Vivo lança “banca digital” com acesso a jornais e revistas

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/40395/40395


Banca digital

(Foto: Divulgação)

A Telefônica Vivo e o Grupo Gol lançam hoje a “Nuvem do Jornaleiro”, serviço que disponibiliza aos clientes da operadora acesso ilimitado a publicações digitais por R$ 15 ao mês. Neste primeiro momento, são ofertadas mais de 200 revistas e 40 jornais disponíveis para leitura em smartphones, PCs ou tablets conectados à internet.
.
A plataforma também dá acesso ao conteúdo de mais de 150 países em diversos idiomas, gerado pelas agências internacionais EFE, da Espanha, e da francesa AFP, com seções de política, economia, cultura e esportes. O usuário recebe notificações via SMS, MMS e e-mail com novidades, destaques do acervo e recomendações de leitura.
A “Nuvem do Jornaleiro” pode ser acessada de computadores com qualquer sistema operacional, além de aplicativos para smartphones e tablets Android e iOS disponíveis gratuitamente no Google Play e na AppStore. A interface de leitura, no formato PDF, tem o mesmo visual da publicação impressa, e o serviço permite compartilhar nas redes sociais o que se está lendo. 
.
Entre os títulos disponíveis estão as revistas Caras, Scientific American, Faça Fácil, Viaje Sempre, Casa & Decoração, Viaje Mais e Surfar, além de jornais como Correio da Bahia, O Dia (Rio de Janeiro), O Tempo e Super Notícia, ambos de Belo Horizonte, Brasil Econômico e os diários da rede Bom Dia. Além da edição presente na banca física, o serviço traz as onze edições anteriores de cada revista e os onze últimos dias de cada jornal.
.
Curiosidades na internet

Game para Android roubava conversas no WhatsApp

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39291/39291

Um aplicativo chamado Balloon Pop 2, game que parecia inofensivo e simples, aplicava golpe para roubar conversas de WhatsApp e vendê-las na internet. O malware estava disponível apenas para Android, mas já foi removido da Google Play.

O serviço copiava as conversas da vítima e as redirecionava para um site chamado WhatsAppCopy. Na página, qualquer um poderia ler as mensagens roubadas – bastava dizer o número de telefone do alvo e pagar uma taxa.

O site WhatsAppCopy avisava descaradamente que vendia as informações do usuário. No entanto, quem baixava o jogo Balloon Pop 2 não sabia que seus dados estavam sendo copiados e comercializados.

Apesar de o aplicativo já ter sido eliminado, sua APK continua circulando. Outros serviços maliciosos podem aproveitar o mesmo golpe para tentar enganá-lo, por isso é sempre bom tomar cuidados ao baixar um app. A empresa de segurança digital Symantec oferece algumas dicas, veja:

  • Verifique a sua procedência do aplicativo antes de realizar o download;
  • Atenção para a quantidade de requisições pedidas pelo App antes de baixa-lo;
  • Desconfie de mensagens de texto de pessoas desconhecidas ou promoções de lojas;
  • Realize transações financeiras a partir de aplicativo original do seu banco e em uma conexão Wi-Fi doméstica e protegida.
  • Sempre instale em seus equipamentos conectados à Internet – sejam eles desktops, smartphones ou tablets – soluções de segurança originais e atualizadas.

Curiosidades na internet

Jogo para Android furta histórico de conversas no WhatsApp

Acesse:http://admin.mundodastribos.com/jogo-para-android-furta-historico-de-conversas-no-whatsapp.html

.Aplicativo para celular se disfarça de joguinho inocente e rouba histórico do WhatsApp

BalloonPop2 é o nome do jogo para  Android que rouba o histórico de conversas dos usuários do WhatsApp. O jogo foi removido da página oficial do Google Play após ser descoberto os roubos secretos de conversas do banco de dados do aplicativo WhatsApp. Pior que roubar o histórico dos usuários évender essas informações, e é exatamente isso que fazia o BalloonPop2.

667693 Jogo para Android furta histórico de conversas no WhatsApp 02 Jogo para Android furta histórico de conversas no WhatsApp

Jogos para Android pode roubar histórico do WhatsApp (Foto: Divulgação)

WHATSAPPCOPY ERA O SITE QUE HOSPEDAVA HISTÓRICOS ROUBADOS

O jogo BalloonPop2 tem uma aparência inofensiva, mas apesar disso seu possui a habilidade de furtar conversas privativas do aplicativo WhatsApp, em seu dispositivo Android. As informações roubadas são disponibilizadas em um site chamado WhatsAppCopy.

ACESSE HISTÓRICO DO WHATSAPP PAGANDO TAXA

Qualquer pessoa pode ter acesso a conversas do WhatsApp roubadas pelo BalloonPop2, para isso, basta somente visitar o site e, ao digitar o número do telefone, acessar as conversas pagando apenas uma taxa determinada pelo site.

667693 Jogo para Android furta histórico de conversas no WhatsApp 01 Jogo para Android furta histórico de conversas no WhatsApp

GOOGLE TIRA JOGO DO AR

O site WhatsAppCopy explica para os usuários que o jogo BalloonPop2 é uma forma de se conseguir o backup das conversas no WhatsApp, mas o problema é que nenhum aviso ou informação é fornecido aos usuários do jogo.

O Google removeu o jogo do ar assim que percebeu que a confidencialidade das informações dos usuários estava em perigo. O  B

onPop2 estava na lista de aplicativos para Android da loja virtual do Google. No entanto, é bem possível que o jogo possa vir a ser distribuído por lojas não oficiais do Google, ou que futuras versões desse mesmo produto possam vir a ser distribuídas usando outros disfarces, somente para coletar conversas de modo ilegal doWhatsApp. 

Fica o alerta para as pessoas que adoram baixar aplicativos de jogos para celular. Sempre é bom pesquisar a procedência dos itens antes de instala-los no seu aparelho celular. O mesmo vale para aplicativos instalados no Facebook.

Curiosidades na internet

Intel revela tablet educacional de 10 polegadas no Brasil

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/38743/38743

Intel Education Tablet

(Foto: Divulgação)
A Intel Brasil mostrou neste sábado o Intel Education Tablet, dispositivo de 10 polegadas que apresenta uma nova proposta de aprendizagem ao transformar o aluno em protagonista na sala de aula e realocar o professor para a função de mediador. Revelado no Intel Summit, que acontece em Florianópolis, o aparelho propõe novos conceitos e habilidades norteados pela tecnologia.
.
O projeto é resultado de uma experiência feita com 10 milhões de educadores em mais de 100 países. “O modelo baseado apenas em livros, tendo o professor como centro, ficou parado no tempo”, analisa Edmilson Paoletti, gerente de desenvolvimento de negócios para Educação da Intel. Segundo ele, a ideia “eleva a qualidade da educação e prepara os alunos para os desafios da nova sociedade” com iniciativas interativas.O aparelho tem câmeras dianteira (0,3 MP) e traseira (2MP), caneta capacitiva, sensores plugáveis, microfones e alto-falantes integrados. A tela de 10″ vem com resolução de 1280 x 800, processador single-core Intel Atom Z2460 (1,6 /GHz), Android 4.0, 1GB de memória e bateria com duração de 6,5 horas. O peso é 0,6 kg. Um outro modelo de 7″, não revelado, usa o processaror Intel Atom Z2420, com Android 4.1, e tem bateria que dura 8 horas. As conectividades de ambos são Wi-Fi e WLAN.

Equipados com um conjunto de softwares e aplicativos, os tablets permitem que os alunos analisem dados, criem gráficos, meçam temperaturas em experimentos e realizem exercícios dinâmicos de várias disciplinas. O sistema, no entanto, é completamente aberto e facilita a vida da criançada que quiser navegar durante a aula e baixar apps na Google Play.

Durante o anúncio, nós pudemos mexer no tablet e notamos que a plataforma é simples e intuitiva, de fácil adaptação para os alunos. O aparelho é resistente a quedas de até 50 cm e, segundo a Intel, também resiste bem à agua. Além disso, conta com um sistema antifurto com bloqueio imediato.

Implementação

As fabricantes parceiras da Intel já podem produzir os aparelhos com base no design de referência apresentado hoje e criar softwares adicionais, assim como os desenvolvedores. Entre as empresas habilitadas estão a CCE, MGB, Philco, Positivo e SpaceBR.

Para chegar às escolas públicas e privadas, os tablets precisam ser aprovados pelas Secretarias Educacionais de cada Estado. Segundo a Intel, o sucesso de projeto depende de parcerias governamentais e novas políticas públicas de ensino.

Curiosidades na internet

Google usará nome e foto de internautas nas publicidades

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/38186/38186

(Foto: Reprodução)

O Google entrou na onda do Facebook e passará a usar as imagens de seus usuários como se eles estivessem recomendando lugares e serviços a outros internautas. Os Termos de Serviço da empresa serão atualizados dentro de um mês.

Nome, foto, comentários e até o que a pessoa marcar com +1 poderão ser usados. Só familiares e amigos verão as recomendações, e quem tiver menos de 18 anos não terá informações exploradas. “Esta atualização dos nossos Termos de Serviço não altera, de forma alguma, as pessoas com quem o usuário compartilhou coisas no passado ou sua capacidade de controlar com quem deseja compartilhar coisas no futuro”, promete a empresa.

O usuário pode escolher se quer ou não ajudar anunciantes se associando ao que eles estiverem oferecendo. Basta acessar as “Recomendações compartilhadas” (aqui) e desativar a opção, mas isso só o exclui das propagandas, pois seus dados continuam sendo usados em produtos da empresa – como Google Play.

De acordo com o Google, internautas serão beneficiados com a exploração da experiência de seus contatos. No buscador, no Maps, no Play etc., a pessoa economizaria tempo ao saber a opinião dos mais próximos.

“Por exemplo, os amigos do usuário podem ver que, na página de uma banda no Google Play, ele avaliou um álbum com 4 estrelas. E o +1 com que o usuário marcou sua padaria local favorita pode ser incluído em um anúncio que a padaria veicula usando os serviços da Google.”

Curiosidades na internet

Google anuncia Chromecast, “pendrive” de US$ 35 que torna TVs conectadas

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1315951-google-anuncia-chromecast-pendrive-de-us-35-que-torna-tvs-conectadas.shtml

O Google anunciou nesta quarta (24) um dispositivo com formato e tamanho semelhantes aos de um pendrive que, quando plugado a uma TV, permite que o televisor se conecte à internet para reproduzir vídeos de serviços como YouTube e Netflix, em uma nova plataforma, chamada Chromecast.

O aparelho está à venda nos EUA pela loja Google Play por US$ 35 (cerca de R$ 78). Nas lojas física daquele país, o aparelho chega no dia 28. A companhia disse que “se esforçará para levá-lo a outros países o mais rápido possível”.

Amazon e Best Buy também já estão vendendo o “dongle” do Chromecast, pelo mesmo valor.

Google Nexus 7 e Chromecast

 Ver em tamanho maior »

AnteriorPróxima
Marcio Jose Sanchez/Associated Press

AnteriorPróxima

Imagens do evento do Google desta quarta-feira (25), durante o qual foram apresentados uma nova versão do tablet Nexus 7, o Android 4.3 Jelly Bean e o Chromecast, aparelho para tornar TVs “inteligentes”

O Chromecast, que é a segunda empreitada da empresa rumo à televisão (depois do mal sucedido set-up box Nexus Q, que não chegou a ser vendido no Brasil), se comunica com celulares e tablets com Android e com o iPhone.

Apesar de ainda esta em fase de testes, também existe uma função que permite que navegadores Chrome para PCs transmitam a imagem para a TV, sem fios.

Diferentemente da tecnologia AirPlay, da Apple, não há um simples espelhamento da imagem de aparelhos para o televisor, mas uma sincronização, que pode ser realizada por meio de diversos dispositivos, simultaneamente.

Basicamente, os aparelhos podem servir de controle remoto, mas com sincronização para serviços de vídeo.

O aparelho deve ser plugado à TV por uma entrada HDMI, comum entre TVs lançadas nos últimos anos, e se comunica por wi-fi.

Continue lendo…clique aqui…

curisiodades na internet

Polaroid apresenta câmera de 18 megapixels com Android na Eletrolar

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/07/polaroid-apresenta-camera-de-18-megapixels-com-android-na-eletrolar.html

Polaroid reservou para a Eletrolar Show 2013 o lançamento da câmera iM1836, que traz 18 megapixels de resolução e sistema Android, no Brasil. A máquina fotográfica está em exposição na feira que acontece em São Paulo, mas não atendeu às expectativas de mercado.

Entretanto, com interface ainda em desenvolvimento e o corpo de um protótipo, a iM1836apresentou erros e bugs. Em um deles, a imagem tendia para uma cor – verde, no caso dos testes – e demonstrou baixa qualidade na captura de luz.

Confira as novidades que estarão na feira

polaroid1As lentes intercambiáveis prometem ser o grande diferencial da iM 1836 (Foto: Reprodução/André Fogaça)

O modelo da Polaroid foi apresentado pela primeira vez durante a CES, em janeiro. A câmera combina a resolução de 18 megapixels com o sistema operacional Android, em sua versão 4.2, e um importante diferencial: as lentes intercambiáveis.

O aparelho entra em um mercado que já conta com aparelhos como a Galaxy Camera da Samsung e Nikon Coolpix S800c, todas equipadas com o Android em uma interface modificada para a operação de uma câmera fotográfica.

polaroid3Interface ainda está em desesnvolvimento (Foto: Reprodução/André Fogaça)

No Brasil, o modelo será comercializado com uma lente zoom de 10-30 mm e abertura entre F3.0-5.6. As imagens podem ser gravadas em resolução de até 18 megapixels e os vídeos em Full HD (1920 x 1080 pixels). A tela é de 3,5 polegadas, sensível ao toque e a conexão com os aplicativos do Android (como Instagram e demais apps do Google Play) ocorre por meio de uma conexão Wi-Fi.

polaroid2Protótipo apresentado ainda apresenta problemas com captura de cores (Foto: Reprodução/André Fogaça)

Seu valor sugerido é de R$ 1.799 e o lançamento está marcado para o final de agosto. O pacote, inicialmente, trará a lente de 10-30mm, enquanto outras lentes devem ser comercializadas até o final do ano.

Curiosidades na internet