10 raças de cães que não existem mais

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/animais/42726-10-racas-de-caes-que-nao-existem-mais.htm

Fonte da imagem: Shutterstock10 raças de cães que não existem mais

Quais raças de cães poderiam ter existido na época de Jesus? E na Idade Média? Com certeza, devem ter existido linhagens que provavelmente não sobreviveram à passagem das gerações.

Você consegue imaginar um mundo canino sem raças como Pastor Alemão, Labrador, Beagle, Pinscher, Pit Bull, Doberman, Basset e tantos outros peludos que adoramos? Há algumas razões para certas raças de cães se extinguirem totalmente da face da Terra.

Muitas linhagens são cruzadas, transformando-se completamente em novos tipos de cães para se adequar a uma forma ou uma função específica. Outras foram aniquiladas por predadores, incluindo os seres humanos, ou ignoradas pelos criadores que os sustentavam no passado.

Seja qual for o motivo, a extinção de raças de cães é permanente e provavelmente não vai parar de acontecer. O pessoal do Mental Floss reuniu 10 exemplos de raças de cães que já não existem mais. Confira abaixo.

1 – Kurī

Fonte da imagem: Reprodução/Teara

A raça Kurī foi levada, provavelmente, do leste da Polinésia para a Nova Zelândia por volta do século 14. Embora seja dito que o cão era um companheiro favorito das mulheres Maori, nem todo mundo gostou da raça. “Eles eram traiçoeiros e nos mordiam frequentemente”, escreveu Marie Julien Crozet, uma francesa que viajou para a Nova Zelândia como parte de uma expedição em 1771.

Os cachorros Kurī foram muitas vezes descritos como feios e teimosos com um pobre sentido de olfato e a raça foi se perdendo, tornando-se extinta. Um exemplar empalhado de um Kurī está exposto atualmente no Museu Te Papa Tongarewa, na Nova Zelândia (imagem acima).

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

Facebook remove novas fanpages da rede social

Acesse:http://www.techmestre.com/facebook-remove-novas-fanpages-da-rede-social.html

Cerca de 20 páginas foram confirmadas como excluídas da plataforma.

O Facebook voltou a agir removendo algumas fanpages da plataforma. A ação atingiu ao menos 20 páginas de usuários. 

“Favela Feliz”, “Anticâncer” e “Somos Todos Iguais” são algumas das páginas excluídas. Os internautas recebem apenas um email comunicando que suas fanpages foram banidas, sem nenhuma informação adicional do motivo para a ação ter ocorrido. 

A medida de remoção vem acontecendo há algum tempo na rede social. Desde setembro do último ano a rede de Mark Zuckerberg tem eliminado páginas em lote, deixando os donos muitas vezes revoltados com a atitude silenciosa.

 
Facebook volta a remover páginas da rede social
 
Curiosidades na internet

Vacinação contra a gripe vai até 4ª-feira em SP

Acesse:http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,vacinacao-contra-a-gripe-vai-ate-4-feira-em-sp,1036074,0.htm

Imunização foi prorrogada porque Estado registrou neste ano 90% de todos os óbitos registrados por gripe H1N1 no Brasil 

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada até quarta-feira em todo o Estado de São Paulo. Dessa forma, quem pertence ao grupo prioritário – gestantes, pessoas com 60 anos ou mais, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas, crianças de 6 meses a menores de 2 anos, profissionais de saúde, além dos doentes crônicos e pessoas privadas de liberdade – ainda pode procurar os postos.

A Campanha Nacional de Vacinação contra gripe começou em 15 de abril e terminou no dia 10 nos outros Estados do País. Em São Paulo, a imunização foi prorrogada até o dia 29 porque o Estado registrou somente neste ano pelo menos 55 mortes por gripe H1N1, o equivalente a 90% de todos os óbitos registrados no Brasil. Até 12 de maio, dos 388 casos confirmados, 328 foram em cidades paulistas. No ano passado todo, foram 74.

Curiosidades na internet

Em São Paulo, maioria das crianças estavam com vacinação em dia

Acesse:http://noticias.r7.com/saude/noticias/so-14-tiveram-de-tomar-vacina-em-sao-paulo-20120820.html

Menos de 14% precisaram atualizar cardeneta 

vacinaçãoPaulo Cesar Alexandrowitsch / Secr. Est. Saúde de SP

Vacina contra a pólio foi a mais aplicada: cerca de 30 mil doses

O balanço parcial da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, feito durante as primeiras seis horas da campanha de vacinação que começou no sábado (18) em todo o Brasil, aponta que a maioria (86,7%) das crianças com menos de 5 anos de idade levadas aos postos de saúde do Estado estavam com a vacinação em dia: menos de 14% precisaram ser vacinadas.

A campanha segue até sexta-feira (24) em todo o País. Ao todo, 34 mil postos de saúde estão envolvidos.

Segundo o balanço estadual, das 8h às 14h, 507 mil crianças passaram pelos cerca de 4 mil postos do Estado, mas só 83,4 mil receberam uma ou mais vacinas, já que as demais crianças estavam com a caderneta em dia.

No total foram aplicadas 116,9 mil doses de vacinas que protegem contra 15 tipos de doenças, como paralisia infantil, pneumonia, febre amarela, gripe, rotavírus e meningite. A vacina contra a pólio foi a mais aplicada: cerca de 30 mil doses.

Só na cidade de São Paulo, 155 mil crianças foram levadas aos postos de saúde e 24,4 mil precisaram ser vacinadas. Ao todo, cerca de 36,4 mil doses foram aplicadas.

A meta da campanha deste ano é atualizar a caderneta de vacinação das crianças menores de 5 anos. No Brasil todo, o Ministério da Saúde estima que ao menos 14,1 milhões de crianças menores de 5 anos de idade deverão comparecer aos postos de saúde. Só no Estado de São Paulo são esperadas 2,9 milhões de crianças nos postos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Curiosidades na internet

Após furto, smartphones vão parar no centro de SP

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1127723-apos-furto-smartphones-vao-parar-no-centro-de-sp.shtml

O empresário carioca M., 40, dançava quando sentiu falta de seu iPhone em meio à multidão que se divertia ao som de música eletrônica, no Anhembi. Ele e pelo menos outras 58 pessoas saíram sem seus smartphones do Skol Sensation, no dia 2 de junho.

Aparelho é negociado a céu aberto, mas produto ‘some’ quando aparece a PM

Graças ao rastreador do aparelho do empresário, os objetos furtados foram achados no mesmo lugar: um hotel no centro de São Paulo.

A região é o destino preferencial dos aparelhos roubados ou furtados na cidade, segundo a Polícia Civil.

Smartphones furtados

 
 
Joel Silva/Folhapress

Smartphones furtados vão parar no centro de São Paulo; na foto, camelô vende aparelho no viaduto Santa Ifigênia

Folha teve acesso a boletins de ocorrências, registrados nas regiões oeste e norte da cidade, em que se constatou, graças aos rastreadores, que os smartphones foram parar nas mãos de receptadores na região central.

As áreas próximas à rua Santa Ifigênia, rua Direita e Bom Retiro são pontos de desova dos equipamentos, segundo os registros. Nesses locais, também são vendidos.

A localização dos aparelhos por meio de rastreador não é regra, já que há técnicos que conseguem desabilitar o aplicativo. Geralmente, os celulares são desligados após o crime justamente para evitar o rastreamento.

Segundo o delegado Antonio Luis Tuckmantel, do 3º DP (Campos Elíseos), os aparelhos também acabam numa “feira do rolo” itinerante no centro. “Não são quadrilhas, são ladrões de rua, que se aproveitam de um descuido e fazem furtos”, disse.

A feira ocorre na região da cracolândia, mas não tem rua nem local e horário definidos. É nessa mesma região que há um movimentado comércio de celulares de segunda mão.

Não é possível saber quantos aparelhos foram roubados ou furtados porque a Secretaria de Segurança Pública não faz estatística específica sobre isso.

Editoria de Arte/Folhapress

ESTRATÉGIAS

Antes de cair na noite paulistana, a escritora Márcia Pereira de Almeida, 36, se veste, faz a maquiagem e pega o “celular da balada”.

O aparelho, um modelo simples, substitui o iPhone comprado há poucos meses, para repor outro que foi roubado numa festa.

A estratégia é para evitar perder seu segundo aparelho.

“Perguntei à atendente da TIM se era possível obter um celular mais simples e eles me deram um. Quando vou à balada, só uso esse [o mais simples]”, contou.

Assim que foi furtada em maio deste ano na praça Benedito Calixto, em Pinheiros, zona oeste paulistana, a psicóloga Viviane Hoffman, 27, telefonou para o aparelho. Estava desligado, e ela nunca conseguiu rastreá-lo.

“Ele [ladrão] enfiou a mão na minha bolsa e tirou. Não tive chance de recuperá-lo.”

Curiosidades na internet