Veja como Google Glass pode trazer independência a quem tem Parkinson

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/41314/41314

O Google ainda não liberou o Glass para o público em geral, mas há bastante tempo vem colocando os óculos inteligentes nas mãos de quem pode descobrir as mais variadas finalidades para o produto. O pessoal da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, encontrou uma boa razão para apostar na novidade.

Com uma série de aplicativos personalizados, eles conseguiram transformar o Glass em um apoio para quem sofre com o mal de Parkinson, tornando essas pessoas mais independentes.

Conforme explica o Engadget, o Glass envia alertas sutis para lembrar os pacientes sobre a hora de tomar medicações e suas próximas consultas médicas. Também os lembra de falar e engolir, para evitar que salivem em excesso.

Os sensores de movimento dos óculos são usados para evitar que a pessoa “congele”, exibindo pistas visuais que os ajuda a desbloquear o cérebro e recuperar o fluxo de pensamento.

O projeto ainda está em estágio inicial e, como não se sabe ao certo quando o Glass será lançado de fato, fica difícil prever quando ele poderá ser usado para ajudar quem tem Parkinson. Mas os pesquisadores continuam trabalhando para desenvolver aplicações que atendam a necessidades específicas de voluntários.

Assista: Conheça o RING, o anel gadget que controla tudo

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/assista-conheca-o-ring-o-anel-gadget-que-controla-tudo

A tecnologia pessoal avança de forma indiscutível, e uma das principais tendências do momento são os aparelhos pessoais conhecidos como wearables, uma expressão americana que se refere a tudo aquilo que podemos vestir, como o Google Glass ou os relógios inteligentes da Sony.

A última novidade foi apresentada pela Logbar, a empresa que começou a desenvolver o protótipo de um anel inteligente em 2013, atualmente em fase de captação de recursos para financiar o produto final. Trata-se de um pequeno aparelho que concentra todos os comandos para smartfones, relógios inteligentes, tablets e computadores.

Dele, pode-se comandar a redação de e-mails, fazer pagamentos online e controlar eletrodomésticos em casa, desde que estejam programados. A tecnologia, financiada pela plataforma Kickstarter, é facilitada por um software dentro do anel, capaz de interpretar os diferentes movimentos do dedo de quem o utiliza.

Por ser um acessório de uso pessoal, o sistema de notificações para comunicação com o usuário será feito por luzes LED e vibrações. Com o movimento de um dedo será possível enviar ou receber mensagens de texto, fazer compras, desenhar e postar comentários nas redes sociais.

A conexão entre os diferentes dispositivos sob comando do RING utilizará tecnologia Bluetooth. O RING é compatível com os sistemas operativos iOS e Android, e sua comercialização deverá ocorrer a partir de junho de 2014.

Curiosidades na internet

Google revela lentes de contato inteligentes para pessoas com diabetes

Acesse:http://www.baboo.com.br/ciencia-e-espaco/google-revela-lentes-de-contato-inteligentes-para-pessoas-com-diabetes/

O Google anunciou um novo dispositivo para ser utilizado nos olhos. Diferente do Google Glass, as lentes de contato inteligentes oferecem uma funcionalidade muito mais séria e útil, pois é feita com propósitos médicos.

Google revela lentes de contato inteligentes para pessoas com diabetes

Google e as lentes de contato inteligentes

Portanto, se você acha que trata-se de um aparato no estilo “homem biônico”, está errado. De acordo com o blog oficial do Google, as lentes de contato inteligentes permitem que as pessoas possam medir seu nível de glicose no sangue ao lacrimejar, via um sensor que se comunica com um microchip sem fio.

Resumindo, serve para as pessoas com diabetes monitorar, de forma mais efetiva, o seu nível de glicose.

“Estamos testando protótipos que podem gerar uma leitura a cada segundo. Nós também estamos investigando o potencial para que isso sirva como um alerta para o usuário, por isso estamos explorando e integrando pequenas luzes LED que podem acender para indicar que os níveis de glicose cruzaram acima ou abaixo de certos limites”, publicou o blog oficial.

A empresa diz que pretende encontrar parceiros para ajudar a levar as lentes de contato inteligentes para o mercado, juntamente com a criação de aplicativos que mostrará a informação do nível de glicose recolhidas para o paciente ou médico.

Não há informação ainda de quando as lentes serão disponibilizadas para o público.

Vale lembrar que a Microsoft já pesquisa esse tipo de lentes de contato há alguns anos, junto da Universidade de Washington. As pesquisas da empresa incluem também o uso das lentes para ajudar diabéticos a conferirem o nível de glicose no sangue, como você poe conferir no vídeo abaixo.

Curiosidades na internet

Óculos e lentes de contato inteligentes dão visão acima da capacidade humana

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/oculos-e-lentes-de-contato-inteligentes-dao-visao-acima-da-capacidade-humana-09012014

Tecnologia foi apresentada ao público da CES 2014

Lentes inteligentes podem deixar o Google Glass para trásReprodução/Mashable

Foi-se o tempo em que as lentes de contato corrigiam o mau funcionamento da visão. Literalmente de olho nos avanços da tecnologia, empresas do setor de óculos e lentes de contato estão criando produtos que não só corrigem, mas potencializam a vista do homem.

Durante a feira de tecnologia CES 2014, em Las Vegas, que ocorre desde terça-feira (7) e vai até sexta-feira (10), por exemplo, a iOptik apresentou suas lentes capazes de melhorar o foco do olho humano. Com elas, uma pessoa é capaz de enxergar as impressões digitais quando coloca o dedo a uma curta distância dos olhos.

Segundo a empresa, a qualidade e capacidade da visão vai além do comum quando lentes e óculos são usados juntos.

Isso porque a tecnologia dos óculos conta com painéis planos e microprojetores que exibem aplicativos e telas de visualização nos óculos, como um Google Glass. Os óculos se ajustam às condições das lentes de contato.

Durante a CES nesta quinta-feira (9), um porta-voz da iOptik falou sobre os desafios as empresas do ramo.

Dá uma olhada na visão que a iOptik pode te darDivulgação

— Muitas empresas estão tentando fazer isso com hardwares no momento, e há limitações: há um campo de visão pequeno. O Google Glass equivale a seu smartphone perto de você. O sistema da iOptik é seis vezes a resolução dele e 20 vezes a área (campo de visão). É como olhar para a projeção de uma televisão gigante, e você pode ver muito mais.

A visão inteligente, como a do Google Glass, pareceria muito mais um óculos de mergulho se a tecnologia funcionasse dentro do dispositivo (como a lente de contato), segundo o porta-voz durante a apresentação. Segundo ele, ao ajustar o iOptik, o usuário tem a impressão de que está usando óculos normais.

— Esperamos que esta tecnologia possa substituir seu smartphone futuramente.

Curiosidades na internet

Lente de contato de realidade aumentada será demonstrada na CES

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39613/39613

(Foto: reprodução)

A CES começa na semana que vem e, como já é de costume, promete contar com que há de mais incrível no mercado de tecnologia. Um dos produtos que promete ser um dos destaques da feira tem o potencial de deixar o Google Glass no chinelo: lentes de contato de realidade aumentada, da empresa americana Innovega.
A empresa mostrará no evento a iOptik, que são uma reimaginação da experiência de dispositivos de vestir na cabeça, como o Glass, com a capacidade de trazer uam experiência mais imersiva do que o concorrente do Google.

Infelizmente, as lentes não funcionam sozinhas e não geram imagens por conta própria. Elas também necessitam dos óculos da Innovega, que se assemelha muito mais a um par de óculos tradicional do que o Glass. Eles produzem as luzes que são capturadas pela lente para produzir a imagem.

Segundo a CNET, a utilização dos óculos em companhia das lentes permite que o usuário foque em objetos próximos e distantes, o que é problemático quando imagens panorâmicas são colocadas a poucos centímetros dos olhos. Com o conjunto, seria possível projetar a mídia com sobreposição, solucionando o problema.

O protótipo será mostrado na CES, mas o lançamento não deve acontecer tão cedo, já que as lentes da empresa ainda não estão aprovados para vendas. O CEO Stephen Willey, no entanto, não acredita que isso deva ser um grande problema, já que lentes de contato já foram aprovadas muitas vezes, com designs diferentes, revela ele à CNET.

O vídeo de demonstração da iOptik pode ser conferido abaixo:

Curiosidades na internet