Mãe passa xampu contra piolho na filha e menina ‘pega fogo’

Acesse:http://www.primeirahora.com.br/noticia/75348/mae-passa-xampu-contra-piolho-na-filha-e-menina-‘pega-fogo’

Foto: Reprodução/Daily Mail

Em março de 2007, Jodie O’Donohoe, uma menina inglesa descrita por sua mãe como “linda e perfeita”, sofreu queimaduras gravíssimas na cabeça quando tomava banho e ficou desfigurada. A informação foi publicada nesta sexta-feira (10)

Segundo a família, a causa do acidente foi o shampoo contra piolhos que a menina usava, da marca Prioderm, comercializada na Europa.

A mãe de Jodie, Nichola, alega que a cabeça de Jodie “explodiu” e começou a “pegar fogo” poucos minutos após a aplicação do cosmético.

A menina teve o cabelo, sobrancelhas, cílios, lábios, orelhas e nariz escaldados, mas, ainda assim, sobreviveu às queimaduras. Agora, os pais de Jodie adotaram medidas legais e decidiram processar o fabricante do shampoo.

“Foi como estar no inferno”, conta a mãe, que se diz traumatizada.

— Era minha bebezinha. Ela deixava as pessoas impressionadas de tão linda que era.

Hoje com dez anos, Jodie ainda faz tratamento para aplacar as sequelas das queimaduras. Embora as cicatrizes diminuam com o tempo, ela continua traumatizada com o acontecido.

Seu pai Phil havia decidido combater os piolhos que infestavam os cabelos dela — que tinha cinco anos na época — e de sua irmã, que tinha 12 anos de idade.

Ao ouvir os gritos da filha, Phil tentou freneticamente apagar as chamas.

Desesperado, ele enfiou a cabeça de Jodie debaixo da torneira aberta.

“Ele não me contava o que tinha acontecido, mas eu podia ouvir Jodie gritando ao fundo, então soube que alguma coisa estava errada”, conta Nichola, que estava fora de casa no momento do acidente, lembrando o telefonema que recebeu do marido pedindo a ela que fosse rápido para casa.

— Eu não fazia ideia do que ia encontrar quando chegasse lá.

Quando chegou, Nichola conta que sentiu um “cheiro horrível de queimado”, e viu os cabelos da filha no chão. Segundo ela, a menina estava tremendo e havia entrado em choque.

Após uma espera de uma hora pela ambulância, Jodie foi levada para o hospital, onde ficou por seis semanas. Os médicos, então, avisaram aos pais que apenas enxertos de pele ajudariam a resolver o problema.

Nove semanas depois do acidente, Jodie retornou às aulas, mas teve que enfrentar os olhares e piadas dos colegas. “O rosto dela era como cera derretida”, lembra a mãe. “Todas as vezes que saíamos na rua, as pessoas riam dela e eu sentia uma pontada no coração.”

Até hoje não se sabe o porquê de o fogo ter acontecido. Ainda assim, mesmo tendo passado anos do acidente, a família optou por processar o fabricante.

— Quero que eles se responsabilizem por fabricar um produto tão perigoso, e que nos compensem pelos custos do tratamento e pelo trauma de Jodie

Curiosidades na internet