popular (PLA) chinês anunciou na última terça-feira (28) que vai começar a treinar um “exército cibernético” para ampliar sua força em uma guerra digital. As informações são da  Agência de notícias de Xinhua.

No próximo mês, o PLA irá realizar um exercício para testar novos tipos de força de combate, e isso inclui as unidades que utilizam tecnologia digital. Forças de operações especiais, a aviação do exército e outras oito academias militares também participarão dos exercícios.

Os testes serão realizados no final de junho na base de treinamento de Zhurihe, que fica ao norte da China e é o maior campo de treinamento militar do país.

Recentemente, China e Estados Unidos, que costumam se acusar sobre casos de invasões e ataques cibernéticos, anunciaram uma parceria para trabalharem em conjunto na pesquisa sobre segurança cibernética.
Curiosidades na internet

Bateria de zinco flexível e recarregável pode substituir a de lítio

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/01/bateria-de-zinco-flexivel-e-recarregavel-pode-substituir-a-de-litio.html

A empresa norte-americana Imprint Energy promete revolucionar a tecnologia digital com uma técnica que permite a impressão de baterias baseadas em zinco, mais maleáveis, potentes, flexíveis e não-tóxicas. Basicamente, ela desenvolveu uma forma de produção que cria baterias com um processo de impressão bem semelhante ao jato de tinta do escritório.

Com zinco e processo de impressão simples, tecnologia pode aposentar as baterias de lítio (Foto: Reprodução)Com zinco e processo de impressão simples, tecnologia pode aposentar as baterias de lítio (Foto: Reprodução/ExtremeTech)

Mais do que criar um método de impressão para baterias, a Imprint Energy conseguiu resolver um problema intrínseco do uso de zinco como elemento para baterias. Até então, era impossível criar um eletrólito com o metal que fosse recarregável. O processo forma um tipo de tinta eletroquímica, que é usada para a criação de todos os elementos que fazem elétrons fluir dentro de uma bateria.

Noruegueses imprimiram circuito que funciona como termômetro com a bateria de zinco (Foto: Reprodução) (Foto: Noruegueses imprimiram circuito que funciona como termômetro com a bateria de zinco (Foto: Reprodução))Noruegueses imprimiram circuito com a bateria
(Foto: Reprodução/ExtremeTech)

A técnica não é muito diferente daquela usada para a impressão de circuitos eletrônicos. Há circuitos que são criados em substratos plásticos extremamente finos, com a impressão de camadas condutoras e semicondutoras a partir de um método semelhante ao silk-screen. Assim, ao invés de ser apenas um integrante do produto, a bateria pode se tornar o próprio dispositivo.

A empresa norueguesa Thin Film Electronics, por exemplo, usou baterias da Imprint Energy para criar um pequeno filme plástico que funciona como termômetro. O produto poderia ser usado em embalagens de alimentos, por exemplo, informando dados como validade do produto, temperatura, procedência e etc. E essa é apenas uma das múltiplas possibilidades da bateria de empresa.

Além de todas as vantagens da tecnologia criada pela Imprint Energy, há um ponto central, que pode convencer os grandes investidores: segundo a empresa, no momento, sua bateria impressa de zinco tem densidade energética no mínimo igual às baseadas em lítio. Como o processo tende a amadurecer, a eficiência energética tende a aumentar com o tempo.

Curiosidades na internet

Gradiente lança linha de celulares “iphone”

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1203042-gradiente-lanca-linha-de-celulares-iphone.shtml

A IGB Eletrônica, detentora da marca Gradiente, anunciou nesta terça-feira (18) lançamento de uma família de celulares inteligentes “iphone”, nome também usado pela Apple em seus aparelhos, afirmando que recebeu o registro da marca pelo Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual) em 2008.

A IGB Eletrônica, que arrendou a marca Gradiente para a CBTD (Companhia Brasileira de Tecnologia Digital) no ano passado para levantar recursos e pagar credores, afirmou em comunicado ao mercado que “adotará todas as medidas utilizadas por empresas de todo o mundo para assegurar a preservação de seus direitos de propriedade intelectual” no Brasil.

À Folha, a Apple disse que não comentaria o caso.

Divulgação
Um dos celulares da linha iphone da Gradiente; a empresa diz ser proprietária do nome no país desde 2008
Um dos celulares da linha iphone da Gradiente; a empresa diz ser proprietária do nome no país desde 2008

No site da Gradiente, a companhia exibe um modelo equipado com o sistema operacional Android 2.3, do Google, por R$ 599. O aparelho aceita dois chips de operadora celular e possui tela sensível ao toque de 3,7 polegadas.

A IGB não menciona a Apple em seu comunicado, mas afirma que “é detentora exclusiva dos direitos de registro sob da marca iphone no país”.

Segundo a IGB, o pedido de registro da marca foi feito junto ao Inpi em 2000, mas a concessão dos direitos sobre o nome iphone ocorreu apenas em janeiro de 2008. “A companhia teve seu registro concedido pelo órgão federal e passou a deter os direitos exclusivos de produção e comercialização dessa marca até 2018.”

Representantes da Apple e da IGB não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto. A companhia norte-americana lançou a primeira versão do iPhone em 2007.

A IGB afirmou no comunicado que a Gradiente não utilizou a marca iphone “até o momento porque sua prioridade foi promover a reestruturação de sua operação e permitir a retomada de seus negócios. Esse retorno aconteceu no início de 2012”.

Curiosidades na internet