A bicicleta mais legal do mundo acomoda 7 pessoas. É o veículo dos amigos!

Acesse:http://rockntech.com.br/a-bicicleta-mais-legal-do-mundo-acomoda-7-pessoas-e-o-veiculo-dos-amigos/

bicicleta-triciclo-7-pessoas_1

Você é do tipo que para onde vai procura sempre levar os amigos com você? Chega de queimar dinheiro com gasolina, coloque todo mundo pra ralar com a bicicleta dos amigos! Já posso ver aquele amigo mais folgado fingindo estar pedalando quando na verdade está só enrolando.

“The Only Seven Person Tricycle” (o único triciclo para sete pessoas) é na verdade, como o próprio nome diz, um triciclo. Acomoda sete adultos e coloca todo mundo junto pra fazer força pedalando. Cada um dos sete lugares tem um conjunto de pedais que podem operar simultaneamente para impulsionar o triciclo, incentivando a interação social e o trabalho de equipe enquanto pedalam. O controle da direção e frenagem é feito por somente um dos sete pilotos, este escolhido será o responsável por guiar o triciclo. Por falar em freios, apesar do peso do triciclo com 7 pessoas em cima ser relativamente pesado, o sistema de freios é feito através de uma alavanca manual ou pedal, mas é hidráulico, o que garante a segurança do triciclo. Para entender melhor como ele funciona, veja mais imagens e informações a seguir:

bicicleta-triciclo-7-pessoas_2
bicicleta-triciclo-7-pessoas_3

O triciclo é fabricado na Alemanha. Tem um eixo central articulado com peças resistentes inspiradas na tecnologia Porsche, e um sistema de transmissão totalmente coberto para proteger o mecanismo de sujeira e poeira. Ele tem também um dínamo, criado para converter os movimentos em energia, permitindo assim que seus dois faróis se acendam. Os assentos podem também se ajustar a diferentes níveis de altura, assim até mesmo crianças podem andar nele.

Gostei! E você, curtiu também? A má notícia é que o triciclo é vendido somente nos EUA. Está à venda na Hammacher nas cores vermelho, amarelo e azul pela pechincha de US$ 20 mil. OUCH!!! >.< O jeito é fazer uma “super vaquinha” entre os 7 envolvidos. No site da loja há um vídeo com uma demonstração da bicicleta.

Curiosidades na internet

Caloi convoca recall de bicicleta na semana do Dia das Crianças

Acesse:http://estadao.br.msn.com/economia/caloi-convoca-recall-de-bicicleta-na-semana-do-dia-das-crian%C3%A7as

Rodas laterais de bicicleta Cecizinha apresentam oscilação; Procon-SP orienta consumidores sobre seus direitos

Caloi convoca recall de bicicleta na semana do Dia das Crianças

Divulgação

“AE”

Na semana em que se comemora o Dia das Crianças, a Caloi convocou nesta segunda-feira, 7, um recall das bicicletas Cecizinha Aro 12. As bicicletas foram fabricadas em outubro de 2011 e têm número de chassi final SJ. No recall, o par de rodas laterais será substituído.

No comunicado a empresa informa ter detectado uma oscilação na resistência das rodas laterais, o que pode ocasionar falta de equilíbrio da criança.

 

A Caloi disponibiliza o telefone 0800 701 8022 e o site para mais informações e identificação dos postos de atendimento.

Segundo o Procon-SP, a empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor.

 

O Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 10, estabelece que: “O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança”.

 

Os consumidores que já passaram por algum acidente causado pelo defeito apontado poderão solicitar, por meio do Judiciário, reparação por danos morais e patrimoniais, eventualmente sofridos, afirma o Procon-SP.

Curiosidades na internet

Livro ensina a viver em São Paulo sem carro

Acesse:http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2012-07-01/livro-ensina-a-viver-em-sao-paulo-sem-carro.html

Enviado por J A C A N I E L L O

“Como viver em São Paulo sem carro” traz histórias de 12 personagens da cena paulistana que agora andam pela cidade a pé, de bicicleta ou transporte público

Claudio Edinger

Ex-jogador Raí abandonou a direção em 2008

 “Eu sou mais feliz desde que parei de guiar. Sou mais leve, não tenho de me preocupar onde parar o carro, não penso em multas, na hora do congestionamento, falo no celular, ouço música.” Raí, ex-jogador de futebol, abandonou “a direção” em 2008 e só anda por São Paulo a pé, de bicicleta ou de táxi (dependendo do trajeto). Suas experiências e de outros 11 personagens – como Maria Adelaide Amaral, Tadeu Jungle e Rita Lobo – da cena paulistana são relatadas no livro “Como viver em São Paulo sem carro”, idealizado pelo empresário Alexandre Lafer Frankel e escrito pelo jornalista Leão Serva. As fotografias são de Claudio Edinger e as ilustrações, de Eva Uviedo.

O lançamento será no dia 5 de julho, às 20h, no restaurante Spot. Com 81 páginas, o livro apresenta trajetos favoritos e dicas de lazer, cultura, gastronomia e de caminhos para quem se aventurar no mundo “livre de veículos”. “Tem riscos ao andar de bicicleta. Tomo muitos cuidados, o tempo todo. É preciso planejar os caminhos”, sugere o ex-jogador.

Tadeu Jungle, cineasta e videoartista, gosta de fazer tudo a pé. Ele mora nos Jardins. “Morar em um bairro mais central implica ter menos espaço em casa. Assim, tenho uma cozinha menor, mas
não me importo: saio frequentemente para jantar fora, tenho ótimos restaurantes perto de casa.” Ele revela que não conseguiu abandonar totalmente o carro, mas reduziu “a necessidade”.

Divulgação

Roteiro a pé sugerido por Tadeu Jungle no bairro Jardins, onde mora

Criadora do site Panelinha e apresentadora do Cozinha Prática (GNT), Rita Lobo procurou conciliar casa, trabalho e escola dos filhos tudo no mesmo bairro. “Quando vou de uma região da
cidade para outra, ainda uso carro ou táxi. Mas procurei organizar as coisas para que toda minha estrutura básica de vida fique dentro do bairro que escolhi para morar, os Jardins.” A dica é que o pedestre tem de ter equipamentos apropriados, como uma sandália confortável.

Liberte-se do vício

Claudio Edinger

Alexandre Frankel decidiu não renovar sua carteira de habilitação

Alexandre Frankel diz que a ideia de lançar “Como viver em São Paulo sem carro” foi para “mostrar às pessoas uma outra possibilidade”. “Andar a pé e de transporte público é cool. O chique é poder chegar rápido e não ficar horas no trânsito. Carro é um atraso de vida. Não é pecado usá-lo, mas não se pode ser dependente dele. A pessoa prejudica sua vida sem perceber que pode sair fora desse vício”, diz.

A empresa de Frankel, a Vitacon, é uma incorporadora que desenvolve projetos fundamentados em novas opções de mobilidade urbana (como o aluguel de carros e bicicletas para os moradores), em terrenos próximos a estações do metrô, procurando aproximar as pessoas de seus locais de trabalho.

O empresário acredita que este é o caminho para uma cidade com menos trânsito, menos estresse e mais horas livres para outras atividades. “O que dita regra nos nossos projetos é a mobilidade. Onde há muitos prédios comerciais colocamos residenciais e vice-versa. A lei de zoneamento de São Paulo e de grandes cidades brasileiras é um horror. As pessoas gastam de 4 a 5 horas por dia para sair da periferia e ir para o centro trabalhar.”

O empresário abandonou o carro há alguns anos e decidiu não renovar a carteira de habilitação. Levou a sede de sua empresa para o bairro onde mora e faz tudo o que pode a pé. Os filhos e a mulher também. Ele defende o modelo da cidade compacta, concebida exatamente como o lugar da diversidade social e econômica, de bairros que misturam classes sociais e atividades, de forma que todos possam ficar a curtas distâncias do trabalho. “É possível fazer esta mudança. Viver perto com qualidade.”

O livro traz ainda dados inéditos levantados em uma pesquisa de opinião pública realizada pelo instituto Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) sobre como os moradores se relacionam com a questão da mobilidade urbana. Segundo a pesquisa, 65% dos paulistanos estariam propensos a mudar suas residências para locais perto do trabalho, desde que mantido o mesmo padrão de vida, para fugir do trânsito. O estudo também mostra que para a mesma porcentagem da população (65%), o trânsito é considerado o pior problema da cidade, à frente da poluição. “Queremos que o livro gere movimento, que as pessoas se movimentem e mudem”, diz Frankel.

Curiosidades na internet

Degustação de hambúrguer de carne artificial será feita em agosto

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/degustacao-de-hamburguer-de-carne-artificial-sera-feita-em-agosto

Depois de uma série de experiências feitas por mais de um ano, finalmente no dia 5 de agosto será possível provar pela primeira vez na historia um hamburger feito de carne totalmente artificial.

O alimento foi elaborado por Dr. Marc Post, titular da Universidade de Maastricht, nos Países Baixos. Durante o transcurso do banquete hi-tech, espera-se que o criador da especiaria revele os segredos e detalhes de seu invento.
Fontes afirmam que para produzir um hamburger seriam necessárias três mil tiras de tecido muscular (de 3cm X 1.5 cm), feitas em laboratório a partir da combinação de células tronco. O processo, com custo aproximado de US$ 320.000,00, foi bancado por um investidor anônimo, que será conhecido no dia do evento.

A apresentação desta iguaria elaborada in-vitro demonstrará a existência de alternativas para a criação e consumo de carne bovina e de outros tipos. Apesar das polêmicas, é ressaltada a grande economia em água, terra e energia necessárias para a criação bovina convencional, diminuindo também a emissão de gases do efeito estufa.

Segundo o cientista, “o vegetariano que provar o hummer causará menos mal ao meio-ambiente do que um carnívoro que use uma bicicleta”.

Curiosidades na internet

Designers desenvolvem bike voadora, como a do filme ‘E.T.’

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/veiculos/Paravelo-designers-desenvolvem-bicicleta-voadora-com-asas-que-viram-uma-barraca/

Paravelo

Dois designers britânicos decidiram reunir duas de suas grandes paixões: bicicletas e aviação. Eles desenvolveram uma bike dobrável que, com o auxílio de um grande ventilador e um triciclo acoplado a ela, é capaz de alçar voos, e seu paraquedas pode também ser usado como uma barraca, caso você acabe fazendo viagens mais longas.

Os criadores da bicicleta, chamada Paravelo, decidiram desenvolvê-la não para o uso diário em grandes cidades, mas para as pessoas que curtem acampar nos finais de semana. No entanto, a bicicleta também pode ser usada como uma bike dobrável convencional e que pode ser armazenada em qualquer cantinho dentro de casa. Se você quiser dar uma volta pelos ares, é só acoplar a ela a parte de trás com o ventilador.

A bicicleta é capaz de alcançar aproximadamente 1,2 mil metros de altura e velocidade máxima no ar de 40 quilômetros por hora. “Se você tem sede de aventura, mas não tem espaço ou um saldo bancário suficiente para adquirir um helicóptero, então a Paravelo foi feita para você”, afirmou ao The Guardian Yannick Read, um dos criadores do projeto.

ParaveloFoto: Divulgação

Por enquanto, a Paravelo é apenas um protótipo, mas seus criadores já buscam recursos por meio do Kickstarter para iniciar sua produção e comercialização. Os interessados em adquirir um dos primeiros exemplares da bike poderão contribuir com a campanha de arrecadação de fundos com quantias que variam entre 5 e 5 mil libras (R$ 17 e R$ 17 mil, respectivamente).

 Curiosidades na internet

Conheça os incríveis estacionamentos subterrâneos robóticos do Japão. Assista ao vídeo!

Acesse:http://rockntech.com.br/conheca-os-incriveis-estacionamentos-subterraneos-roboticos-do-japao/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+rockntech+%28ROCK%27N+TECH+-+O+maior+conte%C3%BAdo+geek+do+Brasil%21%29

japans-bike-parking

Em países evoluídos muitos trocam os carros pelas bicicletas, como é o caso do Japão. O problema é que mesmo as bicicletas sendo menores do que carros, é sempre um dilema encontrar um local para estacioná-las com segurança. Além disso no Japão não há tanto espaço assim como temos aqui no Brasil, então a prefeitura de Tóquio resolveu implementar em um bairro chamado Shinagawa, estacionamentos subterrâneos inteligentes com sistema robótico que leva as bicicletas automaticamente para dentro da terra.

japans-bike-parking_2

Dentro das “ECO Bikes” – como são chamadas – a bicicleta é mantida protegida do sol e chuva, roubos ou mesmo de vândalos. Cada estação ECO Bike suporta até 200 bicicletas, imagina então o enorme espaço que cada uma destas poupa na superfície! É senhores, nosso país ainda precisa evoluir uns 200 anos até chegar onde eles estão. Assista ao vídeo (legendado) abaixo para entender como as ECO Bikes funcionam.

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

Bicicleta voadora é testada na República Tcheca

Acesse:http://www.techmestre.com/bicicleta-voadora-e-testada-na-republica-tcheca.html

Modelo pesa quase 100 kg e usa propulsores horizontais para garantir o vôo. Funcionários de um consórcio de três empresas tchecas começaram a testar um protótipo de uma bicicleta diferente. O equipamento se diferencia das bikes convencionais por ser capaz de voar. Batizada de Flying Bike, ela foi testada nesta quarta-feira (12) em Praga, usando um controle remoto e um manequim. O equipamento conta com seis propulsores horizontais e um motor elétrico. Apesar da capacidade de voar, a bike não é tão leve, já que pesa 95 kg. Ela usa a tecnologia da empresa francesa Dessault Systemes para realizar o feito.

Bicicleta voadora é testada na República Tcheca
Curiosidades na internet

Empresa cria sistema que produz imagens em rodas de bicicleta utilizando luzes de LED

Acesse:http://www.techmestre.com/empresa-cria-sistema-que-produz-imagens-em-rodas-de-bicicleta-utilizando-luzes-de-led.html

Projeto tenta arrecadar fundos para chegar ao mercado – Usuário poderá criar suas próprias imagens.

A empresa MonkeyLectric, da Califórnia, criou um sistema de luzes de LED acoplado nas rodas de bicicletas para que se consiga refletir imagens coloridas ou animações bem chamativas.
Batizado de Monkey Light Pro, o sistema trabalha com quatro fileiras de luzes de LED resistentes à água. Elas são fixadas nas rodas, e, através de um programa especial, se consegue criar e transferir animações. Todo o processo é feito através de Bluetooth.
 .
Quando a bicicleta atinge uma certa velocidade, as luzes acendem e formam nas rodas as imagens determinadas pelo programa. Para que o projeto possa de fato se consolidar, a empresa desenvolvedora tenta arrecadar o equivalente a US$ 180 mil no site de fundos “Kickstarter”.
 
Curiosidades na internet

Veículo que mistura carro e bicicleta deve chegar ao mercado em breve

Acesse:http://www.techmestre.com/veiculo-que-mistura-carro-e-bicicleta-deve-chegar-ao-mercado-em-breve.html

Novidade é movida por energia solar e pedais como em bicicletas tradicionais.

A Organic Transit desenvolveu um modelo que pode ser comparado a uma mistura de bicicleta com automóvel. O veículo é bastante fino, e é movido por pedais como em uma bicicleta e pela energia solar.
.
Batizado como ELF, o modelo capta energia da luz solar e a converte em energia elétrica através de painéis fotovoltaicos. Em subidas, o condutor pode ajudar o veículo através dos pedais, facilitando o trabalho do motor elétrico.
.
A novidade tem caráter ecológico, e consegue atingir a velocidade de 30 Km/h, dentro das normas das bicicletas elétricas dos Estados Unidos. No caso do condutor pedalar, a velocidade pode aumentar. A Organic Transit obteve sucesso no financiamento dentro do Kickstarter e agora já prepara a novidade para o mercado.
.
consegue atingir a velocidade de 30 Km/h, dentro das normas das bicicletas elétricas dos Estados Unidos. No caso do condutor pedalar, a velocidade pode aumentar. A Organic Transit obteve sucesso no financiamento dentro do Kickstarter e agora já prepara a novidade para o mercado.
 .

Curiosidades na internet

Casa autossustentável produz energia a partir de exercícios físicos feitos pelos moradores

Acesse:http://www.techmestre.com/casa-autossustentavel-produz-energia-a-partir-de-exercicios-fisicos-feitos-pelos-moradores.html

Ideia é aliar produção de energia elétrica com exercícios físicos, mantendo saúde dos moradores e preservando o meio-ambiente.

O estúdio de arquitetura espanhol Elii criou uma casa-piloto que utiliza o conceito de produção de energia elétrica a partir das atividades físicas desenvolvidas pelos próprios moradores. A ideia foi montar uma residência totalmente autossustentável, aliando a saúde (já que seria necessário se manter atividades regulares diariamente) com preservação do meio ambiente.
Batizada como JF-Kit House, (abreviação de “Jane Fonda Kit House”), a casa obriga as pessoas a se exercitarem para gerar eletricidade. Existe, por exemplo um escritório de malhação dos braços, que gera eletricidade para checar e-mails para cada 25 minutos de atividade girando uma manivela.
Além disso há uma bicicleta que permite assistir a um vídeo de ginástica de Fonda para cada 20 minutos de pedalada. Assista o vídeo abaixo e entenda melhor como a casa funciona:
 
Curiosidades na internet
 

Sustentabilidade: oito carregadores de celular que usam energia solar

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/04/sustentabilidade-oito-carregadores-de-celular-que-usam-energia-solar.html

Smartphones e sustentabilidade estão na moda. Então, por que não juntar as duas coisas? É o que propõe esses oito carregadores, que utilizam a luz solar para carregar o seu iPhone,Android e Windows Phone. Todos os dispositivos já estão à venda e podem ajudar naquele momento de “desespero” em que a bateria do celular acaba, alguns deles podem até ser utilizados para decorar a sua casa. Confira a lista:

1. SLXtreme

Snow Lizard SLXtreme Case é à prova d'água e faz recarga pela luz solar (Foto: Divulgação)Snow Lizard SLXtreme Case é à prova d’água e faz recarga pela luz solar (Foto: Divulgação)

Compatível com iPhone 4, 4s e 5, o SLXtreme tem as laterais emborrachadas e é o carregador ideal para quem gosta de fazer trilhas. O acessório é à prova d’agua e pode ser utilizado em até dois metros de profundidade, com direito a botão obturador integrado para fotos subaquáticas. A bateria integrada dobra o tempo de vida útil do smartphone e é revestida por uma caixa de policarbonato. Ela é mesmo poderosa: aguenta sete horas de conversa e 11 de reprodução de vídeos. Tantos adjetivos compensam o preço: R$ 129,99

2. Altoids Solar USB Charger

 Altoids Solar USB Charger parece uma lata de sardinha, mas mantem o celular ligado por dois dias (Foto: Divulgação)Altoids Solar USB Charger parece uma lata de sardinha, mas mantem o celular ligado por dois dias (Foto: Divulgação)

O Altoids Solar não tem múltiplas funções como o SLXtreme. No entanto, o ponto forte do aparelho está no tempo em que ele mantém o celular ligado: dois dias ou mais! Portátil, o dispositivo usa baterias AA e quase lembra uma lata de sardinha, só que bem mais charmosa. Mas e se faltar sol? Não é problema para ele. Duas pilhas recarregáveis o acompanham e servem como fonte de energia. Preço: R$ 34,99

3. SunVolt Gomadic

Gomadic SunVolt tem duas versões e pode ser utilizados até na piscina (Foto: Divulgação)Gomadic SunVolt tem duas versões e pode ser utilizados até na piscina (Foto: Divulgação)

O SunVolt não carrega apenas o celular, mas vários aparelhos ao mesmo tempo. O painel solar lembra um notebook e até já existe uma versão plus do produto: o SunVolt Max. A diferença é que a versão Max funciona como uma estação solar, que permite uma absorção de energia até 50% maior. O preço também muda: US$ 99,95 (R$ 200) a versão simples e US$ 129,95 (R$ 260) no equipamento mais completo. Quer levar para piscina? Tudo bem. Ele é a prova d’água e a sua capa protetora tem um sistema antiderrapante.

4. XD Design Solar Window Charger

XD Design Solar Window Charger pode ser utilizado no carro para dispositvos USB (Foto: Divulgação)XD Design Solar Window Charger pode ser utilizado no carro para dispositvos USB (Foto: Divulgação)

O XD Window é ideal para quem anda muito de carro. Pequeno, elegante e leve, pesa só 195 gramas, o aparelho carrega qualquer dispositivo USB, mas não é recomendado para tablets. O preço é de aproximadamente US$ 65 (R$ 130).

5. Electree Charging Sculpture

Electree Charging SculptureElectree Charging Sculpture

O Electree Charging Sculpture tem a forma de um bonsai e lembra bem o conceito de “fotossíntese”. O design curioso faz dele um item de decoração, que pode ser customizado de acordo com o gosto do cliente. Suas 27 “folhas”, armazenam a energia em suas “raízes” – uma base oculta. O preço é tão chamativo quanto o carregador: cerca de 450 dólares (R$ 900).

6. WakaWaka Power Compact Solar Charger

WakaWaka Power Compact Solar Charger traz luz com autonomia de 40 horas (Foto: Divulgação)WakaWaka Power Compact Solar Charger traz luz com autonomia de 40 horas (Foto: Divulgação)

O WakaWaka Power tem um nome estranho, mas promete carregar totalmente o seu smartphone após um dia de sol. O dispositivo traz também uma lanterna que fornece até 40 horas de luz, caso o usuário queria fazer uma leitura em um ambiente escuro, por exemplo. De acordo com a fabricante, o produto garante 200% de eficiência sobre qualquer outro do mercado. Além disso, a cada aparelho vendido, a empresa promete doar um WakaWka Power aos refugiados do Haiti e da Síria, regiões que enfrentam graves racionamentos de energia. Preço US$ 79 (cerca de R$ 160).

7. Solio CLASSIC2

Solio CLASSIC2 funciona como um relógio solar, além de ser um carregador (Foto: Divulgação)Solio CLASSIC2 funciona como um relógio solar, além de ser um carregador (Foto: Divulgação)

O design do Solio Classic é icônico: se você colocar um lápis no meio dele o dispositivo vira o relógio de sol. Além disso, o dispositivo carrega qualquer aparelho eletrônico em 90 minutos: tablets, Smartphone, GPS, e-readers e até luzes de bicicleta. Preço: R$ 100.

8. XD Design Solar Sunflower

XD Design Solar SunflowerXD Design Solar Sunflower imita um girassol e recarrega qualquer dispositivo USB (Foto: Divulgação)

 

Sabe aquela ideia de que os carregadores solares fazem “fotossíntese”? Não é à toa que o XD Sunflower tem design de um girassol. Segundo a fabricante, proposta dele é irradiar energia, otimismo e alegria, tal como a flor. As duas folhinhas verdes são simpáticas o bastante para fazer isso. Além de servir como objeto de decoração, o acessório carrega qualquer dispositivo USB. Preço: US$ 62 (R$ 124).

Curiosidades na internet

Motor elétrico ajuda ciclista a encarar subidas e chegar ao trabalho sem suar

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1254522-bicileta-com-motor-eletrico-ajuda-a-encarar-subidas-sem-suar.shtml

O suor é um dos fatores que pode fazer desistir da ideia quem pensa em pedalar até o trabalho, especialmente em dias quentes ou quando o percurso envolve trechos ladeira acima. Para contornar isso, é possível instalar um motor elétrico na magrela.

Arquivo pessoal
Bicicleta elétrica do administrador de banco de dados Cleber Augusto Rafael, 35: agora ele quer instalar uma bateria melhor e tração também na roda traseira
Bicicleta elétrica do administrador de banco de dados Cleber Augusto Rafael, 35: agora ele quer instalar uma bateria melhor e tração também na roda traseira

É o caso do administrador de banco de dados Cleber Augusto Rafael, 35, que diz que gastou cerca de R$ 1.600 para transformar sua bicicleta (que valia R$ 1.000) em uma versão equipada com suspensão dianteira e motor elétrico, o qual custou quase a totalidade do valor investido.

Hoje, ele economiza cerca de R$ 230 por mês com o carro na garagem. “Estimo o custo [de rodagem da bike elétrica] em R$ 0,02 por km.”

“Queria voltar a pedalar e não podia chegar suado ao escritório, onde trabalho com roupa social”, conta, explicando que a bicicleta estava “estacionada” havia um bom tempo. “A cidade onde moro [Maringá (PR)] é plana, mas o trajeto que faço tem subidas.”

Ele diz que pretende instalar uma bateria de maior capacidade, de íons de lítio, e tração também na roda traseira. “Agora estou apaixonado pela bike e não quero parar de incrementá-la.”

Seu percurso é de seis quilômetros e, por ser curto, pode ser totalmente feito sem pedalar. O motor que instalou é relativamente forte, com potência de 1.000 W (carga máxima de 150 kg).

Cleber diz que a conversão dura cerca de três horas. Uma desvantagem é o peso, maior.

Além da Wind Bikes, loja por meio da qual Cleber comprou seu kit de conversão, outros estabelecimentos que vendem semelhantes são Bicimoto e Brazil Electric.

As mais notáveis marcas de bicicletas elétricas já prontas no Brasil são Blitz, Dafra,Evolubike, General Wings, Movegreen e, mais recentemente, Multilaser.

VULNERÁVEL

Para Willian Cruz, editor do site “Vá de Bike”, versões elétricas podem ser perigosas. “É fácil abusar da velocidade quando o motor está ligado”, diz.

Além disso, seu usuário fica em situação de vulnerabilidade jurídica, diz Crus. “O uso de bikes elétricas não é regulamentado. Se um policial te parar e quiser apreender sua bicicleta porque ela não está licenciada, ele simplesmente pode.”

“Mas considero a bicicleta de pedalada eletro-assistida uma boa alternativa para quem tem uma limitação física, como excesso de peso, e quer pedalar.”

 

Curiosidades na internet

 

 

Bicicleta ergométrica vira controle para Mario Kart

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/games/Bicicleta-ergometrica-vira-controle-para-Mario-Kart/

Se você não é muito fã de atividades físicas aeróbicas mas adora ficar em frente à televisão ou computador jogando uma partidinha de videogame, com certeza vai aprovar a invenção deste rapaz.

Ele uniu o útil ao agradável, ao fazer uma velha bicicleta ergométrica funcionar como controle para o jogo Mario Kart. A engenhoca foi criada utilizando partes de um controle do Super Nintendo misturada a outras peças similares conectadas à bicicleta de forma com que, ao pedalar, o bom e velho botão “A” seja acionado, acelerando o carrinho. O guidão aciona os botões direcionais, já um botão vermelho instalado no centro do guidão libera os itens especiais durante a disputa.

Confira a invenção em ação:

Para facilitar a vida de quem quer testar suas habilidades e arriscar criar sua própria bicicleta-controle, o criador da peça disponibilizou um tutorial detalhado. Inclusive no texto ele diz que não tem muita experiência com eletrônica, e que deve haver formas mais simples – ou mesmo melhores – de se fazer a mesma experiência.

Quem aí se arrisca nesse projeto?

Curiosidades na internet

Abdominal solo

Acesse:http://todaela.uol.com.br/passo-a-passo–2/abdominal-solo

Barriguinha sarada para arrasar na praia

Trabalhar somente as coxas e bumbum também não pode. Malhar o abdômen é bem importante se você quer fazer bonito ao colocar um biquíni ou uma lingerie sensual. Este exercício é bem básico, e todo mundo já deve ter feito pelo menos uma vez na vida.

Ele trabalha quase todo o abdômen e é recomendado para quem quer começar a tonificar a região. Mas vale lembrar que o abdominal não emagrece, e sim fortalece os grupos musculares da barriga. Quem quer perder peso e gordura precisa investir nos exercícios aeróbicos, ou seja, corrida, bicicleta, caminhada, etc.

Para realizar o movimento, deite-se em decúbito dorsal, ou seja, com a barriga para cima

Mantenha as mãos atrás da cabeça ou no peito, e as pernas flexionadas, abertas na largura dos quadris
O movimento será de elevar os ombros, arredondando as costas e elevando o tronco

Retorne a posição inicial e repita o movimento

Outra opção para realizar o movimento é com suas pernas apoiadas sobre uma cadeira, com joelhos flexionados em 90°.

Muito cuidado com a postura e procure não forçar o pescoço, mantendo-o alinhado com o restante da coluna.

O ideal é que você comece realizando o movimento 15 vezes em três séries. Mantenha cerca de 30 segundos de intervalo para descansar entre uma série e outra. Caso esteja muito pesado inicialmente, diminua o número de repetições e mantenha as séries.

Mas se estiver muito fácil de realizar os movimentos, você pode aumentar as repetições, ou mesmo colocar um peso em seu peito, para criar mais resistência no momento em que for erguer o tronco.

Créditos

Personal Trainner e Modelo: Isabel Ciola de Azevedo
Email: isabel.ciola@hotmail.com
CREF 016690-G/PR – Curitiba-PR

Curiosidades na internet

Bicicleta elétrica conceitual deixa o usuário conectado às redes sociais

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/01/bicicleta-eletrica-conceitual-deixa-o-usuario-conectado-redes-sociais.html

O designer Sheng-Chieh Chang criou uma bicicleta elétrica conceitual bem completa, perfeita para uso urbano. O projeto prevê, inclusive, o uso de um aplicativo para smartphone para que o ciclista se mantenha conectado às redes sociais. Os usuários podem, então, compartilhar pontos de interesse na cidade e interagir. Com o nome de Gusto Orcinus E-Bike, a bicicleta é de fibra de carbono e pode ser dobrada para ser acomodada discretamente no trabalho ou em casa.

Além de toda a tecnologia, bicicleta tem visual apelativo (Foto: Divulgação)Além de toda a tecnologia, bicicleta tem visual apelativo (Foto: Divulgação)

No guidão, há um espaço para que o ciclista posicione seu celular, que passa a servir como painel. É possível, por exemplo, usar o GPS do telefone ou o aplicativo pensado para criar uma rede entre os usuários da bike elétrica.

Modelo pode ser dobrado para facilitar a acomodação em casa e no trabalho (Foto: Divulgação)Modelo pode ser dobrado para facilitar a acomodação em casa e no trabalho (Foto: Divulgação)

Para dar uma força extra a cada pedalada, a bicicleta conta com um complexo sistema de transmissão. Além do motor elétrico e baterias removíveis, Sheng imaginou um câmbio continuamente variável: em resumo, independente da circunstância, a tecnologia encontra sempre a melhor relação de marchas para o momento, privilegiando torque e conforto simultâneamente.

Guidão reserva espaço para acomodar smartphone (Foto: Divulgação)Guidão reserva espaço para acomodar smartphone (Foto: Divulgação)

Mais do que um simples devaneio de design, a Sheng já possui um protótipo totalmente funcional da bike, que, segundo o projetista, foi inspirada em baleias assassinas e em seu perfil bicolor. Apesar de já existir uma unidade, não há previsão de que o modelo seja produzido em larga escala.

Curiosidades na internet

Bicicleta feita de fibra de carbono aposta em design refinado

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2012/11/bicicleta-feita-de-fibra-de-carbono-aposta-em-design-refinado.html

A Rizoma, marca italiana de equipamentos para motocicletas, resolveu pensar num conceito que se adapte às necessidades de quem pretende usar a bicicleta como solução de deslocamento numa grande cidade. Pensando nisso, nasceu a Rizoma 77/011.

Bike italiana tem leveza, tecnologia e preço alto (Foto: Divulgação) (Foto: Bike italiana tem leveza, tecnologia e preço alto (Foto: Divulgação))Bike italiana Rizoma tem leveza, tecnologia e preço alto (Foto: Divulgação)

Com design pensado para agradar aos olhos, o fabricante afirma que ela foi projetada também para trazer mais conforto na condução. Com corpo moldado na leve e resistente fibra de carbono, a bicicleta usa alumínio escovado em alguns detalhes, como as catracas e estruturas do selim e freio. Usando o composto não metálico como material principal, a Rizoma conseguiu desenvolver uma bike que pesa apenas 8 quilos.

O desenho curvo do quadro da bicicleta passa a sensação de que ela está sempre em movimento. Além da suavidade no traço, a Rizoma escolheu duas cores que colaboram para ressaltar a beleza do desenho: o consumidor pode optar por versões brancas ou pretas da 77/011.

Talvez uma limitação do modelo seja a ausência de câmbio. A impossibilidade de aliviar o peso, ou buscar mais torque ladeira abaixo, pode ser um ponto negativo para consumidores que vivam em cidades de topografia mais acidentada.

Capricho no acabamento está até nos detalhes (Foto: Divulgação)Rizoma 77/011 capricha no acabamento até nos detalhes, como o pedal (Foto: Divulgação)
.
Curiosidades na internet