Avó com rosto de adolescente surpreende internautas

Acesse:http://www.techmestre.com/avo-com-rosto-de-adolescente-surpreende-internautas.html

Imagem mostrando três gerações da família repercute na web – tente acertar qual é a avó.

Uma imagem que circula nas redes sociais chinesas mostrando três gerações de uma família vem causando discussão entre os internautas. Na imagem, eles questionam qual das dúvida que aparecem é a avó.
Kazuko Inoue é uma mulher fascinante de 42 anos, que já venceu concursos de beleza no ano passado. Ela aparece junto de suas duas filhas e de seus três netos, mostrando que está em plena forma.
Avó com rosto de adolescente surpreende internautas
A reação dos internautas sobre a foto é de espanto, e normalmente custam para identificar quem é a avó em questão.  E você, acertou quem era a avó? Se ainda está na dúvida, veja em nossa galeria abaixo:
 

Curiosidades na internet

Cientistas desenvolvem «detector de mentiras» para redes sociais

Acesse:http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=686300

Cientistas desenvolvem «detector de mentiras» para redes sociais

Um projecto que envolve várias universidades e empresas europeias está a desenvolver um detector de mentiras para verificar rumores que circulam em fóruns online e em redes sociais.
O sistema analisará em tempo real se uma publicação é verdadeira e identificará se uma conta ou perfil de uma rede social foi criada apenas para espalhar informações falsas.

Os dados analisados incluirão publicações no Twitter, comentários em fóruns sobre temas relacionados com questões de saúde e comentários públicos no Facebook.

O objectivo do sistema é ajudar organizações, inclusive governos e serviços de emergência, a responder de forma mais efectiva a novos acontecimentos.

O projecto surgiu a partir de uma pesquisa sobre o uso das redes sociais durante os conflitos de Londres em 2011.
Segundo os especialistas, os rumores online serão classificados em quatro tipos:

Especulação – como, por exemplo, se pode haver uma alta na taxa de juros
Controvérsia – como a que ocorreu com a vacina tríplice viral, que foi acusada, em vários países, de provocar o autismo
Má informação – se uma informação falsa é disseminada sem intenção
Desinformação – se uma informação falsa é disseminada intencionalmente
«Depois dos conflitos de 2011, foi sugerido que as redes sociais fossem bloqueadas para impedir que os manifestantes se organizassem», disse Kalina Bontcheva, líder do projecto na Universidade de Sheffield.

«Mas as redes sociais também dão acesso a informações úteis. O problema é que tudo isso acontece muito rápido e não conseguimos diferenciar o que é verdade do que é mentira com a mesma velocidade. Isso torna difícil reagir a rumores, por exemplo, impedindo que serviços de emergência invalidem uma mentira para manter a tranquilidade numa dada situação.»

O sistema também categorizará as fontes das informações para avaliar  sua autoridade. Elas incluirão serviços de notícias, jornalistas, especialistas, testemunhas, cidadãos e bots – contas que publicam automaticamente em redes sociais. O sistema também examinará o histórico de uma conta para identificar se esta foi criada apenas para disseminar rumores falsos.

Conversas em redes sociais serão analisadas para ver como evoluem. Fontes serão verificadas numa tentativa de confirmar se a informação é verdadeira ou não. «Apenas o texto será analisado», disse Bontcheva. «Não analisaremos imagens, não temos como saber se uma foto foi alterada. Isso é muito difícil tecnicamente.»
Os resultados das buscas feitas pelo sistema serão exibidos num «painel visual» para que as pessoas possam verificar se um rumor se sustenta.

A primeira série de resultados deve ficar pronta em 18 meses e será testada principalmente com grupos de jornalistas e profissionais de saúde. «Temos que ver o que funciona ou não e ter certeza de que temos o equilíbrio correto entre análises feitas por máquinas e por pessoas», disse Bontcheva.

Chamado de Pheme, nome da deusa grega conhecida por espalhar rumores, o projecto envolve cinco universidades – Sheffield, Warwick, King’s College London, Saarland, na Alemanha, e Modul, em Viena – e durará três anos. Quatro empresas – Atos, iHub, Ontotext e Swissinfo – também participam.

No final, espera-se que seja produzida uma ferramenta feita especialmente para jornalistas.

Curiosidades na internet

Hackers miram redes sociais e smartphones em novos ataques

Acesse:http://corporate.canaltech.com.br/noticia/seguranca/Hackers-miram-redes-sociais-e-smartphones-em-novos-ataques/

Smartphone

As mídias sociais se tornaram os principais alvos de hackers, e os dispositivos móveis estão expandindo ainda mais a área de atuação desses criminosos. Com o crescente aumento da frequência e do alcance de violações de dados, é mais importante do que nunca voltar aos fundamentos básicos de segurança online.

O alerta foi feito pela IBM, que divulgou seu relatório X-Force 2013 que traz uma análise do cenário de segurança de TI durante os seis primeiros meses do ano, e tenta ajudar as organizações a compreender melhor os riscos que correm. O relatório aponta que os ataques contra empresas estão ficando cada vez mais sofisticados, e alguns deles se mostraram oportunistas, explorando aplicações web vulneráveis a Injeção de SQL, mais conhecida através do termo americano SQL Injection – um tipo de ameaça que aproveita falhas em sistemas que interagem com bases de dados via SQL.

Outros ataques bem sucedidos aconteceram devido a uma violação básica de confiança entre o usuário final e sites ou perfis de redes sociais que ele pensava ser legítimo e seguro. “As mídias sociais tornaram-se um novo playground para os golpistas”, disse Kevin Skapinetz, diretor de programa de estratégia de produtos para sistemas de segurança da IBM. Os criminosos exploram relações de confiança, por meio das redes sociais ou spam com aparência profissional, por exemplo, para enviar links maliciosos que parecem ter sido enviados por amigos ou pessoas que seguem a vítima nas redes sociais.

Os criminosos estão vendendo contas em sites de redes sociais, algumas delas pertencentes a pessoas reais cujas credenciais foram comprometidas, outras delas criadas para parecer realista e criar uma teia de conexões. No mínimo, essas contas servem para inflar determinadas páginas de “likes” ou falsificar comentários, embora usos mais maliciosos podem servir para realizar atividades criminosas – o que pode ser equivalente a uma identidade online falsa.

A capacidade de um único ataque influenciar as ações de milhões de pessoas em tempo real é alarmante. Os atacantes estão mirando os usuários e abusando de sua confiança, aproveitando a psicologia por trás do comportamento nas mídias sociais.

Ataques redes sociais

Dispositivos móveis na mira dos hackers

Os dispositivos móveis também estão se tornando um ímã para hackers. “Apesar de as vulnerabilidades móveis continuarem crescendo a um ritmo acelerado, ainda as vemos como uma pequena porcentagem das vulnerabilidades gerais relatadas no período”, explica o relatório da IBM.

O que pode estar piorando o cenário de infecção de gadgets móveis é a proliferação desse tipo de dispositivo no local de trabalho graças à grande adoção do Bring Your Own Device (BYOD) – que pode se tornar um pesadelo para as empresas.

O relatório da IBM também observou que ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS) estão sendo usados para mais do que apenas interromper o serviços de seus alvos. Os ataques estão sendo utilizados como uma forma de distração, permitindo que os atacantes violem outros sistemas da empresa. “Os criminosos derrubam um site, colocam as pessoas de TI focadas em uma determinada direção, amarram seus recursos ao ataque DDoS, enquanto uma violação mais sofisticada é realizada e ninguém está prestando atenção”, explica Marc Gaffan, cofundador da Incapsula.

Nos últimos anos, também presenciamos um crescimento explosivo de dispositivos Android no mercado, e os criminosos também estão atentos a essa área de crescimento. Como o número de usuários de celulares que operam Android se expande rapidamente, os criadores de malwares também aumentaram seus esforços proporcionalmente para não perder essa grande oportunidade. O fato de apenas 6% dos dispositivos com sistema operacional móvel do Google estar rodando uma versão mais recente do Android (pelo menos a 4.2) também ajuda a aumentar a proliferação de ataques.

Ao todo, o estudo da IBM analisou 4.100 novas vulnerabilidades de segurança e 900 milhões de novas páginas e imagens nos primeiros seis meses de 2013.

curiosidades na internet.

Redes sociais mudam a dinâmica da busca por empregos

Acesse:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/08/130808_redes_sociais_empregos_pai.shtml

Da BBC Brasil em São Paulo

Atualizado em  30 de agosto, 2013 – 05:23 (Brasília) 08:23 GM
Foto: ReutersRedes sociais trazem mudanças tanto para empregadores quanto para candidatos em potencial

O paulista Marcus Aurélio Kouyomdjian trabalhava em uma concessionária de veículos quando seu perfil profissional, postado na rede social LinkedIn, chamou a atenção de uma grande loja de produtos veterinários.

Ele não estava procurando emprego na época, “mas quando veio o convite para o processo seletivo, pensei: Vou ver o que acontece”, conta à BBC Brasil.

Marcus Aurélio acabou aceitando o novo emprego. E recomendou a seu filho mais velho, Pedro, que também levasse seu currículo às redes sociais. Pedro, um engenheiro de 25 anos, tampouco pensava em mudar de emprego, mas recebeu uma proposta interessante e acabou aceitando uma vaga como coordenador de obras.

As redes sociais estão trazendo mudanças às dinâmicas de busca de empregos, tanto para profissionais como os Kouyomdjian quanto para empregadoras, apontam especialistas ouvidos pela BBC Brasil.

Para começar, o contato entre Marcus Aurélio e Pedro e as empresas que os contrataram só ocorreu graças às redes sociais. Nos EUA, esse fenômeno foi batizado de “procurar emprego passivamente” (“passive job seeking”) – ou seja, alguém que não estava ativamente atrás de um novo trabalho pode acabar aceitando uma oferta atraente que tenha a ver com seu perfil e seus interesses.

“As redes sociais quebraram paradigmas (no processo) de contratações”, diz à BBC Brasil Milton Beck, diretor de soluções de talento da rede social profissional LinkedIn, que tem 13 milhões de usuários no Brasil e 238 milhões no mundo. A rede usa algoritmos para cruzar pré-requisitos de vagas disponíveis como perfil dos profissionais cadastrados, de acordo com sua experiência e características postadas online.

Segundo Beck, 70% dos usuários não estão no LinkedIn em busca de empregos, mas sim para manter-se visíveis, fazer contatos e participar de grupos de interesse.

“Eles já estão empregados, mas se surgir uma oportunidade de crescimento profissional, estão abertos a conversas. Antes das redes sociais, essas pessoas não estavam acessíveis em grande escala para as empresas que buscam contratá-los.”

Continue lendo …clique aqui…

Curiosidades na internet

Redes sociais devem ser usadas com cuidado

Acesse:http://www.mundodastribos.com/as-redes-sociais-devem-ser-usadas-com-cuidado.html

Jovem de 16 anos, morador da cidade de São Paulo, foi assaltado após postar nas redes sociais informações sobre sua situação financeira e expor bens.

349421 usuario internet Redes sociais devem ser usadas com cuidado
Postar o local do encontro com a galera no Twitter, adicionar a foto do seu carro novo no Facebook ou mencionar no Orkut atitudes rotineiras do seu dia-a-dia, pode parecer normal para usuários das redes sociais. Porém, para um jovem de 16 anos, morador da cidade de São Paulo, expor certas informações pessoais na internet motivou que um colega de classe encomendasse um assalto a sua casa. De acordo com a delegada que investiga o caso, Fabiana Salermo, o garoto que teve a residência roubada, gostava de mostrar nas redes sociais os seus bens, o que motivou os assaltantes.
Especialistas em segurança na internet acreditam que cerca de 70% pessoas das pessoas que utilizam sites de relacionamento não conhecem as ferramentas de segurança oferecidas pelos provedores dos portais. Tanto no Facebook, quanto no Orkut é possível bloquear certas informações do seu perfil, liberando somente para as pessoas que você adiciona como amigo. Já no Twitter, que trabalha com uma sistemática diferenciada, é possível impor algumas regras para que as pessoas possam seguir as sua página, como por exemplo, exigir que o candidato a seguidor seja amigo de alguma pessoa que já te segue.
349421 facebook 747b Redes sociais devem ser usadas com cuidado
Outro problema apontado pelos especialistas é que as pessoas tratam o mundo virtual como algo fora da sua realidade. Uma prova disso é que as pessoas não abrem a porta de sua casapara um estranho, mas muitos adicionam pessoas nas redes sociais que não conhecem. Além disso, é desnecessário expor informações como telefone de contato e situação financeira em que vive.  Caio Castro, por exemplo, cometeu um engano no Facebook e divulgou o seu celular pessoal. Quando começou a receber ligações de pessoas que não conhecia descobriu o erro e logo o corrigiu, mas já era tarde demais, o ator teve que alterar o número do telefone. Para evitar situações de excesso de exposição da sua imagem, tome as mesmas medidas de segurança seguidas no seu dia-a-dia para não despertar o olhar atento dos bandidos.
Curiosidades na internet

Rumores de greve geral na 2.ª-feira circulam na internet

Acesse:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,rumores-de-greve-geral-na-2-feira-circulam-na-internet,1048127,0.htm

CARLA ARAÚJO – Agência Estado

Rumores de que haverá uma grande paralisação no País começaram a circular nesta semana nas redes sociais na internet. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo e a Polícia Militar (PM) ainda não possuem nenhum tipo de estratégia ou esquema especial por conta do burburinho virtual. A página do grupo AnonymousBrasil, que possui mais de um milhão de seguidores, tem compartilhado banners com a “chamada” para protestos às 17 horas, em todas as cidades do País.

De acordo com a assessoria da SSP, não há “até o momento” nenhuma informação de passeata ou protestos na segunda-feira. A assessoria da PM também afirmou que “como não há nada de concreto e confirmado, ainda não foi estabelecido nenhum esquema especial de segurança”.

O Movimento Passe Livre (MPL) em São Paulo, que promoveu sete protestos na capital paulista desde o dia 6, afirmou no dia 21 feira que não convocaria novas manifestações na cidade. Além disso, há diversos avisos de usuários do Facebook pedindo boicote à suposta greve e alertando que a paralisação seria convocada por “oportunistas”. Muitos criticam que o primeiro evento no Facebook denominado “Greve Geral”, que chegou a ter milhares de seguidores e fazia referência ao ato de segunda-feira, teria sido feito por um internauta ligado a questões como a defesa do porte de armas. A falta de liderança explícita dos atos é o que tem causado incertezas sobre a ua realização.

Metrô

O Sindicato dos Metroviários da capital divulgou uma nota nesta sexta-feira afirmando que não participará de nenhuma paralisação na segunda-feira e que essa mobilização não tem caráter oficial. Segundo o sindicato, “diante da falsa informação que circula nas redes sociais sobre uma possível greve geral, marcada para o dia 1.º de julho, segunda-feira, os metroviários, que desde abril tem participado de toda as mobilizações pela redução das tarifas dos transportes coletivos, informam que não vão parar no dia 1.º”. A entidade afirma ainda que a categoria fará uma assembleia na quinta-feira, 4, para discutir como será a participação dos metroviários no Dia Nacional de Luta, marcado para o dia 11, pelos sindicatos e centrais sindicais.

CUT

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) já havia divulgado nota na segunda-feira, 24, afirmando que “nem a CUT nem as demais centrais sindicais, legítimas representantes da classe trabalhadora, convocaram greve geral para o dia 1.º de julho”. Conforme a CUT, a convocação para a suposta greve “surgiu numa página anônima do Facebook e é mais uma iniciativa de grupos oportunistas, sem compromisso com os/as trabalhadores/as, que querem confundir e gerar insegurança na população”, diz o comunicado.

Curiosidades na internet

Como trocar livros pela internet

Acesse:http://www.mundodastribos.com/como-trocar-livros-pela-internet.html

Renove a sua prateleira de livros fazendo trocas com leitores de todo o Brasil e também do exterior, através de sites e redes sociais especializados no assunto.

Se você é fã de leitura e quer renovar a sua estante de livros, uma boa dica é trocar aquelas obras que já estão há um bom tempo na prateleira, servindo apenas para acumular poeira, por outras que vão lhe trazer novos conhecimentos.

605942 como trocar livros pela internet Como trocar livros pela internet

Resultado de uma compra compulsiva, de um presente do qual você não gostou ou de um estilo que não lhe agrada, sempre há aquele livro que fica esquecido na prateleira. Para se desfazer dele, muita gente tenta negociá-lo com proprietários de sebos, mas nem sempre o valor oferecido por eles chega perto da quantia desejada.

Surge então a alternativa de trocá-lo com alguém, e para facilitar esse intercâmbio, tem crescido bastante a troca de livros pela internet, realizada através de sites especializados no assunto ou por meio das redes sociais.

Quais são: 100 melhores livros de todos os tempos

Sites para trocar livros

605942 como trocar livros pela internet 1 Como trocar livros pela internet

Existem diversas opções de sites para trocar livros, que reúnem pessoas de todas as regiões do Brasil e até do exterior, como:

– LivraLivro: o LivraLivro possui milhares de usuários cadastrados, oferecendo livros para trocar. Totalmente gratuito, o único custo é a postagem do livro nos Correios, que pode variar de R$ 3,00 a R$ 8,00. Basta se cadastrar e montar uma lista com as obras que possui para trocar e outra contando os títulos que quer obter.

Assim que alguém solicita um dos seus livros, você o envia e recebe um ponto, que poderá ser usado para pedir outro livro em troca.

– Trocando Livros: com funcionamento similar ao anterior, esse site para a troca de livros também se baseia no sistema de pontuação. O cadastro é gratuito.

– BookMooch: o diferencial desse site é que ele reúne leitores de outros países, tornando-se uma boa opção para quem está procurando por livros estrangeiros e que são difíceis de encontrar no Brasil. O cadastro também é gratuito e o sistema de trocas é o da pontuação.

Trocar livros pelas redes sociais

605942 como trocar livros pela internet 2 Como trocar livros pela internet

Há também quem prefira utilizar as redes sociais para trocar livros. Nesse caso, algumas das opções são:

– Skoob: outra opção muito usada por quem tem interesse em trocar livros pela internet, o Skoob tem funcionamento similar a uma rede social, já que permite adicionar contatos ao seu perfil, trocar mensagens, participar de grupos de discussão e, é claro, oferecer e solicitar livros para trocar.

Saiba mais: Como trocar livros no Skoob

– Página Virada: o Facebook também conta com páginas especiais para a troca de livro, como é o caso da Página Virada. Basta postar as informações dos livros que possui e daqueles que quer em troca, negociando diretamente com outros usuários interessados

 

Curiosidades na internet

Netflix oferece US$ 100 mil em prêmios para desenvolvedores

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/computacao-na-nuvem/Netflix-oferece-US-100-mil-em-premios-para-desenvolvedores/

NETFLIX

A empresa responsável pelo famoso serviço que permite ver filmes e programas de TV via streaming anunciou nesta quinta-feira (14) o ‘Netflix Cloud Prize’. Trata-se de uma competição entre desenvolvedores que concorrem ao prêmio de US$ 100 mil (quase R$ 200 mil).

Participantes de todas as partes do mundo devem apresentar projetos capazes de melhorar as características, usabilidade, confiabilidade, qualidade e segurança dos serviços de computação em nuvem da Netflix, hospedado no GitHub. O Netflix Cloud Prize é dividido em 10 categorias, que oferecem prêmios de US$ 10 mil cada uma. Os trabalhos enviados serão julgados por um painel de especialistas e devem estar disponíveis ao público em geral.

“A computação em nuvem se tornou um tópico muito importante recentemente, mas a tecnologia ainda é emergente,” disse Neil Hunt, chefe de produto da Netflix por meio de um comunicado oficial. “Sem dúvida, muitas das principais ideias que desenvolverão a computação em nuvem e a levarão para níveis mais altos ainda não foram concebidas, exploradas e desenvolvidas. O Netflix Cloud Prize foi criado para atrair a atenção e o foco das mentes mais inovadoras para criar avanços que levarão essa tecnologia para níveis ainda mais altos”, concluiu o executivo.

“Nuvem” é realmente um termo genérico que se refere à forma como os recursos computacionais são entregues através da internet, mas no caso da Netflix, refere-se a uma vasta coleção de tecnologias, muitas das quais a empresa disponibilizou em código aberto nos últimos meses como parte de um esforço para estabelecer-se como uma companhia que oferece de volta algo para a comunidade de desenvolvedores como um todo.  “O Netflix Cloud Prize foi criado para melhorar o entendimento do que é necessário para criação de aplicativos nativos para nuvem que podem aproveitar as oportunidades de expansão da computação”, disse Neil Hunt.

Hoje, o Netflix conta com mais de 33 milhões de assinantes em todo o mundo utilizando sua tecnologia na nuvem. “Toda a experiência dos usuários quando estão procurando séries de TV e filmes para assistir, em qualquer aparelho, é fornecida pela nuvem. A tecnologia também permite o uso de recursos como personalização avançada, dispositivos móveis, redes sociais e marcadores de favoritos que lembram onde um usuário parou em um filme ou série”, explica o comunicado.

Os desenvolvedores interessados devem se inscrever dentro do período de 13 de março de 2013 a 15 de setembro de 2013. As regras de participação estão disponíveis no GitHub.

Os vencedores serão anunciados em outubro e os prêmios serão apresentados na conferência Amazon Web Services (AWS) Re:Invent, que acontece em novembro. Além da premiação em dinheiro, todos os vencedores serão chamados para participar da conferência em Las Vegas como convidados da Netflix.

Curiosidades na internet

Nova busca social do Facebook expõe usuário, afirma ativista

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/1220693-nova-busca-social-do-facebook-expoe-usuario-afirma-ativista.shtml

Campus Party 2013Especializada em privacidade nas redes sociais, a americana Rainey Reitman, da EFF (Electronic Frontier Foundation), vai falar na Campus Party sobre como governos e empresas “usam a tecnologia de formas prejudiciais aos direitos humanos”.

Diretora de ativismo da organização de defesa dos direitos civis e da liberdade de expressão no mundo digital, a americana fará uma palestra na Campus Party nesta quarta-feira, às 13h.

Bogdan Pencea/Das Cloud
Rainey Reitman, diretora de ativismo da Electronic Frontier Foundation, durante conferência na Romênia
Rainey Reitman, diretora de ativismo da Electronic Frontier Foundation, durante conferência na Romênia

“Precisamos achar formas de ensinar as pessoas a se importarem com privacidade na rede antes que elas sejam expostas a qualquer tipo de dano”, afirma Reitman à Folha.
A ativista prevê novos problemas de privacidade com a chegada da Busca Social do Facebook, lançada em fase de testes neste mês.

O recurso permite aos usuários fazerem pesquisas bastante refinadas não só sobre seus próprios amigos (“colegas de faculdade mais velhos do que eu”) como também sobre pessoas desconhecidas -“mulheres solteiras de 18 a 20 anos que moram em São Paulo”, por exemplo.

“Às vezes, sem se darem conta, as pessoas compartilham informações públicas sobre si mesmas no Facebook. Até então, muitos desses dados eram difíceis de achar”, afirma. “A Busca Social é particularmente problemática porque torna todo esse conteúdo muito mais fácil de ser descoberto e acessado.”

Reitman diz esperar que campuseiros ajudem a reconstruir um projeto da EFF atualmente estacionado, o TOSBack, que monitora os termos de serviço de sites como Google e Facebook e avisa os usuários quando há alterações.

Recentemente, o criador do extinto site de armazenamento de arquivos Megaupload, Kim Dotcom, afirmou no Twitter que a EFF está colaborando com ele na Justiça dos EUA para que usuários do serviço voltem a ter acesso aos seus arquivos.

Reitnam confirma a parceria. “Muitas pessoas que armazenavam conteúdo absolutamente legal no Megaupload foram prejudicadas.”

A ativista diz que os usuários de internet devem se manter atentos a iniciativas dos governos que, segundo ela, ameaçam a liberdade de expressão com o pretexto de combater a pirataria.

“Não sei se isso vai ocorrer já neste ano, mas o Sopa e o Pipa vão voltar”, prevê ela, sobre os projetos antipirataria cuja aprovação foi adiada nos EUA no início do ano passado após fortes movimentos de oposição.

Quando Aaron Swartz, acusado de baixar documentos em um repositório pago de artigos acadêmicos com a intenção de distribuí-los gratuitamente, foi encontrado morto, neste mês, Reitman publicou um desabafo sobre o suicídio do ativista.

“Swartz cometeu um suposto crime que não teve vítimas.”

Curiosidades na internet

Facebook lança serviço de ligações gratuitas nos EUA; entenda

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/01/facebook-lanca-servico-de-ligacoes-gratuitas-nos-eua-entenda.html

O Facebook lançou nesta quarta-feira (16) um serviço de ligações gratuitas, via internet. O recurso funciona pelo aplicativo Messenger, do iPhone, e por enquanto só está habilitado aos usuários norte-americanos.

Que tal fazer ligações usando apenas a web do iPhone? (Brett Jordan|Flickr|Creative Commons)Que tal fazer ligações usando apenas a internet do
iPhone? (Foto: Brett Jordan|Flickr|Creative
Commons)

Para começar a fazer chamadas de graça, o usuário precisa apenas fazer uma atualização no app Messenger do Facebook. A opção “Free Call” poderá ser achada pelo botão com a letra “i” no canto superior direito das conversações.

O novo serviço de ligações do Facebook funciona como o Viber e equivalentes: para não ser cobrado, todos dados são transmitidos via internet, por Wi-Fi ou 3G.

No Brasil ainda não há previsão de quando ou se o update será disponibilizado, mas acredita-se que, assim como a última atualização que trouxe o recurso de recados de voz, ela venha a ser liberada em breve.

A funcionalidade já está sendo testada desde o começo do mês, quando a empresa fez testes de ligações utilizando a rede Wi-Fi canadense. O serviço parece ter uma boa qualidade e já era prevista pelos usuários.

Rumores após lançamento abrem dúvidas sobre parceria com Skype

Não se sabe os detalhes e mecanismos do funcionamento deste novo serviço de telefonia VoIP, mas desde novembro de 2011 o Facebook mantinha uma parceria com o Skype para chamadas em vídeo, apesar de a base de clientes não ser grande. No mesmo ano, entretanto, a Microsoft comprou o Skype por US$ 8,5 bilhões, e em dezembro do ano passado declararam o fim do MSN Live Messenger para se dedicar ao Skype. Em outras palavras: ou a entrada do Facebook no serviço de telefonia transformou a parceria com o Skype em uma rivalidade, ou a rede social está mais próxima da Microsoft do que imaginamos.

Curiosidades na internet

Fabricante russa lança smartphone com duas telas, de LCD e e-ink

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2012/12/fabricante-russa-lanca-smartphone-com-duas-telas-de-lcd-e-e-ink.html

O YotaPhone é smartphone com um conceito diferente dos demais. Desenvolvido pela provedora de serviços de banda larga russa Yota, o aparelho é o primeiro do mundo a vir equipado com um display LCD HD (720p) na parte frontal e um painel e-ink na parte traseira, ambos com 4,3 polegadas. O modelo contará ainda com Android 4.2 Jelly Bean e conectividade 4G (LTE).

O YotaPhone terá dois displays, um LCD HD e outro de E-ink (Foto: Divulgação/Yota) (Foto: O YotaPhone terá dois displays, um LCD HD e outro de E-ink (Foto: Divulgação/Yota))O YotaPhone terá dois displays, um LCD HD e outro de E-ink (Foto: Divulgação)

De acordo com a fabricante, o painel traseiro e-ink com 200 Dpi de resolução será o diferencial do modelo. Além de ser utilizada para livros digitais, a tela será capaz de exibir widget de clima, notificações, chamadas, mensagens, redes sociais e até mesmo apresentação de slides, tudo de forma configurável pelo usuário.

As duas telas do YotaPhone serão protegidas por um novo tipo de vidro desenvolvido pela Corning: o Gorilla Glass 3D. O modelo conta com processador dual-core Snapdragon Krait de 1,5 GHz, 2 GB de memória RAM, 32 ou 64 GB de espaço para armazenamento interno, câmera digital de 12 megapixels e bateria de 2100 mAh – mesma capacidade do Galaxy S3. O aparelho pesa 140 gramas e tem 9,9 mm de espessura.

O YotaPhone chega com a expectativa de promover uma economia de bateria, uma vez que as principais informações poderão ser lidas no display de tinta digital. O smartphone estará disponível para venda em todo o mundo no segundo semestre de 2013. Entretanto, o modelo será apresentado antes na feira Mobile World Congress (MWC), em fevereiro na cidade de Barcelona.

Curiosidades na internet

Crianças nas redes sociais: perigo para toda a família

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/comportamento/Criancas-nas-redes-sociais-perigo-para-toda-a-familia/

Meninas no notebook

Uma lei federal americana destinada a proteger a privacidade de crianças nas redes sociais pode, inconsequentemente, levá-las a revelar muito sobre suas vidas no Facebook. Um novo estudo mostra exemplos do quanto é difícil regular as vidas digitais de menores na web. Saiu no jornal americano The New York Times.

O Facebook proíbe crianças menores de 13 anos de fazerem parte da rede, devido ao Ato de Proteção de Privacidade de Crianças Online, ou Coppa, que requer que empresas web exijam o consentimento dos pais que desejam permitir que crianças abaixo da idade estipulada criem uma conta ou façam parte de uma rede social. Para contornar a proibição, as crianças geralmente mentem suas idades – e os pais, algumas vezes, as ajudam a mentir, mas ficam de olho no que elas postam, tornando-se seus amigos no Facebook.

De acordo com dados do Consumer Reports, existem mais de cinco milhões de crianças abaixo de 13 anos no Facebook.

Deixar crianças controlando seus perfis na rede social pode trazer algumas consequências indesejáveis. O estudo, conduzido por cientistas da computação do Instituto Politécnico da Universidade de Nova York, encontrou em uma determinada escola uma pequena porção de estudantes que mentem suas idades só para conseguir criar uma conta no Facebook. O problema é que uma simples mentira pode ajudar completos estranhos a coletar dados importantes sobre a vida de um jovem e de seus colegas, colocando a privacidade de todos eles em risco.

O estudo também ilustra o paradoxo entre as leis de proteção a crianças e o que de fato acontece. Os achados mostram que os pais destas crianças se preocupam com sua privacidade e segurança, mas parecem não entender a gravidade dos riscos a que seus filhos e colegas de classe podem ser submetidos.

O Facebook afirma, há muito tempo, que é difícil descobrir cada adolescente que mente sua idade, mas tenta proteger a privacidade de menores: quem tiver de 13 a 18 anos na rede, terá, automaticamente, suas fotos e atualizações de status liberadas apenas para amigos. No entanto, este sistema pode ser facilmente burlado se a criança se fizer passar por um adulto de 20 anos, por exemplo.

O professor de ciências da computação Keith W. Ross é um dos autores do estudo e explica que pessoas mal intencionadas podem associar sobrenomes de crianças aos de seus pais, descobrindo dados como endereço e telefone. E diz que a lei Coppa, embora tente proteger essas crianças, acaba servindo de incentivo para que elas mintam suas idades, o que torna o controle nas redes sociais ainda mais difícil.

“Em um mundo sem a lei Coppa, a maioria dos garotos e garotas seria honesta ao criar contas. Eles seriam então tratados como menores, até completarem 18 anos”, ressalta o professor. “Mostramos que no mundo sem Coppa, a pessoa mal intencionada encontraria bem menos jovens estudantes, e aqueles que encontrasse teriam pouquíssimas informações a exibir”.

O modo como as crianças se comportam online é um dos assuntos que mais aborrecem os pais. Algumas pesquisas independentes mostram que os pais se preocupam com o que seus filhos escrevem na rede e como isso poderia prejudicá-los no futuro. Um estudo recente realizado pelo Pew Internet Center mostrou que a maioria dos pais, além de se preocupar, tentava ajudar seus filhos a a gerenciar o conteúdo de suas informações digitais. E metade dos pais já conversou com os filhos a respeito de algo que postaram na rede.

Ainda segundo o estudo do professor Ross, os adolescentes parecem ser mais preocupados com sua privacidade que as crianças. Eles controlam com mais afinco quem é que vê suas informações na rede e dão mais atenção a medidas de segurança.

Já um outro estudo realizado pelo Family Online Safety Institute indicou que quatro em cada cinco adolescentes já ajustaram suas configurações de privacidade em suas contas na web, incluindo a do Facebook. Dois terços restringiram acesso a suas fotos e postagens na rede.

Curiosidades na internet

Segurança: Internautas brasileiros ganham cartilha sobre o uso seguro da web

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/seguranca/Seguranca-Internautas-brasileiros-ganharam-cartilha-sobre-o-uso-seguro-da-rede/

Cartilha de segurança

Os internautas brasileiros ganharam nesta segunda-feira (26) uma cartilha online, a ‘Cartilha de Segurança para Internet’, que fornece dicas aos usuários para evitar golpes e fraudes na web. O material foi produzido e disponibilizado em PDF pelo Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br).

Para facilitar a compreensão dos usuários, a cartilha é acompanhada por slides, licenciados sob Creative Commons, sobre segurança e práticas de cibercriminosos na internet. Entre os temas tratados pelo documento estão o uso de páginas falsas, sites de compras e leilões para a captura de informações pessoais e dados bancários do usuário – prática conhecida como phishing, sugerindo que os clientes poderão não receber os produtos comprados por essas páginas, receber equipamentos danificados e ter seus dados financeiros usados em outras transações.

Cartilha de Segurança para InternetFoto: Divulgação

A cartilha ainda orienta os internautas a sempre usar computadores seguros e ter cuidado na elaboração de senhas para o uso em sites de compras, por exemplo. O documento sugere que os consumidores busquem por sites e lojas virtuais de confiança e que é primordial desconfiar de ofertas muito atraentes.

Além disso, os slides e textos que compõem a cartilha também orientam os usuários a sempre guardar comprovantes de compra e pagamento dos produtos adquiridos online, para facilitar sua reinvindicação em caso de problemas futuros.

O texto é o terceiro volume de uma série criada pelo CERT.br sobre o universo online e seus cuidados. Os dois primeiros foram o ‘Redes Sociais’ e o ‘Senhas’. A ideia do projeto é ajudar os brasileiros a usar a internet com mais segurança, principalmente, com o aumento de 69% da realização de compras online entre 2010 e 2011.

Curiosidades na internet

Facebook poderá compartilhar dados dos seus usuários com o Instagram

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/redes-sociais/Facebook-podera-compartilhar-dados-dos-seus-usuarios-com-o-Instagram/

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (21) que pretende compartilhar os dados dos seus usuários com o Instagram. Com a mudança, a rede social será capaz de construir perfis mais completos reunindo os dados dos dois serviços e, consequentemente, fornecer anúncios com mais precisão.

A empresa poderá criar um mecanismo mais complexo, reunindo os seus 1 bilhão de usuários com os 100 milhões de ‘Instagrammers’. O Facebook também afirma que esta será a solução ideal para compreeender melhor seu serviço e promover melhorias.

Com a medida, o Facebook se aproxima de criar um perfil unificado entre os usuários dos dois serviços, incluindo dados pessoais da rede social e do aplicativo fotográfico. Tal resolução se assemelha com o projeto de unificação do Google, implantado em janeiro deste ano.

Facebook InstagramReprodução: Telegraph

A empresa de Mountain View, Estados Unidos, afirmou que iria unir os dados pessoais de seus usuários com base nos serviços que utilizam como, por exemplo, e-mail, buscador e Google+, oferecendo uma experiência do usuário mais personalizada. No entanto, a medida não foi muito bem recebida por alguns grupos que alegaram que isso poderia infringir a privacidade do usuário.

Segundo o Telegraph, no novo relatório de uso de dados do Facebook, a empresa planeja eliminar um processo de quatro anos atrás que permitia, em alguns casos, que os usuários da rede votassem sobre políticas de segurança. Anteriomente, se determinada norma recebesse mais de sete mil comentários, a empresa iniciava um processo de votação entre os usuários que poderia até eliminar algumas regras.

Além disso, o Facebook também planeja alterar e afrouxar as restrições de comunicação entre usuários através de seu próprio serviço de e-mail, eliminando algumas configurações e permitindo que os usuários tenham mais controle sobre quem irá se comunicar com eles.

Curiosidades na internet

Pintofeed: comedouro para pets pode ser controlado via smartphone

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/gadgets/Pintofeed-Comedouro-para-pets-pode-ser-controlado-via-smartphone/

Pintofeed

Quem tem um animal de estimação em casa e precisa deixá-lo sozinho todos os dias, sabe que é difícil manter os horários de suas refeições. Mas, que tal ter um comedouro para pets que pode ser controlado via smartphones ou redes sociais? Uma empresa norte-americana decidiu facilitar a vida dos donos de animais e criou um sistema que despeja as quantidades ideiais para seu bichinho, o Pintofeed.

O Pintofeed é um comedouro inteligente e capaz de se conectar com a internet via Wi-Fi. Ele tem capacidade de suportar em seu compartimento até cinco quilos de ração e pode ser facilmente controlado através de aplicativos desenvolvidos para aparelhos equipados com Android e iOS.

Com apenas um simples comando em seu dispositivo móvel, o comedouro libera a porção ideal para o seu animal de estimação. Além disso, o Pintofeed é equipado com vários dispositivos internos que permitem que ele continue funcionando mesmo quando você estiver fora de casa como, por exemplo, uma bateria no caso de falta de energia elétrica e um motor secundário para possíveis falhas no motor principal.

O aparelho ainda envia notificações para os donos com o horário que seu animal começou a se alimentar, porção ingerida, tempo total da refeição do seu gato ou cachorro e erros no sistema por e-mail, mensagens de texto, Twitter ou Facebook.

Por enquanto, o Pintofeed ainda não está disponível no mercado, mas seus criadores buscam fundos no IndieGoGo para iniciar sua produção e comercialização. Os interessados em adquirir um dos primeiros exemplares do produto devem doar US$ 130 (cerca de R$ 270)

Curiosidades na internet

Twitter muda ‘por engano’ senhas de muitos de seus usuários

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/twitter/Twitter-muda-por-engano-senhas-de-muitos-de-seus-usuarios/

Twitter

O Twitter afirmou que, ‘por engano’, modificou a senha de muitos de seus mais de 140 milhões de usuários ao redor do mundo depois de uma consulta rotineira da empresa em busca de contas comprometidas.

A empresa ainda enviou aos seus usuários e-mails solicitando a modificação de suas senhas, pois suas contas poderiam ter sido afetadas por terceiros – algo que gerou muita desconfiança sobre a veracidade da mensagem. No entanto, o Twitter afirmou que o e-mail é verdadeiro e que os usuários comunicados deveriam realizar a mudança de suas senhas de acesso do microblog.

TwitterReprodução: Reuters

“Em ocasiões em que acreditamos que uma conta pode ter sido comprometida, mudamos a senha e enviamos um e-mail avisando o usuário que isso aconteceu”, afirmou a empresa em seu blog oficial. “Nesse caso, mudamos por engano as senhas de um grande número de contas, além daquelas que acreditávamos terem sido comprometidas”.

Carolyn Penner, porta-voz do Twitter, afirmou à Reuters que não houve nenhum tipo de falha de segurança na rede social e se recusou a informar o número de usuários afetados

.
Curiosidades na internet

LG lança aparelho para desbancar o iPhone 5 no Brasil

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/lg-lanca-aparelho-para-desbancar-o-iphone-5-no-brasil-20121026.html?question=0

Optimus 4X HD aposta em tela de alta definição e processador potente para agradar os brasileiros

 

LGDivulgação/LG

Novo celular top da LG tem Android 4.0 e tela de alta definição

Em terceiro lugar no mercado de smartphones no Brasil, a LG Electronics lançou nesta quinta-feira (25) o aparelho Optimus 4X HD. O top de linha é a principal esperança da empresa sul-coreana para bater o iPhone 5. O smartphone da Apple ainda não tem previsão de chegada no mercado brasileiro.

O Optimus 4X HD também aposta no sistema operacional do Google, o Android 4.0 (Ice Cream Sandwich). Com características avançadas, o celular conta com um processador de quatro núcleos, tela de 4,7 polegadas de alta definição, conexão MHL, DLNA e câmera de 8 megapixels.

O preço sugerido do aparelho é de R$ 1.699.

 

O lançamento do iPhone 5 não assutou a Samsung, agora é a vez da LG de apostar em outro Android para tentar ocupar o trono do smartphone da Apple. Barbara Toscano, gerente de marketing da LG Electronics do Brasil, comemora a evolução da empresa no mercado de telefones e ressalta as qualidades do lançamento:

— É importante que um smartphone como o Optimus 4XHD chegue em um momento de grandes conquistas. É o nosso grande lançamento do ano! Todas nossas fichas estão na entrega dessa solução completa com a potência do processador Quad-Core, na melhor bateria da categoria e na experiência de visualização em alta resolução.

Recursos exclusivos

Além dos atributos potentes, o celular conta com personalização realizadas pela LG: Quick MemoTM. O recurso permite editar, desenhar ou fazer comentários em tempo real diretamente na tela capturada, sem o uso de acessório específico. Além disso, é possível compartilhar o conteúdo via SMS, e-mail ou redes sociais.

Curiosidades na internet

Unhas preciosas: Kelly Osbourne exibe esmalte mais caro do mundo

Acesse:http://vogue.globo.com/beleza/news-beleza/unhas-preciosas-kelly-osbourne-exibe-esmalte-mais-caro-do-mundo/

Kelly Osbourne desfilou pelo tapete vermelho no último fim de semana com um esmalte de – prepare-se – R$ 500 mil. O motivo do precinho nada camarada:  o produto leva 267 quilates de diamantes negros, responsáveis pelo brilho literalmente precioso. Sim, é o esmalte mais caro do mundo.

“Estou com medo de tocar qualquer coisa”, contou Kelly em uma de suas redes sociais antes de chegar ao evento, “o vidrinho está guardado em um cofre em meu quarto!”. Apenas uma unidade do produto foi produzida pela joalheria americana Azature; uma versão similar, sem as pedras preciosas na composição, foi criada para reproduzir o efeito reluzente do Black Diamond, vendido por US$ 25.

Black Diamonds: o vidrinho do esmalte precioso e um close do efeito reluzente do produto único

Curiosidades na internet

Empresas de todos os tamanhos buscam visibilidade no Facebook

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/empresas-de-todos-os-tamanhos-buscam-visibilidade-no-facebook-20121004.html?question=0

Marcas são atraídas pelo mais 1 bilhão de usuários da rede

facebookGetty Images

Empresas querem fisgar a atenção dos clientes nas redes sociais

O sucesso das redes sociais no Brasil criou uma situação diferente para anunciantes e consumidores em um mesmo ambiente: a comunicação direta no Facebook está gerando usuários mais críticos e engajados do que nunca.

Com tanta proximidade, é preciso tomar muito cuidado para não publicar conteúdo ofensivo aos internautas. Melissa Giorgetti, gerente de conteúdo da Leo Burnett, explica que é preciso ter “jogo de cintura”, além de bastante gentileza e sinceridade.

— Ações ou campanhas disfarçadas de conteúdo despretensioso, publieditoriais [publicações com conteúdo comercial] disfarçados de posts em blog e qualquer movimento que tente “manipular” o consumidor ocasionam grande repercussão negativa para a marca nas redes sociais.

A agência é responsável pela maior página de eletrônicos do Brasil no Facebook, a Samsung, dentre outras marcas bastante conhecidas dentro e fora da rede. A gerente de conteúdo avisa: as empresas precisam ter objetivos claros antes de mergulhar nas redes.

— Marcas que querem estar nas redes sociais só por estar, ou porque o concorrente está, têm muitas chances de se tornar um #fail.

Ao lado dos “peixes grandes”

Não são apenas as grandes marcas que estão atrás de curtidas e compartilhamentos no Facebook. Prestadores de serviço e indústrias usam a rede para aproximar o relacionamento com as fanpages de possíveis clientes.

Fundada em 1880, a Starrett entrou no Facebook para se conectar com um tipo bastante específico de visitante: estudantes de Engenharia e cursos relacionados e profissionais de manutenção. A empresa fabrica ferramentas de corte e precisão, como lâminas de serra, acessórios para ferramentas manuais e equipamentos de medição óptica.

O analista de mídias sociais Paulo Faiock é um dos responsáveis por cativar o público da Starrett nas redes sociais. Faiock explica que é preciso muito estudo para atingir um público tão segmentado:

— É um desafio constante. Precisamos pesquisar o que o seu público quer e, assim, ver se conseguimos um pouco da atenção dele no meio de tantas opções na timeline. Por isso é preciso reunir elementos para fisgar a atenção do internauta, para que ele vá além do óbvio.

Há mais de 20 anos no segmento de confecção de camisetas e brindes promocionais, a ArtCor Brasil já realizou campanhas de grandes marcas (Pernambucanas, Natura e WWF). Em 2011, a empresa resolveu investir pesado na divulgação online.

Além do Facebook, a fabricante de camisetas e brindes também alimenta com diariamente uma página no Google+, um perfil no Twitter e um blog corporativo.

Responsável pela comunicação da ArtCor Brasil, Edivaldo Pedro afirma que usar os canais sociais aproxima a marca de possíveis clientes.

— As pessoas estão atrás de conteúdo relevante na rede e isso é de grande preocupação para nós. Trabalhamos divulgando conteúdo relativo a produtos da empresa e tudo que acreditamos ser de interesse do público.

Curiosidades na internet

YouTube lança aplicativo para iPhone

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2012/09/youtube-lanca-aplicativo-para-ios-6.html

O novo aplicativo do YouTube para iPhone acaba de sair do forno, nesta terça-feira (11), um dia antes do lançamento do iOS 6 e da apresentação do novo smartphone da Apple, que não trarão mais a versão mobile do site de compartilhamento de vídeos instalados.

YouTube para iPhone chegou à App Store nesta terça (Foto: Reprodução)YouTube para iPhone chegou à App Store nesta
terça (Foto: Reprodução)

A modificação se dá por causa de um novo “status de relacionamento” entre Google, dona do YouTube, e Apple, produtora do iPhone. As duas empresas agora disputam o mercado dos smartphones com seus sistemas operacionais, Android e iOS. Por essa razão, a Apple acredita que não é mais interessante ter os produtos da rival instalados em seus dispositivos.

Entre as características do novo YouTube para iOS estão a capacidade de buscar vídeos e canais, inclusive por voz; inscrição em canais e acesso aos seus favoritos. Além disso, é possível fazer a leitura de comentários, navegar por vídeos relacionados, adicionar legendas e compartilhar arquivos em redes sociais.

O novo aplicativo é compatível com o iOS 4.3 ou superior. No entanto, interface é bem semelhante à da versão nativa do YouTube no iPhone e, por isso, só vai valer a pena instalá-lo caso você atualize o seu dispositivo móvel para o iOS 6, quando ele for lançado. Vale lembrar, porém, que o programa ainda não foi adaptado para o iPad.

Curiosidades na internet

Facebook mais rock´n´roll: Rock Band será lançado em versão para a rede social

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/facebook/Facebook-mais-rocknroll-Rock-Band-sera-lancado-em-versao-para-a-rede-social/rock band 1

Em breve as redes sociais vão ficar mais rock n´roll.

Rock Band World tem planos para ser lançado para o Facebook, ainda neste mês. Porém, ele não vem com a mesma aura de jogo das versões para os consoles. Na rede social, o usuário terá de competir com outras pessoas, como se fosse um multiplayer. Praticamente como aconteceu com Rock Band 3.

A Harmonix irá unir também os jogadores de Rock Band Blitz, que foi lançado via PSN e Live para os consoles, com o pessoal que aceitar o aplicativo da rede social, para formarem um ranking no Score Wars.

A comparação de pontuação será o que mais invocará os jogadores para uma competição ainda mais acirrada, e quem estiver conectado e conseguir os pontos necessários em Rock Band World ganhará moedas que valerão no Rock Band Blitz, para comprar novos ítens.

Quem estiver a fim de se divertir na rede, deverá usar o perfil cadastrado nas contas online da PSN, Live ou Wii.

Curiosidades na internet

Estudo: redes sociais têm mais problemas de ética no trabalho

Acesse:http://gigaom.com/2012/01/06/social-networking-employee-ethics/

É difícil dizer se é um caso de correlação ou causalidade, mas de acordo com um novo estudo publicado esta semana, os funcionários que são super ativos em sites de redes sociais têm uma idéia muito diferente do que é o comportamento no local de trabalho adequado do que os outros trabalhadores.

Para começar, ativos redes sociais – definidas nas Pesquisa Nacional de Ética Business 2011, um estudo publicado esta semana pela organização sem fins lucrativos Ethics Resource Center (ERC) como pessoas que gastam mais de 30 por cento do dia de trabalho participantes em sites de redes sociais – são muito mais probabilidade de ver os seus trabalhos atuais como temporário. 72 por cento dos ativos redes sociais entrevistados disseram que pretendem mudar de emprego dentro dos próximos cinco anos, em comparação com 39 por cento dos não activos redes sociais.

A partir de 2011 SENV 

Que o sentimento da transitoriedade pode levar a esses trabalhadores sentindo como ele não é grande coisa para roubar algumas coisas do armário de material de escritório: 46 por cento dos ativos de redes sociais disseram que pensaram que era aceitável para levar uma cópia da casa de software trabalho e usá-lo em seu computador pessoal, enquanto apenas sete por cento dos não activos redes sociais disseram o mesmo.

Partilha de segredos do escritório – bons e maus

Não surpreendentemente, ativos redes sociais também são mais prováveis de serem soltos de lábios on-line sobre o que se passa no trabalho. 42 por cento dos ativos de redes sociais disseram que sentiram que era aceitável para o blog ou tweet negativamente sobre sua empresa ou seus colegas de trabalho, enquanto apenas seis por cento dos não-social ativa networkers viu tal comportamento como OK. Mas não é só más notícias – a maioria dos ativos de redes sociais (56 por cento) disseram que também seria provável que postar sobre as coisas boas que seus colegas de trabalho.

Outra constatação grave da pesquisa é que networkers social ativa eram muito mais prováveis do que outros trabalhadores para testemunhar violações éticas durante o trabalho, e também foram mais propensos a ter recebido retaliações negativo para relatar trangressions tal. É difícil determinar se isto é devido a redes sociais, ou apenas porque as pessoas envolvidas: Active conta redes sociais para apenas 11 por cento de todos os trabalhadores que se envolvem com a mídia social, e são principalmente os homens em funções gerenciais entre as idades de 18 a 44, a ERC disse.

A partir de 2011 SENV 

O que significa para as grandes empresas

É todos os dados muito interessante, especialmente porque vem de uma fonte tão respeitável: A ERC tem sido em torno de 90 anos, e os patrocinadores manchete do SENV incluem Walmart (sWMT), Northrop Grumman (s NOC), BP (s BP ) e Altria (s MO). A ERC parece pegar os dados recolhidos cerca de redes sociais muito a sério, escrito no relatório que este novo ambiente pode representar sérios problemas para as empresas:

“Uma das principais conclusões do SENV 2011 foi o único e, muitas vezes perturbadoras experiências de ativos redes sociais. Ativo redes sociais observar má conduta em uma taxa mais elevada e são mais propensos a experimentar retaliação, se optar por relatório …

Independentemente da política do seu empregador sobre as redes sociais no trabalho, os funcionários estão expressando um esbatimento das fronteiras entre relações pessoais e profissionais, e que pode apresentar novos riscos para as empresas. Da mesma forma, como os empregados se tornam mais ativos em redes sociais, mais elas expressam uma visão tolerante com comportamentos questionáveis que possam representar riscos do negócio. “

Para muitos de nós, a rede social parece que está ao redor para sempre. Mas para as empresas – especialmente as maiores, mais antigos, como aqueles que patrocinam o SENV – isso é uma coisa totalmente nova para enfrentar. E as pessoas que são grandes usuários de redes sociais pode ser apenas mais experiente do que suas contrapartes desconectado. Nesta economia, por exemplo, que poderia ser apenas realista para as pessoas para ver seus trabalhos mais chances de mudança no próximos anos – e não evidência de deslealdade. Uma coisa parece certa: Com as redes sociais não mostrando sinais de ir embora, as grandes empresas terão que encontrar uma maneira de lidar com as mudanças éticas que vêm junto com ele.

Curiosidades na internet

%d bloggers like this: