Com medo de andar de carro, cão só aceita passeio se segurar na mão do dono

Acesse:http://painelpolitico.com/com-medo-de-andar-de-carro-cao-so-aceita-passeio-se-segurar-na-mao-do-dono/

Cachorros normalmente gostam de andar de carro, especialmente se puderem colocar a cabeça para for a da janela e deixar o vento bater em suas orelhas.

cachorro-mãoPara Tommy, no entanto, as coisas são um pouco diferentes. Dar um passeio em quatro rodas para este cocker spaniel é algo aterrorizante, e há apenas um meio de fazê-lo se acalmar e superar o medo que tem: segurando, com sua pata, na mão de seu dono.

Um vídeo na internet mostra o cachorro sentado no banco do passageiro, enquanto seu dono está dirigindo. É possível ouvi-lo pedindo que o cachorro se acalme e pare de cutucá-lo, mas o animal parece um tanto ansioso enquanto o passeio acontece.

Um vídeo na internet mostra o cachorro sentado no banco do passageiro, enquanto seu dono está dirigindo. É possível ouvi-lo pedindo que o cachorro se acalme e pare de cutucá-lo, mas o animal parece um tanto ansioso enquanto o passeio acontece.

Tommy, então, começa a usar a cabeça para provocar o dono, e tenta se deitar no colo dele. Ele usa a pata freneticamente para chamar a atenção, tentando mostrar que não está curtindo muito a voltinha de carro.

O vídeo já foi visto por milhares de pessoas, que aproveitam para deixar comentários dizendo que o quanto o vídeo é adorável.

“Não consigo acreditar na quantidade de gente que gostou do vídeo. Eu só postei para ver como funcionava o editor de vídeos, e não tinha expectativa alguma”, conta Douglas. “A partir de agora vou postar mais coisas do Tommy”.

Curiosidades na internet

Há quatro meses, cão monta guarda, em vão, à espera do dono

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/09/1347616-ha-quatro-meses-cao-monta-guarda-em-vao-a-espera-do-dono.shtml

Ninguém imaginaria que aquele bichinho, abandonado numa favela, infestado de carrapatos e tomado pela sarna, sobreviveria a doenças de pele espalhadas pelo corpo.

Voluntários de uma ONG recolheram o cão e lhe deram tratamento. Faltava um lar. José Santos Rosa, funileiro da zona leste paulistana, quis ficar com ele. O filhote chegou numa caixa de sapatos.

Zé pensou em levá-lo para casa, mas, ao saber que o cão ficaria “gigante”, herança de seus traços genéticos, mezzo labrador, mezzo rottweiler, resolveu deixá-lo na oficina.

Logo, Beethoven passou a orquestrar barulhos por onde andava. Serelepe, cruzava fácil as grades do portão, que ganhou tampões de madeira para mantê-lo a salvo da rua.

O cãozinho, lembra a vizinha Margareth Thomé, 47, “achava que era gato”: escalava o muro da funilaria e andava sobre ele, espreitando, ansioso, a chegada do dono.

Cachorro sofre após morte do dono

 Ver em tamanho maior »

Apu Gomes/Folhapress

Cão Beethoven espera dono que morreu há dois meses de ataque cardíaco

Na tentativa de conter o ímpeto felino do cão, Zé levantou ainda mais o muro.

Por volta das 7h, o barulho do molho de chaves de Zé era a senha para Beethoven pular da cama e ir direto se sacudir no colo do dono.

Sábado, domingo ou feriado, sol e chuva, pouco importava o dia, tampouco o clima, lá estava ele, postado na entrada, fazendo festa para Zé.

Mas, desde o dia 8 de junho, uma manhã de sábado, o silêncio e a tristeza tomaram conta de Beethoven: a rotina de latidos, saltos e carinhos, ao longo de quatro anos, foi interrompida.

Na noite anterior, depois de se despedir do “amigão”, como era de costume, o funileiro pegou o carro para ir embora. Dirigia pela avenida Rio das Pedras (zona leste), quando, sentindo fortes dores no peito, procurou às pressas um lugar para estacionar.

Ligou para o Samu. A emergência veio rápido, só que tarde demais: Zé, 54, sofreu um ataque cardíaco. Deixa a mulher, duas filhas e Beethoven.

‘SEMPRE AO SEU LADO’

“O cachorro ficou tão desamparado quanto elas”, diz Margareth. A vizinha fez uma “vaquinha” para comprar ração, mas o apetite do cão, antes voraz, diminuiu bastante.

Ela pretende encontrar um novo lar para Beethoven, que hoje divide o teto com outros seis cães de rua, trazidos por um carroceiro que está “ocupando” a funilaria. A família de Zé não tem condições de ficar com Beethoven, que foi para adoção (www.facebook.com/cristiane.biral ).

“Quando ele ouve o barulho de chaves, vem correndo para o portão”, conta Margareth. “Acha que é o Zé.”

Elvira Brandolin, 79, outra vizinha, lembra que a rua nunca esteve tão calada. “Ele latia fazendo festa para o Zé. Infelizmente, a festa acabou.”

Autora de livros como “Um Cão pra Chamar de Seu”, a veterinária Regina Rheingantz Motta, 53, explica que Beethoven continua exercitando sua rotina “de encontros e despedidas de seu dono, mas ele ainda não aprendeu a incluir nela a morte”.

A persistência de Beethoven fez com que seus vizinhos enxergassem semelhanças entre o cão sem raça definida e a tocante história de Hachiko, o cachorro akita do filme “Sempre ao Seu Lado”.

Após a morte do dono, Hachiko continua indo “buscá-lo” na estação de trem, assim como Beethoven continua lá, às portas da funilaria, à espera do amigo humano.

Baseado em uma história real acontecida no Japão, o longa fez sucesso com Richard Gere no papel do professor, dono do cão, que morre, assim como o Zé, vítima de um ataque fulminante.

Mesmo calado e desolado, Beethoven continua fiel à guarda matinal à espera de Zé, todos os dias, às 7h.

O que ele ainda não sabe é que o dono jamais voltará.

Curiosidades na internet

Homem constrói “montanha” no topo de edifício de 26 andares

Acesse:http://www.techmestre.com/homem-constroi-montanha-no-topo-de-edificio-de-26-andares.html

Vizinhos reclamam de moradia estranha.

Um chinês construiu uma mansão irregular no alto de um edifício de 26 andares em Pequim. A residência fica situada em rochas falsas que cobrem toda a extensão do prédio.
. 
O curioso é que a mansão fica rodeada de árvores e vegetação rasteira, localizada em um complexo residencial chamado Park View. Os vizinhos não gostaram da casa, e constantemente reclamam.
 .
O dono, chamado de professor Zhang, demorou seis anos para construir a mansão. Ele não se importa com as reclamações, e costuma dizer que recebe pessoas famosas em sua mansão.
 .
Homem constrói “montanha” no topo de edifício de 26 andares
Curiosidades na internet

Cão reencontra dono seis meses depois e tem reação surpreendente

Acesse:http://noticias.r7.com/blogs/patas-ao-alto/cao-reencontra-dono-seis-meses-depois-e-tem-reacao-surpreendente/2013/07/23/

É assim mesmo. A gente tem uma saudade imensa, ainda mais se você ousar ficar muitos meses longe. Emocionem-se com a reação deste menino.

Mais uma linda dos amigos, o diretor de imagem Julio Francfort Ankerkrone e Ogg Ibrahim, repórter da Record e blogueiro, companheiro do R7.

Sim, gente, ele que outro dia mostrou para vocês o cão gênio! Assista também icon smile Cão reencontra dono seis meses depois e tem reação surpreendente

 

Curiosidades na internet