Baratas-ciborgue poderão ajudar a salvar vidas em desabamentos

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/biologia/39597-baratas-ciborgue-poderao-ajudar-a-salvar-vidas-em-desabamentos.htm

Em junho, nós noticiamos que pesquisadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte estavam realizando os primeiros testes com baratas-ciborgue, as quais podiam ser controladas remotamente através do uso de sensores, um chip e impulsos elétricos. O que talvez seja ainda mais inusitado nessa pesquisa é o uso de um Kinect para monitorar a posição dos insetos.

Os grupos de baratas em teste, também chamadas de “biobots”, estavam sendo “treinadas” para mapear áreas perigosas ou inconstantes, como edifícios que desabaram. Uma publicação recente na página da própria instituição de ensino revela que o estudo teve avanços após pequenas modificações em sua metodologia e softwares.

De acordo com essa matéria, a equipe de pesquisadores liderada pelo Dr. Edgar Lobaton estava encontrando dificuldade com uma característica natural das baratas: a sua movimentação aleatória. Os estudiosos resolveram então usar tal fato a seu favor e mudaram a forma de controle dos insetos.

Quando introduzidas as “biobots” no local de desabamento, por exemplo, elas seriam deixadas livres para caminhar aleatoriamente. Os sensores acoplados aos animais indicariam aos investigadores por meio de ondas de rádio a proximidade das baratas umas com as outras.

 

 

Com os insetos já bem espalhados pelo local, o passo seguinte é enviar um sinal de comando para que eles sigam até encontrar uma parede ou alguma estrutura rígida e relativamente intacta e continuar se movimentando. Assim, com a recepção dos sinais de localização das baratas, em um ciclo contínuo, os pesquisadores conseguem com a ajuda de um software específico “desenhar” um mapa da área.

Mais do que apenas mapear um prédio desabado ou uma área remota e desconhecida, se dotadas de sensores específicos, as “biobots” poderão inclusive identificar pontos de radioatividade e ameaças químicas.

O estudo ainda está em fase embrionária de testes, mas já deve ser apresentado oficialmente no início de novembro durante uma conferência internacional de sistemas inteligentes e robôs que será realizada em Tóquio, no Japão.

Curiosidades na internet

Kinect não é mais obrigatório no Xbox One

Acesse:http://www.mundodastribos.com/kinect-nao-e-mais-obrigatorio-no-xbox-one.html

Após rumores de que o dispositivo ligado constantemente poderia espionar a vida dos jogadores, a Microsoft resolveu derrubar a exigência de que o Kinect deveria estar sempre em funcionamento.
.
Ao contrário do que havia sido anunciado anteriormente pela Microsoft, a nova geração do Xbox, que tem lançamento mundial programado para o próximo mês de novembro, não terá a obrigação de funcionar sempre acoplada ao dispositivo Kinect, que serve para capturar movimentos e comandos de voz do jogador, entre outras funções.649329 kinect nao eh mais obrigatorio no xbox one 600x600 Kinect não é mais obrigatório no Xbox One


O Kinect é um dispositivo que reconhece comandos de voz e gestos do jogador (Foto: Divulgação)
A notícia foi dada por Marc Whitten, vice-presidente corporativo do departamento da gigante da informática responsável por desenvolver o Xbox One, que afirmou, em entrevista a um site norte-americano, que “mesmo se o aparelho não estiver plugado no Kinect, ele continuará funcionando”.

A necessidade de o dispositivo estar sempre conectado ao novo Xbox gerou muitas polêmicas, pois haviam rumores dando conta de que o sensor poderia espionar o que se passava na casa do usuário mesmo quando não estivesse em uso, uma vez que possui microfones e câmera acoplados a ele.

Essa é mais uma das mudanças anunciadas pela companhia nas últimas semanas, após receber o feedback dos gamers durante a apresentação do novo console ocorrida durante a E3 2013, uma das maiores feiras de videogames do mundo, que aconteceu em junho, na cidade de Los Angeles (EUA).

O QUE MUDA COM A NOVA DECISÃO DA MICROSOFT

A decisão de que o Kinect não é mais obrigatório no Xbox One traz algumas consequências para a utilização da nova geração do console da Microsoft. Uma delas é que se o dispositivo for desconectado, o usuário perderá o acesso a importantes recursos, como a identificação do jogador, o rastreamento de posição e os comandos de voz.

Apesar da atitude tomada pela companhia, o Kinect será comercializado junto com o Xbox One, pelo menos nas primeiras unidades que estarão disponíveis nas lojas de todo o mundo, assim que o console for lançado.

E quando quiser, o jogador poderá acionar o dispositivo a qualquer momento, para utilizá-lo nos jogos compatíveis. Além disso, a Microsoft informa que mensagens serão enviadas ao usuário e mostradas na tela, perguntando se ele deseja ligar o Kinect assim que abrir um game no qual ele funcione.

649329 kinect nao eh mais obrigatorio no xbox one 1 600x600 Kinect não é mais obrigatório no Xbox One

OUTRAS MUDANÇAS QUE ENVOLVEM O XBOX ONE

Como citamos acima, essa não é a primeira vez que a Microsoft volta atrás em relação a algumas exigências que haviam sido definidas inicialmente para o Xbox One. Uma das que mais agradou aos gamemaníacos certamente foi a desistência de bloquear jogos usados no novo Xbox.

A ideia inicial era restringir o empréstimo, a troca e a venda de jogos usados entre os usuários, fazendo com que cada título só pudesse ser utilizado em um único console. Mas obviamente, tal atitude foi bastante criticada e a Microsoft teve que rever a decisão, pois corria o risco de perder muitas vendas para a Sony e o seu PlayStation 4.

Além disso, a empresa de Bill Gates também desistiu de exigir que o Xbox One esteja sempre conectado à internet para funcionar, depois de receber uma série de críticas e reclamações. Dessa forma, o aparelho só precisará se conectar à web para uma configuração inicial, quando for usado pela primeira vez, e, claro, para jogar online.

PREÇOS E LANÇAMENTO DO XBOX ONE

649329 kinect nao eh mais obrigatorio no xbox one 2 600x600 Kinect não é mais obrigatório no Xbox One

Será no próximo mês de novembro, em data ainda a ser confirmada, o lançamento do Xbox One, que chegará primeiramente a 21 países nessa etapa inicial de vendas, entre os quais o Brasil.

Os preços do Xbox One partirão de US$ 499,00 no exterior, o equivalente a R$ 1.154,64, em conversão direta pela cotação do dólar no dia 14 de agosto de 2013. Mas no caso do Brasil, os interessados terão que desembolsar bem mais do que isso, uma vez que o preço inicial do console partirá de R$ 2.199,00.

curiosidades na internet

PS4 terá suporte a comandos por voz e gestos, confirma Sony

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/09/1344359-ps4-tera-suporte-a-comandos-de-voz-e-de-gestos-confirma-sony.shtml

Depois de assegurar que seu novo console responderia a comandos de voz, a Sony confirmou que o PS4 reconhecerá gestos dos usuários, assim como o Xbox One.

O anúncio foi feito pela empresa nesta quinta-feira (19) durante a apresentação de abertura da feira de jogos eletrônicos Tokyo Game Show, no Japão.

Para ter acesso ao recurso, o jogador precisará adquirir a PlayStation Camera, sensor de movimentos rival do Kinect, da Microsoft. Ambos os periféricos oferecerão reconhecimento facial.

Robyn Beck/AFP
Console PlayStation 4, com controles e câmera, expostos durante feira de games E3
Console PlayStation 4, com controles e câmera, expostos durante feira de games E3

A Sony planejava comercializar o acessório junto com o PS4, mas o excluiu do pacote de lançamento do console para manter o preço de US$ 399 (US$ 100 a menos que o concorrente Xbox One).

Por outro lado, a Microsoft decidiu vender a segunda geração de seu sensor de movimentos –que entende comandos de voz, reconhece batimentos cardíacos e “enxerga” no escuro– junto com o Xbox One.

Curiosidades na internet

Microsoft reafirma que nunca venderá o Xbox One sem o Kinect

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/36982/36982

(Foto: Microsoft)
A Microsoft tem voltado atrás em muitas de suas decisões relativas ao Xbox One, mas de uma delas ela não abre mão: nunca será vendida uma versão do console sem o sensor de movimentos Kinect. A empresa afirma que a plataforma é integrada demais para que uma peça possa ser removida.”O Xbox One é o Kinect. Eles não são dois sistemas separados. O Xbox One tem chips, memória, Blu-Ray, Kinect e o controle. São todos parte de um ecossistema”, afirma Phil Harrison, vice-presidente corporativo da Microsoft.

A Microsoft tem recebidos muitas críticas relacionadas ao Kinect. Em primeiro lugar, a notícia de que ele deveria permanecer ligado ao console em 100% do tempo incomodou os gamers. Há também questões de privacidade, já que é uma câmera que escuta tudo o que é dito na sala.

Contudo, a empresa voltou atrás na obrigatoriedade do uso do dispositivo, mesmo que ele seja vendido com cada unidade do console.

O sensor de movimentos também traz um problema em relação aos negócios do Xbox One, já que ele encarece o pacote final. Nos EUA, graças ao Kinect, o videogame da Microsoft custa US$ 100 a mais do que o da concorrente Sony, que tirou a PS Camera do pacote de lançamento do Playstation 4 para deixá-lo mais barato.

Curiosidade na internet

Câmera do videogame Xbox One pode ser usada para monitorar hábitos de usuários

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1310375-sensor-do-videogame-xbox-one-conseguira-captar-expressoes-faciais-e-batimentos-cardiacos.shtml

Imagine um futuro em que produtores cinematográficos possam avaliar seus filmes de acordo com a quantidade –devidamente contabilizada– de sorrisos e lágrimas produzidas por quem os assiste.

Ou em que publicitários contem com dados como batimento cardíaco e expressão facial de espectadores para formular e ajustar propagandas de televisão.

As cenas parecem trechos do livro de ficção “1984”, no qual George Orwell descreve uma sociedade sob vigilância total. Mas elas estarão bem próximas da realidade a partir de novembro, quando o console Xbox One, da Microsoft, for lançado mundialmente, inclusive no Brasil.

Uma das principais novidades do videogame –que também poderá ser conectado à TV a cabo– é a nova versão do Kinect, acessório que lê movimentos do corpo, detecta comandos de voz, identifica emoções e mede a pulsação dos usuários.

Ted S. Warren/Associated Press
Jornalistas experimentam o novo Kinect, sensor de movimentos do Xbox One, videogame da Microsoft que será lançado neste ano
Jornalistas experimentam o novo Kinect, sensor de movimentos do Xbox One, videogame da Microsoft que será lançado neste ano

A tecnologia abre espaço para formas inéditas de integração física entre jogador e jogo, mas também levanta questões importantes sobre privacidade e segurança.

O comissário federal de proteção de dados da Alemanha, Peter Schaar, chamou o periférico de “aparelho de monitoramento”.

“O Xbox One grava continuamente todos os tipos de informação pessoal sobre mim”, disse o comissário. “Reações, aprendizados e emoções. Eles são processados em um servidor externo e podem ser enviados para terceiros. Mesmo que isso seja deletado, o usuário não tem influência alguma sobre o destino do material.”

O governo da China já disse que, no país, o Kinect não entra. Autoridades de outras nações temem que o dispositivo possa ser usado pelo Prism, programa do governo dos EUA que teria a capacidade de acessar dados de usuários de empresas como a Microsoft.

O vice-presidente da companhia, Phil Harrison, disse que o Kinect não vai espionar ninguém. “Ele poderá ouvir comandos específicos, mas não transmitirá dados pessoais que possam identificar usuários para outras pessoas, a não ser que o jogador opte por isso.” O Xbox One e o Kinect permanecerão ligados, em modo de espera, quando não estiverem sendo usados.

Curiosidades na internet

Cidade mineira usa o Kinect, um sensor de videogame, para detectar assaltos

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1303376-minas-usa-videogame-para-detectar-assaltos.shtml

Liderados por empresas e institutos de pesquisa, o Brasil desenvolve projetos que, apesar de embrionários e isolados, visam tornar as cidades mais inteligentes.

Lojistas na cidade de Uberaba (MG) contam com uma tecnologia chamada Agentto, que usa o detector de movimentos Kinect, da Microsoft, para identificar movimentações suspeitas e acionar a PM. Segundo a companhia, a Polícia Civil também receberá, a partir de julho, pedidos de socorro gerados pelo serviço.

No Rio, a IBM ajudou a montar o COR (Centro de Coordenação) para identificar ou antecipar desastres naturais. A central reúne informações de 30 órgãos da prefeitura e 500 câmeras espalhadas pela cidade.

Uma equipe de 400 funcionários analisa todas essas informações, com o auxílio de softwares, e alerta simultaneamente PM (Polícia Militar), bombeiros e Defesa Civil sobre as ocorrências.

Outro projeto da IBM, em Porto Alegre, é um sistema de monitoramento da iluminação pública. Ele permite identificar quais das 85 mil lâmpadas da cidade estão próximas do fim da vida útil.
Sabendo disso, a equipe de manutenção pode atuar estrategicamente, sem ter de atender chamado s isolados.

Os mesmos sensores, integrados a essas lâmpadas, também identificam quando não há ninguém passando e reduzem a potência delas, propiciando economia de energia. O mesmo é feito por outras empresas na cidade americana de Dubuque (Iowa) e na espanhola Santander.

“Em cada cidade, a IBM tem um projeto diferente. A ideia primária é buscar resolver o problema que cada cidade tem”, diz Antônio Carlos Dias, diretor da divisão de cidades inteligentes da empresa no Brasil.

Já o Cesar (Centro de Estudos de Sistemas Avançados de Recife) desenvolve medidores de luz inteligentes para consumidores privados.

Além de mostrar o consumo em tempo real, o aparelho em desenvolvimento também pretende se integrar a computadores conectados à internet –será possível programar o horário de desligamento, por exemplo.

O Cesar também prevê a criação de um sistema inteligente para carros que coleta e mapeia informações como trânsito e buracos na rua, identificados por acelerômetros integrados aos veículos.

Já em Barueri (SP), a Eletropaulo anunciou que irá investir R$ 70 milhões até 2015 em medidores inteligentes de energia para 2.100 famílias de baixa renda para reduzir o consumo. (lucas agrela)

Curiosidades na internet

Brasil terá o Xbox One mais caro do mundo; console custará R$ 2.199 no país

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1303355-brasil-tera-o-xbox-one-mais-caro-do-mundo-console-custara-r-2199-no-pais.shtml

Ei você, que quer comprar um Xbox One no Brasil: sabia que o preço do console por aqui é o mais alto do mundo?

O valor de R$ 2.199 bate com folga o segundo país no ranking, a Dinamarca, onde a nova geração do Xbox sairá pela bagatela de R$ 1.487.

Os vilões são os impostos, como estão acostumados os compradores de eletroeletrônicos importados.

Sobre os consoles (e também sobre os jogos) incidem impostos de importação e taxas federais e estaduais –todos seguem o princípio da essencialidade.

“Produtos considerados mais importantes pela legislação têm tributação menor. Alimentos, materiais de educação ou peças de vestuário, por exemplo, são menos taxados do que telefones celulares ou games”, diz João Eloi Olenike, presidente do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário).

São 21 os países que receberão o Xbox One no lançamento mundial (nenhum deles é asiático). O país onde o console é mais barato é o Canadá, onde o console custará 499 dólares canadenses, o equivalente a R$ 1.040. Depois vem os EUA, com o preço de US$ 499 (ou R$ 1.090).

Editoria de Arte/Folhapress

XBOX 360

Lançado em 2005, o Xbox 360 chegou por aqui mais de um ano depois, por R$ 2.999 –com três jogos no pacote. O preço lá fora era de US$ 399.

Pouco depois, o valor do pacote caiu para R$ 2.499 e desde 2011 o Xbox 360 (sem jogos), em sua versão mais simples, custa R$ 799.

A fabricação local extinguiu o imposto de importação, o que permitiu a prática de um preço mais amigável por parte da Microsoft, estratégia também adotada pela Sony desde o início deste ano.

O mesmo pode acontecer com o Xbox One, que deve ter a primeira leva de consoles importada para cá, em vez de fabricada localmente.

A Microsoft, porém, não comenta. Procurada pela Folha, a empresa americana apenas disse que “mais detalhes sobre o Brasil serão compartilhados futuramente”.

CONCORRÊNCIA

O PlayStation 4, da japonesa Sony, custa US$ 399 nos EUA –US$ 100 a menos do que o Xbox One, que inclui o Kinect. O console ainda não tem preço definido para chegar ao Brasil.

A nova geração está prevista para chegar por aqui ainda em 2013 –o Xbox One em novembro, e o PlayStation 4, em algum momento “durante as festas de fim de ano

Curiosidades na internet