LinkedIn permite ‘seguir’ usuários sem precisar adicionar aos contatos

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/02/linkedin-permite-seguir-usuarios-sem-precisar-adicionar-aos-contatos.html

O LinkedIn recebeu uma nova função na quarta-feira (19) em que usuários da rede social de perfis profissionais podem “seguir” pessoas que não conhecem e ter acesso às publicações, sem precisar adicioná-las às suas redes de contatos. A novidade está disponível somente para quem tem perfil em inglês no site, por enquanto, mas será lançada mundialmente “nas próximas semanas”.

Facebook sabe quando você vai começar a namorar; veja pesquisa

Novidade para "seguir" chegou ao LinkedIn em inglês (Foto: Reprodução/Aline Jesus)Novidade para “seguir” chegou ao LinkedIn em inglês (Foto: Reprodução/Aline Jesus)

O LinkedIn é uma rede social voltada para contatos profissionais. O site tem um sistema para adicionar pessoas semelhante ao do Facebook e ao do Google+: é preciso enviar pedidos de amizade para que o usuário faça parte da sua rede. Assim, é possível interagir e receber suas atualizações no feed de notícias.

Mas agora, será possível receber as atualizações postadas, somente seguindo as pessoas, sem precisar adicioná-las aos seus contatos. A função de “seguir” um profissional já tinha sido lançada pela página Influencers, que reúne 500 personalidades de diferentes setores, com nomes como Barack Obama.

As postagens recebem, em média, 31 mil visualizações, mais de 200 curtidas e cerca de 80 comentários de usuários da rede.

O sucesso dessa iniciativa inspirou o LinkedIn a lançar a funcionalidade nas páginas dos usuários “comuns” também. Por enquanto, o recurso só funciona em perfis com o idioma inglês. Mas, nem todas as pessoas serão agraciadas, por enquanto, com o “seguir” no LinkedIn: segundo o site The Next Web, só 25 mil usuários apresentam a função nestes primeiros dias do anúncio.

Lembrando que a função de “seguir” já está disponível no LinkedIn, em português, para os perfis de algumas personalidades influentes, como Bill Gates. A novidade está na ampliação do recurso para os demais usuários

Curiosidades na internet

Sensores corporais podem prolongar vida dos usuários e aumentar transparência na hora da consulta

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/sensores-corporais-podem-prolongar-vida-dos-usuarios-e-aumentar-transparencia-na-hora-da-consulta-21022014

A Carenet Longevity lança sensor e aplicativo que “faz raio-x” da saúde dos usuários

Sistema promete prolongar a vida dos usuáriosReprodução

Já parou para contar quantos passos você dá em um dia normal? Ou quantas calorias você queima durante o sono? Ou até mesmo que a qualidade das suas horas de descanso podem influenciar na sua expectativa de vida? Ao que tudo indica, as empresas de tecnologia têm muito interesse em entregar esses e vários outros dados para você –  com um bônus: seguindo as instruções e corrigindo comportamentos prejudiciais você pode aumentar em vários anos a sua expectativa de vida.

Monitorar todas uma parte extensa da sua atividade diária é o objetivo de vários sensores, pulseiras e outros acessórios lançados por gigantes da tecnologia, como LG, Sony e várias outras empresas. Entretanto, é de uma startup fundada por dois suíços que os brasileiros devem ter o primeiro contato com esse tipo de gadget voltado para a busca de uma vida mais saudável.

LG demonstra pulseira e fones de ouvido para usuário acompanhar saúde

Motivado a alcançar mais bem-estar, o empresário e sócio-presidente da Carenet Longevity,Immo Oliver Paul lançou o Klip Carenet– um sistema de monitoramento que deve usar a tecnologia para monitorar e melhorar a saúde dos usuários. A empresa se foca no desenvolvimento de um aplicativo que se comunica com um sensor, informando e incentivando os usuários a terem uma vida mais saudável.

— Estamos trazendo da Ásia, inicialmente, cinco mil biosensores para aprovar e apresentar o conceito da empresa e analisar a aceitação do consumidor brasileiro, que já está mais aberto para esse mercado e busca produtos para a qualidade de vida de toda família.

Suíço radicado no Brasil, o executivo explica que o sensor Klip é tem menos de 12 gramas e pode ser levado com o usuário em grande parte de seus dia, sem causar incômodo. A estratégia para transformar a atividade em algo divertido é usar a gameficação. Além disso, o aplicativo o compartilhamento de informações entre amigos, familiares, personal trainer e até mesmo com seu médico.

Gamificação e rede social

Enquanto o sensor Klip já pode ser comprado por R$ 199 na loja da Carenet Longevity, o aplicativo para monitoramento das informações estará disponível ainda em fevereiro nas lojas virtuais para Android (Google Play) e iOS (App Store). Immo explica que o aplicativo funciona filtrando informações e apresentar os dados de forma divertida, que deixe o usuário engajado com sua própria saúde.

Divulgação

Dentre os benefícios do sistema, o executivo comenta que está a possibilidade de cruzar dados de usuários. Por exemplo: imagine que você pegou uma gripe e o aplicativo explique para você que outros milhares de brasileiros com constituição parecida com a sua também se sentem gripados ao mesmo tempo. O aplicativo termina com uma indicação de que você durma melhor, tome mais líquido e não se preocupe. Parece legal, mas será que já é possível tornar essa situação em algo real?

— O desafio é pegar essa informação e filtrar, eliminar o que não é relevante e apresentar o que sobra de maneira estimulante, visual e instigante para o consumidor. Todos nós procuramos uma tecnologia que nos acompanhe de forma sutil, que não seja invasiva. No final do dia, nós queremos um sistema que diga: “Immo, você está bem, não vai morrer hoje, pode aproveitar o seu dia”. Acho quem daqui uns cinco anos vamos chegar lá.

O aplicativo também estará preparado para ser sincronizado com outros sensores semelhantes, informa o executivo. Paul aposta que a “computadores de vestir” chegaram para ficar e tem um grande diferencial: entregam para as pessoas informações que antes elas só poderiam obter em um consultório ou laboratório médico.

— Os dispositivos wearables são extremamente importantes para o consumidor no momento. Eles vão ser a porta de entrada e a melhor forma de explicar, demonstrar que é possível medir com esse tipo de device. Medir informações que antes não eram transparentes para as pessoas.

Curiosidades na internet

Hackers usam nova falha no Internet Explorer para invadir usuários

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2014/02/1412136-hackers-usam-nova-falha-no-internet-explorer-para-invadir-usuarios.shtml

A empresa de segurança FireEye descobriu os ataques contra o IE 10 esta semana, dizendo que centenas ou milhares de computadores foram infectados. A empresa disse que os hackers invadiram um website para veteranos norte-americanos e inseriram um link que redirecionava os visitantes a uma página maliciosa contendo o código infeccioso em uma aplicação em Flash, da Adobe Systems.

O pesquisador Darien Kindlund da FireEye disse que os invasores provavelmente buscavam informações das máquinas de militares na ativa e reformados e que a campanha compartilhava de algumas das técnicas e infraestrutura que foram atribuídas anteriormente a grupos na China continental.

Um porta-voz da Microsoft disse que a empresa está ciente dos ataques “com alvo específico” e estava investigando. “Tomaremos medidas para ajudar a proteger consumidores”, disse o porta-voz Scott Whiteaker.

Falhas anteriormente desconhecidas são uma importante arma para hackers e são vendidas pelos pesquisadores que as descobrem por US$ 50 mil ou mais, disseram operadores.

Estas falhas são geralmente compradas por fornecedores do setor de defesa e agências de inteligência de vários países, mas alguns dos grupos criminosos com mais recursos também as compram.

Curiosidades na internet

Aparelho emite luz no ouvido para deixar usuários mais felizes

Acesse: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/38817/38817

(Foto: Divulgação)
Foi mostrada na Finlândia a segunda versão do Valkee, aparelho criado por uma empresa de mesmo nome que promete trazer sensações boas a seus usuários, além de amenizar os efeitos do jet lag (que surgem após longas viagens).

O Valkee 2 tem formato parecido com o de um tocador de mp3, com a diferença de que, em vez de música, seu fone emite luz. Essa luz, explica a empresa, chega ao cérebro, que a reconhece como se fosse solar e libera serotonina e dopamina – ambas responsáveis pela sensação de bem-estar.

O gadget é ideal para cidades em que o sol pouco dá as caras, como Londres, e pode ser usado para combater o jet lag – recomenda-se, neste caso, que seja feita utilização antes mesmo da viagem, três vezes ao dia, no horário equivalente à manhã do destino.

O pessoal do UOL conheceu o aparelho e atesta sua eficácia. “Após 12 minutos de uso pela manhã, ele causou uma sensação (bem agradável) parecida com aquela de lavar o rosto após acordar. Ele parece trazer um ânimo natural”, testemunha o repórter Guilherme Tagiaroli.

Só o valor que não agrada: € 199 – cerca de R$ 624.

Curiosidades na intenet

Tumblr finalmente permite citar outros usuários em posts

Acesse: http://tecnoblog.net/148967/tumblr-citar-outros-usuarios/

Nesta tarde de terça-feira, o Tumblr anunciou uma novidade muito bem-vinda na plataforma: agora, quem quiser pode citar outros usuários em seus posts, assim como é feito no Twitter e no Facebook, por exemplo. Por incrível que pareça, não, isso não era possível.

Até então, havia outras maneiras de se comunicar diretamente com outros usuários, com mensagens privadas ou respostas a postagens. Também era possível ter “diálogos” em reblogs ou através de posts para uma mesma hashtag, mas nada diretamente nas publicações, o que tornava a rede social um pouco menos social.

Agora, é de se esperar que as conversas fluam melhor, com recados enviados diretamente a uma pessoa. As notificações de menções devem aparecer na aba Activity e no Dashboard; testei aqui e, apesar dos replies estarem funcionando, as notificações não chegaram. Talvez seja porque o recurso acabou de ser implementado e ainda não está completo para todo mudo.

Em todo caso, para citar alguém, é só digitar uma @ e o início do username da pessoa e esperar o autocomplete fazer o serviço, como o gif a seguir mostra, caso seja necessário um tutorial:

Tumblr_user_mentions

O Tumblr tem sete anos de vida e, no ano passado, foi comprado pelo Yahoo. Marissa Meyer, na época, prometeu que não ia estragar a plataforma e, por enquanto, tem mantido a promessa: o serviço tem sofrido mudanças, mas nenhuma para pior – apesar de, às vezes, enfrentar algumas instabilidades (um dos episódios, inclusive, foi ontem).

Curiosidades na internet

Falha no Snapchat expõe dados e identidade de usuários

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39579/39579

(Foto: Reprodução)
Uma falha na API do Snapchat abre uma brecha perigosa para os usuários do serviço. Segundo um grupo de pesquisadores de segurança da Gibson Security, um script é capaz de associar números telefônicos ao login dos usuários e seus nomes, e os níveis de privacidade da conta.
De acordo o relatório, a falha permite o roubo dos dados e a revenda por dinheiro ou então a perseguição dos usuários que forem identificados pela falha.

De acordo com o grupo de pesquisadores, a falha já é conhecida, assim como outra que permitiria que hackers registrassem milhares de contas no serviço. O Snapchat, no entanto, não aceita as tentativas de contato da Gibson Security para relatar estas falhas, então o grupo divulgou as falhas publicamente.

Os números e nomes dos usuários podem ser conectados mesmo se a conta estiver configurada como privada. A informação pode ser reunida em um banco de dados, permitindo o pagamento de alguns dólares para obter o número telefônico da pessoa e seus perfis em redes sociais.

O grupo diz que o Snapchat poderia ter corrigido a falha que permitia o registro massivo de contas com algumas linhas de código, mas preferiu não fazer. Ao mesmo tempo, preferiu anunciar um novo recurso que permitia rever um snap pela segunda vez em um dia.

O Ars Technica entrou em contato com o Snapchat, mas a empresa não enviou uma resposta sobre o o problema.

Curiosidades na internet

Startup paulista cria aplicativo que transforma internautas em diretores de filme

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/startup-paulista-cria-aplicativo-que-transforma-internautas-em-diretores-de-filme-24122013

Ferramenta que permite criar vídeos com facilidade e já tem mais de 33 mil usuários

Projeto tem foco no Brasil e nos Estados Unidos e captou um dos maiores investimentos-anjo do País em 2012, de R$ 3 miStayfilm

Criar filmes para guardar momentos preciosos não deveria ser uma coisa tão difícil, voltada apenas para profissionais. É partindo desse conceito que foi criada a Stayfilm, startup paulistana que criou a rede social de mesmo nome.

O serviço permite a criação automática de filmes com trilhas e efeitos especiais. Lançada em outubro, a rede social já conta com mais de 33 mil usuários.

A Stayfilm foi fundada pelos irmãos Douglas e Daniel Almeida e Fabiano Simões. Por conta da experiência no mercado publicitário a ideia era criar uma produtora, foi quando surgiu a ideia da ferramenta, conta Douglas Almeida, CEO do Stayfilm.

Alta tecnologia e alta costura: casaco muda de cor de acordo com humor de quem veste

Hitler queria transformar o Sol em arma para incinerar cidades

Atraso tecnológico deixa Brasil vulnerável e fora de missões para Marte

—Era para ser uma produtora e acabou como uma ferramenta. Nosso objetivo é desconstruir a imagem de que você precisa sentar na frente de um editor de vídeo e passar horas para deixar isso pronto. Nossa missão é essa.

Qualquer pessoa pode ter um vídeo com qualidade de cinema, com ajuda de uma ferramenta online e gratuita.

O projeto tem foco no Brasil e nos Estados Unidos e captou um dos maiores investimentos-anjo do País em 2012, de R$ 3 milhões. A expectativa dos criadores é conquistar um milhão de usuários no primeiro ano de lançamento e cinco milhões até o segundo semestre de 2015.

Captar tanto dinheiro para concretizar a ideia foi um dos desafios do Stayfilm, comenta Douglas.

— Um dos desafios de iniciar uma startup no Brasil foi a dificuldade de conseguir o dinheiro. Captar pouco dinheiro pode ser não suficiente para fazer uma ideia legal.

Almeida ainda aponta que o Stayfilm pretende entregar conteúdo de forma fácil para fora do País, o que é uma das justificativas para a necessidade de tanto capital. Segundo o diretor executivo da startup paulistana, o negócio é replicável no mundo inteiro e tem a ambição de inspirar os brasileiros e fazer o País despontar entre grandes empresas de internet.

Curiosidades na internet