Google abre 30 vagas de estágio no Brasil

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/39432/39432

(Foto: Divulgação/Google)
Estão abertas as inscrições para o programa de estágio do Google, são 30 vagas para estudantes universitários com formação prevista para dezembro de 2014. Os interessados trabalharão nos escritório da companhia em São Paulo em áreas como marketing, vendas, jurídico, entre outras.

Os candidatos não precisam ser de São Paulo, pois todas as entrevistas são feitas via Hangouts pelo Google+. “Se não fosse por isso, 15% dos estagiários da última turma talvez não pudessem ter participado”, explica, em nota, Daniel Borges, gerente de atração de jovens talentos para a América Latina.

É a quarta edição do Google Business Internship no Brasil. O programa tem duração de seis meses e, segundo Borges, possui uma das taxas de efetivação mais altas do mercado, fora as chances de se conquistar uma vaga no exterior. 80% dos participantes deste ano (o pessoal da foto acima) foram efetivados.

Interessados têm até 9 de fevereiro para se inscrever e fazer inscrição. É só clicar aqui. Os escolhidos integrarão o time no segundo semestre.

Curiosidades na internet

Adoçante estévia ganha popularidade e vendas avançam

Acesse:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/06/130604_adocante_stevia_jp.shtml

Tom Heyden

Da BBC News

Stevia | Foto: Getty ImagesAdoçante à base de estévia está ganhando popularidade nos EUA e na Europa

Adoçantes extraídos da estévia estão rapidamente se tornando uma sensação especialmente nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, países onde ainda são uma novidade, apesar de a planta ser usada há séculos na região do Brasil.

Apenas em 2008 o governo americano deu seu aval para a venda de produtos com o adoçante. Na União Europeia, a autorização foi concedida em 2011.

Refletindo isso, entre 2008 e 2012 houve um aumento global de 400% na venda de novos produtos à base de estévia, com uma elevação de 158% apenas entre 2011 e 2012, segundo a Mintel, consultoria internacional do setor de alimentos.

A rede britânica de lojas de vitaminas e suplementos alimentares Holland & Barrett diz ter detectado um aumento de 50% nas vendas de produtos com o adoçante no último mês, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A Coca-Cola chegou a alterar a receita do refrigerante Sprite na Grã-Bretanha, relançando uma versão com stevia que supostamente teria uma redução de 30% de calorias.

Segundo os fabricantes, o “adoçante milagroso” não tem calorias nem carboidratos e não aumenta os níveis de glicose. Mas será que isso é bom demais para ser verdade?

Produto ‘natural’

David Turner, da analista de alimentos e bebidas da consultoria Mintel, diz que atualmente pode-se encontrar no mercado uma variedade de iogurtes, chocolates e até cervejas adoçadas com estévia e que a mídia tem cada vez mais ligado o açúcar refinado à obesidade, que é descrita atualmente como uma epidemia mundial.

Somente no Brasil, mais de 65 milhões de pessoas estão com excesso de peso, enquanto que dez milhões são tidos como obesos.

O que é estévia?

  • Um adoçante natural cerca de 250 a 300 vezes mais doce do que o açúcar
  • Feito de folhas da planta estévia (Stevia rebaudiana)
  • Sem calorias, carboidratos e com índice glicêmico zero
  • Geralmente adicionado a bebidas não-alcóolicas

A estévia tem o potencial de ajudar a controlar do peso, a manter a saúde dos dentes e combater o diabetes, diz a nutricionista Laura Wyness, da Fundação Britânica de Nutrição.

Esses possíveis benefícios médicos já seriam válidos para os adoçantes artificiais de baixa caloria que estão no mercado há muitos anos, como o aspartame e a sacarina, mas a estévia tem uma vantagem.

“A grande questão da estévia é que ela tem uma fonte natural”, diz Stefan Gates, apresentador de TV e autor de livros sobre gastronomia e alimentos. “Isso não significa que ela já não esteja altamente processada quando chega à sua comida ou bebida… mas é isso (produtos ‘naturais’) que todos querem agora.”

Margaret Ashwell, cientista membro do Instituto Global da Estévia, explica que “o processo de extração inclui deixar as folhas secas imersas em água, como se faria com chá, e então separar ou purificar os compostos de melhor sabor adocicado, que são conhecidos como glicosídeos de esteviol.”

Ashwell diz que os glicosídeos de esteviol permanecem quimicamente intactos durante todo o processo – o que lhe daria uma vantagem a mais comparado com outros adoçantes.

Segundo cientistas, os extratos concentrados são cerca de 300 vezes mais doces do que o açúcar. Já o gosto “tem sido descrito como semelhante a sementes de anis”, disse David Turner.

Controvérsias

Mas ainda não se sabe ao certo os efeitos a longo prazo dos adoçantes como a estévia, o que faz com que surjam temores. Um deles é de que o adoçante afete hormônios relacionados à atividade cerebral.

Em comparação com a estévia, os adoçantes artificiais sintéticos, como o aspartame ─ usado em bebidas como a Coca-Cola Diet ─ têm sido alvo de controvérsias há muito tempo.

O aspartame já foi ligado ao câncer, e embora não tenha havido provas conclusivas, as pessoas se mantêm receosas quanto à palavra “artificial” em questão de alimentos, diz o apresentador e escritor Stefan Gates.

Além disso, “há uma anseio na indústria alimentícia por produtos que ‘não contenham x’ (componente, ou substância)'”, diz Gates. “Se você puder listar que seu produto é ‘livre’ de alguma coisa, tem uma grande vantagem no mercado porque as pessoas são influenciadas por reportagens que alimentam a paranoia sobre os alimentos”.

A Associação Dietética Britânica e a organização não-governamental Diabetes UK (que faz campanhas para frear o avanço da doença e congrega mais de 5 mil voluntários) não fazem distinção entre seus aconselhamentos para adoçantes tradicionais e a estévia.

A planta estévia

  • É o gênero de cerca de 240 plantas nativas de áreas tropicais e subtropicais da América do Sul
  • Batizada em homenagen ao botânico Pedro Jaime Esteve, no século 16
  • Tradicionalmente usada para fins medicinais pelos guaranis, e inicialmente desenvolvida com fins comerciais como um adoçante no Japão nos anos 1970

“Como nutricionista, eu apoio e promovo o uso de adoçantes na cozinha e nas dietas”, diz Sioned Quirke, porta-voz da Associação Dietética Britânica.

“Não há indícios que sugerem que os adoçantes de baixas caloria, como a sacarina, o aspartame e a sucralose, sejam ruins para as pessoas”, complementa, dizendo que ela aconselha o uso da estévia somente como adoçante e acredita que as indícios sobre os supostos benefícios à saúde são insuficientes.

Robert Lustig, autor do livro Fat Chance: The Bitter Truth about Sugar(ou “A Amarga Verdade sobre o Açúcar”, em tradução livre), é um ativista antiaçúcar, mas se recusa a defender os adoçantes alternativos justamente pela falta de estudos científicos.

Ele diz que ainda não se sabe se tais compostos afetam as funções cerebrais ou os hormônios e nem os efeitos sobre o organismo, que é “enganado” ao se preparar para receber uma quantidade de açúcar que nunca chega.

“Pode ser que isto faça com que o cérebro libere mais insulina”, diz, acrescentando que não há provas sobre possíveis benefícios para a perda de peso.

Curiosidades na internet

 

Nokia revela Lumia 620, celular ‘acessível’ com tela grande e 4G

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1315288-nokia-revela-lumia-620-celular-de-tela-grande-e-preco-baixo.shtml

A fabricante de celulares finlandesa Nokia lançou nesta terça-feira (23) uma versão com tela maior de um smartphone de baixo custo da linha Lumia, com o objetivo de diminuir a distância da líder de mercado Samsung, que vende aparelhos em uma ampla gama de tamanhos.

O Lumia 625 vem com uma tela de 4,7 polegadas e custará 220 euros (cerca de R$ 646) antes de impostos e subsídios. O Lumia 620, anunciado no final do ano passado, tinha uma tela de 3,8 polegadas.

A Nokia do Brasil anunciou que o novo celular será lançado no país neste trimestre (que vai até setembro), ainda com preço não divulgado.

Nokia Lumia 625

 Ver em tamanho maior »

Divulgação

AnteriorPróxima

Lumia 625, smartphone que chega ao Brasil até setembro, tem tela de 4,7 polegadas e “baixo custo” Leia mais

A companhia recentemente acelerou o ritmo nos lançamentos de produtos. No início deste mês, a empresa anunciou o modelo topo de linha Lumia 1020, com uma câmera de 41 megapixels.

A fabricante finlandesa de celulares chegou a produzir mais de um terço de todos os aparelhos móveis do mundo, mas perdeu o posto para a Samsung, da Coreia do Sul, que tem um quarto do mercado, contra fatia de 15% da Nokia.

Embora celulares comuns ainda representem a maior parte das vendas da empresa, os smartphones são vistos como cruciais para sua sobrevivência a longo prazo por causa de suas margens de lucro maiores e em função do aumento da demanda por acesso à web a partir dos aparelhos móveis.

Os finlandeses estão depositando suas esperanças de retornar ao segmento no Windows Phone, da Microsoft –um sistema operacional que está lutando para competir com o popular Android, do Google, usado pela Samsung.

Blogueiros de tecnologia responderam com entusiasmo ao lançamento do Lumia 1020 no início deste mês, dizendo que sua câmera tem a qualidade mais alta do mercado. Mas analistas questionam se isso será o suficiente para ajudar a Nokia, que sofre uma queda nas suas reservas em dinheiro após anos de vendas fracas.

Curiosidades na internet

Social commerce: como vender pelo Facebook

Acesse:http://www.mundodastribos.com/social-commerce-como-vender-pelo-facebook.html

Saiba como funciona o Social Commerce, que facilita a contato entre o vendedor e o cliente com maior comodidade. Veja também como vender pelo facebook. 

O facebook é uma rede social que mantém mais de meio bilhão de pessoas conectadas todos os dias.  Essa rede é muito usada pelo público  como meio de manter contato com os amigos, ter novos relacionamentos e também possui papel importante no mundo dos negócios. Saiba mais sobre essa social commerce, usada para vendas através do facebook.

504560 O Social Commerce facilita a comercialização através de redes sociais como o facebook Fotodivulgação. Social commerce: como vender pelo Facebook

SOCIAL COMMERCE

O facebook é um fenômeno mundial da internet e do mundo dos negócios que mantém mais de meio bilhão de pessoas conectadas todos os dias. As empresas estão cada dia mais utilizando a rede como uma forma de aumentar o faturamento.

A social commerce é uma nova tendência que utiliza redes sociais como pontos de vendas. Essa estratégia ainda é pouco utilizada no Brasil, porém ela permite que as empresas conquistem novos consumidores e aumentem as vendas.

Para especialistas em marketing, trata-se de uma nova época para as compras pela internet. Tudo isso faz com que a comprase torne mais interessante do que nas lojas físicas.

BENEFÍCIOS DA COMPRA EM REDES SOCIAIS

As compras realizadas através das redes sociais facilita o contato entre os clientes e a empresa. Normalmente, as vendas são feitas por recomendações de pessoas que já acompanham a loja há algum tempo.

Trata-se de uma forma muito preciosa para os pequenos negócios, já que encurtar o caminho para a compra. Além disso, conta com a comodidade que é proporcionada pela compra sem precisar sair de casa.

504560 A primeira coisa a ser feita é criar uma página no facebook contendo todas as informações da empresa Fotodivulgação. Social commerce: como vender pelo Facebook

COMO VENDER PELO FACEBOOK

1. Para fazer parte desse tipo de comercialização virtual, o primeiro passo a ser dado é criar uma página muito bem feita no facebook.

2. As informações relativas a empresa devem ser sempre atualizadas;

3. Manter um conteúdo relevante é sempre muito importante para obter sucesso nas ações.

4.  Investir em mídia pode ser uma excelente forma de trazer resultados muito maiores.

5. A página do facebook deve ser usada como uma amostra dos produtos oferecidos, compondo um visual organizado que permite que o cliente curta e faça compras diretamente pela rede.

6. Uma forma que facilita essa tarefa é a ferramenta Shop Tab, que adiciona os itens na plataforma e organiza a página.

504560 O facebook é uma das redes sociais mais acessadas em todo o mundo Fotodivulgação. Social commerce: como vender pelo Facebook

Veja também sobre as novas ferramentas do facebook na rede

O facebook é uma das redes sociais mais conhecidas e acessadas em todo o mundo. Através dele é possível interagir com outras pessoas e também o usar como uma ferramenta virtual para a comercialização de produtos. Essa rede social facilita a aproximação do cliente com o vendedor, proporcionando comodidade e facilitando as vendas.

Curiosidades na internet

Aparelho avisa a hora certa de trocar par de tênis por um novo

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/01/aparelho-avisa-a-hora-certa-de-trocar-par-de-tenis-por-um-novo.html

Se você é daqueles que usa um tênis até o primeiro furo aparecer, saiba que isso pode comprometer seus pés. Pensando nisso, dois amigos desenvolveram um dispositivo que avisa a hora correta de trocar o par de calçados por um novo.

Dispositivo Milestonepod mede a quilometragem percorrida pelo tênis (Foto: Reprodução)Dispositivo Milestonepod mede a quilometragem percorrida pelo tênis (Foto: Reprodução)

Batizado de MilestonePod, o aparelho vem equipado com sensores de movimento, quem calculam a quilometragem percorrida a partir do momento que é instalado. As informações ficam armazenadas em sua memória, que pode ser acessada de qualquer computador.

“Muitas pessoas usam tênis que já deveriam ter sido aposentados. É essencial ter esse controle. Quando um calçado de corrida ultrapassa a marca de 640 Km, seu material já está desgastado e não oferece a mesma proteção ao nosso corpo”, explica o designer de tecnologia do projeto.

Agora a dupla pede ajuda a quem estiver interessado no novo produto. Eles precisam de US$ 60 mil para iniciar a produção em massa do dispositivo, e pretendem atingir o montante com as pré-vendas da invenção através do site de financiamento coletivo Indiegogo.

Confira o vídeo de apresentação do projeto abaixo:

Curiosidades na internet