TV paga exibirá tweets ao vivo durante programação

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/38386/38386

Uma operadora de TV por assinatura da Índia se tornou a primeira no mundo a incorporar tweets à programação de seus canais. A partir desta terça-feira, 22, os clientes da Airtel TV Digital poderão ver, pela televisão, o que outras pessoas estão tuitando.

As mensagens mostradas têm relação com a grade, assim, o assinante tem como acompanhar o que se diz sobre programa, apresentador, esporte ou qualquer coisa que estiver passando – inclusive usando hashtags. Se quiser, a pessoa também pode tuitar pela TV, além de acompanhar sua própria timeline na tela.

A novidade chega às casas pela set-top box e não é necessário ter o aparelho conectado à internet para isso. Assim como não é preciso ser usuário do Twitter para acompanhar a repercussão dos programas.

Ver, ou não, os tweets junto à programação é optativo e ainda não são todos os canais que transmitem as mensagens – aos poucos a novidade será expandida

Curiosidades na internet

Bill Gates e Mark Zuckerberg vão ensinar programação de graça na internet

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/software/Bill-Gates-e-Mark-Zuckerberg-vao-ensinar-programacao-de-graca-na-internet/

Bill Gates

Enviar por Email

Grandes nomes da tecnologia querem levar a programação para você e todos os usuários do mundo, de uma forma mais rápida e simples. É com esse objetivo que a organização não governamental Code.org se apresenta para tornar cursos de informática mais relevantes nas escolas. As informações são do site The Verge.

Entre os dias 9 e 15 de dezembro, o grupo fará uma campanha chamada “Hour of Code”, uma iniciativa em escala mundial que vai acontecer durante a Semana da Educação da Ciência da Computação. Bill Gates, da Microsoft, Mark Zuckerberg, do Facebook, Jack Dorsey, do Twitter, e Gabe Newell, da Valve, já confirmaram suas participações no evento, que deve atingir até 10 milhões de pessoas.

Os executivos darão aulas de programação nos dias da conferência, que estarão disponíveis na internet e poderão ser completadas em tablets, smartphones ou até mesmo no modo off-line. A entidade afirma que não é necessária nenhuma experiência na área, pois todo o conteúdo funciona como uma espécie de introdução para desmistificar os códigos e permitir que cada pessoa aprenda no seu ritmo.

As aulas vão ensinar, por exemplo, desde o desenvolvimento de cartões animados até quebra-cabeças para mostrar os princípios básicos da programação.

A Code.org afirma que o número de vagas na área de tecnologia já é três vezes maior que a quantidade de estudantes formados em Ciência da Computação. Além disso, aponta que essa é uma das carreiras mais bem pagas no mercado de trabalho. A expectativa é de que, até 2020, um milhão de vagas não sejam preenchidas na indústria – isso só nos Estados Unidos.

“Nossa política é literalmente contratar o máximo de engenheiros talentosos que pudermos encontrar. O único limite desse sistema é que não há pessoas suficientes treinadas e que possuem essas habilidades”, disse Zuckerberg no vídeo de apresentação.

A Code.org ainda recebe o apoio de outras grandes companhias do setor, como Apple, Google, Amazon e LinkedIn. Os interessados no programa devem se cadastrar no site do evento.

 Curiosidades na internet

Google pode oferecer serviço de TV por assinatura

Acesse:http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI340182-17770,00-GOOGLE+PODE+OFERECER+SERVICO+DE+TV+POR+ASSINATURA.html

Assinantes receberiam a programação através de streaming, sem o intermédio de operadoras de TV a cabo

por Redação Galileu
Editora Globo

Crédito: GETTY

De acordo com o The Wall Street Journal, o Google está considerando oferecer transmissão de canais pagos de TV. Da mesma forma que as operadoras de TV a cabo, a programação poderia ser comprada pelos assinantes em pacotes de canais, diferente do Netflix. Mas, ao contrário do serviço atual, os programas seriam enviados por streaming e não precisariam de antenas ou estruturas específicas fora uma conexão com a internet.

Apesar de, segundo o Wall Street, os funcionários do Google já terem demonstrado como o serviço funcionaria, ainda não se sabe se ele realmente será lançado. Uma das dificuldades seria chegar a um acordo com os canais para assegurar o direito de transmissão de conteúdo – tentativas já teriam sido feitas há dois anos.

Outras empresas de tecnologia já estão desenvolvendo produtos similares. A Intel, por exemplo, já confirmou sua intenção de entrar no mercado de TV através de streaming e rumores apontam que a Apple também estaria trabalhando em algo similar.

Você trocaria o seu serviço de TV a cabo por uma programação paga via streaming? Deixe sua opinião nos comentários

Curiosidades na internet

%d bloggers like this: