Cidade mineira usa o Kinect, um sensor de videogame, para detectar assaltos

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1303376-minas-usa-videogame-para-detectar-assaltos.shtml

Liderados por empresas e institutos de pesquisa, o Brasil desenvolve projetos que, apesar de embrionários e isolados, visam tornar as cidades mais inteligentes.

Lojistas na cidade de Uberaba (MG) contam com uma tecnologia chamada Agentto, que usa o detector de movimentos Kinect, da Microsoft, para identificar movimentações suspeitas e acionar a PM. Segundo a companhia, a Polícia Civil também receberá, a partir de julho, pedidos de socorro gerados pelo serviço.

No Rio, a IBM ajudou a montar o COR (Centro de Coordenação) para identificar ou antecipar desastres naturais. A central reúne informações de 30 órgãos da prefeitura e 500 câmeras espalhadas pela cidade.

Uma equipe de 400 funcionários analisa todas essas informações, com o auxílio de softwares, e alerta simultaneamente PM (Polícia Militar), bombeiros e Defesa Civil sobre as ocorrências.

Outro projeto da IBM, em Porto Alegre, é um sistema de monitoramento da iluminação pública. Ele permite identificar quais das 85 mil lâmpadas da cidade estão próximas do fim da vida útil.
Sabendo disso, a equipe de manutenção pode atuar estrategicamente, sem ter de atender chamado s isolados.

Os mesmos sensores, integrados a essas lâmpadas, também identificam quando não há ninguém passando e reduzem a potência delas, propiciando economia de energia. O mesmo é feito por outras empresas na cidade americana de Dubuque (Iowa) e na espanhola Santander.

“Em cada cidade, a IBM tem um projeto diferente. A ideia primária é buscar resolver o problema que cada cidade tem”, diz Antônio Carlos Dias, diretor da divisão de cidades inteligentes da empresa no Brasil.

Já o Cesar (Centro de Estudos de Sistemas Avançados de Recife) desenvolve medidores de luz inteligentes para consumidores privados.

Além de mostrar o consumo em tempo real, o aparelho em desenvolvimento também pretende se integrar a computadores conectados à internet –será possível programar o horário de desligamento, por exemplo.

O Cesar também prevê a criação de um sistema inteligente para carros que coleta e mapeia informações como trânsito e buracos na rua, identificados por acelerômetros integrados aos veículos.

Já em Barueri (SP), a Eletropaulo anunciou que irá investir R$ 70 milhões até 2015 em medidores inteligentes de energia para 2.100 famílias de baixa renda para reduzir o consumo. (lucas agrela)

Curiosidades na internet

Drone é usado para gravar imagens aéreas de protesto na cidade de São Paulo

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/videos/Drone-e-usado-para-gravar-imagens-areas-de-protesto-na-cidade-de-Sao-Paulo/

Drone

A manifestação que aconteceu na última segunda-feira (17) contra o aumento das passagens de ônibus na cidade de São Paulo foi grandiosa, com estimativa de 65 mil pessoas participantes, e a TV Folha, do jornal A Folha de S. Paulo, decidiu utilizar um mecanismo inovador para captar imagens aéreas da movimentação dos manifestantes. O drone operado por Luis Neto, da GoCam, captou imagens do Largo da Batata, Marginal Pinheiros e Ponte Estaiada durante o trajeto do protesto. As informações são do Gizmodo.

O drone, identificado como imprensa para não gerar suspeitas entre os manifestantes, é um DJI Phantom, que pesa 600 gramas, tem raio de alcance de 300 metros, luzes de LED vermelha e verde para sinalizar sua posição e sua bateria tem duração estimada em 15 minutos. Provavelmente, durante todo o trajeto, a bateria tenha sido trocada diversas vezes.

O modelo foi criado exclusivamente para carregar câmeras de vídeo no estilo GoPro e consegue atingir velocidade máxima de 10 m/s.

Drone TV FolhaFoto: João Wainer

A escolha do modelo DJI Phantom se deve ao fato de ser um aparelho leve e pequeno, o que evitaria danos maiores em casos de queda e lesões em possíveis pessoas atingidas. João Wainer, editor da TV Folha, publicou a foto do drone em seu perfil no Instagram, afirmando que o vídeo liberado é uma prévia das gravações feitas pelo drone no dia da manifestação, o que sugere que muitas outras imagens devem ter sido captadas pelo equipamento.

Confira abaixo o vídeo gravado pela TV Folha com o drone:

 Curiosidades na internet

Claro estreia rede 4G na cidade de São Paulo, e Oi lança serviço no Rio

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/claro/Claro-estreia-rede-4G-na-cidade-de-Sao-Paulo/

4g

A Claro anunciou hoje (25) a estreia dos planos de internet móvel da quarta geração (4G) na cidade de São Paulo, sendo a primeira operadora a disponibilizar o serviço na capital paulista. Além de São Paulo, a empresa também lançou sua rede 4G em outras 11 cidades na semana passada: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Fortaleza, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Campos do Jordão (SP), Parati (RJ) e Búzios (RJ).

A chegada do 4G em São Paulo é muito importante para os negócios da Claro, já que a região possui grande potencial financeiro. Para ter uma ideia, a cidade é a segunda maior receita em serviços da empresa no país – só o DDD11 detém 40% do total de clientes da tele.

Os planos 4GMax, como foram intitulados pela empresa, estão disponíveis a partir de hoje (25) em todas as lojas da Claro na cidade. Os pacotes começam com uma cota de 2GB de transferência de dados para smartphones, ou 5GB para smartphones e modems. O Nokia Lumia 820 no Plano Ilimitado 600 4G custa R$ 399, enquanto o Motorola RAZR HD sai de graça no mesmo plano. Já o Samsung Galaxy S III com suporte para 4G custa R$ 949 no plano. O modem Huawei E392 no Plano Claro Internet 5GB pode ser adquirido por R$ 199. A Vivo também anunciou que passará a oferecer seus planos de internet 4G na cidade de São Paulo a partir do dia 30 de abril.

Enquanto isso, no Rio de Janeiro…

A Oi estreou hoje (25) seus planos de internet móvel 4G na cidade do Rio de Janeiro e, com a novidade, os clientes poderão contratar os novos planos em lojas oficiais e franqueadas da operadora. A companhia também anunciou que sua rede 4G deve chegar à cidade de São Paulo somente em dezembro deste ano.

A operadora fez uma promoção de lançamento com um plano 4G para clientes pós-pagos. Com até 5G, os clientes poderão pagar R$ 98 ao mês e ainda ter desconto de R$ 300 na compra de qualquer outro aparelho. A Oi também apresentou planos 4G para notebooks e tablets com 10GB por R$ 188 mensais e, neste caso, o modem custa R$ 100 e o chip compatível com a rede sai de graça.

Até a primeira quinzena de maio, a Oi afirmou que outras cidades que sediarão os jogos da Copa das Confederações 2013, que acontece em junho, como Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza terão ofertas especiais para o 4G e para a compra de novos aparelhos.

Curiosidades na internet

Game ‘Minecraft’ é adotado como ferramenta de ensino por quase mil escolas no mundo

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1217130-game-minecraft-e-adotado-como-ferramenta-de-ensino-por-quase-mil-escolas-no-mundo.shtml

Joel Levin, professor de uma escola em Nova York, passeia com seus alunos em uma área ampla e arborizada toda sexta-feira pela manhã para ensinar biologia. No fim da aula, ele oferece pás e outras ferramentas às crianças, que têm de 8 a 12 anos, e lança um desafio: “Usem materiais da natureza e construam o que a imaginação permitir”.

Tudo acontece dentro de “Minecraft”, game de construção de blocos, uma espécie de Lego virtual, que permite ao jogador montar praticamente qualquer objeto, de pequenas casas a grandes castelos e cidades inteiras.

O jogo, que foi lançado oficialmente em 2011 e tem mais de 40 milhões de usuários, é usado por Levin como plataforma educativa. E ele não está só: quase mil escolas do mundo fazem o mesmo.

“Minecraft” na escola

 Ver em tamanho maior »

MinecraftEDU/Divulgação

AnteriorPróxima

Alunos jogam “Minecraft” em escola de Nova York

Na China, alunos aprendem literatura reconstruindo cenários de romances clássicos. Na Austrália, combinações de matéria-prima para fazer novos produtos são usadas nas aulas de matemática. Na Suécia, terra natal da Mojang, companhia responsável por “Minecraft”, uma escola incluiu, neste mês, o jogo na grade de disciplinas.

“Escolhi ‘Minecraft’ porque o jogo é um mundo aberto, cheio de possibilidades para qualquer matéria”, diz Levin. “Os alunos devem seguir tarefas predeterminadas, que seguem um plano de aula.”

Levin teve a ideia de usar “Minecraft” na sala de aula, quando viu sua filha de cinco anos construir, sozinha, uma casa na árvore no game.

“Percebi que ela estava aprendendo muitas coisas, como noções de geometria e física”, diz. A partir daí, ele adaptou o jogo para as aulas.

Nasceu então o projeto MinecraftEDU, que vende a versão especial do game com 50% de desconto para escolas.

Cláudio Mendes, professor da Universidade Federal de Ouro Preto que estuda o uso de games na educação, diz que jogos são uma ótima ferramenta de ensino, mas que é preciso escolher bem o título.

“Simuladores de construção como ‘Minecraft’ ou ‘SimCity’ são os mais indicados por não terem missões específicas nem enredo definido, o que estimula a criatividade”, diz Mendes, acrescentando que, no Brasil, a adoção de tais recursos é tímida.

PROGRAMA DA ONU

Além das escolas, “Minecraft” também virou base para projetos sociais. Até 2016, a ONU pretende revitalizar mais de 300 espaços urbanos no mundo com a ajuda do jogo.

O projeto, chamado Bloco por Bloco, é coordenado palo Habitat, escritório da ONU para desenvolvimento urbano e ambiental, e busca envolver jovens na recuperação de áreas abandonadas.

Para isso, os locais são recriados dentro do game, e os jogadores são convidados a modificá-los virtualmente, para ver como o espaço ficaria. O primeiro local a ser revitalizado é um parquinho na periferia de Nairóbi (Quênia).

“Temos novidades para mostrar e vamos lançar um site em breve. Ainda não sabemos se há alguma cidade no Brasil, mas vamos passar por todos os continentes”, diz Lydia Winters, diretora da produtora Mojang, parceira da ONU no Bloco por Bloco.

Editoria de Arte/Folhapress

Curiosidades na internet

Nail Bar traz esmaltes Alessandro Internacional a Curitiba

Acesse:http://todaela.uol.com.br/esmalte/nail-bar-traz-esmaltes-alessandro-internacional-a-curitiba

Esmalte Club vai oferecer os produtos da marca com exclusividade na cidadeCrédito: Divulgação – Esmalte Club

Ao que parece, o conceito de nail bar chegou para ficar. A chance de fazer a manicure enquanto desfruta de drinks e comidinhas especiais tem conquistado cada vez mais mulheres, que também são seduzidas pela oportunidade de experimentar esmaltes de marcas internacionais. Assim, novos espaços com essa proposta têm surgido no país com diferenciais para agradar às consumidoras.

Em Curitiba, inaugura hoje o Esmalte Club que, além de seguir o conceito de traz com exclusividade para a cidade os produtos da Alessandro International, marca alemã que não apenas colore as unhas, mas também atua no tratamento das mãos.

A tecnologia da empresa foi desenvolvida nos anos 80 pela alemã Silvia Troska e é considerada uma revolução no design da manicure. Segundo a divulgação do Esmalte Club, a técnica é a Colour Gel, que agrega à queratina das unhas um gel que recupera formatos e imperfeições, além de colorir como um esmalte comum. Ao todo, são 99 cores com diversos efeitos e produtos específicos para cada necessidade.

Crédito: Divulgação – Esmalte Club

Para oferecer os produtos da marca, as manicures do nail bar foram treinadas por um profissional sancionado pela Alessandro International. Outro diferencial está na durabilidade da cor, que pode ficar nas unhas por mais tempo, de acordo com a necessidade de cada cliente.

O Esmalte Club também vai oferecer produtos de outras marcas, como OPI e Sally Hansen. Além de tratar das unhas, quem for ao nail bar poderá desfrutar dos drinks e cervejas especiais que fazem parte do cardápio do espaço.

A manicure simples custará, em média, de 25 reais (incluindo o tratamento das unhas proposto pela Alessandro) até 230 reais, no caso das unhas em gel. O Esmalte Club atenderá de segunda a sábado, a partir das 11h.

Serviço:

Esmalte Club
Rua Desembargador Costa Carvalho, 89, Batel – Curitiba – Paraná
Tel.: (41) 3022-2100

Horário de funcionamento
Segunda: 11h às 19h30
Terça e quarta: 11h às 20h
Quinta e sexta: das 11h às 21h30
Sábado: 10h às 16h

Curiosidades na internet