Baratas-ciborgue poderão ajudar a salvar vidas em desabamentos

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/biologia/39597-baratas-ciborgue-poderao-ajudar-a-salvar-vidas-em-desabamentos.htm

Em junho, nós noticiamos que pesquisadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte estavam realizando os primeiros testes com baratas-ciborgue, as quais podiam ser controladas remotamente através do uso de sensores, um chip e impulsos elétricos. O que talvez seja ainda mais inusitado nessa pesquisa é o uso de um Kinect para monitorar a posição dos insetos.

Os grupos de baratas em teste, também chamadas de “biobots”, estavam sendo “treinadas” para mapear áreas perigosas ou inconstantes, como edifícios que desabaram. Uma publicação recente na página da própria instituição de ensino revela que o estudo teve avanços após pequenas modificações em sua metodologia e softwares.

De acordo com essa matéria, a equipe de pesquisadores liderada pelo Dr. Edgar Lobaton estava encontrando dificuldade com uma característica natural das baratas: a sua movimentação aleatória. Os estudiosos resolveram então usar tal fato a seu favor e mudaram a forma de controle dos insetos.

Quando introduzidas as “biobots” no local de desabamento, por exemplo, elas seriam deixadas livres para caminhar aleatoriamente. Os sensores acoplados aos animais indicariam aos investigadores por meio de ondas de rádio a proximidade das baratas umas com as outras.

 

 

Com os insetos já bem espalhados pelo local, o passo seguinte é enviar um sinal de comando para que eles sigam até encontrar uma parede ou alguma estrutura rígida e relativamente intacta e continuar se movimentando. Assim, com a recepção dos sinais de localização das baratas, em um ciclo contínuo, os pesquisadores conseguem com a ajuda de um software específico “desenhar” um mapa da área.

Mais do que apenas mapear um prédio desabado ou uma área remota e desconhecida, se dotadas de sensores específicos, as “biobots” poderão inclusive identificar pontos de radioatividade e ameaças químicas.

O estudo ainda está em fase embrionária de testes, mas já deve ser apresentado oficialmente no início de novembro durante uma conferência internacional de sistemas inteligentes e robôs que será realizada em Tóquio, no Japão.

Curiosidades na internet

Bebida “antienergética” chega ao Brasil e promete ajudar a relaxar

Acesse:http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2013/08/1332472-bebida-antienergetica-chega-ao-brasil-e-promete-ajudar-a-relaxar.shtml

Uma nova bebida à base de substâncias calmantes chegará ao Brasil em setembro com a promessa de ajudar as pessoas a relaxar.

O produto é uma espécie de “antienergético”: sua embalagem e até o sabor são semelhantes aos das bebidas estimulantes à base de cafeína, mas o objetivo é provocar o efeito oposto. O público-alvo da bebida, que tem a cor azul, também é jovem.

A bebida foi batizada de Slow Cow e é feita com substâncias conhecidas por suas propriedades relaxantes: camomila, maracujá, melissa, capim-limão, valeriana, tília, lúpulo e chá-verde.

Marlene Bergamo/Folhapress
Bebida Slow Cow, que começa a ser vendida em setembro no país

Bebida Slow Cow, que começa a ser vendida em setembro no país

Esse último, aliás, também pode ser estimulante. Mas, segundo a médica Marcella Garcez Duarte, membro da diretoria da Associação Brasileira de Nutrologia, o chá-verde tem um aminoácido chamado teanina, cujo efeito é calmante. Ela afirma que, para obter quantidades maiores dessa substância, é possível selecionar folhas mais jovens do chá, que têm menos cafeína.

“As concentrações dessas substâncias costumam ser pequenas em produtos de venda livre, mas é possível que, somadas, tenham um efeito relaxante. Isso vai depender da sensibilidade de cada um”, diz Duarte, que diz que a eficácia da novidade pode se assemelhar à dos tradicionais chás.

A bebida é canadense e já foi lançada em outros países. No Brasil, ela chegará primeiro em São Paulo e será vendida em supermercados, padarias, lojas de conveniência e outros pontos de venda. Cada unidade custará R$ 9,90

Curiosidades na internet

10 atitudes que podem ajudar você a emagrecer

Acesse:http://todaela.uol.com.br/boa-forma/10-atitudes-que-podem-ajudar-voce-a-emagrecer

Confira as dicas de uma nutricionista para manter o foco e eliminar os quilinhos

Crédito: Thinkstock

Se você faz parte do grupo que, na virada do ano, prometeu que em 2013 vai eliminar os quilos que estão sobrando, é hora de começar a dieta para valer. Com o fim das sucessivas festas de Natal e Ano Novo, fica mais fácil optar por um programa saudável e mudar os hábitos.

Quem quer emagrecer, no entanto, precisa ir além da simples contagem de calorias. É preciso reavaliar atitudes, ter um novo pensamento e buscar novas ações para eliminar de vez aquelas gordurinhas que insistem em incomodar.

Para ajudar você a conquistar seus objetivos na dieta, a nutricionista Roberta Stella, que comanda o portal Dieta e Saúde, preparou uma lista com 10 atitudes que, além de deixarem a silhueta mais enxuta, também podem melhorar a sua qualidade de vida. Confira:

# Pense em longo prazo

Independente da quantidade de peso que você deseja emagrecer, o importante é pensar em uma eliminação gradual dos quilos. “Trabalhe com a perda de meio a um quilo por semana”, aconselha ela.

# Tenha atitudes positivas

Segundo Roberta, pensamento positivo atrai atitudes corretas e estimulantes. “Por isso, nada de desânimo ou de pensar que você não consegue. Tudo na vida exige postura firme e determinação”, afirma a nutricionista. E não há como negar que é preciso muita determinação para negar aquele docinho no meio do dia.

# Foco na meta de peso

Para emagrecer, é importante estar focada no objetivo de peso e não nos alimentos que você pode comer ou deve evitar. Assim, como explica Roberta, a boa escolha alimentar será consequência.

Crédito: Thinkstock

# Fuja do stress e ansiedade

Quem nunca atacou a geladeira depois de uma situação difícil? Para evitar que a ansiedade sabote a sua dieta, é preciso ampliar sua consciência. “Nenhum alimento, por mais doce que seja, será capaz de dar fim ao stress e à ansiedade. Quando você perceber que vai descontar nos alimentos todo o peso da rotina do dia, desvie a sua atenção daquele alimento que faz a luz vermelha da dieta piscar”, aconselha a nutricionista.

Assim, quando bater a vontade de se render a uma guloseima para suavizar uma frustração, prefira assistir a um bom filme, caminhar pelo bairro, ler um livro ou ouvir música, mantendo o pensamento longe da comida.

# Assuma a responsabilidade

Deixe de lado dietas muito restritivas ou da moda e assuma a responsabilidade de fazer uma reeducação alimentar efetiva. “Assuma que a mudança na alimentação deve ser para a vida e não para a próxima festa”, ressalta a especialista.

# Não se dê desculpas

Não é segredo que resistir ao bolo que está na geladeira ou ao chocolate na gaveta do trabalho é difícil. Por isso, antes que isso aconteça, acabe com as tentações. “Comece a oferecer esses alimentos para os seus amigos, livre-se dele. Evidentemente você poderá comer um bombom, mas não todos os dias”, afirma Roberta.

# Se cair, levante

Se você passou da conta no cardápio de um dia, não desista. Como explica a nutricionista, até pessoas magras também exageram na alimentação de vez em quando. A diferença está na atitude tomada após exagerar nas calorias: em vez de voltar aos velhos hábitos, compense no dia seguinte, comendo menos. Mas também não vale recorrer a dietas muito restritivas, à base de sucos, por exemplo.

# Prepare-se para experimentar

Roberta convida a olhar a dieta de um ponto de vista diferente: em vez de pensar no que você não poderá comer, concentre-se naquilo que você poderá. “Novos sabores, texturas e muitos novos alimentos que não fazem parte da sua rotina alimentar poderão ser provados. O seu paladar será estimulado, testado e você terá novos alimentos para variar suas refeições”, lembra ela.

# Informe-se

Quanto mais informações você tiver sobre alimentação saudável, mais saberá o que é correto ou não para o emagrecimento ou para a saúde, ressalta a nutricionista. Assim, evite promessas de um rápido emagrecimento, como de mais de um quilo por semana, pois sua saúde e autoestima estão em jogo.

# Siga em frente

“Mantenha sempre em mente as boas atitudes que não farão você desistir do seu objetivo final. Quanto mais certeza tiver de que está colhendo os resultados esperados, mais estimulada você ficará para manter uma boa qualidade de vida e de peso por um longo período”, completa Roberta.

Curiosidades na internet