Aplicativos de celular que mudam voz

Acesse:http://www.mundodastribos.com/aplicativos-de-celular-que-mudam-voz.html

Não param de surgir novos aplicativos para transformar a experiência do usuário com o seu smartphone. Entre as novidades, vale ressaltar os apps que mudam a voz, inclusive durante a realização de uma chamada.

661154 Aplicativos de celular que mudam voz Aplicativos de celular que mudam voz

Os aplicativos que mudam a voz são divertidos, afinal, permitem ‘trollar’ um amigo ou parente através de um estilo de voz bem diferente. Eles também oferecem recursos para criar arquivos de áudio, que podem virar ringtones ou serem compartilhados através das redes sociais.

Os apps permitem fazer alterações de diferentes formas, como modificar o tom e deixá-lo parecido com uma assombração. Também é possível incluir barulhos, como o de trânsito.

APPS QUE MUDAM A VOZ NO CELULAR

Confira a seguir os aplicativos de celular que mudam voz:

Call Voice Changer – IntCall

O Call Voice Changer – IntCall oferece muitos recursos para mudar a voz, podendo deixá-la mais grossa ou mais fina e com diferentes efeitos sonoros. A modificação na voz pode ser efetuada durante a ligação, desde que a chamada seja efetuada através da internet.

Quem tem iPhone pode testar o Call Voice Changer – IntCall gratuitamente. Depois, para obter mais tempo de uso, é necessário pagar.

661154 Aplicativos de celular que mudam voz 1 Aplicativos de celular que mudam voz

Voice Changer Plus

O Voice Changer Plus permite transformar a voz de várias maneiras, deixando-a parecida com o som de um fantasma, de um rato e até mesmo de uma tartaruga. Também existe a possibilidade de incluir efeitos, como o barulho de trânsito.

voz modificada pode ser enviada por email ou Facebook. No entanto, o aplicativo não altera a voz durante as ligações. Para baixar o app, é necessário investir US$ 1,99.

Voicy Lite – Fun Voice Changer

O Voicy Lite – Fun Voice Changer é um aplicativo grátis para iPhone, capaz de modificar a voz em diferentes situações. O app faz com que o usuário fale como zumbi, robô, estilo e tantos outros estilos.

Depois de gravar a voz com efeito, é possível compartilhar o arquivo ou usá-lo como ringtone. A única desvantagem do app é que ele não funciona em integração com a chamada telefônica.

661154 Aplicativos de celular que mudam voz 2 Aplicativos de celular que mudam voz

Voice Changer Calling – Weird Voice

Através da internet, o usuário deste aplicativo realiza chamadas telefônicas, com a possibilidade de adicionar efeitos a sua voz. O timbre pode parecer engraçado ou até mesmo assustador.

Análises consideram o volume do app muito baixo, o que acaba comprometendo o entendimento da mensagem. No entanto, o recurso se revela uma ótima opção para quem tem Android.

A primeira ligação com Voice Changer Calling é gratuita. Depois, o usuário precisa pagar R$ 0,08 por minuto (para telefone fixo).

Curiosidades na internet

Futurecom: Telefônica lança hoje, oficialmente, Firefox OS no Brasil

Acesse:http://corporate.canaltech.com.br/noticia/vivo/Telefonica-lanca-oficialmente-Firefox-OS-hoje-no-Brasil/

Futurecom

A Telefônica Vivo começou oficialmente a venda dos smartphones carregados com o sistema operacional móvel Firefox OS no Brasil nesta terça-feira (22). O anúncio foi realizado pelo presidente do grupo Telefônica do Brasil, Antônio Carlos Valente, durante uma coletiva de imprensa realizada na Futurecom 2013, no Rio de Janeiro. Os dispositivos já estavam disponíveis nas lojas da Vivo a partir de hoje e, segundo Valente, cerca de 25 aparelhos já foram vendidos só no período da manhã.

Os primeiros smartphones com o sitema móvel da Mozilla foram lançados em julho deste ano, na Espanha, e já estão em países como Venezuela, Colômbia e Alemanha. No Brasil, o Firefox OS chegará em dois dispositivos diferentes: o já conhecido LG Fireweb D300, que terá produção local em Taubaté, e o novo Alcatel OneTouch Fire – cujas primeiras unidades serão importadas, mas a produção local em Manaus não é descartada.

Os aparelhos serão vendidos em diferentes combinações de planos pela Vivo, com preços a partir de R$ 29 para o Alcatel OT Fire e R$ 99 para o LG Fireweb, ambos no pacote Vivo Smartphone Ilimitado 60 Completo. Segundo Valente, os o preço dos dispositivos receberam um pequeno subsídio da Vivo, mas os números não são revelados. Apesar de ser comercializado com exclusividade pela Vivo, os usuários podem colocar o chip de qualquer outra operadora no smartphone.

Os aparelhos terão pacote de dados básico 3G de 100 MB, que poderá ser somado a qualquer pacote que o cliente escolher. O produto deverá ter uma campanha de Natal especial e é considerado uma “chave” para a empresa. A Vivo, no entanto, não revela suas expectativas de venda.

O LG Fireweb é o primeiro aparelho da sul-coreana equipado com o Firefox 1.1 e possui tela de 4 polegadas, câmera traseira de 5 MP e frontal VGA, 4 GB de memória interna, Bluetooth 4.0 e processador de um núcleo de 1.0 GHz. O preço sugerido é de R$ 449. Já o OneTouch Fire da Alcatel vem com display de 3,5 polegadas, 256 MBde memória RAM, e processador de um núcleo de 1 GHz.

“Acreditamos que estamos fazendo uma coisa boa para usuários, para o desenvolvimento e para o ecossistema como um todo”, afirmou Jay Sullivan, Chief Operating Officer da Mozilla, também presente no evento. Segundo ele, o Firefox OS é um sistema ideal para mercados como o brasileiro, que passam por uma migração de usuários dos chamados feature phones para os smartphones, e reúne capacidades de navegação e de interatividade como redes sociais e games, mas com design simples, baseado em HTML5.

Jay afirma ainda que espera que, com o início das vendas dos dispositivos no Brasil, a comunidade local de desenvolvedores aumente a oferta de aplicativos para o Firefox OS. Atualmente, o sistema operacional já conta com apps para serviços como Facebook e Twitter, mas ainda não possui equivalentes a outros populares apps móveis, como o Skype. Em sua versão mais recente, o Firefox OS recebeu um protocolo de notificações, o que deve aumentar o interesse de grandes desenvolvedores no sistema, segundo Jay.

Ainda não há datas confirmadas, mas os smartphones com o Firefox OS também serão lançados pela Telefônica nos próximos dias no Peru, Uruguai e México. Países do leste europeu também receberão o dispositivo ainda em 2013.

Curiosidades na internet

Oi e Portugal Telecom anunciam fusão

Acesse:http://corporate.canaltech.com.br/noticia/oi/Oi-e-Portugal-Telecom-anunciam-fusao/

Oi / PT Telecom

 A brasileira Oi e a operadora portuguesa Portugal Telecom assinaram um memorando de entendimentos que, na prática, sinaliza a fusão entre as duas companhias, que deverá criar uma empresa chamada CorpCo.

A CorpCo será uma holding que controlará as ações tanto da Oi quanto da Portugal Telecom, criando assim uma operadora multinacional que já nasce com 100 milhões de clientes e presença em países que, somados, totalizam 260 milhões de habitantes.

Contudo, o comunicado divulgado pela Oi garante a continuidade das marcas comerciais Oi e Portugal Telecom, o que significa que não veremos mudanças de nomes por aqui.

Números da Oi

A Oi detém hoje, segundo dados da Teleco, 41,2% do mercado brasileiro de telefonia fixa. Na telefonia celular, a fatia é de 18,6%, ficando em quarto lugar atrás de Vivo, TIM e Claro. Na banda larga, o marketshare é de 29,2% e, na TV por assinatura, de 5,2%.

Apesar de possuir uma participação grande no mercado brasileiro, a companhia possui uma dívida líquida de quase R$ 30 bilhões.

A Portugal Telecom

A PT Telecom, em 2010, comprou 22,4% das ações da Oi em uma negociação de R$ 8,4 bilhões. Anteriormente, a empresa possuía também participação na Vivo, mas vendeu sua fatia para a espanhola Telefónica, hoje dona da marca.

Sobre a fusão

Com a fusão, PT Telecom e Oi devem criar uma das 20 maiores empresas mundiais de telecomunicações, com receitas de cerca de R$ 40 bilhões.

A união deve gerar “sinergias” de R$ 5,5 bilhões. Em outras palavras, as empresas devem cortar funções e departamentos que atualmente existem nas duas empresas, e provavelmente muitos funcionários deverão ser demitidos.

A CorpCo terá ações listadas no segmento Novo Mercado da BM&FBovespa, na bolsa de Nova York e na NYSE Euronext Lisbon. A Oi será uma subsidiária integral da CorpCo, que vai incorporar a Portugal Telecom.

Curiosidades  na internet

Com câmera de 41 MP, Lumia 1020 chega ao Brasil em outubro

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/37492/37492

(Foto: Divulgação)

Lançado em julho pela AT&T nos Estados Unidos, o Lumia 1020 chega em outubro ao Brasil, conforme anunciado pela Nokia nesta quinta-feira, 12, em Londres. O smartphone será vendido em parceria com a Telefônica em um modelo exclusivo para os mercados latino-americano e europeu, com 64 GB (o normal são 32 GB).

O grande diferencial do aparelho é sua câmera principal, que é PureView e conta com 41 MP. Ela tem estabilização óptica de imagem, resolução de 7712 x 5360 e trabalha em conjunto com o aplicativo Nokia Pro Camera – um apanhado de configurações para produção de fotos mais profissionais. Para captura de imagens usa flash xenon e, para vídeos, LED.

A câmera frontal, apesar de mais modesta, não deixa a desejar com seus 1,2 MP que fazem captura em alta definição. A tela AMOLED WXGA tem 4,5″ feita em Corning Gorilla Glass 3 e tem 1280×768 de resolução.

O Lumia 1020 vem com Windows Phone 8, tem processador Snapdragon S4 (Qualcomm) dual-core de 1.5 GHz e 2 GB de RAM. Fora os 64 GB, não há expansão de memória por cartão externo.

Sua bateria é de 2000 mAh e pode ser abastecida com carregador sem fio que pode ser comprado separadamente. E ele tem conexões LTE e NFC; questionada, Marieta Del Rivero, Chief Marketing Officer da Telefônica, garantiu que o aparelho será compatível com a rede brasileira, que não está na mesma frequência que a norte-americana, por exemplo.

A Nokia ainda não confirma data exata do lançamento do aparelho no Brasil, nem qual será o preço cobrado por ele.

O jornalista viajou a Londres a convite da Nokia.

Curiosidades na internet

Parte dos clientes de TV da Telefônica devem mudar de provedor em SP, PR e RS

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1252913-parte-dos-clientes-de-tv-da-telefonica-devem-mudar-de-provedor-em-sp-pr-e-rs.shtml

Clientes de televisão por assinatura via MMDS da Telefônica Vivo em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre terão que migrar para outro provedor até 1º de junho, quando grande parte das radiofrequências usadas pelo serviço será desativada.

A empresa terá que desocupar as radiofrequências devido a uma determinação da Anatel, que vai utilizar a faixa de 2,5 GHz para as teles oferecerem serviço de internet 4G.

Para que tenham tempo de contratar outro provedor, os clientes atingidos receberão, gratuitamente, um pacote com canais abertos e os já constantes da programação de 26 de abril a 31 de maio.

Clientes residenciais também podem optar por manter os serviços da empresa, mas com o pacote mínimo da programação, cuja mensalidade é R$ 20. Para clientes pessoa jurídica, o valor dependerá das condições contratuais e do número de pontos.

A empresa diz que usuários que não se interessarem terão os canais abertos e obrigatórios desativados automaticamente em 1º de junho sem nenhum ônus financeiro.

A Telefônica informou que os clientes já estão recebendo por correspondência informações sobre a mudança. Os valores das faturas de abril serão cobrados proporcionalmente até o dia 25

Curiosidades na internet

Visitantes poderão experimentar 4G durante a Campus Party 2013

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/visitantes-poderao-experimentar-4g-durante-a-campus-party-2013-20121211.html?question=0

A organização do evento ainda aguarda autorização da Anatel para teste

campusDivulgação/Campus Party

Além da internet rápida de 30 Gbps, campuseiros poderão testar 4G

Duas novidades devem animar os geeks que estão pensando em participar da sexta edição da Campus Party: a possibilidade de testar a velocidade do 4G e aparecer no mercado de trabalho usando a rede social do evento. Durante coletiva para a imprensa nesta segunda-feira (10), o presidente da Telefônica, Antonio Carlos Valente, explica que há uma possibilidade de disponibilizar a tecnologia para os ampuseiros, porém é necessária uma autorização da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

— Se conseguirmos a autorização vamos fazer una ativação controlada. Mas, para isso, precisamos de uma licença experimental restrita ao ambiente da experiência da Vivo.

Apesar desta oportunidade, quem tem tablets e ultrabooks sem saída de rede pode ficar na mão em relação ao uso da internet no evento. Isto em razão do evento não oferecer conexão Wi-Fi. Paco Ragageles, presidente da Futura Networks e cofundador da Campus Party, deixa claro que a limitação é técnica: “[usar Wi-Fi] é impossível no ambiente aberto. O melhor é o cabo. Wi-Fi não dá para uma experiência boa.”

Ragageles ainda explicou que a rede social, chamada de “Campuse.ro”, deve servir como fórum para o “esquenta” dos campuseiros e também como celeiro de talentos para as empresas ligadas no evento.

— [Queremos] transformar o que acontece durante uma semana em todo o tempo online. As empresas vão encontrar formas de entrar em contato com os geeks.

Infraestrutura e segurança

Outros pontos abordados durante o encontro com jornalistas foi a segurança dos visitantes e a possibilidade de apagões ou acidentes em função das fortes chuvas que costumam ocorrer durante o verão – época em quem o evento é realizado. Ragageles preferiu tratar o assunto com humor:

— Esperamos que não chova (risos).

Já os cuidados com segurança foram levados em tom mais sério por Mario Teza, diretor geral da Futura Networks. Segundo Teza, a organização da Campus Party tomou uma série de medidas para evitar os furtos de equipamentos.

— Nós aprendemos como funciona o contexto do Anhembi. Ele nos permite uma qualidade e uma interação muito boa com o público. Nós vamos melhorar a segurança. Já sabemos como as coisas acontecem, serão menores [os incidentes de furtos].

Curiosidades na internet

Tarifa de ligação telefônica deve cair em 2013, com redução de taxa pela Anatel

Acesse:http://canaltech.com.br/noticia/telecom/Tarifa-de-ligacao-deve-cair-em-2013-devido-a-reducao-de-taxa-pela-Anatel/

ANATEL

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou nesta quinta-feira (1) um novo regulamento para o setor nacional de telefonia: as taxas cobradas pelas operadoras em ligações para outras empresas de telefonia móvel devem cair consideravelmente. A notícia saiu na Folha de S. Paulo.

O documento prevê que a taxa (que encontra-se atualmente em R$ 0,42) cairá para R$ 0,33 em 2013, R$ 0,25 em 2014 e R$ 0,16 em 2015. No ano seguinte, as empresas deverão seguir um novo modelo de custos, o qual ainda não foi regulamentado pela Anatel. Apenas para servir como parâmetro de comparação: nos Estados Unidos, esta taxa é inferior a R$ 0,10, e na Europa é de aproximadamente R$ 0,07.

Por enquanto é cedo para se determinar o impacto que tal medida causará na conta dos consumidores. De acordo com o conselheiro Marcelo Bechara, relator do processo, a medida oferece previsibilidade ao setor, fato positivo tanto para empresas quanto para consumidores. “Para que não haja uma queda brusca, nós propusemos uma escada [para os preços] até 2015”.

O conselheiro optou por acabar com o chamado ‘efeito clube’, que ocorre quando o preço de ligação para telefones de uma mesma operadora é bem menor do que para as outras. Ele prevê uma equiparação destes valores em todas as companhias telefônicas e acredita que, com a redução das taxas em escala gradativa, os preços já sejam reduzidos naturalmente pelas empresas.

Foi definido, ainda, que as operadoras pequenas que não possuem cobertura nacional deverão pagar uma menor taxa de roaming. Tal medida irá beneficiar empresas como a CTBC (que opera em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo) e Sercomtel (do Paraná). A Nextel, que possui licença para cobertura nacional mas não dispõe de rede em todas as regiões brasileiras, também será beneficiada. Os valores ainda não foram especificados.

Outra definição do novo regulamento obriga as empresas a compartilharem torres, dutos, valas e cabos. A fibra óptica não foi incluída nas regras de compartilhamento. Os valores cobrados por cada empresa ainda deverão ser apresentados à Anatel.

Curiosidades na internet