Novo vírus de computador se espalha da mesma forma que a gripe

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/40672/40672

Novo vírus de computador se espalha da mesma forma que a gripe
(Foto: reprodução)

Pesquisadores da Universidade de Liverpool criaram um vírus de computador que se comporta de forma semelhante ao da gripe, se espalhando pelo ar, sem ao menos depender de um computador para isso. Chamado “Chameleon”, ele usa redes Wi-Fi para alcançar suas vítimas.

O Chameleon não fica alojado no PC, mas sim no ponto de acesso, recolhendo informações de qualquer um que passar por ela. E é inteligente o suficiente para ignorar sistemas mais bem protegidos, assim, sempre que topa com informações criptografadas, o malware não se ocupa em descobri-la, passando para o próximo alvo.

Alan Marshall, professor de segurança de rede da Universidade de Liverpool, explicou ao Mashable que o vírus não afeta a forma como os dispositivos se comportam, ele só coleta e envia as informações contidas neles. Então usa as máquinas para chegar a outras redes Wi-Fi e continuar se espalhando. Tal qual uma gripe, ele atua mais rapidamente em regiões mais populosas.

Como o Chameleon fica alocado no ponto de acesso, e não num computador, smartphone, tablet, as soluções convencionais de segurança não são capaz de combatê-lo. A boa notícia é que o vírus existe somente num laboratório, onde os pesquisadores já trabalham para criar uma “vacina”.

Curiosidades na internet

Britânicos descobrem como lavar muita roupa com pouca água

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/40016/40016

(Foto: Reprodução)
Surgiu no Reino Unido um método de lavagem de roupas com o qual é possível economizar drasticamente a quantidade de água, energia e sabão usados durante o processo.

A ideia, que apareceu na Universidade de Leeds, consiste em trocar a maior parte dos ingredientes comuns por milhões de pequenas gotas de polímero, que são reutilizáveis e capazes de absorver manchas e odores das roupas. Criou-se a partir disso a máquina Xeros, que também dá nome à empresa por trás do processo.

Essa máquina adiciona o polímero ao ciclo de lavagem junto com pouco mais de um copo d’água e algumas gotas de um sabão especial, também criado pela Xeros. Uma vez em ação, as gotas de polímero se tornam polarizadas e atraem as partículas de sujeira, então cria-se um lamaçal que é sugado e as gotas são separadas para ser reutilizadas – e apenas cerca de uma dúzia delas acabam ficando entre as roupas.

As vantagens do método são inúmeras. Além de economizar 90% da água, apenas uma fração mínima de energia é necessária e os polímeros podem ser usados em 500 lavagens antes de precisarem ser trocados. E eles ainda são recicláveis.

De acordo com a Xeros, se todos os britânicos adotassem seu método, algo em torno de 7 milhões de toneladas de água seriam poupados por semana.

Em entrevista ao Digital Trends, os responsáveis pela empresa explicaram que o método surgiu por acaso, pois os pesquisadores da Universidade de Leeds estudavam formas de fixar melhor os corantes aos tecidos, mas descobriram que o polímero faz o contrário. Até por isso, nesse tipo de lavagem é possível misturar roupas coloridas e brancas sem que nada saia manchado.

A má notícia é que por enquanto a Xeros está focada no mercado corporativo, entregando máquinas para hotéis e lavanderias. Eles estão desenvolvendo modelos para uso doméstico, mas ainda não há prazo para isso.

Curiosidades na internet

Cientistas chineses criam dispositivo de invisibilidade [Vídeo]

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/cientistas-chineses-criam-dispositivo-de-invisibilidade-video

Dispositivo de Invisibilidade | Notícias | The History Channel
Cientistas chineses conseguiram desenvolver um dispositivo refratário que fez um gato “desaparecer” e que esperam poder ser utilizado em um futuro próximo no plano militar. Os chineses acreditam firmemente estar no caminho certo para obter a chave da invisibilidade completa.
.
Até agora, o governo chinês já financiou pelo menos 40 grupos de pesquisa dedicados a esta tecnologia, provavelmente sob os auspícios do departamento de defesa. Segundo os próprios pesquisadores, estas pesquisas também contribuirão nos avanços tecnológicos na área civil.
.
Em um vídeo divulgado pela Universidade de Zheijiang é possível observar como o dispositivo fez desaparecer algumas vezes uns peixinhos, dentro de um aquário. O aparelho também foi utilizado na demonstração com um gato. A tecnologia utiliza diversos painéis de cristal hexagonais para distorcer a luz em volta do objeto a ser ocultado.
.
O foco das pesquisas está no desenvolvimento de materiais capazes de desviar a luz dirigida a um objeto, produzindo campos magnéticos para distorcer os átomos luminosos que incidem sobre ele, mimetizando-os com o ambiente que os rodeia.
.
Assista ao vídeo explicativo sobre o dispositivo [EM INGLÊS]
.
 Curiosidades na internet

VIAGEM TRIPULADA A MARTE JÁ PODE TER DATA CERTA PARA ACONTECER

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/viagem-tripulada-marte-ja-pode-ter-data-certa-para-acontecer

Jonatan Peris é estudante de Engenharia Industrial, na Universidade de Zaragoza e um dos seis tripulantes selecionados a participar de uma das simulações de viagem a Marte. Em seu livro, recentemente publicado, ele afirma que a primeira viagem tripulada ao planeta vermelho ocorrerá por volta do ano 2030 e deve durar em torno de 2 anos e meio, incluindo os 14 meses do trajeto de ida e volta.
A viagem começaria com diversos lançamentos espaciais, realizados antes de os astronautas serem enviados. Ainda segundo o autor, que fará parte dos ensaios a serem realizados no deserto de Utah, nos Estados Unidos a partir de 2015, chegar a Marte seria o primeiro passo da humanidade na corrida pela colonização do planeta.
marte-the-history-channel
O rápido avanço da tecnologia já possibilita levar a Marte uma missão de exploração tripulada, entretanto os riscos seriam bastante altos. Contudo, em 15 anos, esses riscos deverão ser muito menores. Para isso, será necessário desenvolver a pesquisa dedicada a solucionar os principais inconvenientes de uma viagem destas proporções: os efeitos musculares produzidos pela ausência de gravidade, os riscos de superexposição ao excesso de radiação cósmica e outros fatores. Na verdade, algumas das soluções previstas incluem o implante de robôs nanométricos na corrente sanguínea, capazes de detectar doenças antes mesmo do surgimento de sintomas ou até mesmo consertar músculos e ossos afetados pela ausência de gravidade do espaço. Outro aspecto fundamental a ser estudado se refere ao estado psíquico dos tripulantes quando submetidos a condições extremas, especialmente quando devem responder rapidamente em um ambiente provavelmente hostil.

Curiosidades na internet

Pesquisadores descobrem método de levar vírus HIV à autodestruição

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/37679/37679

A medicina já conquistou avanços importantes no combate à Aids, mas ainda há muito o que caminhar. Um novo passo importante foi dado por pesquisadores da Universidade de Drexel, nos EUA, que descobriram uma molécula que engana o vírus e faz ele se autodestruir.
.
A novidade, chamada de Ação Dupla de Inibição Virolítica (DAVEI, na sigla em inglês), combina componentes modificados da imunidade do HIV com uma proteína que faz o vírus abrir mão de sua proteção. Assim, o DAVEI faz com que o HIV disperse seus componentes, como se ele estivesse acoplado a uma célula. O resultado é a destruição do vírus.

Um dos maiores obstáculos das buscas da cura da Aids é o fato do vírus HIV desenvolver rapidamente imunidade em relação aos remédios. A pesquisa pode ser uma das alternativas a quebrar este problema.

Ainda há muita pesquisa para ser desenvolvida em relação a tal descoberta, mas ela é um avanço importante. A descoberta é um método mecânico de desativar o vírus HIV –o que, teoricamente, tem potencial maior do que os remédios.

Curiosidades na internet

Desenvolvidas lentes de contato telescópicas com zoom de 2.8

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/desenvolvidas-lentes-de-contato-telescopicas-com-zoom-de-28

Quando ainda nem nos refizemos do choque causado pela novidade das lentes de realidade aumentada, que permitem conhecer lugares longínquos com apenas uma olhada, a Ciência supera a ficção com uma notícia ainda mais surpreendente!

Cientistas da Universidade da Califórnia, trabalhando em colaboração com especialistas do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça, estão desenvolvendo a criação de lentes de contato capazes de ampliar imagens em quase três vezes seu tamanho real, graças a um zoom ótico de 2.8 incorporado a elas.

Trata-se de um modelo de cristal suave que não possui nenhum tipo de aumento no centro, no entanto, conta com um periférico composto por uma série de mínimos anéis óticos, especialmente desenhados para produzir um aumento de tamanho do foco observado, cada vez que o usuário ativa uma espécie de obturador digital.

Apesar de ainda em fase de desenvolvimento e não haverem sido testadas em seres humanos, os resultados obtidos com as lentes até agora são bastante promissores, sobretudo para a medicina, que espera poder ajudar pessoas com grandes deficiências visuais.

Curiosidades na internet

Nanobateria de fibra de madeira pode ser recarregada por até 400 vezes

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/06/nanobateria-de-fibra-de-madeira-pode-ser-recarregada-por-ate-400-vezes.html

Cientistas da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, desenvolveram uma bateria ecológica, usando fibra de madeira recoberta de estanho. Para torná-la “verde”, os pesquisadores substituíram o lítio, altamente poluente, por sódio.

Pelo fato do sódio não manter a energia de forma tão eficiente quanto o lítio, essas baterias não devem chegar a aparelhos portáteis, como celulares e notebooks. Ela seria mais útil para o armazenamento de grandes quantidades de energia, como solar em uma usina.

bateria_fibra_madeiraBateria usa fibras de madeira e sódio (Foto: Reprodução/Ubergizmo)

“A inspiração por trás dessa ideia veio das árvores”, disse Liangbing Hu, professor assistente de ciência dos materiais da Universidade. “As fibras de madeira armazenam água rica em minerais, o que as torna ideais para o armazenamento de eletrólitos líquidos, fazendo com que sejam não apenas a base, mas também uma parte ativa da bateria”, explicou.

As baterias comuns são construídas de forma bastante dura, e muitas vezes não suportam as dilatações e contrações causadas pelos movimentos dos elétrons durante as recargas e descargas, respectivamente, podendo se romper. Como as fibras de madeira são bastante flexíveis, as baterias de sódio-íon puderam ser carregadas até 400 vezes, uma das maiores durações entre as nanobaterias.

Curiosidades na internet