Tarifas aéreas subirão cerca de 40% até o final do ano, prevê consultoria

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2013/08/1333015-tarifas-aereas-subirao-cerca-de-40-ate-o-final-do-ano-preve-consultoria.shtml

O preço das passagens aéreas deverá subir cerca de 40% até o final de 2013, de acordo com a projeção da consultoria LCA.

A alta será consequência da desvalorização do real, que ampliará os custos das companhias, em especial com combustível.

“Parte desse aumento também poderá ser atribuído à sazonalidade. As passagens no fim do ano, principalmente em novembro e dezembro, costumam vir mais caras”, diz Fernando Sampaio, sócio da empresa.

“Se fosse depender da demanda, que continua fraca, não haveria alta”, acrescenta o economista.

A queda de 26% no preço das tarifas registrada desde o início do ano até este mês, porém, deve suavizar o resultado anual.

Editoria de Arte/Folhapress

Com o avanço dos valores das tarifas, o setor deve fechar 2013 com um crescimento menor do que o previsto, segundo a consultoria.

No mês passado, a LCA projetava uma expansão de 3% no volume de passageiros no acumulado do ano.

Esse número foi revisto agora para 2,5%.

O crescimento deverá ser o menor registrado nos últimos anos pelo setor. Em 2012, a alta foi de 5,2%.

No primeiro semestre, a elevação já havia sido fraca, de 1,2%, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). O segmento doméstico avançou apenas 0,1%.

Lente de aumento

A Shamir, empresa israelense especialista em lentes oftálmicas corretivas, deve começar a fabricar seus produtos no Brasil a partir do primeiro trimestre de 2014.

A companhia vai investir cerca de R$ 30 milhões na compra de laboratórios no Estado de São Paulo para poder iniciar a produção.

O grupo atua no país desde agosto do ano passado, mas a fabricação das lentes é feita, desde então, por meio de empresas parceiras.

Leonardo Soares/Folhapress
O israelense Amos Netzer, CEO da companhia

O israelense Amos Netzer, CEO da companhia

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na interrnet

 

Anatel quer oferecer 300 mil orelhões com wifi no país

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/08/1328625-anatel-quer-oferecer-300-mil-orelhoes-com-wifi-no-pais.shtml

O presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), João Rezende, afirmou nesta segunda-feira (19) que 300 mil orelhões serão modernizados no país e deverão oferecer wifi.

Além disso, 400 mil serão desativados –40% do existente atualmente.

Anatel quer antecipar massificação da internet 3G e 4G no país

“Nós temos hoje 1 milhão de orelhões e a maioria deles é subutilizada. A ideia é modernizarmos 300 mil”, afirmou em evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Ele afirmou que uma parte dos orelhões será mantida como hoje, para atender a regiões onde ainda são muito utilizados.

A estimativa é que 300 mil sejam mantidos, 300 mil modernizados e 400 mil possam ser desativados.

A mudança ocorrerá na revisão do contrato de concessão. A consulta pública começa em março de 2014.

ORELHÃO COM WIFI

Há, atualmente, um projeto piloto de orelhão com wifi no Rio de Janeiro. Segundo Rezende, ainda é preciso estudar um método de tarifação, o formato de utilização do sistema e, também, decidir quem vai instalar o wifi.

A desativação dos 400 mil ocorrerá, pois será preciso fazer uma troca do contrato de concessão. “A empresa, para fazer investimento no wifi, precisa baixar o custo dos orelhões. O contrato de concessão prevê equilíbrio econômico-financeiro deste investimento.”

A previsão é que os novos orelhões entrem em funcionamento entre 2015 e 2016.

Curiosidades na internet

Anvisa proíbe venda de chá e emagrecedores

Acesse:http://administradores.com.br/noticias/cotidiano/anvisa-proibe-venda-de-cha-e-emagrecedores/77802/

As medidas valem em todo o território nacional

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e venda do chá misto solúvel Funchinane, por conter substâncias não permitidas para chás. A decisão foi divulgada hoje (12) no Diário Oficial da União.

Produzido pela empresa Naturelife, o chá contém maltodextrina (carboidrato que aumenta energia muscular), sucralose (adoçante) e dióxido de silício – todas substâncias proibidas para chás.

A comercialização dos emagrecedores Bio Waist Spirulina em cápsula e Bio Waist – Quitosana e Spirulina em cápsulas da empresa La Mata Laboratório Botânico também está proibida em todo o país. Os produtos não têm registro, segundo a agência reguladora.

As medidas valem em todo o território nacional.

A Agência Brasil tentou entrar em contato com as empresas por telefone. O número informado no site da empresa Naturelife não existe e a empresa La Mata não atendeu às ligações.

Curiosidades na internet

Anatel irá revisar regulamento que define custos, receitas e operações das teles

Acesse:http://www.canaltech.com.br/noticia/telecom/Anatel-ira-revisar-regulamento-que-define-custos-receitas-e-operacoes-das-teles/

ANATEL

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) anunciou que irá revisar o Regulamento de Separação e Alocação de Contas, que define as normas para a apresentação detalhada de planilhas de custos, receitas e operações das companhias prestadoras de serviços de telecomunicações. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O documento entrará em período de consulta pública a partir das 17 horas desta terça-feira (4) através do site da Anatel e de sua sede, localizada em Brasília. As sugestões e comentários dos internautas sobre o regulamento poderão ser enviados ao órgão por meio de um formulário eletrônico até a meia-noite do próximo dia 24. A Anatel também afirma que os brasileiros poderão enviar suas opiniões por meio de cartas, fax ou correio eletrônico até as cinco horas da tarde do dia 24 de junho.

Na última semana, as operadoras aceitaram o acordo no qual deverão prestar contas sobre seus investimentos em melhorias nos serviços prestados à Câmara dos Deputados a cada 60 dias.

Curiosidades na internet

Anatel diz que irá multar operadoras por qualidade da banda larga móvel

Acesse:http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2013/05/anatel-diz-que-ira-multar-operadoras-por-qualidade-da-banda-larga-movel.html

Presidente diz que valor só será conhecido após processo administrativo.
Vivo, Oi, TIM e Claro não cumpriram meta de 98% nas conexões.

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, disse nesta sexta-feira (17) que as operadoras Oi, Vivo, Claro e TIM serão multadas por conta do descumprimento da meta de sucesso nas conexões de banda larga móvel de seus clientes.

“As empresas estão abaixo da média e serão punidas”, disse Rezende. Entretanto, ele não soube informar o valor da multa, que só será conhecida ao final do processo administrativo que já foi aberto na agência.

Dois relatórios já divulgados pela agência mostram que as quatro empresas não conseguiram cumprir a meta de 98% de sucesso nos acessos à banda larga móvel, valida desde setembro de 2012. A multa a que se refere o presidente da Anatel se deve ao desempenho apurado entre setembro e dezembro de 2012. O desempenho das operadoras é hoje de cerca de 95% e sucesso nas conexões.

Relatório
O acesso à rede de dados (internet) se manteve como principal problema da telefonia móvel no país entre os meses de novembro e janeiro, aponta o novo relatório de monitoramento divulgado nesta sexta-feira (17) pela Anatel.

De acordo com o documento, a taxa média de sucesso no acesso à rede de dados móvel no país, entre novembro de 2012 e janeiro 2013, foi de 95%, abaixo da meta de 98% estipulada pela Anatel às operadoras.

Portanto, assim como no trimestre anterior (agosto a outubro de 2012), alvo do primeiro relatório da Anatel de acompanhamento do setor, nenhuma das quatro grandes empresas de telefonia celular do país – Oi, Vivo, TIM e Claro -, conseguiu cumprir a meta de sucesso no acesso à rede de internet móvel.

O pior resultado foi apresentado pela Vivo, com taxa média de acesso de cerca de 92% – as outras três tiveram resultado de cerca de 95% ou mais.

O descumprimento da meta evidencia que a rede das empresas não suportava, pelo menos até janeiro, a demanda dos clientes por acesso à rede de internet móvel.

Como no relatório anterior, a Anatel avaliou outros três indicadores de qualidade dos serviços prestados pelas quatro empresas: acesso à rede de voz (sucesso nas tentativas de fazer chamadas), queda de chamadas e queda de conexões de internet móvel. Nestes três quesitos, as quatro operadoras estão dentro das metas.

Curiosidades na internet