Disney exibe conteúdo adulto dentro da programação do canal Disney

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/telecom/Claro-TV-exibe-conteudo-adulto-dentro-da-programacao-do-canal-Disney/

Claro

Muitos pais ficaram horrorizados na manhã desta quinta-feira (31) ao serem surpreendidos com seus filhos assistindo conteúdo adulto e explícito. A surpresa maior foi perceber que as crianças não tinham acessado nenhum canal impróprio, mas assistiam à programação normal do canal Disney. As informações são da coluna de Maurício Stycer.

Os assinantes da Claro TV tiveram a programação infantil substituída por um trecho de um filme adulto por volta das 9h30 (horário de Brasília) – neste horário, a Disney transmite o desenho animado ‘Phineas e Ferb’. Pais consultados pela coluna afirmaram que abriram um Boletim de Ocorrência sobre o caso e estão dispostos a cancelarem a sua assinatura após o incidente.

Por enquanto, ainda não se sabe o que aconteceu com o sistema de retransmissão da operadora de TV a cabo, mas a empresa afirmou que “detectamos que dois de nossos canais transmitidos tiveram sua programação trocada. A questão foi diagnosticada prontamente por nossos técnicos e a correção foi feita em oito segundos. Nossa equipe está agora analisando a origem da alteração indevida de canais, que nunca aconteceu antes em nossa programação. Todas as hipóteses estão sendo analisadas. O sinal foi enviado para menos de 800 clientes”.

Curiosidades na internet

TV a cabo: operadoras mudam seus pacotes para cumprir novas regras da Ancine

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/tvs/TV-a-cabo-Operadoras-mudam-seus-pacotes-para-cumprir-novas-regras-da-Ancine/

tv a cabo 2

Nesta quinta-feira (1), começaram a valer as novas regras para a TV a cabo, fazendo com que operadoras brasileiras mudem seus pacotes oferecendo canais com mais produções nacionais independentes, com base na regulamentação da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Pela lei 12.485/2011, ficou determinado que a partir do primeiro dia de novembro todas as operadoras deveriam mudar seus pacotes e incluir canais brasileiros. Ainda segundo as normas, os canais deverão oferecer 12 horas diárias de produção nacional independente ou disponibilizar ao menos três horas de conteúdo brasileiro em suas programações.

Algumas das principais empresas do setor como Claro TV, Oi TV, Vivo TV e GVT não comentaram sobre a nova regulamentação. A NET, por meio de uma nota oficial, afirmou que estará incluindo em seus planos canais como Curta! O Canal Independente, BandNews, +Globosat, Off e Bis.

O presidente da Sky, Luiz Eduardo Baptista, criticou a decisão da Ancine durante a apresentação da nova parceria da empresa com a companhia aérea Azul. “Tem canal que está há 20 anos no mercado e não foi qualificado. Outros que nem existem foram incluídos”, ressaltou.

TV a caboTambém foi determinada a veiculação de 3h30 diárias de produção nacional em canais estrangeiros

Baptista ainda afirmou que a data é considerada um marco inicial para as mudanças estipuladas, e que seria muita ingenuidade acreditar que as operadoras já teriam novos pacotes com canais nacionais e produção independente disponíveis nesse dia.

“Houve uma intensa movimentação por parte das empacotadoras (operadoras a cabo) para ajustar seus planos de acordo com a lei aos assinantes. E isso ocorreu de forma positiva, vale ressaltar”, afirmou à Folha de S. Paulo Manoel Rangel, diretor-presidente da Ancine.

Além disso, a nova lei estipulou a veiculação de três horas e meia diárias de produção nacional em canais estrangeiros e a entrada de empresas telefônicas no setor de TV a cabo

Curiosidades na internet

Sony anuncia primeiro dispositivo com Google TV do Brasil por R$ 899

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1166584-sony-anuncia-primeiro-dispositivo-com-google-tv-do-brasil-por-r-899.shtml

A Sony e o Google anunciou hoje a chegada ao Brasil de uma central de internet para televisores baseada na Google TV, plataforma desenvolvida pelo Google para o consumo de conteúdo em televisões.

O aparelho, batizado de Internet Player Sony (ou NSZ-GS7) chegará às a lojas em primeiro de novembro, com a pré-venda começando em 15 de outubro. Custará R$ 899 –a  Blu-ray e receptores de TV a cabo, um dos concorrentes do dispositivo, sai por R$ 399.

Lançado em junho nos EUA (por US$ 200), o Internet Player ganhou conteúdo local por meio de parcerias com canais de TV (Band, Globo, Record e SBT) e portais de internet, como o UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Divulgação
Sony Internet Player (NSZ-GS7), aparelho com Google TV, que entra em pré-venda no Brasil no dia 15 por R$ 899
Sony Internet Player (NSZ-GS7), aparelho com Google TV, que entra em pré-venda no Brasil no dia 15 por R$ 899

Além disso, ele dá acesso a uma versão da loja virtual Google Play, com centenas de aplicativos desenvolvidos especificamente para televisores, segundo a Sony. A empresa diz que outros “milhares” de aplicativos da loja também funcionam no dispositivo.

Porém, a compra de músicas e vídeos pelo Google Play continuam indisponíveis no país, bem como os serviços Sony Entertainment Network, loja virtual de vídeos, filmes e música da companhia japonesa.

Além disso, o dispositivo não armazena arquivos localmente, como o nome sugere.

A Sony espera atingir fãs de tecnologia e consumidores que compraram nos últimos anos televisores sem conectividade à rede.

“O mercado brasileiro é muito importante para a Sony”, disse Tiger Imamura, vice-presidente sênior de home entertainment & sound business group, que veio ao país para o lançamento.

O Internet Player roda Android 3.2, e ainda não há previsão para que aconteça a atualização para Android 4, embora, diz a Sony, o Google esteja trabalhando nisso. Ele se conecta à TV por uma porta HDMI e à internet via Wi-Fi ou rede cabeada (Ethernet). A velocidade mínima de conexão para um bom funcionamento é de 2,25 Mbps.

BROWSER E CONTROLE

Como acontece no mundo dos smartphones com Android, o Internet Player aposta em serviços do Google para atrair o consumidor. O navegador de internet Google Chrome 11, com suporte a HTML5 e Flash, é um dos chamarizes da central de internet.

Outro destaque é o controle remoto, que tem em um dos lados um touchpad (como ocorre em notebooks) e no outro um teclado QWERTY. Ele funciona como controle remoto universal, comandando diferentes dispositivos como TV, aparelhos de Blu-ray e receptores de TV a cabo.

A função que permite fazer buscas que cruzam informações de diversas fontes (chamada de “cross search”) chega limitada ao país. Na versão americana, por exemplo, a busca pelo título de um seriado retorna resultados da internet, do YouTube, de aplicativos e do receptor de TV a cabo. No Brasil, contudo, não há resultados originados nos receptores de TV

Curiosidades na internet

GVT entra no mercado de TV por assinatura com alta definição e interatividade

Acesse:http://www.tecmundo.com.br/tv-a-cabo/13411-gvt-entra-no-mercado-de-tv-por-assinatura-com-alta-definicao-e-interatividade.htmGVT entra no mercado de TV por assinatura com alta definição e interatividade

Depois da chegada do Netflix e do lançamento de TVs por assinatura como o NOW e o muu, é hora da GVT também investir no mercado. A GVT TV, como é chamada, vai contar com vários canais em alta definição e conteúdos interativos, como o acesso a redes sociais e filmes sob demanda.

A companhia afirmou já ter fechado o contrato com vários canais, como Disney, Fox e Discovery, e pretende ter um total de 140 canais, de acordo com o site Valor Econômico. Todos eles poderão ser acessados e controlados tanto pela TV quanto por qualquer dispositivo com conexão Wi-Fi, como celulares, notebooks e tablets, através de um aparelho especial que o cliente receberá ao fazer a assinatura com a empresa.

Preços, extras e incentivos

Quem estiver interessado em realizar a assinatura do GVT TV poderá escolher entre três pacotes diferentes, de R$ 59,90, R$ 89,90 e R$ 129,90 por mês, cujas diferenças ainda não foram anunciadas. Mas há uma má notícia para quem estiver interessado em gravar o conteúdo para assistir mais tarde: essa função deve ser alugada, ao preço adicional de R$ 29,90 por mês.

Mesmo assim, Alcides Troller, vice-presidente de marketing da operadora, afirma que suas ofertas ainda são melhores que a dos concorrentes. “Nossos pacotes são de 25% a 50% mais econômicos e vão oferecer muito mais”, declarou. E se isso não for suficiente, a empresa ainda está oferecendo seu pacote de banda larga de 35 Mbps pela metade do preço (R$ 99,90) para quem fizer uma assinatura da TV.

A GVT TV só será oficialmente lançada na metade de Outubro, mas já mostra estar fazendo sucesso: desde que o site da TV por assinatura foi aberto, em agosto, foram registrados mais de 40 mil interessados no serviço

Curiosidades na internet