Homem mais rico do Brasil perde R$ 1,6 bi com rombo da Americanas

O homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemann, perdeu aproximadamente US$ 329 milhões, ou R$ 1,68 bilhões, de seu patrimônio com a descoberta do rombo de R$ 20 bilhões da Americanas. O prejuízo se deu pela queda no preço das ações da companhia nesta quinta-feira (12), que despencaram 77%.

Na noite da última quarta-feira (11), o ex-CEO da companhia Sergio Rial divulgou um déficit contábil de R$ 20 bilhões nos livros da companhia. Como consequência, no dia seguinte, para evitar volatilidade nos mercados, a B3 realizou a negociação das ações da Americanas através de leilão. Em um único dia o papel da empresa teve uma queda de 77% em seu valor.

Lemann não foi o único investidor notável a perder dinheiro com a empresa. Seus sócios, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, o segundo e terceiro homens mais ricos do país, respectivamente, também perderam uma boa fortuna com a queda da empresa. Telles, por exemplo, viu um prejuízo de US$ 173 milhões (R$ 889 milhões). Já Sicupira perdeu US$ 199 milhões (R$ 1 bilhão).

Homem mais rico do Brasil perde R$ 1,6 bi com rombo da Americanas