Search

CURIOSIDADES NA INTERNET .COM

Do not waste time, we look for you the news …

Tag

cientistas

Cientistas criam tradutor que converte o som dos golfinhos para o inglês

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/animais/42777-cientistas-criam-tradutor-que-converte-o-som-dos-golfinhos-para-o-ingles.htm

Fonte da imagem: Reprodução/Jornalq
Cientistas criam tradutor que converte o som dos golfinhos para o inglês

A ciência frequentemente aponta o golfinho como um dos animais mais espertos do planeta, e não nos causa surpresa que muitos cientistas buscam entender melhor esses mamíferos nadadores e divertidos. O que nos causa surpresa é que, neste caminho, alguns cientistas do Wild Dolphin Project estudaram tão a fundo a comunicação da espécie que desenvolveram um aparelho que consegue traduzir para o inglês os sons produzidos pelos golfinhos.

O tradutor, chamado de CHAT, está em um estágio inicial e ainda busca aumentar o seu “vocabulário”. Apesar de ser um avanço fantástico para os cientistas se comunicarem com os animais, a máquina atualmente é capaz de traduzir somente uma palavra: “sargaço”, um tipo de alga.

Fonte da imagem: Reprodução/The Guardian

O principal problema enfrentado pelos cientistas é que a frequência emitida pelos golfinhos chega a ser até dez vezes mais alta do que o ouvido humano consegue captar. Para contornar este problema, os pesquisadores ensinaram os animais a usar sons de baixa-frequência para comunicar quando encontram um objeto em específico – que no primeiro caso foi o sargaço.

Enquanto que o destino das pesquisas parece incerto, os cientistas continuam trabalhando com o tradutor para apresentar mais novidades em maio, quando participarão de uma conferência na cidade de Florença (Itália) sobre a fala e processamento de sinais. Quem sabe tudo dê certo e em breve poderemos até bater um papo com os golfinhos?

Curiosidades na internet

Advertisements

Tomates pretos, desenvolvidos por cientistas, estão chamando a atenção e atraindo olhares curiosos

Acesse:http://www.jornalciencia.com/meio-ambiente/diversos/3755-tomates-pretos-desenvolvidos-por-cientistas-estao-chamando-a-atencao-e-atraindo-olhares-curiosos

Cenouras roxas, aspargos brancos… A mania de trocar de cores nos alimentos naturais chegaram aos tomates, e viraram moda rapidamente.

Não só os tons escuros chamam a atenção de quem olha, mas também eles são mais saudáveis do que as variedades vermelhas normais, de acordo com os cientistas. O novo tomate começa como uma fruta verde normal, mas amadurece para um vermelho vinho bem escuro, confundindo-se com preto.

Na sua venda, pela primeira vez este ano, o novo “Indigo Rose” foi cultivado por meio de cruzamento de plantas de tomate vermelho e roxo, e está sendo anunciado como um novo superalimento. Os cientistas nos Estados Unidos criaram tomates roxos contendo antocianina, um antioxidante para ajudar a combater diabetes e a obesidade.

Continue lendo…Clique aqui…

Curiosidades na internet

Cientistas encontram tumba inexplorada e de grande importância para o Antigo Egito

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/cientistas-encontram-tumba-inexplorada-e-de-grande-importancia-para-o-antigo-egito

A Tumba do Senhor dos Cavalos | Notícias | The History Channel

Um grupo de cientistas espanhóis e italianos descobriu a tumba de May, em Tebas. Estudos subsequentes da múmia revelaram ter sido de uma figura importante da sociedade da época, responsável pelos cavalos do faraó.

A egiptóloga Mila Álvarez Sosa, da missão arqueológica Min-Project, relatou o passo-a-passo da descoberta: “encontramos uma pequena abertura, enquanto fazíamos trabalhos de inspeção e limpeza nas tumbas de Min e Kampp 327, cujas múmias ainda não foram identificadas. Depois de caminhar muitos metros, encontramos uma sala, recoberta de escombros. E, depois de outra transversal, uma tumba em formato de T. Finalmente, nos demos conta que estávamos no local característico da dinastia XVII, e vivemos momentos de euforia e tensão. É preciso ter muito cuidado para não danificar nada, ou causar um acidente. O novo personagem tem uma história rica.”

Em seu descanso final, a múmia do Senhor dos Cavalos está representado junto à esposa, Neferet, em meio a um banquete. Todas as informações puderam ser obtidas por um tipo de documento de identificação colocado do lado de fora da tumba, onde consta o nome e outros títulos do cidadão enterrado

Curiosidades na internet

Aquecimento global pode trazer vírus letais de volta à vida, segundo pesquisadores

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/aquecimento-global-pode-trazer-virus-letais-de-volta-a-vida-segundo-pesquisadores-06032014

Vírus de 30 mil anos é descongelado na Sibéria e ainda tem poder de infecção

Cientistas e médicos confundiram o vírus com bactérias e fungosReuters

Um novo tipo de vírus, considerado “gigante” pelos pesquisadores, foi encontrado numa amostra de solo congelado na Sibéria.

Apesar de estar congelado por mais de 30 mil anos, os cientistas dizem que o Pithovirussibericum ainda é um problema: um simples descongelamento do organismo é capaz de infectar uma multidão de outros seres unicelulares puros pela primeira vez em milhares de anos.

Jovem de 13 anos constrói reator nuclear

Devido à mudança climática, regiões como o Ártico e parte do Alasca já estão se transformando.

Os pesquisadores temem que, devido ao derretimento destas áreas congeladas, os vírus antigos possam renascer espontaneamente, ainda mais fortes e modificados.

Segundo o principal autor do estudo, em entrevista ao site americano The Verge, Jean-Michel Claverie, biólogo da Universidade de Aix-Marselle, na França, esta nova descoberta coloca o conceito de “erradicação de doença viral” à prova.

— Nós podemos erradicar completamente o vírus da superfície do planeta, mas isso não significa que não há uma única partícula dele que ainda está viva em algum lugar.

Mistério: linguagem secreta de manuscrito de 600 anos está sendo decifrada

Paisagens belas e inabitáveis: fotógrafo retrata geleiras e vulcões da Islândia

Cientistas e médicos confundiram o vírus com bactérias e fungos, mas a equipe de Claverie conseguiu demonstrar características distintas sobre o organismo. Altas temperaturas foram capazes de “ressuscitar” vírus congelados e reativar o seu poder de infecção novamente. Os pesquisadores acreditam que o Pithovirus é o vírus com o DNA mais antigo que conseguiu sobreviver, mesmo depois de ter sido submetido a baixíssimas temperaturas.

Para descobrir o vírus, cientistas russos tiveram que extrair uma amostra localizada 30 metros abaixo da superfície, no nordeste da Sibéria. A amostra foi então enviada para o laboratório de Claverie, na França, onde os pesquisadores o descongelaram e o introduziram a uma cultura de células infecciosas. Após um dia, os pesquisadores checaram a amostra e descobriram que as células haviam morrido por causa do vírus.

Pela sua dimensão e forma diferentes, a equipe de Claverie percebeu que tinha descoberto uma nova família de vírus. Felizmente, outros testes revelaram que o Pithovirus não é perigoso para a saúde humana.

O solo congelado da Sibéria não é a única fonte de vírus desconhecidos da Terra. De acordo com Claverie, outros vírus também podem permanecer adormecidos nos sedimentos profundos do oceano, que são frios o suficiente para conservar o DNA e as propriedades infecciosas.

Curiosidades na internet

Cientistas descobrem que cérebro leva 300 milissegundos para gerar memórias

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/neurociencia/42205-cientistas-descobrem-que-cerebro-leva-300-milissegundos-para-gerar-memorias.htm?utm_source=plus.google.com&utm_medium=referral&utm_campaign=plusg

Pesquisadores argentinos conseguem determinar quanto tempo demoramos em criar novas lembranças
Fonte da imagem: Shutterstock
Cientistas descobrem que cérebro leva 300 milissegundos para gerar memórias

Segundo uma notícia publicada pelo G1, cientistas argentinos descobriram que os chamados neurônios conceito demoram 300 milésimos de segundo para processar estímulos sensoriais e transformá-los em memórias, ou seja, esse é o tempo que o cérebro leva para formar lembranças.

De acordo com a publicação, a equipe de cientistas se dedica a avaliar o cérebro de pacientes que serão submetidos a cirurgias para curar a epilepsia, medindo sua atividade neurológica. Liderados pelo argentino Rodrigo Quian Quiroga, diretor do Centro de Neurociência Sistêmica da Universidade de Leicester, na Inglaterra, os cientistas explicaram que, basicamente, a formação de memórias envolve uma associação de conceitos.

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

Asteroide em rota de colisão com a Terra some e surpreende cientistas

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/asteroide-em-rota-de-colisao-com-a-terra-some-e-surpreende-cientistas-21022014#!/foto/1

Astrônomos perdem paradeiro de rocha estelar de 900 metros de comprimento

Na última terça-feira à noite (18), um asteróide gigante deveria passar pela Terra, perto o suficiente para podermos vislumbrá-lo. O problema é que ele nunca apareceu! Os astrônomos afirmam que não têm idéia aonde foi parar o asteróide de 900 metros de comprimento

Na última terça-feira à noite (18), um asteróide gigante deveria passar pela Terra, perto o suficiente para podermos vislumbrá-lo. O problema é que ele nunca apareceu! Os astrônomos afirmam que não têm idéia aonde foi parar o asteróide de 900 metros de comprimento

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

Cientistas desenvolvem «detector de mentiras» para redes sociais

Acesse:http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=686300

Cientistas desenvolvem «detector de mentiras» para redes sociais

Um projecto que envolve várias universidades e empresas europeias está a desenvolver um detector de mentiras para verificar rumores que circulam em fóruns online e em redes sociais.
O sistema analisará em tempo real se uma publicação é verdadeira e identificará se uma conta ou perfil de uma rede social foi criada apenas para espalhar informações falsas.

Os dados analisados incluirão publicações no Twitter, comentários em fóruns sobre temas relacionados com questões de saúde e comentários públicos no Facebook.

O objectivo do sistema é ajudar organizações, inclusive governos e serviços de emergência, a responder de forma mais efectiva a novos acontecimentos.

O projecto surgiu a partir de uma pesquisa sobre o uso das redes sociais durante os conflitos de Londres em 2011.
Segundo os especialistas, os rumores online serão classificados em quatro tipos:

Especulação – como, por exemplo, se pode haver uma alta na taxa de juros
Controvérsia – como a que ocorreu com a vacina tríplice viral, que foi acusada, em vários países, de provocar o autismo
Má informação – se uma informação falsa é disseminada sem intenção
Desinformação – se uma informação falsa é disseminada intencionalmente
«Depois dos conflitos de 2011, foi sugerido que as redes sociais fossem bloqueadas para impedir que os manifestantes se organizassem», disse Kalina Bontcheva, líder do projecto na Universidade de Sheffield.

«Mas as redes sociais também dão acesso a informações úteis. O problema é que tudo isso acontece muito rápido e não conseguimos diferenciar o que é verdade do que é mentira com a mesma velocidade. Isso torna difícil reagir a rumores, por exemplo, impedindo que serviços de emergência invalidem uma mentira para manter a tranquilidade numa dada situação.»

O sistema também categorizará as fontes das informações para avaliar  sua autoridade. Elas incluirão serviços de notícias, jornalistas, especialistas, testemunhas, cidadãos e bots – contas que publicam automaticamente em redes sociais. O sistema também examinará o histórico de uma conta para identificar se esta foi criada apenas para disseminar rumores falsos.

Conversas em redes sociais serão analisadas para ver como evoluem. Fontes serão verificadas numa tentativa de confirmar se a informação é verdadeira ou não. «Apenas o texto será analisado», disse Bontcheva. «Não analisaremos imagens, não temos como saber se uma foto foi alterada. Isso é muito difícil tecnicamente.»
Os resultados das buscas feitas pelo sistema serão exibidos num «painel visual» para que as pessoas possam verificar se um rumor se sustenta.

A primeira série de resultados deve ficar pronta em 18 meses e será testada principalmente com grupos de jornalistas e profissionais de saúde. «Temos que ver o que funciona ou não e ter certeza de que temos o equilíbrio correto entre análises feitas por máquinas e por pessoas», disse Bontcheva.

Chamado de Pheme, nome da deusa grega conhecida por espalhar rumores, o projecto envolve cinco universidades – Sheffield, Warwick, King’s College London, Saarland, na Alemanha, e Modul, em Viena – e durará três anos. Quatro empresas – Atos, iHub, Ontotext e Swissinfo – também participam.

No final, espera-se que seja produzida uma ferramenta feita especialmente para jornalistas.

Curiosidades na internet

Cientistas usam design da romã para criar bateria 10x melhor que as atuais

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/40407/40407

(Foto: Divulgação)
 inShare1

Está em desenvolvimento um novo tipo de bateria que consegue armazenar até dez vezes mais energia que os modelos convencionais. Ela foi pensada por cientistas da Universidade de Stanford, que se inspiraram em romãs para encontrar o design ideal.

Há algum tempo se tenta criar baterias de lítio que, para manter a carga, usem silício, que tem potencial dez vezes superior ao dos materiais usados atualmente. Só que o silício se quebra no momento da recarga, por causa do calor.

Foi aí que entrou a fruta, a peça que faltava no quebra-cabeças. O pessoal de Stanford uniu nanofios de silício em bolhas de carbono e os organizaram da mesma forma que as sementes da romã; assim, a eletricidade é conduzida sem que se precise expor o silício.

Os núcleos são tão pequenos que é difícil acontecer de se romperem, e há bastante espaço entre eles para que o silício se expanda sem ser rompido.

Mesmo depois de mil ciclos de recarga, essa bateria é capaz de funcionar em 97% de sua capacidade, o que a torna apta ao mercado comercial. Só que ela ainda não está totalmente pronta, deve levar algum tempo até que sejam liberadas.

Curiosidades na internet

Cientistas tentam classificar água-viva gigante encontrada na Austrália

Acesse:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/02/140206_agua_viva_gigante_australia_fn.shtml

A água viva encontrada na AustráliaJosie Lim e os filhos encontraram a água-viva em uma praia australiana

Cientistas na Austrália estão tentando classificar uma nova espécie de água-viva gigante encontrada em uma praia da Tasmânia, ilha ao sul do país.

Uma família encontrou a criatura de 1,5 metro de diâmetro em uma praia em janeiro.

Segundo a bióloga Lisa-ann Gershwin, da agência ambiental do governo australiano Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO), os cientistas conheciam esta espécie já há algum tempo, mas ela ainda “não foi batizada ou classificada. Estamos muito ansiosos para saber mais a respeito”, disse a cientista.

Ela descreveu a água-viva gigante, que foi achada encalhada com a barriga para cima, como um “animal realmente magnífico”.

Josie Lim e sua família alertaram os especialistas da CSIRO sobre a água-viva gigante. “Ela e os filhos encontraram a água-viva e fizeram esta foto surpreendente”, disse Gershwin, que é especialista em águas-vivas.

Três metros

O que os cientistas já sabem é que a criatura encontrada na Tasmânia faz parte do grupo das águas-vivas-juba-de-leão e é uma das três novas espécies de grupo na Tasmânia que os especialistas ainda estão tentando classificar.

Estas águas-vivas “parecem com um prato com um esfregão pendurado embaixo”, disse Gershwin.

Nos últimos anos as águas na região da Tasmânia presenciaram um grande aumento no número de águas-vivas, mas os cientistas ainda não descobriram a razão exata disto.

“Estamos ansiosos para descobrir porque as águas-vivas estão aumentando tanto e nestas águas do sul”, afirmou Gershwin.

A maior água-viva do mundo já classificada faz parte do mesmo gênero das águas-vivas-juba-de-leão, o Cyanea. Ela foi encontrada no Atlântico Norte e no Ártico.

Segundo Gershwin, a Cyanea arctica pode chegar até a três metros de diâmetro.

Curiosidades na internet

Cientistas desenvolvem tratamento para câncer com vírus de resfriado

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/cientistas-desenvolvem-tratamento-para-cancer-com-virus-de-resfriado

A Fundação argentina Instituto Leloir anunciou recentemente ter desenvolvido uma técnica que poderia mudar o rumo do tratamento do câncer: trata-se da “viroterapia”, onde utilizaram um vírus responsável por resfriados e conjuntivite (adenovírus), modificado geneticamente, para combater células cancerígenas em casos de câncer de pele e câncer no pâncreas.

O invento, elaborado conjuntamente entre cientistas argentinos, chilenos, britânicos e norte-americanos já foi comprovado com sucesso em roedores, eliminando tumores sem causar danos a outros tecidos. Segundo o diretor da equipe de pesquisa, Dr. Osvaldo Podhajcer o resultado foi possível em função da modificação do DNA do vírus, fazendo com que se reproduzisse unicamente em células cancerígenas.

Este tratamento resultaria em um avanço notável em relação aos tratamentos convencionais de câncer, como quimioterapia e radioterapia, cuja eficácia é obtida a preços altíssimos, causando graves sequelas ao organismo do paciente

Curiosidades na internet

Cientistas encontram água com mais de um bilhão de anos

Acesse:http://www.baboo.com.br/ciencia-e-espaco/cientistas-encontram-agua-com-mais-de-um-bilhao-de-anos/

água com mais de um bilhão de anos

Muitas pessoas fazem de tudo pela ciência. Como é o caso de Barbara Sherwood Lollar, que admitiu ter tomado água com mais de um bilhão de anos datada recentemente por sua equipe de pesquisadores.

Cientistas encontram água com mais de um bilhão de anos

Antes que ela pareça completamente maluca, Lollar explica o motivo disso. Quanto mais velha a água, mais salgada ela é. E a maneira mais rápida de testar o nível de salinidade da mesma é bebê-la. Como era esperado, não foi tão agradável tomar essa água, aponta a pesquisadora.

Esse caso ocorreu em alguns bolsões d’água encontrados em Ontario, Canada. Eles supostamente estariam isolados do mundo há mais de um bilhão de anos. A comunidade de mineração já tinha conhecimento desses bolsões desde 1880, mas foi somente agora que conseguiram ser datados com maior precisão.

O grupo de pesquisadores envolvido com a pesquisa aponta que a água pode ter de um bilhão a 2,6 bilhões de anos e supostamente haveria vida nela. Essa água tem as mesmas características que são encontradas em fontes hidrotermais encontradas no fundo do mar, onde existia vida microbiótica.

Outro ponto que sugere isso foi uma mina de ouro na África do Sul, que tinha água de mais de 10 milhões de anos e havia vida ali. Infelizmente, é muito difícil de replicar em laboratório as mesmas condições encontradas nos bolsões, aponta Lollar. Os resultados devem ser apresentados até 2014. Você pode conferir a entrevista dela no LA Times nesse link.

Curiosidades na internet

Cientistas produzem bateria que funciona à base de açúcar

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39903/39903

(Foto: reprodução)

A glicose é uma excelente fonte de energia, e todos nós sabemos, já que o açúcar é o que mantém os humanos funcionando. Contudo, ele nunca foi bem utilizado para baterias, como forma de armazenamento de energia elétrica. Até hoje. Cientistas aparentemente conseguiram criar uma célula de combustível à base de açúcar com capacidade maior do que as baterias de ions de lítio, alcançando 596Ah por quilo.

Ela seria totalmente regarregável com uma solução chamada maltodextrina e o processo químico de decomposição gera eletricidade e água. Segundo o pesquisador-chefe do projeto, Y.H. Percival Zhang, a tecnologia poderia ser comercializada dentro de três anos.

Sempre se soube das capacidades energéticas do açúcar; desde que a humanidade existe, o açúcar é o que faz as célular funcionarem. Porém, sempre foi complicado demais replicar o processo sem depender das enzimas do organismo ou algum tipo de dispositivo incendiário para a produção da ATP.

Os pesquisadores até conseguem produzir enzimas para tentar criar um metabolsimo artificial para quebrar a glicose e transformá-la em eletricidade, mas é difícil encontrar um caminho que ofereça eficiência máxima e que seja capaz de manter as enzimas funcionando em um só lugar por um período longo de tempo.

Zhang, no entanto, parece ter alcançado isso, embora não haja informações sobre a durabilidade e estabilidade após múltiplas recargas, mas se o pesquisador diz que em três anos a tecnologia estará pronta para ser comercializada, é possível que ele tenha chegado a um ponto interessante.

Ele diz que as enzimas não precisam ser imobilizadas, o que aponta que ou ele encontrou uma nova forma de fazer tudo funcionar, ou que a bateria funcionará por um período curto de tempo.

A biobateria usaria 13 enzimas e ar, produzindo 24 eletrons de uma unidade de glicose, com uma saída de energia de 0,8 mW/cm, densidade de corrente de 6 mA/cm e densidade de armazenamento de 596 Ah/kg, que é 10 vezes mais do que as baterias de íons de lítio dos celulares comuns.

Curiosidades na internet

Impressora 3D gigante pode construir uma casa em 24 horas

Acesse:http://www.baboo.com.br/hardware/impressora-3d-gigante-pode-construir-uma-casa-em-24-horas/

Cientistas dizem terem construído uma impressora 3D gigante que pode imprimir concreto e construir uma casa de 700 metros quadrados em apenas 24 horas.

Impressora 3D gigante pode construir uma casa em 24 horas

Essa impressora foi desenvolvida pelo Professor Behrokh Khoshnevis, da Universidade do Sul da Califórnia, e permite a construção de uma casa inteira, camada por camada.

Trata-se de um robô gigante que toma o lugar de trabalhadores comuns e que despeja concreto baseando-se em um padrão de computador, de acordo com informações do MSN News.

“É basicamente o aumento da escala na impressão 3D, em um tamanho que permite a criação de grandes estruturas”, disse o professor Khoshnevis.

Casas e até colônias fora do planeta podem ser construídas com a impressora 3D gigante

O objeto usa um processo chamado Contour Crafting, tecnologia que tem um grande potencial de automatizar construções e estruturas.

Ao utilizar esse processo, é possível construir uma série de casas, com desenhos diferentes, automaticamente e cada uma por vez. No caso, toda a fiação e condicionamento de ar poderia ser embutida no processo.

De acordo com o site do projeto, esta tecnologia pode reduzir o uso de energia e servir para construções comerciais, de baixo custo e para órgãos de emergência.

“Nossa pesquisa também aborda a aplicação de Contour Crafting em habitats de construção em outros planetas. O Contour Crafting provavelmente vai ser uma das poucas abordagens viáveis ​​para a construção de estruturas fora da Terra, como na Lua e em Marte, que estão sendo direcionados para o ser humano colonizar antes do fim do novo século”, disseram os pesquisadores do projeto.

No vídeo abaixo você confere um pouco mais sobre a tecnologia:

Curiosidades na internet

Cientistas chineses criam dispositivo de invisibilidade [Vídeo]

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/cientistas-chineses-criam-dispositivo-de-invisibilidade-video

Dispositivo de Invisibilidade | Notícias | The History Channel
Cientistas chineses conseguiram desenvolver um dispositivo refratário que fez um gato “desaparecer” e que esperam poder ser utilizado em um futuro próximo no plano militar. Os chineses acreditam firmemente estar no caminho certo para obter a chave da invisibilidade completa.
.
Até agora, o governo chinês já financiou pelo menos 40 grupos de pesquisa dedicados a esta tecnologia, provavelmente sob os auspícios do departamento de defesa. Segundo os próprios pesquisadores, estas pesquisas também contribuirão nos avanços tecnológicos na área civil.
.
Em um vídeo divulgado pela Universidade de Zheijiang é possível observar como o dispositivo fez desaparecer algumas vezes uns peixinhos, dentro de um aquário. O aparelho também foi utilizado na demonstração com um gato. A tecnologia utiliza diversos painéis de cristal hexagonais para distorcer a luz em volta do objeto a ser ocultado.
.
O foco das pesquisas está no desenvolvimento de materiais capazes de desviar a luz dirigida a um objeto, produzindo campos magnéticos para distorcer os átomos luminosos que incidem sobre ele, mimetizando-os com o ambiente que os rodeia.
.
Assista ao vídeo explicativo sobre o dispositivo [EM INGLÊS]
.
 Curiosidades na internet

Cientistas cruzam gene de água-viva com porco e criam primeiro suíno que brilha no escuro

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/cientistas-cruzam-gene-de-agua-viva-com-porco-e-criam-primeiro-suino-que-brilha-no-escuro-28122013

Experiência já foi feita com coelhos no começo deste ano na Turquia

No apagar das luzes, o focinho dos porcos brilha, como mostra a fotoYoutube

Cientistas da Universidade de Agricultura do Sul da China, na Província de Guangdong, criaram o primeiro suíno que brilha no escuro após um cruzamento genético em embrião. No processo, os especialistas inseriram genes de água-viva com a ideia de que a experiência pode ajudar no desenvolvimento de remédios para humanos.

Ao todo, dez porcos nasceram com a mutação, e os cientistas afirmam que a longevidade deles é a mesma de um suíno comum.

A técnica aplicada pelos chineses, contudo, foi desenvolvida inicialmente pelos cientistas da Universidade do Havaí e já foi usada por turcos em experiências com coelhos, de acordo com o site inglês DailyMail.

Anonymous invade site de prefeitura no Maranhão em operação de boicote à Copa de 2014

Alta tecnologia e alta-costura: casaco muda de cor de acordo com humor de quem veste

No apagar das luzes, o focinho dos porcos brilha, como mostra a foto acima.

De acordo com o biólogo havaiano Stefan Moisyad, a experiência visa desenvolver remédios mais baratos à indústria e mais eficientes aos humanos.

— É apenas uma demonstração de que podemos ter um gene que não estava originalmente presente no animal e, agora, existe nele. [Para] os pacientes que sofrem de hemofilia e precisam das enzimas de coagulação do sangue, nós podemos fazer essas enzimas em animais de forma mais barata, em vez de uma fábrica onde vai custar milhões de dólares.

Curiosidades na internet

Cientistas criam queijo com bactérias de axilas e pés

Acesse:http://www.mundodastribos.com/cientistas-criam-queijo-com-bacterias-de-axilas-e-pes.html

Queijo feito com bactérias de corpo humano né é próprio para consumo.

Alguns queijos tem cheirinho de chulé, certo? Mas só parecem vindos dos odores dos pés, sendo que tem uma matéria-prima bem diferente. Porém, uma novidade nessa área gastronômica está bem relacionada com o chulé dos pés.

QUEIJO USA BACTÉRIAS DOS PÉS E AXILAS

Tudo bem que o queijo tem como principal ingrediente o leite, mas se não fosse uma ação bacteriana ele não seria o queijo que nós conhecemos. São muitos os tipos de bactérias usadas para fazer queijo, sendo que algumas são vindas das axilas, pés e umbigo. Você arriscaria experimentar esse queijo exótico?

666570 Cientistas criam queijo com bactérias de axilas e pés 01 Cientistas criam queijo com bactérias de axilas e pés

Segundo o The Independent, as cientistas Christina Agapakis e Sissel Tolaas, uma norte-americana e outra nascida na Noruega, resolveram unir forças e inteligência para desenvolverum projeto chamado SelfMade, que trata-se de uma coleção de 11 queijos, que foram produzidos a partir de bactérias que vivem no corpo humano. Os queijos foram reunidos em uma exposição sobre a biologia sintética, em Dublin, na Irlanda.

Um desses queijos especiais foi produzido a partir dos micro-organismos encontrados no umbigo do escritor Michael Pollan. Outras amostras usadas na produção dos queijos foram retiradas do nariz, pés e até mesmo de lágrimas.

666570 Cientistas criam queijo com bactérias de axilas e pés 02 Cientistas criam queijo com bactérias de axilas e pés

Curiosidades na internet

Bicho estranho é encontrado na Antártida

Acesse:http://admin.mundodastribos.com/bicho-estranho-e-encontrado-na-antartida.html

Animal esquisito foi achado em meio a geleira da Antártida.

O mundo animal é bem versátil, mas algumas espécies ainda estão sendo estudadas e descobertas. Alguns bichinhos são lindos, fofos e até dá vontade de levar para casa. Já outros têm aparência bem esquisita, causando até medo em que os olha. Um desses animais um bicho estranho encontrado na Antártida.

667638 Bicho estranho é encontrado na Antártida 01 Bicho estranho é encontrado na Antártida

As temperaturas na Antártida já chegaram a -89ºC, mas mesmo assim existe vida nesse frio extremo.  Uma expedição de pesquisadores acabou descobrindo um animal indescritível, que mede cerca de sete centímetros e tem quatro presas muito afiadas em suas mandíbulas.

667638 Bicho estranho é encontrado na Antártida 02 Bicho estranho é encontrado na Antártida

O animal não tem nome, mas sabe-se que nada parecido foi visto por lá. Cientistas estudam o que pode ser esse bicho estranho  e de que família ele é.

Curiosidades na internet

Cientistas criam super-baterias de smartphones e computadores 40 vezes mais potentes

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/cientistas-criam-super-baterias-de-smartphones-e-computadores-40-vezes-mais-potentes

silicio-baterias-the-history-channel
Um grupo de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, no Tennessee, EUA, conseguiu desenvolver o que muitos outros cientistas do mundo inteiro têm buscado há décadas: um substituto mais eficiente, econômico e ecológico do que as baterias recarregáveis.
.
 O super-capacitor de silício pode dar vida a uma nova geração de dispositivos móveis, que pode ter baterias que duram de 10 a 40 vezes mais.
.
Os chips, feitos de silício e grafeno, um super material descoberto recentemente, serão capazes de carregar energia em questão de segundos. Para chegar nesse resultado, que também aumenta a duração da carga para vários dias, o circuito eletrônico armazena a eletricidade através de íons ligados por uma superfície porosa, ao invés das reações químicas das baterias convencionais.
.
Além de atingir cargas completas em questão de segundos, esse tipo de capacitor resiste a milhões de ciclos de carga e descarga em comparação com os poucos milhares que as baterias de hoje em dia suportam.
.
 Em uma nova etapa de desenvolvimento e testes, os especialistas devem enfrentar ainda mais desafios para a produção em série dos super-capacitores. O processo de banho de grafeno requer um tratamento em altíssima temperatura.

Curiosidades na internet

COMETA DE SEIS CAUDAS SURPEENDE CIENTISTAS

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/cometa-de-seis-caudas-surpeende-cientistas

cometa-seis-caudas-the-history-channel
O cientistas ainda não conseguiram se recompor da surpresa causada por uma recente descoberta feita pelo telescópio espacial Hubble: um cometa com seis caudas foi avistado sobre as órbitas de Marte e Júpiter. Segundo especialistas, trata-se de uma rara formação rochosa situada no cinturão de asteróides localizado entre os campos orbitais de Marte e Júpiter. Além de ser o primeiro cometa com seis caudas divisado até hoje, o P/2013P5 surpreende ainda mais, pois essas caudas vão mudando de tamanho e extensão com o passar dos meses produzindo mais ou menos poeira, em virtude de sua rotação. Os pesquisadores da Universidade da Califórnia asseguraram que o asteróide se encontra a uma velocidade superlativa, portanto sua superfície apenas solta partículas, que são expulsas no espaço em forma de traços brilhantes.
Curiosidades na internet

Transfusão sanguínea pode ser prejudicial, dizem cientistas

Acesse:http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,transfusao-sanguinea-pode-ser-prejudicial-dizem-cientistas,62267,0.htm

 Enviado por Renata Gama Desenhos Unhas

A chave está no óxido nítrico, que dilata os vasos sanguíneos e permite a transferência de oxigênio

Estudos divulgados nesta terça-feira afirmam que as transfusões de sangue poderiam ser prejudiciais, porque o sangue doado perde um gás que permite a transferência de oxigênio aos tecidos. “Milhões de pacientes recebem transfusões com sangue cuja capacidade de levar oxigênio está comprometida”, assinalaram os pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Duke, que publicaram os estudos na revista “Proceedings of the Natural Academy of Sciences”.

“O sangue pode salvar uma vida, mas não ajuda da forma como esperávamos e em muitos casos pode ser prejudicial”, disse Jonathan Stamler, o pesquisador-chefe de um dos estudos.

A chave está no óxido nítrico, um componente do sangue, o qual dilata os vasos sanguíneos abertos e assim permite a transferência de oxigênio dos glóbulos vermelhos aos tecidos. Os estudos demonstram que este gás começa a se descompor quase que imediatamente depois que o sangue sai do corpo do doador.

“Surpreendeu-nos a velocidade com que o sangue muda. Vimos sinais claros do diminuição do óxido nítrico nas primeiras três horas”, afirmou Timothy McMahon, que dirigiu um estudo que analisou durante intervalos regulares a composição química do sangue doado.

Sem óxido nítrico, os vasos capilares não se dilatam, os glóbulos vermelhos se acumulam nas artérias e os tecidos não recebem oxigênio, segundo Stamler, cujo estudo descreve pela primeira vez a função desse gás. “O resultado pode ser um ataque do coração e inclusive a morte”, alertou o médico. Nos últimos cinco anos, vários estudos demonstraram que as pessoas que recebem transfusões sanguíneas têm mais probabilidade de sofrer um derrame cerebral, um ataque cardíaco e até mesmo morrer.

Além de abrir os vasos, o óxido nítrico dá flexibilidade aos glóbulos vermelhos. À medida que seu nível cai, essas células endurecem, o que torna mais difícil que se deformem para passar pelos minúsculos vasos capilares, segundo os especialistas de Duke.

Em um experimento para tentar reverter o problema, Stamler e sua equipe acrescentaram óxido nítrico ao sangue injetado em cachorros, o que aumentou o fluxo sanguíneo que chegava ao coração dos animais. “Isto mostra que acrescentar óxido nítrico ao sangue humano poderia em teoria melhorar sua capacidade de dilatar os vasos sanguíneos e com isso prevenir os ataques do coração e inclusive a morte”, declarou Stamler.

Em todo caso, os cientistas recomendaram que testes clínicos sejam realizados em grande escala com seres humanos para prová-lo. “Não há dúvida de que as transfusões de sangue podem ser prejudiciais”, disse Stamler. “Há dúvidas sobre a gravidade do problema”, acrescentou. Nos Estados Unidos, 4,8 milhões de pessoas precisam de transfusões a cada ano, as quais recebem 14 milhões de unidades de glóbulos vermelhos. O sangue doado é guardado por um período máximo de 42 dias, após o qual é destruído.

Curiosidades na internet

Criado o primeiro mouse controlado por respiração

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/38600/38600

Mouse japonês

(Foto: Divulgação)
Pessoas com limitações motoras ganharam um aliado para acessar a internet. Cientistas japoneses dizem nesta sexta-feira terem desenvolvido o primeiro mouse do mundo controlado por respiração para facilitar a interação com a máquina.
.
O cursor é comandado a partir da intensidade e duração do sopro, que passa por um tubo até clicar nos botões direito e esquerdo do mouse. A tecnologia permite ainda que o usuário ative comandos específicos no teclado, que é projetado na tela do computador.”O uso das redes sociais e outros serviços online permitem que pessoas com deficiências motoras possam ampliar suas formas de comunicação e, inclusive, realizar certas atividades de trabalho”, disse o professor encarregado do desenvolvimento do aparelho, Ichiro Kitayama, à EFE.

Os responsáveis pelo projeto conversam com fabricantes para avaliar a possibilidade de colocá-lo à venda nos próximos anos com preço estimado em US$ 508, acima de R$ 1 mil. Segundo o professor Kitayama, o objetivo futuro do grupo é desenvolver um robô que ajude deficientes físicos a realizar tarefas básicas do dia a dia por meio da respiração.

Curiosidades na internet

Cientistas criam robô que ‘aprende’ emoções com humanos

Acesse:http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/2010/08/100809_robot_emotion_mv.shtml

Robô. Crédito: Projeto Feelix GrowingRobô foi programado para reagir como criança de dois anos

Cientistas britânicos e de outros países europeus estão criando um robô que seria capaz de “aprender” emoções ao interagir com seres humanos.

O protótipo, batizado de Nao, foi programado para se comportar como uma criança de 2 anos.

Segundo a equipe de cientistas responsável pelo androide, o que distingue Nao de outros robôs em desenvolvimento no mundo é sua capacidade de aprender emoções, expressá-las e, interpretando sinais, perceber emoções nas pessoas.

Um dos objetivos do projeto é desenvolver o protótipo até um ponto em que ele possa ser usado para fazer companhia para crianças diabéticas em hospitais.

Bebês e Chimpanzés

O robô Nao foi programado para aprender a interagir e responder a humanos da mesma forma que uma criança. Ele incorpora os mesmos códigos de comportamento e de expressão que bebês aprendem em suas interações sociais e emocionais com outras pessoas.

Por exemplo, quando está triste, Nao abaixa a cabeça e contrai os ombros. Quando está alegre, ergue os braços e levanta a cabeça para pedir um abraço.

O protótipo foi criado a partir da observação de como bebês chimpanzés e humanos e os adultos que cuidam deles formam laços afetivos.

Assim como os bebês dessas duas espécies, Nao também é capaz de desenvolver uma preferência por uma das pessoas que cuidam dele.

Ele foi programado para se adaptar às ações e estados de humor dos humanos que cuidam dele e se torna mais ligado ao indivíduo que interage com ele de maneira particularmente apropriada ao seu tipo de personalidade e necessidades de aprendizado.

À medida que aumentam o número de interações, a quantidade de respostas adequadas ao temperamento de Nao e a dedicação do humano ao robô, mais forte se torna o vínculo entre a máquina e o indivíduo e também o nível de aprendizado do robô.

Feelix

As pesquisas com o protótipo integram o projeto europeu Feelix Growing (anagrama formado, entre outras, pelas palavras inglesasFeelInteract e Express (“Sentir, Interagir, Expressar”, em tradução literal).

O trabalho é liderado pela especialista em computação Lola Cañamero, da Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, em colaboração com universidades e empresas de robótica europeias.

O robô é capaz de expressar raiva, medo, tristeza, felicidade, excitação e orgulho. Ele fica visivelmente perturbado se a pessoa responsável por ele deixa de confortá-lo quando ele enfrenta uma situação estressante.

“Este comportamento é baseado no que uma criança pequena faz”, disse Cañamero. “Também é muito semelhante à forma como chimpanzés e outros primatas não humanos desenvolvem vínculos com os adultos responsáveis por eles.”

Segundo a equipe, esta é a primeira vez que modelos de formação de vínculos observados em primatas humanos e não humanos são usados para programar robôs que desenvolvem emoções a partir de interação com humanos.

“Estamos trabalhando em códigos de linguagem não verbal, e as emoções são reveladas por meio de posturas físicas, gestos e movimentos do corpo em vez de expressões faciais e verbais”, acrescentou Cañamero.

A ideia, no entanto, é que os robôs que servirão de acompanhantes para as crianças diabéticas nos hospitais sejam capazes de combinar comunicação verbal e não verbal para interagir com elas, tornando-se cada vez mais adaptados ao seu perfil individual.

O objetivo da equipe é que o robô não apenas auxilie no tratamento como também contribua para o bem estar emocional e social da criança.

Curiosidades na internet

Cientistas desenvolvem lente especial que pode frear a miopia

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/invencoes/30864-cientistas-desenvolvem-lente-especial-que-pode-frear-a-miopia.htm

Nova lente é capaz de alterar o formato dos olhos e evitar o progresso do distúrbio visual.

(Fonte da imagem: Thinkstock)

De acordo com uma notícia publicada pelo site PHYS ORG, um grupo de pesquisadores norte-americanos desenvolveu um tipo de lente de contato que pode frear o progresso da miopia. Segundo a publicação, o novo material influencia a maneira como os olhos se desenvolvem, evitando que esses órgãos adotem um formato mais alongado.

A miopia é um distúrbio que dificulta a visualização de objetos que se encontram mais distantes, ocorrendo devido a uma curvatura mais acentuada nos olhos que faz com que as imagens sejam formadas antes de chegarem à retina. Além disso, a miopia também pode ser gradual, piorando com o passar do tempo.

Controle ocular

Segundo a publicação, os pesquisadores descobriram que, ao alterar a maneira como a luz é focalizada pela retina, é possível induzir a forma como os olhos são “moldados”. Assim, as lentes corretivas utilizam diferentes dioptrias em uma única lente para controlar o desenvolvimento desses órgãos, forçando-os a adotar uma curvatura menos acentuada ou evitando que o quadro de miopia progrida.

Os experimentos mostraram resultados bastante positivos ao reduzir a curvatura ocular que causa a miopia, e a nova lente de contato, dirigida principalmente para crianças, estará disponível em breve de forma comercial.

Curiosidades na interet

Cientistas conseguem reverter síndrome de Down em laboratório

Acesse:http://noticias.r7.com/saude/cientistas-conseguem-reverter-sindrome-de-down-em-laboratorio-05092013

Atualmente, não há cura para o problema genético

Especialista diz que síndrome de Down é muito complexaCrédito: Getty Images

Cientistas americanos descobriram uma forma de reverter a síndrome de Down em ratos de laboratório recém-nascidos, injetando um composto experimental que faz com que o cérebro cresça normalmente.

Embora o estudo, publicado no periódico Science Translational Medicine, não ofereça vínculo direto a um tratamento em humanos, os cientistas são esperançosos de que algum dia possa oferecer um caminho para futuras descobertas.

Não há cura para a síndrome de Down, que é provocada pela presença de um cromossomo excedente, que produz cópias extras de mais de 300 genes, causando problemas intelectuais, traços faciais característicos e às vezes outros problemas de saúde.

Gene pode corrigir anomalia da síndrome de Down

A equipe da Universidade Johns Hopkins usou ratos de laboratório que foram geneticamente modificados para ter cópias extras de cerca de metade dos genes encontrados no cromossomo humano 21, provocando condições similares à da síndrome de Down — entre elas, cérebro menor e dificuldade em aprender como se mover em um labirinto.

No dia em que os ratos nasceram, os cientistas injetaram neles uma pequena molécula, conhecida com o nome de agonista da via Sonic Hedgehog.

O composto, cuja segurança para uso em humanos não foi testada, foi concebido para estimular o crescimento normal do cérebro e do corpo através do gene denominado SHH. O gene dá instruções para produzir uma proteína denominada Sonic Hedgehog, que é essencial para o desenvolvimento.

Entenda o que é a Síndrome de Down

O autor do estudo, Roger Reeves, da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, disse que “funciona lindamente”.

— A maioria das pessoas com síndrome de Down tem um cerebelo com cerca de 60% do tamanho normal. Nós conseguimos normalizar completamente o crescimento do cerebelo até a idade adulta com esta injeção única.

A injeção também produziu benefícios inesperados no aprendizado e na memória, normalmente vinculados a uma parte diferente do cérebro conhecida como hipocampo.

Os cientistas descobriram que os ratos tratados se saíram tão bem quanto os normais em um teste no qual precisavam localizar uma plataforma no meio de uma piscina.

No entanto, ajustar o tratamento para uso em humanos seria complicado, pois alterar o crescimento do cérebro poderia ter consequências indesejáveis, como provocar câncer, por exemplo.

— A síndrome de Down é muito complexa, e ninguém pensa em uma panaceia que normalize essa condição”, disse.Será necessário adotar abordagens múltiplas.

Curiosidades na internet

 

Cientistas conseguem criar mini-cérebro humano em laboratório

Acesse:http://olhardigital.uol.com.br/noticia/37181/37181

(Foto: Reprodução)
Cientistas do Instituto de Biotecnologia Molecular de Viena realizaram um feito interessante. Em uma placa de Petri, eles conseguiram criar um cérebro em miniatura em laboratório utilizando células-tronco.
Segundo o artigo da revista científica Nature, os biólogos foram capazes de recriar pequenos pedaços 3D de tecido que se assemelham ao cérebro de um feto de 9 semanas de idade. Seu tamanho fica entre 3 e 4 milímetros.Embora não esteja completamente desenvolvido, o modelo do cérebro já apresenta regiões claras do órgão verdadeiro, como o cortex dorsal e uma retina ainda não amadurecida.

Segundo Juergen Knoblich, coordenador do estudo, as partes do cérebro estão corretamente organizadas, mas não estão conectadas. Ele compara o experimento a “um carro com motor e rodas, mas o motor está no teto. O carro nunca andaria, mas você ainda poderia ver como funciona este motor”, explica ele.

O estudo, segundo os cientistas, é usar estes cérebros criados em laboratório para estudar doenças como a esquizofrenia e o autismo. Cérebros de animais não levaram a estudos conclusivos por serem muito pouco similares aos dos humanos.

Como nota o CNET, cientistas já criaram outras partes do corpo a partir de células-tronco, como um rim e tecido cardíaco, mas nunca algo tão complexo como o cérebro humano. Segundo a Popular Science, a criação é a mais complexa criação in vitro da história.

Curiosidades na internet

Cientistas identificam “coletores de lixo” no cérebro

Acesse:http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/2013/08/cientistas-identificam-coletores-de-lixo-no-cerebro.shtml

cerebro

Washington – Uma equipe de pesquisadores decodificaram o processo crítico pelo qual o cérebro limpa células mortas, em um estudo que poderia contribuir para o tratamento de doenças neurológicas, segundo um artigo publicado nesta quinta-feira pela revista “Developmental Cell”.

O “lixo no cérebro”, em forma de células mortas, pode ser retirado antes de se acumular porque pode causar doenças neurológicas tanto raras como comuns, como o mal de Parkinson, segundo os pesquisadores da Universidade de Michigan (UM).

A equipe, liderada por Haoxing Xu, professor associado no Departamento de Biologia Molecular, Celular e do Desenvolvimento na UM, identificou dois componentes críticos neste processo de limpeza.

Um deles é uma proteína essencial de canal de cálcio, TRPML1, que ajuda as chamadas células micrófagas a varrerem as células mortas.

O outro, explicou o artigo, é uma molécula alípídica que ajuda a ativar a TRPML1 e o processo que permite que os micrófagos eliminem essas células mortas.

O laboratório de Xu identificou, além disso, um composto químico sintético que pode ativar a TRPML1. Tendo em vista que este composto químico em ultima instância ajuda a ativar este processo de limpeza celular, ele fornece um possível alvo para o desenvolvimento de um remédio que ajude a combater estas doenças neurológicas.

Os cientistas começaram a observar uma doença neurodegenerativa muito rara, chamada mucolipidose Tipo IV, um mal neurodegenerativo infantil caracterizado por múltiplas incapacidades.

O grupo de Xu descobriu que a carência da função de TRPML1, que é o canal pelo qual o cálcio do lisossoma é liberado – o centro de reciclagem da célula – nas células micrófagas, contribui para estas condições neurodegenerativas.

Se esse canal não funcionar, o cálcio não pode ser distribuído e as células mortas não são eliminadas, disse Xu. O composto químico sintético estimula o canal de cálcio de TRPML1 para que libere o elemento na célula.

“Além disso, as células mortas são ruins para as células vivas”, disse Xu. Um excesso de células mortas leva as células micrófagas a matarem também os neurônios saudáveis que são necessários para a função neurológica o que, por sua vez, pode levar a estas doenças neurodegenerativas.

Curiosidades na internet

China supera Estados Unidos com o supercomputador mais potente da história

Acesse:http://noticias.seuhistory.com/china-supera-estados-unidos-com-o-supercomputador-mais-potente-da-historia

Cientistas da Universidade Nacional de Tecnologia e Defesa (UNTD) da China desenvolveram um novo supercomputador, o mais rápido da história, segundo afirmaram, que duplica as capacidades do Titan, o supercomputador norte-americano, agora em segundo lugar na categoria dos mais velozes. Trata-se do Tianhe-2 ou “Via- Láctea”, capaz de processar 30,7 petaflops por segundo, o equivalente a um quatrilhão de cálculos por segundo.

De acordo com estes números, o Titan (Estados Unidos), com capacidade de 17.6 petaflops, sai do primeiro posto do ranking mundial. O destino final da nova maravilha tecnologia será a cidade de Cantão, no sul da China, de onde prestará serviços tais como: processamento de dados de uma imensidade de informações, simulação de cataclismos e desastres naturais, no âmbito da segurança nacional.

Espera-se que o Tianhe-2 comece a operar no final deste ano, quando devera ser avaliado pelos especialistas responsáveis pelo ranking mundial da plataforma Top 500.

Curiosidades na internet

Cientistas argentinos conseguem estender em 50% a vida útil dos morangos

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/cientistas-argentinos-conseguem-estender-em-50-a-vida-util-dos-morangos-20130805.html

Buenos Aires, 5 ago (EFE).- Cientistas argentinos conseguiram estender em 50% a vida útil dos morangos ao tratá-los com um conservante natural que desenvolveram a partir da carapaça dos camarões, informaram nesta segunda-feira responsáveis pela pesquisa à Agência Efe. O sabor, a umidade, a vitamina C e demais características dos morangos podem durar até 50% mais graças a um conservante natural desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Tecnologia Industrial (Inti) da província de Buenos Aires. “Conseguimos estender a vida útil pós-colheita dos morangos por meio de um recobrimento de quitosana, um conservante natural que obtivemos da casca dos camarões”, explicou o engenheiro químico Fernando Bollini, do Inti, à Efe. A quitosana, um biopolímero sem toxicidade, biocompatível e naturalmente degradável com atividade antimicrobiana, antiviral e antifúngica, tem a capacidade de diminuir a deterioração dos frutos, permitindo assim um maior tempo de armazenamento. Além disso, Bollini explicou que decidiram trabalhar com os morangos porque é uma fruta perecível e porque era importante estender sua vida útil já que têm uma rápida degradação. Cerca de 40% dos morangos que estão no mercado argentino são descartados por má aparência e pela deterioração provocada pelos microorganismos. “Viemos trabalhando nisto há alguns anos, a produção da quitosana já a temos armada, o objetivo é depois aplicá-la a outras frutas e verduras”, acrescentou Bollini. O recobrimento líquido foi aplicado por meio de imersão e pulverização, mas os cientistas esclareceram que têm pensado em trabalhar inclusive antes da colheita, para assim poder estender ainda mais a vida útil das frutas e verduras. EFE sam/rsd”Copyright Efe – Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe.”

Curiosidades na internet

Cientistas obtêm pela primera vez células-tronco de clone humano

Acesse:http://www.estadao.com.br/noticias/vidae%2ccientistas-obtem-pela-primera-vez-celulas-tronco-de-clone-humano%2c1032148%2c0.htm

Enviado por Fabio Maia Vital

Pesquisadores de Oregon, nos EUA, esperam usar células no tratamento de doenças e lesões

WASHINGTON – Uma equipe de cientistas de Oregon, nos EUA, anunciou nesta quarta-feira, 15, que conseguiu reprogramar células da pele humana para que atuem como células-tronco, o que pode abrir caminho para a clonagem com fins terapêuticos de órgãos humanos. Com grandes implicações, o feito suscitou reações imediatas, tanto da comunidade científica favorável como da Igreja Católica e de outros opositores da clonagem humana, que repudiaram o experimento.

Os cientistas acreditam que as células-tronco poderiam ser usadas para substituir as células danificadas por doenças ou lesões, e para tratar males como o Parkinson, a esclerose múltipla, as doenças cardíacas e as lesões na medula espinhal. A equipe, que publicou suas conclusões na revista científica “Cell”, é integrada por especialistas da Universidade de Saúde e Ciência de Oregon (EUA), que tem como chefe de pesquisa Shoukhrat Mitalipov, cientista que conseguiu em 2007 a conversão das células da pele de macacos em células-tronco.

A técnica usada por Mitalipov e seus colaboradores é uma variações de um método comumente usado, chamado transferência nuclear de célula somática, que consiste no transplante do núcleo de uma célula de um indivíduo para o óvulo do qual se tenha retirado seu material genético. “Estas células-tronco obtidas por esta técnica têm demostrado sua capacidade para se diferenciar como células-tronco embrionárias normais em diferentes tipos de células, nervosas, hepáticas e cardíacas”, explicou o doutor Mitalipov.

Desde o nascimento em 1996 no Reino Unido da ovelha Dolly, o primeiro animal clonado, os pesquisadores já conseguiram clonar 20 espécies diferentes, entre cabras, vacas e coelhos, ainda que nunca tenha feita clones de macacos e primatas,cuja biologia de reprodução é mais complexa.

Curiosidades na internet

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑

Gist Galleria

News, Tech, Entertainment & Humour

Corporate Kabam

Do not waste time, we look for you the news ...

The Simpsons Tapped Out Addicts

All Things The Simpsons Tapped Out for the Tapped Out Addict in All of Us

CIRCUS TRANSLATIONS

Tensei Shitara Slime datta ken

Tudo Sobre Esmaltes

Um blog sobre o universo das unhas e dos esmaltes

My Nintendo News

Nintendo Switch news

Sandyfoot Farm

Growing a market garden in the Piedmont of Virginia

On the Luce

Part-time travel, full-time travel obsession

Cinema Axis

Where All Things Film Converge

%d bloggers like this: