Tag: online

Sony lança tablet com TV digital

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/sony-lanca-tablet-com-tv-digital-26022014

Mais fino e leve, tablet à prova d’água é apresentado na Mobile World Congress 2014

O display de dez polegadas possui a tecnologia Live Colour LEDDivulgação

A Sony Mobile Communications apresentou na última segunda-feira (24), no Mobile World Congress, o principal evento do ramo de tecnologia móvel do mundo, que acontece em Barcelona, na Espanha, o Xperia TM Z2, tablet com TV digital.

A companhia japonesa ainda afirma que lançou o tablet mais fino (6,4mm) e leve (439g) do mundo, além de ser à prova d’água.

O display de dez polegadas possui a tecnologia Live Colour LED, que resulta em cores mais vivas e naturais, além do X-Reality™, que analisa as imagens para obter maior nitidez, contraste e cores ideais.
Adolescente de 16 anos cria aplicativo para App.net

Pedra gigante atinge a Lua e cria maior explosão lunar já vista

Com TV digital, o XperiaTM Z2 Tablet também possui uma qualidade de som mais limpa, graças à tecnologia digital de cancelamento de ruído utilizada com o áudio Front Surround™, que não permite que o áudio tenha interrupções, mesmo quando estiver em movimento, ou em locais barulhentos.

Com o XperiaTM Z2 Tablet, o usuário pode capturar fotos e vídeos HD em qualquer condição de luz com a câmera de 8.1 megapixels com Exmor RS™, que combina reconhecimento de cena e tecnologia de processamento de imagem, como a redução de ruído. Ideal para chamadas de vídeo, a câmera frontal HD de 2.2 megapixels pode ser utilizada durante um bate-papo online.

Curiosidades na internet

Cientistas desenvolvem «detector de mentiras» para redes sociais

Acesse:http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=686300

Cientistas desenvolvem «detector de mentiras» para redes sociais

Um projecto que envolve várias universidades e empresas europeias está a desenvolver um detector de mentiras para verificar rumores que circulam em fóruns online e em redes sociais.
O sistema analisará em tempo real se uma publicação é verdadeira e identificará se uma conta ou perfil de uma rede social foi criada apenas para espalhar informações falsas.

Os dados analisados incluirão publicações no Twitter, comentários em fóruns sobre temas relacionados com questões de saúde e comentários públicos no Facebook.

O objectivo do sistema é ajudar organizações, inclusive governos e serviços de emergência, a responder de forma mais efectiva a novos acontecimentos.

O projecto surgiu a partir de uma pesquisa sobre o uso das redes sociais durante os conflitos de Londres em 2011.
Segundo os especialistas, os rumores online serão classificados em quatro tipos:

Especulação – como, por exemplo, se pode haver uma alta na taxa de juros
Controvérsia – como a que ocorreu com a vacina tríplice viral, que foi acusada, em vários países, de provocar o autismo
Má informação – se uma informação falsa é disseminada sem intenção
Desinformação – se uma informação falsa é disseminada intencionalmente
«Depois dos conflitos de 2011, foi sugerido que as redes sociais fossem bloqueadas para impedir que os manifestantes se organizassem», disse Kalina Bontcheva, líder do projecto na Universidade de Sheffield.

«Mas as redes sociais também dão acesso a informações úteis. O problema é que tudo isso acontece muito rápido e não conseguimos diferenciar o que é verdade do que é mentira com a mesma velocidade. Isso torna difícil reagir a rumores, por exemplo, impedindo que serviços de emergência invalidem uma mentira para manter a tranquilidade numa dada situação.»

O sistema também categorizará as fontes das informações para avaliar  sua autoridade. Elas incluirão serviços de notícias, jornalistas, especialistas, testemunhas, cidadãos e bots – contas que publicam automaticamente em redes sociais. O sistema também examinará o histórico de uma conta para identificar se esta foi criada apenas para disseminar rumores falsos.

Conversas em redes sociais serão analisadas para ver como evoluem. Fontes serão verificadas numa tentativa de confirmar se a informação é verdadeira ou não. «Apenas o texto será analisado», disse Bontcheva. «Não analisaremos imagens, não temos como saber se uma foto foi alterada. Isso é muito difícil tecnicamente.»
Os resultados das buscas feitas pelo sistema serão exibidos num «painel visual» para que as pessoas possam verificar se um rumor se sustenta.

A primeira série de resultados deve ficar pronta em 18 meses e será testada principalmente com grupos de jornalistas e profissionais de saúde. «Temos que ver o que funciona ou não e ter certeza de que temos o equilíbrio correto entre análises feitas por máquinas e por pessoas», disse Bontcheva.

Chamado de Pheme, nome da deusa grega conhecida por espalhar rumores, o projecto envolve cinco universidades – Sheffield, Warwick, King’s College London, Saarland, na Alemanha, e Modul, em Viena – e durará três anos. Quatro empresas – Atos, iHub, Ontotext e Swissinfo – também participam.

No final, espera-se que seja produzida uma ferramenta feita especialmente para jornalistas.

Curiosidades na internet

Startup paulista cria aplicativo que transforma internautas em diretores de filme

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/startup-paulista-cria-aplicativo-que-transforma-internautas-em-diretores-de-filme-24122013

Ferramenta que permite criar vídeos com facilidade e já tem mais de 33 mil usuários

Projeto tem foco no Brasil e nos Estados Unidos e captou um dos maiores investimentos-anjo do País em 2012, de R$ 3 miStayfilm

Criar filmes para guardar momentos preciosos não deveria ser uma coisa tão difícil, voltada apenas para profissionais. É partindo desse conceito que foi criada a Stayfilm, startup paulistana que criou a rede social de mesmo nome.

O serviço permite a criação automática de filmes com trilhas e efeitos especiais. Lançada em outubro, a rede social já conta com mais de 33 mil usuários.

A Stayfilm foi fundada pelos irmãos Douglas e Daniel Almeida e Fabiano Simões. Por conta da experiência no mercado publicitário a ideia era criar uma produtora, foi quando surgiu a ideia da ferramenta, conta Douglas Almeida, CEO do Stayfilm.

Alta tecnologia e alta costura: casaco muda de cor de acordo com humor de quem veste

Hitler queria transformar o Sol em arma para incinerar cidades

Atraso tecnológico deixa Brasil vulnerável e fora de missões para Marte

—Era para ser uma produtora e acabou como uma ferramenta. Nosso objetivo é desconstruir a imagem de que você precisa sentar na frente de um editor de vídeo e passar horas para deixar isso pronto. Nossa missão é essa.

Qualquer pessoa pode ter um vídeo com qualidade de cinema, com ajuda de uma ferramenta online e gratuita.

O projeto tem foco no Brasil e nos Estados Unidos e captou um dos maiores investimentos-anjo do País em 2012, de R$ 3 milhões. A expectativa dos criadores é conquistar um milhão de usuários no primeiro ano de lançamento e cinco milhões até o segundo semestre de 2015.

Captar tanto dinheiro para concretizar a ideia foi um dos desafios do Stayfilm, comenta Douglas.

— Um dos desafios de iniciar uma startup no Brasil foi a dificuldade de conseguir o dinheiro. Captar pouco dinheiro pode ser não suficiente para fazer uma ideia legal.

Almeida ainda aponta que o Stayfilm pretende entregar conteúdo de forma fácil para fora do País, o que é uma das justificativas para a necessidade de tanto capital. Segundo o diretor executivo da startup paulistana, o negócio é replicável no mundo inteiro e tem a ambição de inspirar os brasileiros e fazer o País despontar entre grandes empresas de internet.

Curiosidades na internet

Golpe usa Chrome para alterar boletos online no Brasil

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/38894/38894

(Foto: Reprodução)
Se você é usuário do Google Chrome, fique atento: cibercriminosos brasileiros têm espalhado extensões maliciosas com o objetivo de alterar boletos gerados online, direcionando o pagamento para outra conta bancária. O golpe foi descoberto pela empresa de segurança Kaspersky.
.
Segundo comunicado, as extensões estavam hospedadas na loja oficial, a Chrome Web Store, disfarçadas como bônus de 100 minutos para usuários do serviço Skype to Go, conforme mostra a imagem abaixo.Reprodução

Ao ser instalada, a funcionalidade solicita permissão para acessar todo o conteúdo exibido em todas abas abertas no navegador e usará o nome “Skype To Go”:

.
.
Curiosidades na internet

Google lança loja online de acessórios para Glass

Acesse:http://imasters.com.br/noticia/google-lanca-loja-online-de-acessorios-para-glass/

Depois de anunciar a segunda geração do Glass, o Google lançou uma loja online de acessórios para seus óculos.

Pela loja virtual, será possível adquirir acessórios como carregador adicional, bolsa de microfibra, lentes protetoras e o novo fone de ouvido mono – que foi anunciado com a segunda geração do Glass.

glass-loja

Os acessórios não serão baratos: o fone de ouvido mono, a bolsa de microfibra e o carregador custarão US$ 50 cada, e a lente protetora, US$ 75.

Além disso, a loja de acessórios não está disponível para todos – apenas os “exploradores” que possuem o Glass Explorer Edition conseguem acessar o site; o restante dos usuários é reconhecido pelo Google como não sendo dono dos óculos e é redirecionado para a página de apresentação do dispositivo.

Com informações de Info

Curiosidades na internet

Agora é possível verificar online e gratuitamente se seu nome está sujo

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/internet/Agora-e-possivel-verificar-online-e-gratuitamente-se-seu-nome-esta-sujo/

Contas

Finalmente os consumidores poderão realizar uma consulta online e gratuita ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), em que é possível saber se existe alguma restrição em seu nome. Até então o serviço só era realizado pessoalmente ou mediante pagamento para empresas não oficiais de consulta.

Para verificar se está com o nome sujo na praça, basta entrar no site do Portal Boa Vista Consumidor Positivo, selecionar a opção ‘Consulta de Débito’ e, caso ainda não possua cadastro no site, realizar a inscrição rapidamente. A novidade foi possível graças a uma iniciativa da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC.

Curiosidades na internet

Procon deve ganhar plataforma online

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/produtos/Procon-deve-ganhar-plataforma-online/

Procon - compras

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor, o Procon, deve ganhar uma plataforma online em 2014, para que consumidores possam fazer reclamações e empresas possam propôr formas de solucioná-las. As informações são doEstadão.

O Procon virtual deve contribuir para ampliar o atendimento ao cidadão, especialmente em cidades onde não existem unidades físicas do órgão. Segundo Juliana Pereira da Silva, titular da Secretaria de Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, a criação de uma ferramenta online para o serviço vai facilitar que os brasileiros possam reclamar de produtos comprados ou itens contratados que não atenderam suas expectativas.

“De cada dez brasileiros que recorreram aos órgãos de defesa do consumidor, nove procuraram antes as próprias empresas e não foram atendidos. A plataforma virtual deixará mais rápida essa relação”, disse. O projeto ainda será restrito aos órgãos de defesa do consumidor, mas será ampliado às empresas antes de ser levado à área de tecnologia do ministério.

Juliana lembra que os brasileiros estão cada vez mais acostumados a ter disponíveis, online, vários tipos de serviços, como a declaração do Imposto de Renda e o licenciamento de veículos. Logo, outros setores do governo também devem adotar o mesmo modelo. “No século 21, é precisso atender à demanda por esse tipo de atendimento”, destacou Juliana.

O poder de ação dos Procons também será ampliado pelo governo, que deve impor medidas mais severas para empresas que infringirem os direitos dos clientes. A proposta é que a atualização do Código de Defesa do Consumidor (CDC) coloque as conciliações feitas pelos órgãos de defesa no mesmo status de audiências na Justiça.

Curiosidades na internet
%d blogueiros gostam disto: