Samsung Galaxy S5 pode ter sensor de íris e câmera de 20 megapixels

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/samsung-galaxy-s5-pode-ter-sensor-de-iris-e-camera-de-20-megapixels-21012014

Aparelho top de linha da fabricante sul-coreana deve ser apresentado em março

Designers se arriscam e publicam conceito de como pode ser o Galaxy S5Reprodução/Android Headlines

A Samsung já está se preparando para lançar o seu Galaxy S5 – smartphone top de linha da gigante sul-coreana. E, como já é de praxe, diversos sites começam a noticias rumores sobre a configuração e atributos do celular. Um deles, o PhoneArena, afirma que o aparelho pode ter uma câmera de 20 megapixels e sensor para rastrear a íris dos usuários.

Além do sensor de íris, uma fonte do PhoneArena também afirma que o smartphone também terá vários “acessórios de saúde”, o que faz sentido se levarmos em conta a tendência dos lançamentos da CES 2014.

Samsung revela seu conceito de casa inteligente

Além disso, o site afirma ter mais informações sobre o principal concorrente do iPhone da Apple, o Galaxy S5 pode ser equipado como uma tela de QHD de resolução de 2K (1440×2560 pixels). Além disso, a bateria pode ser de 2.900 mAh, o que possibilitaria um tempo de carregamento menor.

A câmera de 20 MP também seria capaz de gravar vídeos em 4K. A expectativa é de que o Galaxy S5 seja lançado em março desse ano pela Samsung

A fonte ainda sugere “um sensor de íris de última geração” e “uma alta variedade de acessórios de saúde”. Ambos são bastante plausíveis: o primeiro item concorreria com o iPhone 5S, da Apple, enquanto o segundo seguiria as políticas da fabricante com outros aparelhos, como o Galaxy Gear. Por fim, a carcaça do dispositivo seria um novo design feito de plástico, negando o uso de metal.

O smartphone Samsung Galaxy S5 pode ser anunciado em março deste ano.

Curiosidades na internet

Google revela lentes de contato inteligentes para pessoas com diabetes

Acesse:http://www.baboo.com.br/ciencia-e-espaco/google-revela-lentes-de-contato-inteligentes-para-pessoas-com-diabetes/

O Google anunciou um novo dispositivo para ser utilizado nos olhos. Diferente do Google Glass, as lentes de contato inteligentes oferecem uma funcionalidade muito mais séria e útil, pois é feita com propósitos médicos.

Google revela lentes de contato inteligentes para pessoas com diabetes

Google e as lentes de contato inteligentes

Portanto, se você acha que trata-se de um aparato no estilo “homem biônico”, está errado. De acordo com o blog oficial do Google, as lentes de contato inteligentes permitem que as pessoas possam medir seu nível de glicose no sangue ao lacrimejar, via um sensor que se comunica com um microchip sem fio.

Resumindo, serve para as pessoas com diabetes monitorar, de forma mais efetiva, o seu nível de glicose.

“Estamos testando protótipos que podem gerar uma leitura a cada segundo. Nós também estamos investigando o potencial para que isso sirva como um alerta para o usuário, por isso estamos explorando e integrando pequenas luzes LED que podem acender para indicar que os níveis de glicose cruzaram acima ou abaixo de certos limites”, publicou o blog oficial.

A empresa diz que pretende encontrar parceiros para ajudar a levar as lentes de contato inteligentes para o mercado, juntamente com a criação de aplicativos que mostrará a informação do nível de glicose recolhidas para o paciente ou médico.

Não há informação ainda de quando as lentes serão disponibilizadas para o público.

Vale lembrar que a Microsoft já pesquisa esse tipo de lentes de contato há alguns anos, junto da Universidade de Washington. As pesquisas da empresa incluem também o uso das lentes para ajudar diabéticos a conferirem o nível de glicose no sangue, como você poe conferir no vídeo abaixo.

Curiosidades na internet

Video: Cadeira de rodas pode ser movida por sensor de língua

Acesse:http://www.baboo.com.br/ciencia-e-espaco/video-cadeira-de-rodas-pode-ser-movida-por-sensor-de-lingua/

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia desenvolveram um sensor para que o usuário de cadeira de rodas que também não possui os movimentos dos braços, possa se locomover sozinho. A tecnologia é um sensor que fica na língua da pessoa, como um piercing, e permite que ela se movimente para frente e para os lados, como publicou o site Geórgia Tech.

Vídeo: Cadeira de rodas pode ser movida por sensor de língua

Sensor de movimento de cadeira de rodas é fácil de ser utilizado

O sensor funciona como uma espécie de joystick. O usuário gira a língua para o lado que ele quer se mover, encostando o pequeno gadget nas laterais ou parte superior da boca. Conforme os comandos são dados, o sensor os envia para o headset utilizado pela pessoa que, por sua vez, gera o movimento da cadeira de rodas.

Chamada de “Tongue Drive System”, essa tecnologia visa “capacitar pessoas com deficiência para alcançar a máxima independência em casa e na comunidade, permitindo-lhes conduzir uma cadeira de rodas e poder controlar seu ambiente de uma forma mais suave e mais intuitiva”, explica o Diretor Médico da Unidade de Recuperação do Instituto de Reabilitação de Chicago,Elliot Roth.

“A oportunidade de utilizar esta inovação de alta tecnologia para melhorar a qualidade de vida entre as pessoas com limitações de mobilidade é muito emocionante”, acrescenta ele.

Os testes estão no início, sendo feitos apenas em alguns hospitais e em laboratórios parceiros do instituto, mas o resultado vem sendo positivo. “Nós vimos uma grande melhoria, muito significativa [nos pacientes] do primeiro para o segundo dia [de testes]”, conta o Professor da Escola de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores no Instituto de Tecnologia da Geórgia, Maysam Ghovanloo.

“Isso é um indicador de quão rapidamente as pessoas podem aprender isso”, celebra ele, acrescentando ainda que “essa foi uma descoberta muito emocionante”. “Todos os meus projetos estão relacionados a ajudar as pessoas com deficiência utilizando as melhores e mais recentes tecnologias. Esse é o meu objetivo na minha vida profissional”, finaliza Ghovanloo.

Assista ao vídeo abaixo.

 Curiosidades na internet

Japoneses criam robô ‘invencível’ no joquempô

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/bbc/2013/11/1366555-japoneses-criam-robo-invencivel-no-joquempo.shtml

Cientistas japoneses desenvolveram um robô que joga joquempô (ou pedra-papel-tesoura) tão rápido que sempre vence os humanos.

O robô Janken, batizado a partir do nome original do jogo em japonês, janken, é uma versão mais rápida de um outro robô mostrado pela Universidade de Tóquio em junho de 2012.

A versão dois do robô jogador apresenta a escolha feita quase que ao mesmo tempo que a mão humana.

Ao invés de usar previsão, o robô usa reconhecimento e reação em alta velocidade.

Veja Vídeo

Tecnicamente, o robô trapaceia pois reage extremamente rápido ao que a mão humana está fazendo ao invés de realizar uma ação simultânea premeditada, como dita a regra do jogo.

Levando apenas um milissegundo (0,001 segundo ou um milésimo de segundo) para reconhecer qual forma a mão humana está fazendo, o robô então escolhe a forma vencedora e reage em alta velocidade, quase simultâneamente.

Em comparação, a versão um deste robô completava a forma em 20 milissegundos depois que a mão humana.

Os cientistas do Laboratório Ishikawa Oky, parte da Universidade de Tóquio, é especializado em uma série de tecnologias, incluindo o “sensor de fusão”, que visa replicar e melhorar os sentidos humanos usando robôs inteligentes de alta velocidade.

“Estes robôs são realmente rápidos na reação, mas há cenários em que até mesmo um atraso de apenas um milissegundo não é aceitável, como na prevenção de acidentes ou mercados de ações virtuais”, disse à BBC Sethu Vijayakumar, professor de robótica da Universidade de Edimburgo, na Escócia.

“Nestes casos, precisamos combinar a reação em alta velocidade com a previsão em alta velocidade, usando teoria de jogos e padrões de comportamento”, acrescentou.

Curiosidades na internet

Sony pode lançar câmera profissional acoplável a qualquer smartphone

Acesse:http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/08/sony-pode-lancar-camera-profissional-acoplavel-qualquer-smartphone.html

Um novo acessório fotográfico fabricado pela Sony está próximo de chegar ao mercado. Segundo as especulações, o suposto gadget seria uma espécie de lente Zeiss profissional all-in-one, acomplável a qualquer smartphone.

Lente "all-in-one" da Sony pode chegar em breve ao mercado (Foto: Reprodução/Sony Alpha Rumors)Lente “all-in-one” da Sony pode chegar em breve ao mercado (Foto: Reprodução/Sony Alpha Rumors)

De acordo com o site Sony Alpha Rumors, o produto é basicamente um sistema completo de câmera, mas no formato de lente. O acessório já teria um sensor embutido, além de bateria e sistema de armazenamento. Ela poderá ser acoplada a um smartphone ou ser usada separadamente, transmitindo as imagens capturadas via NFC ou Wi-Fi.

Outro recurso interessante seria a possibilidade de visualizar as imagens que estão sendo feitas pela lente diretamente no smartphone. O telefone, então, atuaria como um tipo deviewfinder em tempo real. Ainda segundo os rumores, o primeiro modelo a ser lançado teria um sensor Exmor R de 20.2 MP e lente Carl Zeiis f/1.8; especificações idênticas à câmera Sony DSC-RX100M II.

Bom, bonito e barato: tópico discute qual é o melhor smartphone com câmera boa por até 700 reais

Um segundo modelo, com um sensor menor e um zoom ótico maior, também já estaria em produção. Ainda não há qualquer informação sobre os preços e datas de lançamento dos equipamentos no mercado, nem mesmo uma confirmação da Sony sobre a existência dos gadgets descritos. Ainda assim, vale a pena ficar atento às novidades.

Curiosidades na internet

Novo iPhone pode ter leitor de impressão digital

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1319051-novo-iphone-pode-ter-leitor-de-impressao-digital.shtml

Liberada a desenvolvedores na segunda-feira (29), a versão beta 4 do iOS 7 trouxe indicativos de que o próximo iPhone poderá vir com um recurso de identificação biométrica.

A descoberta, compartilhada por Hamza Sood em seu perfil no Twitter, revela um diretório no sistema chamado “BiometricKitUI” que contém linhas de código referentes a um sensor localizado no botão “home” do aparelho.

Ao site especializado em tecnologia 9to5Mac, Sood disse que as linhas representam aquilo que um iPhone 5S com o recurso de leitura de tela ativado leria para um usuário.

Reprodução
Linhas de código descrevem funcionamento de sensor biométrico no iPhone, segundo usuário
Linhas de código descrevem funcionamento de sensor biométrico no iPhone, segundo usuário

Em tradução livre: “Foto de uma pessoa segurando um iPhone com a mão direita enquanto toca o botão ‘home’ com o polegar”, “Uma digital que muda de cor durante o processo de configuração”, “O reconhecimento está %@ completo”.

Também ao 9to5Mac, uma fonte familiar com o desenvolvimento do novo iPhone confirmou que a interface do software de reconhecimento de impressões digitais já estava concluída, e que a tecnologia é voltada para destravar o smartphone.

Essa pode ser uma resposta da Apple para a pressão que consumidores e governos tem exercido sobre fabricantes de dispositivos móveis para tornar seus produtos mais seguros, desencorajar furtos e acabar com o mercado de aparelhos roubados.

Com lançamento previsto para setembro deste ano, o iPhone 5S deve ter um visual igual ao do antecessor. Mas, além do leitor de impressões digitais, processador mais potente e melhorias para a câmera devem diferenciá-lo do iPhone 5.

Curiosidades na internet

Cidade mineira usa o Kinect, um sensor de videogame, para detectar assaltos

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/07/1303376-minas-usa-videogame-para-detectar-assaltos.shtml

Liderados por empresas e institutos de pesquisa, o Brasil desenvolve projetos que, apesar de embrionários e isolados, visam tornar as cidades mais inteligentes.

Lojistas na cidade de Uberaba (MG) contam com uma tecnologia chamada Agentto, que usa o detector de movimentos Kinect, da Microsoft, para identificar movimentações suspeitas e acionar a PM. Segundo a companhia, a Polícia Civil também receberá, a partir de julho, pedidos de socorro gerados pelo serviço.

No Rio, a IBM ajudou a montar o COR (Centro de Coordenação) para identificar ou antecipar desastres naturais. A central reúne informações de 30 órgãos da prefeitura e 500 câmeras espalhadas pela cidade.

Uma equipe de 400 funcionários analisa todas essas informações, com o auxílio de softwares, e alerta simultaneamente PM (Polícia Militar), bombeiros e Defesa Civil sobre as ocorrências.

Outro projeto da IBM, em Porto Alegre, é um sistema de monitoramento da iluminação pública. Ele permite identificar quais das 85 mil lâmpadas da cidade estão próximas do fim da vida útil.
Sabendo disso, a equipe de manutenção pode atuar estrategicamente, sem ter de atender chamado s isolados.

Os mesmos sensores, integrados a essas lâmpadas, também identificam quando não há ninguém passando e reduzem a potência delas, propiciando economia de energia. O mesmo é feito por outras empresas na cidade americana de Dubuque (Iowa) e na espanhola Santander.

“Em cada cidade, a IBM tem um projeto diferente. A ideia primária é buscar resolver o problema que cada cidade tem”, diz Antônio Carlos Dias, diretor da divisão de cidades inteligentes da empresa no Brasil.

Já o Cesar (Centro de Estudos de Sistemas Avançados de Recife) desenvolve medidores de luz inteligentes para consumidores privados.

Além de mostrar o consumo em tempo real, o aparelho em desenvolvimento também pretende se integrar a computadores conectados à internet –será possível programar o horário de desligamento, por exemplo.

O Cesar também prevê a criação de um sistema inteligente para carros que coleta e mapeia informações como trânsito e buracos na rua, identificados por acelerômetros integrados aos veículos.

Já em Barueri (SP), a Eletropaulo anunciou que irá investir R$ 70 milhões até 2015 em medidores inteligentes de energia para 2.100 famílias de baixa renda para reduzir o consumo. (lucas agrela)

Curiosidades na internet