Falha do Gmail provoca novos questionamentos sobre cloud

Security Information News

gmailAutor: Juan Carlos Perez

Matthew Cain, analista do Gartner, considera que o incidente desta semana com a indisponibilidade do Gmail levanta questões fundamentais sobre o que é considerado o tempo de inatividade. Especialmente no que se refere aos acordos de nível de serviço de fornecedores de aplicações em  cloud computing.

A falha da plataforma exigiu cerca de 10 horas de trabalho para ser corrigida. Afetou cerca de metade dos usuários no mundo, constituindo uma das mais longas e disseminadas interrupções de serviço de e-mail do Google nos últimos anos. “Se a entrega de uma mensagem atrasa 15 minutos, isso pode ser considerado tempo de inatividade? E se forem cerca de duas horas?”, questiona Cain.

A mudança do serviço de e-mail para cloud computing coloca um ‘holofote’ sobre essas questões essenciais, relativas às métricas necessárias para medir e compensar por desempenhos inferiores na entrega de mensagens, que…

Ver o post original 146 mais palavras