Intel revela tablet educacional de 10 polegadas no Brasil

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/38743/38743

Intel Education Tablet

(Foto: Divulgação)
A Intel Brasil mostrou neste sábado o Intel Education Tablet, dispositivo de 10 polegadas que apresenta uma nova proposta de aprendizagem ao transformar o aluno em protagonista na sala de aula e realocar o professor para a função de mediador. Revelado no Intel Summit, que acontece em Florianópolis, o aparelho propõe novos conceitos e habilidades norteados pela tecnologia.
.
O projeto é resultado de uma experiência feita com 10 milhões de educadores em mais de 100 países. “O modelo baseado apenas em livros, tendo o professor como centro, ficou parado no tempo”, analisa Edmilson Paoletti, gerente de desenvolvimento de negócios para Educação da Intel. Segundo ele, a ideia “eleva a qualidade da educação e prepara os alunos para os desafios da nova sociedade” com iniciativas interativas.O aparelho tem câmeras dianteira (0,3 MP) e traseira (2MP), caneta capacitiva, sensores plugáveis, microfones e alto-falantes integrados. A tela de 10″ vem com resolução de 1280 x 800, processador single-core Intel Atom Z2460 (1,6 /GHz), Android 4.0, 1GB de memória e bateria com duração de 6,5 horas. O peso é 0,6 kg. Um outro modelo de 7″, não revelado, usa o processaror Intel Atom Z2420, com Android 4.1, e tem bateria que dura 8 horas. As conectividades de ambos são Wi-Fi e WLAN.

Equipados com um conjunto de softwares e aplicativos, os tablets permitem que os alunos analisem dados, criem gráficos, meçam temperaturas em experimentos e realizem exercícios dinâmicos de várias disciplinas. O sistema, no entanto, é completamente aberto e facilita a vida da criançada que quiser navegar durante a aula e baixar apps na Google Play.

Durante o anúncio, nós pudemos mexer no tablet e notamos que a plataforma é simples e intuitiva, de fácil adaptação para os alunos. O aparelho é resistente a quedas de até 50 cm e, segundo a Intel, também resiste bem à agua. Além disso, conta com um sistema antifurto com bloqueio imediato.

Implementação

As fabricantes parceiras da Intel já podem produzir os aparelhos com base no design de referência apresentado hoje e criar softwares adicionais, assim como os desenvolvedores. Entre as empresas habilitadas estão a CCE, MGB, Philco, Positivo e SpaceBR.

Para chegar às escolas públicas e privadas, os tablets precisam ser aprovados pelas Secretarias Educacionais de cada Estado. Segundo a Intel, o sucesso de projeto depende de parcerias governamentais e novas políticas públicas de ensino.

Curiosidades na internet

Marvell chips ARM será o futuro de energia Google TV

Acesse:http://gigaom.com/video/google-tv-arm-marvell/

É oficial: Marvell ARM baseado em processadores de energia da próxima geração de aparelhos de TV do Google que vai ser apresentado na CES na próxima semana. A fabricante de chips anunciou na quinta pela manhã que seus ARMADA 1500 system-on-a-chip (SoC) vai estar no núcleo de novos televisores, Blu-ray e set-top boxes para ser lançado com a plataforma Google TV inteligente na próxima semana. Marvell sênior de produtos da gerente de marketing Edward Silva did’t revelar quaisquer detalhes sobre os produtos reais em uma conversa por telefone quarta-feira, mas relatos indicam que pudéssemos ver o novo Google TV dispositivos de Vizio, Samsung e LG .

Silva fez no entanto compartilhar algumas interessantes detalhes técnicos sobre o 1500 ARMADA SoC: O chip vem com uma CPU dual-core que é clocking 1,2 GHz por núcleo e que são capazes de decodificar duas transmissões de vídeo 1080p, ao mesmo tempo, o que permitirá picture- in-picture aplicações, bem como sobreposições de widget para o Google TV. Silva disse que a experiência global será “snappier” quando comparado com a primeira geração de dispositivos Google TV, que são equipados com o processador Intel Atom C4100.

Outras melhorias incluem melhor gerenciamento de energia, que deve cortar os requisitos de energia em comparação aos atuais  Google TV set-top boxes e suporte mais codecs de vídeo. Também digno de nota é que a nova geração de TVs Google será capaz de decodificar nativamente VP8, que está no cerne de abrir o Google é o formato de vídeo WebM fonte. A adição de VP8 para Google TV poderia ajudar o formato de ganhar força tão necessária, e possivelmente convencer o próprio Google para transmitir as versões de vídeos WebM sua YouTube para dispositivos Google TV.

E os finalmente, o maior ponto de venda para os consumidores: ARM dispositivos baseados TV Google será consideravelmente mais barato do que seus antecessores Intel. Revue Logitech Google TV set-top box vendido inicialmente por US $ 250 – ou melhor, não vendeu, levando a grandes perdas para o fabricante do CE. Vendas só começaram a pegar quando a empresa finalmente reduziu o preço para US $ 99.

Move Google TV em relação a uma arquitetura ARM baseada tinha sido alvo de rumores há mais de um ano, e Intel se oficialmente jogou a toalha e saiu do espaço Smart TV em outubro, cofragem seu grupo Digital Home para se concentrar em comprimidos em vez.

Silva disse-me que ele vê a transição para dispositivos Android-powered ARM como “parte da ruptura” que está prestes a misturar o espaço da TV. Ele comparou essa interrupção de tendências similares no espaço móvel, que tem sido dominado por chips ARM baseado, e acrescentou que os fabricantes, bem como a grandes distribuidores de televisão por assinatura set-top boxes são os próximos a despertar para essa tendência. A primeira onda de TVs baseados em ARM Google será seguido por Marvell-powered set-top boxes Android ainda este ano, explicou.

Curiosidades na internet