A DOMA

Quando eu era muito pequeno, ainda na fase aquela de poder pedir colo sem nenhum constrangimento, me lembro que adorava pegar a fronha do meu travesseiro, bem numa dobrinha da costura, onde fica volumoso o tecido, para ficar movendo entre o polegar e o indicador. […]

A DOMA