Anvisa quer restringir venda e propaganda de clareadores dentais

Acesse:http://noticias.r7.com/saude/anvisa-quer-restringir-venda-e-propaganda-de-clareadores-dentais-25032014

Medida vale para produtos que tenham uma concentração superior a 3% de algumas substâncias

Agência Estado

Produtos que tenham uma concentração superior a 3% de peróxido de hidrogênio e a peróxido de carbamida só poderão ser comprados com receitaThinkStock

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) vai restringir a venda e a propaganda de clareadores dentais. Proposta de resolução que vai a consulta pública a partir desta quarta-feira (26) prevê que produtos que tenham uma concentração superior a 3% de peróxido de hidrogênio e a peróxido de carbamida passem a ser comercializados somente mediante a apresentação de receita. Peças publicitárias sobre produtos somente poderão ser apresentadas para prescritores, os dentistas.

Produtos que apresentam concentração inferior a 3% – a maior parte encontrada em farmácias – não estão sujeitos a essas regras. Pelo texto, a venda e a publicidade continuam liberadas.

A Anvisa decidiu discutir regras para a venda dos produtos depois de um pedido feito pelo Ministério Público e pelo Conselho Federal de Odontologia. O gerente geral de tecnologia de produtos da saúde da Anvisa, Joselito Pedrosa, afirmou haver relatos de abusos relacionados ao produto.

— Ele não é inofensivo. Vários efeitos adversos foram relatados, de problemas na gengiva à perda dos dentes

Saiba quais são os tipos de clareamento dental

Produtos com concentração superior a 3% são vendidos geralmente em farmácias especializadas em produtos dentais e distribuidoras. “Mas muitos recorrem a esses estabelecimentos e compram os clareadores por conta própria.” O texto da resolução deverá ficar em consulta pública por 60 dias.

Curiosidades na internet

Carro-camaleão: Toyota apresenta o carro que muda de cor

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/carros/39896-carro-camaleao-toyota-apresenta-o-carro-que-muda-de-cor.htm

A companhia deve fazer o anúncio oficial durante o Salão do Automóvel de Tóquio, apresentando também um novo veículo movido totalmente a hidrogênio.

Fonte da imagem: Divulgação/ElMundo
Carro-camaleão: Toyota apresenta o carro que muda de cor

O mundo automobilístico movimenta economicamente uma infinidade de recursos do planeta, utilizando as mais diversas matérias-primas e gerando incontáveis empregos diretos e indiretos. Por outro lado, a utilização em larguíssima escala de automóveis para a locomoção humana tem causado seriíssimos problemas ambientais ao planeta, além de proporcionar intermináveis engarrafamentos nos trânsitos de grandes cidades.

Pensando nisso, as companhias que desenvolvem os veículos têm buscado formas de resolver essas questões negativas, procurando maneiras de aliviar a emissão de poluentes, e também de dinamizar o uso dos carros, a fim de ajudar a evitar transtornos no trânsito.

Uma das inovações que serão apresentadas durante o Salão do Automóvel realizado em Tóquio (Japão) será um veículo com uma nova tecnologia de auxílio aos motoristas na cobertura de praticamente todos os pontos cegos que existem em um carro.

Fonte da imagem: Divulgação/BloombergEssa novidade muito importante está incluída no novíssimo protótipo da Toyota. Mas o que chama muito mais a atenção nesse mesmo lançamento é uma função um pouco diferente… De acordo com a empresa, o novo carro revelado pela companhia tem capacidade de mudar sua coloração externa de acordo com o humor do motorista. Além disso, o alegre veículo também pode sugerir possíveis destinos, baseando-se nas expressões faciais de quem está sentado ao volante.

Vermelho para os apaixonados?

O projeto, que ainda está em plena fase de desenvolvimento, recebeu o codinome de Toyota FV2 e deve apresentar uma aplicação de altíssima tecnologia em relação ao reconhecimento facial de vocal de humanos feito por computadores. “O carro será um grande atrativo para as futuras gerações digitais, que serão muito mais ligadas aos seus smartphones e iPads desde as mais tenras idades, diz Takeo Moriai, gerente de produto e de planejamento da Toyota.

Continue lendo…Clique aqui…

Curiosidades na internet

Dossiê Chocolate: Grande vilão, um incompreendido ou apenas um bom aliado da saúde?

Acesse:http://www.jornalciencia.com/saude/beleza/2442-dossie-chocolate-grande-vilao-um-incompreendido-ou-apenas-um-bom-aliado-da-saude

Quem é que não gosta de chocolate? Chocolate amargo, ao leite, branco, diet, em pó etc.

Hoje em dia, encontramos as mais variadas versões desse alimento milenar, que se origina do Cacaueiro, cujo nome científico é Theobroma cacao, planta nativa de uma região que vai do México, passando pela América Central e expandindo-se até a América do Sul.  Seu nome científico deriva de palavras gregas que significam “alimento dos deuses”. De fato, não há quem negue que essa guloseima tão consumida e apreciada não tenha um quê de especial.

Atualmente, em nossa sociedade, o chocolate é símbolo do romantismo traduzido em caixas e cestas de chocolate que são presenteados principalmente no Dia dos Namorados, representa a alegria das crianças e adultos na Páscoa, já que é o famoso protagonista vendido em larga escala em formato de ovos. Além disso, desde a Antiguidade, o chocolate é usado no tratamento de beleza, tais como em banhos relaxantes de espuma, no qual faz o papel de revitalizar e hidratar a pele ressecada e desnutrida. Essa prática está em evidência, e os banhos são feitos em clínicas de estética, mas já existem produtos próprios à base de cacau para serem preparados em casa.

O chocolate, dessa forma, não parece ser nem de longe o vilão da história, mas estudos comprovam que ele possui em sua composição uma química venenosa. O composto mais potente do chocolate, um alcaloide de planta chamada teobromina, que é ligeiramente amargo ao paladar, pode ser venenoso para algumas espécies, principalmente para os cães.

O alerta foi feito pela Dog Help Network, uma rede de ajuda aos cães que observou que: “O Dia dos Namorados é o único grande dia no qual os cães são levados para as salas de emergência por causa do chocolate ingerido por eles”.

Muitos dizem que a gordura e o açúcar nos doces fazem bem ao animal, mas o que está em questão é a ingestão do alcaloide teobromina.

O que é um alcaloide?

É uma substância básica que deriva, em sua grande essência, de plantas, mas também pode ser derivada de fungos, bactérias e até mesmo de animais. Contêm em sua fórmula os elementos nitrogênio, oxigênio, hidrogênio e carbono. Normalmente, conhecemos alguns de seus nomes cujo sufixo é ina, como a cafeína (do café, que é chamada de pseudoalcaloide, por ser, na verdade, uma xantina), a cocaína (da coca), a papaverina/morfina/heroína/codeína (da papoula) são alguns exemplos.

Nas plantas, o alcaloide pode existir no estado livre, como sais ou como óxidos, e corresponde aos principais terapêuticos naturais com ação biológica anestésica, analgésica, psicoestimulantes, neurodepressores, etc.

A teobromina no chocolate

 

A teobromina foi descoberta nos grãos de cacau em 1841. Ela é conhecida por possuir um leve efeito estimulante em humanos, o que explica juntamente com os efeitos da cafeína e alguns outros compostos, a ação estimulante e energética que as pessoas têm ao comer chocolate.

No entanto, o excesso de teobromina no organismo humano pode causar náuseas e até mesmo anorexia, segundo relato da National Hazardous Substances Database (Base de Dados Nacional de Substâncias Perigosas): “Afirma-se que ‘em grandes doses’ a teobromina pode causar náuseas e anorexia, e que a ingestão diária de 50-100 gramas de cacau (0,8-1,5 gramas de teobromina) por seres humanos tem sido associada à sudorese, tremor e dor de cabeça”.

Em termos da toxicologia, a dose letal mediana (DL50 ou LD50, do inglês Lethal Dose) é a dose necessária de uma dada substância ou tipo de radiação para matar 50% de uma população em teste. Normalmente, o cálculo é feito a partir dos miligramas da substância por quilograma de massa corporal dos indivíduos testados. O DL50 é usado frequentemente como um indicador da toxicidade aguda de uma substância, e quanto maior a dose que será letal, menos tóxica ela é considerada.

No caso da teobromina, a DL50 é cerca de 1000 mg/kg em humanos. Em gatos é de 200 mg/kg, e em cães é de 300 mg/kg, o que significa que estas duas espécies possuem maior risco. Apesar, dos gatos correrem mais perigo, são os cães os animais mais propensos a ingerir doces. É claro que esse risco varia conforme o tamanho, forma e raça do animal.

Outro dado importante, é que a teobromina concentra-se mais nos chocolates escuros do que naqueles classificados “ao leite” e “branco”. Os efeitos do chocolate escuro para os caninos são agudos, o que indica alta periculosidade.

Foi comprovado que os efeitos da teobromina pode ser clinicamente útil, em pequenas quantidades, pois favorece o aumento da frequência cardíaca, dilata os vasos sanguíneos reduzindo a pressão arterial. Abre as vias aéreas e estimula a produção de urina, considerado assim, um diurético. Tais efeitos em uma pessoa são considerados positivos, se utilizados em um tratamento clínico.

Entretanto, em um cão, todos esses efeitos são adicionados à náusea aguda, convulsões e hemorragia interna. E, em muitos casos, letal para o animal.

Vimos que a teobromina faz mal aos cachorros, e em excesso nos humanos também pode ser perigoso. Mas, calma, nem tudo está perdido. Há um estudo que comprova que o chocolate, consumido com moderação, é claro, pode fazer bem ao coração humano.

Chocolate na prevenção de doenças cardíacas e derrames

De acordo com uma pesquisa feita na Alemanha, o chocolate pode ser bom para o coração, para a grande felicidade dos amantes desse “manjar dos deuses”. O estudo levou oito anos para ser concluído, e a equipe de pesquisa acompanhou a saúde de quase 20.000 pessoas que mantêm o hábito de comer essa guloseima. Os pesquisadores compararam a quantidade de chocolate composta na dieta para o número de ataques cardíacos e derrames que as pessoas tinham. Segundo o pesquisador Brian Buijsse: “A boa notícia é que o chocolate não é tão mau como se costumava pensar, e pode até reduzir o risco de doenças cardíacas e derrame”.

Ainda de acordo com o pesquisador, a equipe descobriu que o chocolate escuro era o tipo mais saudável para comer: “o chocolate escuro apresenta efeitos fantásticos, já o chocolate ao leite apresenta menos, e o chocolate branco não possui efeitos”, disse ele.

O estudo alemão revelou que as pessoas que comiam chocolate (em barra, e uma por semana), reduziam o risco de ter um ataque cardíaco em 27%. O risco de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) foi reduzido em até 48%. Os especialistas em nutrição acreditam que o que faz bem ao coração são os flavonoides compostos no chocolate.

Flavonoides ou bioflavonoides é a designação dada a um grande grupo de metabólitos secundários da classe dos polifenóis, componentes de baixo peso molecular, e que são encontrados em várias espécies vegetais. Os diferentes tipos de flavonoides são encontrados em frutas, flores e vegetais em geral, bem como em alimentos processados como vinho e chá.

Os flavonoides são encontrados nas sementes de cacau, por isso o chocolate escuro tem mais efeito, pois possui mais cacau. O chocolate ao leite, por sua vez, tem mais gordura do que cacau.

Foto: Reprodução / Portaldodog.com.br

A pesquisa também mostrou que esses flavonoides presentes no chocolate também ajudam na redução da pressão arterial (mesmo efeito produzido pela teobromina). Entretanto, Buijsse alerta quanto ao consumo excessivo de chocolate: “Comer quantidades elevadas de chocolate mais contribuem para um provável ganho de peso que qualquer outra coisa. O ideal seria que as pessoas começassem a comer chocolate em pequenas quantidades substituindo, de preferência, outros alimentos de alto teor calórico como lanches ou outros tipos de doce”.Qual é a conclusão que podemos tirar disso? Primeiro, não dê chocolate aos cães. A teobromina contida nesse doce faz mal a eles, e, além disso, existem inúmeros alimentos nutritivos e incrivelmente saborosos que farão a alegria de seus mascotes

Segundo, o chocolate possui pontos positivos e negativos pautados em pesquisas feitas em laboratório, que mostram que você não precisa cortar o chocolate radicalmente da sua vida, mas também não deve cometer o erro de comê-lo aos montes. O excesso é prejudicial em qualquer aspecto, e isso não é segredo para ninguém.

O dramaturgo romano Plauto (230 a.C – 180 a.C), já sabia disso antes da comprovação de qualquer pesquisa científica e deixa a dica: “Todo excesso traz para as pessoas muita preocupação

Curiosidades na internet

Ministério Público faz operação contra adulteração de leite no RS

Acesse:http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/05/ministerio-publico-faz-operacao-contra-adulteracao-de-leite-no-rs.html

Mandados são cumpridos nesta quarta (8) em três regiões do estado.
Investigação começou após denúncia ao Ministério da Agricultura.

Ministério Público faz operação na manhã desta quarta-feira no RS (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)Ministério Público faz operação na manhã desta quarta-feira no RS (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)

O Ministério Público do Rio Grande do Sul faz na manhã desta quarta-feira (8) uma operação contra a adulteração de leite no estado. De acordo com a investigação, para aumentar o lucro, os fraudadores misturavam água e até ureia ao leite. Cinco empresas de transporte de leite adulteraram o produto cru entregue para a indústria. São cumpridos nove mandados de prisão. Foram pedidos 10 mandados, mas um foi negado pela Justiça. Oito pessoas foram presas pela manhã. A força-tarefa também reúne a Receita Estadual, além de policiais civis e militares.

Conforme o MP, a simples adição de água com o objetivo de aumentar o volume acarreta perda nutricional, que é compensada pela adição da ureia, produto que contém formol em sua composição e é considerado cancerígeno pela Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer e pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A fraude foi comprovada através de análises químicas do leite cru, onde foi possível identificar a presença do formol. Mesmo depois dos processos de pasteurização, ele persiste no produto final.

Investigação apontou que a fraude ocorria no caminho entre o produtor e a indústria (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)Investigação apontou que a fraude ocorria no caminho entre
o produtor e a indústria (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)

As ordens de prisão estão sendo cumpridas ao mesmo tempo em três regiões do Rio Grande do Sul: emHorizontina, no Noroeste, emIbirubá, no Norte, e em Guaporé, na Serra. O MP suspeita que o esquema possa ter adulterado até 100 milhões de litros nos últimos 12 meses. A investigação começou depois de uma denúncia ao Ministério da Agricultura.

Após a descoberta do esquema, o Ministério da Agricultura determinou o recolhimento de lotes de quatro marcas nas prateleiras dos supermercados: Latvida, Italac, Líder e Mumu (veja lista abaixo). A investigação mostra que as indústrias não sabiam da fraude. No entanto, segundo o MP, teriam falhado ao não detectar o esquema no controle de qualidade. A orientação dos promotores é que os consumidores deixem de consumir o leite de lotes específicos de fabricação.

O diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Laticínios e Derivados do Rio Grande do Sul (Sindilat), Darlan Pagliarini, disse em entrevista à Rádio Gaúcha que recebeu informações sobre a adulteração ainda em janeiro, e informou ao Ministério da Agricultura.

“As empresas são vítimas desse processo. O sindicato tentou agir para coibir essa fraude. Já foi feito o recall desses produtos, e não existem mais os lotes nos supermercados. Quanto à quantidade de formol, nem o ministério tem a resposta”, disse Pagliarini.

Fiscalização periódica detectou primeiras alterações
O Ministério da Agricultura emitiu nota técnica para explicar como foi detectada a fraude. De acordo com o Ministério, desde 2007, há fiscalização periódica por parte do Serviço de Inspeção Federal (SIF) para atestar a qualidade do produto. A partir de junho de 2012, o SIF começou a detectar a presença de formaldeído nas amostas de leite cru em alguns postos de refrigeração no estado.

No início deste ano, o laboratório do Ministério em Pedro Leopoldo (MG) confirmou a presença da substância em seis lotes da marca Italac pertencente à Goias Minas, em Passo Fundo. A partir deste resultado, foram coletadas amostras de todos os leites UHT produzidos no Rio Grande do Sul. Foi encontrada adulteração em lotes das marcas Líder e Mumu.

As investigações apontam para adição de ureia agrícola no leite cru, com o formaldeído acrescido por fazer parte da composição do produto. A adulteração tinha como objetivo aumentar o volume com água e tentar manter os padrões do leite. A Superintendência Federal de Agricultura no RS concluiu que a fraude não ocorria nas indústrias, mas nos transportadores, que só podem ser fiscalizados quando estão nas indústrias ou nos postos de resfriamento de leite.

De acordo com a nota, alguns transportadores atuam de forma independente e negociam o volume e o preço do leite entre os produtores e as indústrias. A remuneração ocorre por volume e não por quilômetro rodado.  A investigação mostra que as indústrias não sabiam da fraude. No entanto, segundo o MP, teriam falhado ao não detectar o esquema no controle de qualidade.

A orientação dos promotores é que os consumidores deixem de beber o leite de lotes específicos de fabricação. Quem tiver o produto em casa ou identificar a presença do produto no comércio pode informar o MPRS por e-mail , destacando marca, número do lote e data de fabricação.

O que dizem as empresas

O que diz a Mu-Mu
Em nota, a empresa afirmou que “atende a todos os requisitos e protocolos de testes de matéria prima exigidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”. No texto constam outros esclarecimentos: “A investigação do Ministério Público está concentrada no transporte entre o produtor leiteiro e os postos de resfriamento, onde o produto fica armazenado antes da entrada em nossa fábrica. A empresa permanece à disposição do MP e MAPA, no que for solicitado”. A Mu-Mu também informa aos consumidores que tenham produtos do lote citado ou que tenham dúvidas entrem em contato com o SAC, pelo número 0800 51 7542, de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30 e, aos sábados, das 7h30 às 13h30.

O que diz a Latvida
Em contato com o G1 por telefone, a empresa Latvida informou que está operando normalmente. Segundo a assessoria de comunicação, a ação é direcionada exclusivamente aos transportadores do leite no estado. Em relação a esse aspecto, a marca disse que “está sendo eficiente até o momento”.  A Latvida ainda afirmou que o problema ocorreu no lote 196 do leite UHT desnatado e que todos os outros estão liberados para o consumo. “Estamos vendo essa ação do MP com naturalidade. Nossos laboratórios funcionam 24 horas por dia e temos um laboratório móvel que percorre as regiões dos 1,6 mil produtores que temos no estado”, disse o assessor de comunicação da empresa, Paulo Pereira.

O que diz a Italac
Em e-mail enviado no início da tarde, a Italac informou que “o problema foi pontual, ocorrido no Rio Grande do Sul, e aconteceu no transporte do leite cru, entre a fazenda e o laticínio, antes de ser industrializado”. Ainda segundo a nota, “os lotes identificados com problema foram retirados do mercado e não se encontram mais à disposição do consumidor. Todo o leite Italac encontra-se em perfeitas condições de consumo com total segurança e qualidade”.

Líder
A empresa diz ter retirado do mercado ainda em fevereiro deste ano o lote não recomendado para o consumo, “tão logo a companhia tomou conhecimento da possibilidade de existir um problema de qualidade”. A nota diz que cinco transportadoras de leite cru foram descredenciadas e um dos postos de resfriamento no estado foi fechado “por causa da ação de fraudadores”. “Além disso, a Líder faz dupla checagem, nos postos de resfriamento e na fábrica, e desde janeiro não detectou nenhuma adulteração no leite destinado à produção. O leite Líder disponível no mercado está apto, portanto, para ser consumido com segurança”, diz a empresa.

Confira os lotes não recomendados para consumo pelo Ministério Público

Leite Líder – UHT Integral
SIF 4182 – Fabricação: 17/12/12
Lote: TAP 1 MB

Leite Italac – UHT Integral
Goiás Minas – SIF 1369
Fabricação: 30/10/12 – Lote: L05 KM3
Fabricação: 5/11/12 – Lote: L13 KM3
Fabricação: 7/11/12 – Lote: L18 KM3
Fabricação: 8/11/12 – Lote: L22 KM4
Fabricação: 9/11/12 – Lote: L23 KM1

Leite Italac – UHT semidesnatado
Goiás Minas – SIF 1369
Fabricação: 5/11/12 – Lote: L12 KM1

Leite Mumu – UHT Integral
Vonpar – SIF 1792
Fabricação: 18/01/13
Lote: 3 ARC

Leite Latvida – UHT Desnatado
VRS – Latvida – CISPOA 661
Fabricação: 16/2/2013 Validade: 16/6/2013
O MP não divulgou o número do lote

Fraude em 2007 foi investigada pela Polícia Federal
Em outubro de 2007, a Polícia Federal desencadeou uma operação chamada Ouro Branco, que investigava cooperativas por adulteração de leite. Cerca de 200 policiais federais realizaram a operação na Copervale, em Uberaba e na Casmil, em Passos, ambas em Minas Gerais. Na ocasião, galões e sacos de peróxido de hidrogênio (água oxigenada) e citrato de sódio, foram apreendidos. Segundo o Ministério Público, as substâncias eram adicionadas ao leite com o objetivo de aumentar o tempo de conservação do produto e disfarçar a adição de soro usado para dar mais volume à bebida.

Curiosidades na internet

Rio de Janeiro terá iluminação pública feita com lâmpadas de LED até 2016

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/sustentabilidade/Rio-de-Janeiro-tera-iluminacao-publica-feita-com-lampadas-de-LED-ate-2016/

Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro terá toda a sua iluminação pública renovada até 2016, com as lâmpadas tradicionais sendo trocadas pelas de LED, que são mais econômicas e resistentes. A novidade foi divulgada nesta quinta-feira (25) durante a assinatura de um acordo entre prefeitura, órgãos e empresas para a promoção da economia sustentável junto à ONG R20, do ator e ex-governador do estado norte-americano da Califórnia Arnold Schwarzenegger. As informações são da Agência Brasil.

“Hoje já tem LED na cidade, basicamente em pontos turísticos. No Cristo Redentor, na Lagoa Rodrigo de Freitas e no Parque Madureira, que é extremamente sustentável. Inegavelmente a tecnologia LED consome menos energia que as lâmpadas convencionais”, afirmou o secretário de Conservação do Município Marcus Belchior. Uma lâmpada de vapor de sódio, que gera luz amarelada, dura cerca de três a quatro anos, enquanto a de LED é capaz de durar de oito a dez anos. A substituição gerará redução nos custos de manutenção da iluminação pública da cidade.

Carlos Minc, secretário do Meio Ambiente do Rio de Janeiro, afirmou que a Ponte Rio-Niterói deverá ter sua iluminação completamente substituída por lâmpadas de LED até o final do próximo ano. Schwarzenegger também participou da assinatura do acordo e afirmou que sua ONG tem como objetivo incentivar soluções ecológicas e que as iniciativas podem partir dos cidadãos, empresas e universidades, e não apenas do governo.

“A Califórnia sempre esteve na vanguarda no uso de veículos com combustíveis alternativos. Qualquer tipo de energia que não seja combustível fóssil é bem-vinda. Os carros elétricos são atualmente muito populares, mas também estamos construindo a rodovia do hidrogênio, onde instalamos a cada 32 quilômetros um posto de hidrogênio. O programa ainda não está finalizado, mas o objetivo é poder rodar toda a Califórnia usando um carro movido ao gás”, exemplificou o ex-governador.

Curiosidades na internet

Nasa define os primeiros passos e alvo do Curiosity em Marte

Acesse:http://revistaepoca.globo.com/Ciencia-e-tecnologia/noticia/2012/08/nasa-define-os-primeiros-passos-e-alvo-do-curiosity-em-marte.html

Os cientistas vão disparar cerca de 30 jatos de laser na rocha N165, a cerca de 2 metros do robô, em busca de hidrogênio na superfície do planeta. Depois, ele vai se movimentar por aproximadamente 400 metros

A bolinha azul representa o local em que se encontra o Curiosity. A vermelha, até onde ele vai se locomover (Foto: NASA/JPL-Caltech/MSSS/LANL)A bolinha azul representa o local em que se encontra o Curiosity. A vermelha, até onde ele vai se locomover (Foto: NASA/JPL-Caltech/MSSS/LANL)

 

Cientistas da agência espacial americana (Nasa) definiram o primeiro destino do jipe-robô Curiosity na excursão que fará em Marte em busca novas informações sobre o planeta. Além disso, escolheram o primeiro mineral que o explorador vai analisar na superfície. Os dados foram divulgados em uma teleconferência nesta sexta-feira (17).

Neutrons (DAN), um  gerador de nêutros que o Curiosity carrega em uma de suas laterais. Fornecido pela agência espacial russa ao projeto, o DAN é capaz de detectar hidrogênio. A presença de hidrogênio pode significar que há água em forma de gelo ou no subsolo, aumentando a chance de vida no planeta vermelho.
O diretor científico do Curiosity, John Grotzinger, informou que todos os instrumentos do robô continuam em bom estado. “As coisas estão indo bem. Todos os instrumentos que estamos testando estão funcionando e estamos orgulhosos de anunciar que o DAN foi ligado hoje e operou com sucesso”, disse ele.

O primeiro destino do robô é um lugar chamado Glenelg, uma interseção de três tipos de terrenos que causou especial interesse nos cientistas. Eles acham que o local, situado a cerca de 400 metros a leste do robô, pode se tratar de uma plataforma de rocha adequada para a primeira perfuração.

Foi definida também a primeira rocha que o laser do Curiosity vai examinar nos próximos dias. Batizada de N165, a pedra está situada a pouco mais de dois metros do robô.

A rocha N165, a primeira a ser explorada pelo robô (Foto: NASA/JPL-Caltech/MSSS/LANL)A rocha N165, a primeira a ser explorada pelo robô (Foto: NASA/JPL-Caltech/MSSS/LANL)

Um instrumento chamado ChemCam vai disparar cerca de 30 jatos de laser durante dez segundos para aquecer a rocha, até que suas moléculas se transformem em uma bola de fogo. Assim, outros instrumentos do Curiosity vão conseguir analisar os átomos que compõem o mineral.

“Nossa equipe esperou oito longos anos por este momento” disse Roger Wiens, o pesquisador principal da ChemCam. O cientista afirmou ainda que espera poder compartilhar no início da próxima semana os resultados dos primeiros disparos.

Curiosidades na internet