Homem cria carro inteiramente de madeira

Acesse:http://www.tecmundo.com.br/carro/42482-homem-cria-carro-inteiramente-de-madeira-video-.htm

Enviado por Fabio Maia Vital

Um homem da Hungria criou um carro totalmente de madeira e impressionou a todos que já puderam chegar perto dele. Com um motor antigo de um Fiat 126 (criado na Polônia), volante de um Mercedes-Benz e estruturas montadas pelo próprio criador do projeto, o carro ficou realmente interessante. Istvan Puskas afirma que levou cerca de quatro meses para conseguir concluir o projeto (no início de maio), que foi iniciado perto do Natal.

Puskas tem 51 anos e trabalha como agricultor. Ele decidiu realizar o projeto porque o inverno longo atrasou os trabalhos no campo e sua esposa o encorajou bastante a não ficar parado. O carro não pode ser registrado oficialmente, mas a polícia local não vê problemas em deixar que Puskas dirija seu veículo de madeira por pequenas vias de seu vilarejo.

Para o jornal Telegraph, Istvan Puskas disse que vai tentar vender o carro para conseguir fundos para seu próximo projeto: um carro de três rodas. Ele disse também: “Eu não tenho onde colocá-lo, não tenho garagem, não tenho nada. Ele pode ser bom para colecionadores, para alguém que goste de nostalgia, para alguém que goste de dirigir devagar.”.

Curiosidade na internet

Nanobateria de fibra de madeira pode ser recarregada por até 400 vezes

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2013/06/nanobateria-de-fibra-de-madeira-pode-ser-recarregada-por-ate-400-vezes.html

Cientistas da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, desenvolveram uma bateria ecológica, usando fibra de madeira recoberta de estanho. Para torná-la “verde”, os pesquisadores substituíram o lítio, altamente poluente, por sódio.

Pelo fato do sódio não manter a energia de forma tão eficiente quanto o lítio, essas baterias não devem chegar a aparelhos portáteis, como celulares e notebooks. Ela seria mais útil para o armazenamento de grandes quantidades de energia, como solar em uma usina.

bateria_fibra_madeiraBateria usa fibras de madeira e sódio (Foto: Reprodução/Ubergizmo)

“A inspiração por trás dessa ideia veio das árvores”, disse Liangbing Hu, professor assistente de ciência dos materiais da Universidade. “As fibras de madeira armazenam água rica em minerais, o que as torna ideais para o armazenamento de eletrólitos líquidos, fazendo com que sejam não apenas a base, mas também uma parte ativa da bateria”, explicou.

As baterias comuns são construídas de forma bastante dura, e muitas vezes não suportam as dilatações e contrações causadas pelos movimentos dos elétrons durante as recargas e descargas, respectivamente, podendo se romper. Como as fibras de madeira são bastante flexíveis, as baterias de sódio-íon puderam ser carregadas até 400 vezes, uma das maiores durações entre as nanobaterias.

Curiosidades na internet

Bebê preguiça torna-se viral na internet

Acesse:http://www.techmestre.com/bebe-preguica-torna-se-viral-na-internet.html

Foto publicada em plataforma social se espalha rapidamente pelo mundo.

Uma foto publicada no site Reddit se espalhou pelas redes sociais de todo o mundo. Trata-se da imagem de um bebê preguiça, a qual exibe o pequeno mamífero sorrindo para a câmera que o fotografava.

O bichinho aparece empoleirado em uma grade de madeira, fazendo com que os internautas rapidamente repercutissem o conteúdo pela internet. Os adjetivos para com o animalzinho foram variados, sendo que em sua maioria eram para demonstrar a afeição e carinho com o pequeno.

Apesar da aparente felicidade do bicho, as preguiças encontram-se com risco cada vez maior de extinção. Existem atualmente seis espécies em todo o mundo, sendo que uma está em nível crítico de extinção, enquanto outra em estado vulnerável.

Curiosidades na internet

Fotógrafo retrata maquetes que parecem paisagens reais em projeto

Acesse:http://www.techtudo.com.br/curiosidades/noticia/2012/12/fotografo-retrata-maquetes-que-parecem-paisagens-reais-em-projeto.html

O que não falta ao fotógrafo americano Matthew Albanese é criatividade, aplicada ao projeto Strange Worlds (“Mundos Estranhos”). Ele não apenas retrata lindas paisagens como as cria em seu estúdio. O trabalho de Matthew consiste em produzir maquetes elaboradas e depois fotografá-las de forma que pareçam paisagens reais. O artista leva meses para criar cada peça e trabalha com todo o tipo de material – de chocolate a madeira.

Paisagem artificial (Foto: Reprodução/ Matthew Albanese)Paisagem artificial criada por fotógrafo no projeto Strange Worlds (Foto: Matthew Albanese)
Materiais como chocolate, algodão e café foram usados nessa maquete (Foto: Reprodução/ Matthew Albanese)Etapa de construção da maquete. Materiais como chocolate, algodão e café foram usados no processo (Foto: Matthew Albanese)

Para preparar a maquete que vemos acima, o fotógrafo levou cerca de três meses. Matthew tira centenas de fotografias de cada uma delas, modificando a luz e o ângulo para conseguir chegar a esse resultado. Ele diz não estar tão interessado nas maquetes propriamente ditas. Seu foco está nas fotografias e em como retratar essas paisagens feitas por sua imaginação.

Confira abaixo mais criações de Matthew:

Maquete parece floresta de verdade (Foto: Reprodução/ Matthew Albanese)Maquete do projeto Strange Worlds parece floresta de verdade (Foto: Matthew Albanese)
Modelo criado com madeira, sacos de lixo, açúcar e outros materiais (Foto: Reprodução/ Matthew Albanese)Modelo de floresta, criado com madeira, sacos de lixo, açúcar e outros materiais (Foto: Matthew Albanese)
Paisagem tropical construída em estúdio (Foto: Reprodução/ Matthew Albanese)Paisagem tropical construída em estúdio (Foto: Matthew Albanese)
Algodão, penas e papel alumínio foram usados nessa maquete(Foto: Reprodução/ Matthew Albanese)Estúdio em que a maquete da paisagem tropical do projeto Strange Worlds foi fotografada. Algodão, penas e papel alumínio foram usados nesta maquete (Foto: Matthew Albanese)
Curiosidades na internet

Dança: conheça as novas modalidades que estão fazendo grande sucesso nas academias

Acesse:http://claudia.abril.com.br/materia/danca-conheca-as-duas-novas-modalidades-que-estao-fazendo-grande-sucesso-nas-academias/?p=/saude/bem-estar

Walkdance e videodance: ideais para quem quer queimar calorias, esculpir os músculos, resgatar o bom humor e até fazer um pouco de terapia. Saiba mais sobre estas novas modalidades!

saude-modalidades-de-danca Foto: Renato Pizutto

Diante do espelho de parede inteira, sob a iluminação feérica da sala ampla com piso de madeira, a bailarina Heloísa Gouvêa, de São Paulo, dança de olhos fechados, como se estivesse em transe. Não precisa ver para avaliar a movimentação do grupo de 12 alunas que acompanha animadamente a coreografia da aula de walkdance, modalidade criada por ela que faz a alegria da mulherada – tanto pelo ritmo, que convida à dança com um repertório pop, quanto pelo suadouro (ela estima um gasto de 500 calorias numa aula de uma hora e meia). O walkdance junta os passos básicos de vários ritmos e danças, do balé clássico ao maracatu, passando por jazz e samba. As aulas começam sempre com um alongamento. Em seguida, vem uma sequência de movimentos. “Repetimos exaustivamente até o corpo memorizar”, explica ela, que sabe de cor mais de 700 coreografias e, aos 55 anos, com corpaço de menina, dá 52 aulas por mês. Para principiantes, pode parecer complexo. “O estímulo é espiritual, não físico. Se existir o desejo e a intensidade, faço qualquer uma dançar”, garante Helô – cujo lema, aliás, é: “Faço até um poste dançar”.

Deu vontade? As academias oferecem um sem-número de novas possibilidades para quem quer se divertir enquanto queima gordura e esculpe o corpo, como a walkdance e a videodance, outra modalidade que está bombando na Sauer Danças, no Rio de Janeiro. Sucesso no exterior, recém-chegada ao Brasil, a videodance copia as coreografias dos shows de divas pop, como Madonna, Rihanna e Lady Gaga. Quem trouxe a técnica foi o bailarino italiano Raffaele Casuccio, 33 anos. Segundo ele, é possível queimar até 600 calorias em uma hora de prática. “As mulheres não desanimam, pois são músicas que elas curtem e movimentos que veem na televisão”, diz. Coreógrafo de programas da TV italiana, Raffaele dançou em turnês de famosos, como Ricky Martin e Luciano Pavarotti. Há três anos, visitou o Rio de Janeiro e se apaixonou pela cidade. Mudou-se definitivamente em novembro de 2011. Nas aulas, ele primeiro ensina os passos lentamente. “Então, entra o ritmo e, por mais difícil que seja no começo, vejo que as pessoas estão se divertindo”, afirma Raffaele. Muita gente quer emagrecer, e a dança dá conta disso, mas há um efeito colateral bastante desejável: “Dançar também ajuda no desenvolvimento psicológico. Pode funcionar como uma terapia, um momento para prestar atenção em si mesma, nas próprias emoções e conquistar foco e concentração”, acredita Helô Gouvêa. Ela sabe do que fala. Em 1996, perdeu o marido num acidente aéreo. Sua primeira reação foi isolar-se em Ilhabela, no litoral paulista. “Lá, dançava o tempo todo. Foi o que me salvou da tristeza. Queria proporcionar essa sensação mesmo a quem não é bailarina”, conta. Durante uma hora e meia, ela consegue.

Curiosidades na internet