Golpe no WhatsApp consegue burlar verificação em duas etapas

O ataque geralmente se inicia com uma ligação, na qual o criminoso finge ser um representante do Ministério da Saúde fazendo uma pesquisa sobre a Covid-19.

Quando a conversa chega ao fim, ele solicita um código enviado por SMS para confirmar as respostas do indivíduo. E é aí que o golpe termina.

O código, na verdade, é a senha necessária para que o criminoso consiga baixar o WhatsApp da pessoa em outro celular. O segundo passo para burlar a autenticação em duas etapas, então, é ligar para a vítima fingindo, dessa vez, ser do suporte do WhatsApp.

https://www.cnnbrasil.com.br/business/2021/05/17/golpe-no-whatsapp-consegue-burlar-verificacao-em-duas-etapas