Aquecimento global pode trazer vírus letais de volta à vida, segundo pesquisadores

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/aquecimento-global-pode-trazer-virus-letais-de-volta-a-vida-segundo-pesquisadores-06032014

Vírus de 30 mil anos é descongelado na Sibéria e ainda tem poder de infecção

Cientistas e médicos confundiram o vírus com bactérias e fungosReuters

Um novo tipo de vírus, considerado “gigante” pelos pesquisadores, foi encontrado numa amostra de solo congelado na Sibéria.

Apesar de estar congelado por mais de 30 mil anos, os cientistas dizem que o Pithovirussibericum ainda é um problema: um simples descongelamento do organismo é capaz de infectar uma multidão de outros seres unicelulares puros pela primeira vez em milhares de anos.

Jovem de 13 anos constrói reator nuclear

Devido à mudança climática, regiões como o Ártico e parte do Alasca já estão se transformando.

Os pesquisadores temem que, devido ao derretimento destas áreas congeladas, os vírus antigos possam renascer espontaneamente, ainda mais fortes e modificados.

Segundo o principal autor do estudo, em entrevista ao site americano The Verge, Jean-Michel Claverie, biólogo da Universidade de Aix-Marselle, na França, esta nova descoberta coloca o conceito de “erradicação de doença viral” à prova.

— Nós podemos erradicar completamente o vírus da superfície do planeta, mas isso não significa que não há uma única partícula dele que ainda está viva em algum lugar.

Mistério: linguagem secreta de manuscrito de 600 anos está sendo decifrada

Paisagens belas e inabitáveis: fotógrafo retrata geleiras e vulcões da Islândia

Cientistas e médicos confundiram o vírus com bactérias e fungos, mas a equipe de Claverie conseguiu demonstrar características distintas sobre o organismo. Altas temperaturas foram capazes de “ressuscitar” vírus congelados e reativar o seu poder de infecção novamente. Os pesquisadores acreditam que o Pithovirus é o vírus com o DNA mais antigo que conseguiu sobreviver, mesmo depois de ter sido submetido a baixíssimas temperaturas.

Para descobrir o vírus, cientistas russos tiveram que extrair uma amostra localizada 30 metros abaixo da superfície, no nordeste da Sibéria. A amostra foi então enviada para o laboratório de Claverie, na França, onde os pesquisadores o descongelaram e o introduziram a uma cultura de células infecciosas. Após um dia, os pesquisadores checaram a amostra e descobriram que as células haviam morrido por causa do vírus.

Pela sua dimensão e forma diferentes, a equipe de Claverie percebeu que tinha descoberto uma nova família de vírus. Felizmente, outros testes revelaram que o Pithovirus não é perigoso para a saúde humana.

O solo congelado da Sibéria não é a única fonte de vírus desconhecidos da Terra. De acordo com Claverie, outros vírus também podem permanecer adormecidos nos sedimentos profundos do oceano, que são frios o suficiente para conservar o DNA e as propriedades infecciosas.

Curiosidades na internet