Caranguejo completamente azul, mas que deveria ser vermelho, causou espanto ao ser encontrado na Rússia

Acesse:http://www.jornalciencia.com/meio-ambiente/animais/3517-caranguejo-completamente-azul-mas-que-deveria-ser-vermelho-causou-espanto-ao-ser-encontrado-na-russia

A espécie, que deveria ser vermelha, causou espanto nos clientes de um supermercado.
Os especialistas ainda não sabem o que poderia ter causado o forte tom azul. Várias teorias foram cogitadas como uma dieta ruim ou algum tipo de mutação desconhecida.

“Eu tenho capturado caranguejos há 25 anos e esta é a primeira vez que vi essa cor”, comentou Kenetsu Mikami, presidente daMarusan Ocean Foods. “Pode ser um bom presságio”, afirmou.

O caranguejo foi capturado na Rússia no mar de Bering e enviado a Hokkaido, no Japão. Trata-se de um Caranguejo-Rei-Vermelho, que de vermelho não tem nada!

A espécie é facilmente encontrada no mar de Bering, na costa do Golfo do Alasca e no sul do Canadá. Esses caranguejos são apreciados em restaurantes de várias partes do mundo.

Alguns boatos se espalharam na internet informando que o caranguejo teria sido vítima da radiação liberada em Fukushima, o que é absolutamente descartado.

Curiosidades na internet

Mulher arrisca a vida para tirar foto de vulcão em plena erupção

Acesse:http://www.taxitv.com.br/20130329/mulher-arrisca-vida-para-tirar-foto-de-vulcao-em-plena-erupcao

Um grupo de turistas que visitava o vulcão Plosky Tolbachik, no extremo leste da Rússia, chegou bem próximo da cratera em erupção.

Uma mulher, que fazia parte do grupo, arriscou ainda mais a própria vida para registrar a erupção mais de perto.

Veja a seguir as fotos do guia Denis Budkov, que registrou os momentos

Foto: Reprodução/thesun.co.uk

Continue lendo…clique aqui… 

 Curiosidades na internet

RÚSSIA DESENVOLVE ROBÔ ASTRONAUTA QUE PODERÁ SUBSTITUIR HUMANOS NO ESPAÇO [VÍDEO]

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/russia-desenvolve-robo-astronauta-que-podera-substituir-humanos-no-espaco-video

Robô Russo Astronauta | Notícias | The History Channel
A Rússia apresentou ao mundo seu mais novo robô humanoide, capaz de realizar até 90% das  tarefas mais arriscadas no espaço e que atualmente são feitas pelos astronautas da Estação Espacial Internacional. Trata-se do protótipo batizado como SAR-401, revelado à imprensa na última semana, no Centro de Treinamento Espacial Yuri Gagarin, nos arredores de Moscou. O robô foi projetado e construído ao longo deste ano e, atualmente, está passando por vários testes.
.
Ele funciona replicando remotamente os movimentos feitos por um operador humano, razão pela qual se mexe com extrema precisão, podendo segurar pequenos objetos e realizar tarefas metódicas, como soldar pequenas peças. Existem duas possibilidades para controlar o SAR-401: rotineiramente, ele será comandado por um astronauta/operador localizado na própria Estação Espacial e, em situações de emergência, pode ser controlado diretamente da Terra.
.
Além de realizar tarefas operacionais, o SAR-401 também atua como um sistema integral de comunicação, transmitindo e recebendo mensagens entre a Terra e a tripulação da Estação. Além disso, o robô é compatível com o atual Braço Robótico Europeu, que opera o segmento russo da Estação Espacial. Se tudo sair como esperado, o SAR-401 será responsável por 95% das operações realizadas no espaço exterior, do lado externo da Estação Espacial Internacional.
.
Assista ao vídeo que demonstra o robô trabalhando

Curiosidades na internet

Cientistas desvendam origem de meteoro que explodiu na Rússia

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2013/11/1367911-cientistas-desvendam-origem-de-meteoro-que-explodiu-na-russia.shtml

No amanhecer de 15 de fevereiro de 2013, uma imensa bola de fogo –um meteoro– assustou os moradores de Tcheliabinsk, na Rússia. Nove meses depois, os cientistas pelo menos descobriram de onde ele veio.

Outra revelação interessante foi identificar por que ninguém viu esse bólido chegando até que ele se destroçasse na atmosfera terrestre.

Tudo isso e muito mais está relatado em três novos estudos científicos, dois publicados hoje na “Nature”, e um na “Science” de amanhã.

As diversas filmagens da entrada do pedregulho –estimado em 19 metros de diâmetro– permitiram calcular seu percurso pelo espaço até chegar a nós.

Andrey Tkachenko/Reuters
Fragmento de meteorito, que foi retirado de um lago, é exposto em museu de Tcheliabinsk
Fragmento de meteorito, que foi retirado de um lago, é exposto em museu de Tcheliabinsk

Em uma das pesquisas da “Nature”, liderada por Jiri Borovicka, da Academia de Ciências da República Tcheca, os cientistas concluíram que o bólido passou as seis semanas que antecederam o impacto numa posição do céu que impedia sua observação pelos astrônomos.

Calculando a órbita completa, o grupo de cientistas percebeu que ela coincidia quase precisamente com a do asteroide 1999 NC43, que tem 2,2 km de diâmetro e se alterna em sua rota entre o cinturão de asteroides e as proximidades da Terra.

Isso faz com que seja provável que o meteoro de Tcheliabinsk fosse um pedaço que se desprendeu desse bólido. A chance de que as órbitas similares sejam apenas coincidência é de 1 em 10 mil.

PODER DE FOGO

No segundo estudo da “Nature”, Peter Brown e seus colegas da University of Western Ontario, no Canadá, calculam que a explosão do asteroide ao adentrar a atmosfera teve a força de 500 mil toneladas de TNT.

Trata-se da maior explosão de asteroide no ar em um século, mas ainda inferior ao famoso episódio Tunguska, também na Rússia, em que um objeto de cerca de 50 metros gerou explosão equivalente a pelo menos 3 milhões de toneladas de TNT.

O estudo que sai na “Science”, liderado por Olga Popova, da Academia Russa de Ciências, se concentrou mais nos estragos que foram causados pelo impacto.

O grupo visitou as áreas afetadas, recolheu pedaços de meteorito e contou os danos, que afetaram uma área com uma população superior a 1 milhão de pessoas.

É mais uma constatação de que o perigo dos asteroides é real e vale a pena os astrônomos continuarem monitorando a rota desses bólidos.

Curiosidades na internet

Meteorito é retirado de lago na Rússia; veja

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/bbc/2013/10/1357471-meteorito-e-retirado-de-lago-na-russia-veja.shtml

DA BBC BRASIL

Mergulhadores na Rússia resgataram de um lago um fragmento de um meteorito que caiu em fevereiro, deixando mais de mil pessoas feridas.

A rocha, de um metro e meio de diâmetro, estava no lago Chebarkul, na região da cidade de Chelyabinsk, no sudoeste do país.

Veja Vídeo

Apesar de todo o cuidado, a pedra quebrou em pelo menos três pedaços grandes quando foi levantada do chão para a pesagem.

Cientistas confirmaram que a rocha retirada do lago era um meteorito, pois a rocha tem uma crosta escura e vítrea que eles chamam de crosta de fusão. Esta crosta se formou graças ao calor que o meteorito enfrentou na passagem pela atmosfera.

Curiosidades na internet