Nasa divulga fotos de alinhamento entre Marte, Sol e a Terra

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/nasa-divulga-fotos-de-alinhamento-entre-marte-sol-e-a-terra-09042014#!/foto/1

Fenômeno acontece a cada 26 meses e deixará o planeta vermelho mais perto do nossoNessa terça-feira (8) astrônomos puderam observar a oposição de Marte, um evento que ocorre uma vez a cada 26 meses

Nessa terça-feira (8) astrônomos puderam observar a oposição de Marte, um evento que ocorre uma vez a cada 26 meses

Foto: Divulgação

.
Curiosidades na internet

Sonda espacial capturou arco-íris em Vênus formado por ácido sulfúrico na atmosfera

Acesse:http://www.jornalciencia.com/meio-ambiente/diversos/3745-sonda-espacial-capturou-arco-iris-em-venus-formado-por-acido-sulfurico-na-atmosfera

Este efeito óptico belíssimo foi chamado de “Glória” e foi recentemente capturado pela sonda Venus Express da ESA.

Esta é a primeira vez que o fenômeno, que também acontece na Terra, foi fotografado em outro planeta.

A Glória acontece quando a luz solar brilha sobre gotas de nuvem. Aqui na Terra significa partículas de água, mas em Vênus, isso significa gotas de ácido sulfúrico.

Ao contrário do arco-íris, que se estende por amplos arcos no céu, Glórias são menores, e compreendem uma série de anéis concêntricos coloridos centrados em um núcleo brilhante. A fim de ver um, um observador deve estar situado entre o sol e as partículas da nuvem. É por isso que elas são muitas vezes vistas a partir de aviões ou por escaladores de montanha acima da linha das nuvens

 

A sonda Venus Express capturou a imagem de uma Glória de uma altura de 70 quilômetros acima da superfície do planeta.

O “arco-íris” feito de ácido sulfúrico que aparece na atmosfera de Vênus tem cerca de 1.200 km de largura. Estas observações sugerem que as partículas de nuvem são de 1,2 micrometros de largura, que é um quinto da espessura de um cabelo humano.

O fato de a Glória ser tão grande indica que as partículas são bastante uniformes. E as variações no brilho sugerem que outros produtos químicos estão provavelmente envolvidos.

Na foto de capa, a comparação de uma Glória de Vênus (à esquerda) e outra da Terra (à direita).

Curiosidades na internet

Megaestrela: Corpo maciço com 1.300 vezes o diâmetro do Sol é identificado e pode ser visto a olho nu da Terra

Acesse:http://www.jornalciencia.com/universo/espaco/3742-megaestrela-corpo-macico-com-1300-vezes-o-diametro-do-sol-e-identificado-e-pode-ser-visto-a-olho-nu-da-terra

Megaestrela: Corpo maciço com 1.300 vezes o diâmetro do Sol é identificado e pode ser visto a olho nu da TerraO astro está entre os maiores objetos já vistos no Universo e tem um diâmetro 1.300 vezes maior do que o Sol.

Apelidado de “hipergigante”, a estrela amarela era parte de um sistema estelar duplo único, com o segundo componente tão perto que ele chega a estar em contato com a estrela principal. Os astrônomos dizem que a descoberta é única e pode ajudar a explicar como as estrelas interagem.

Hipergigantes amarelas são muito raras, com apenas uma dúzia ou pouco mais conhecida na galáxia: o exemplo mais conhecido é Rho Cassiopeiae. Foram descobertas pelo ESO Very Large Telescope Interferometer. Elas estão entre os maiores e mais brilhantes estrelas conhecidas e estão em uma fase muito instável de suas ‘vidas’ e mudam muito rapidamente. Devido a esta instabilidade, as hipergigantes amarelas também expelem o material, formando um ambiente luminoso bem extenso em torno da estrela.

“As novas observações mostraram também que esta estrela tem um parceiro binário muito perto, o que foi uma verdadeira surpresa”, diz Olivier Chesneau, cientista que liderou a pesquisa. Os astrônomos fizeram uso de uma técnica chamada interferometria para combinar a luz coletada a partir de vários telescópios individuais, efetivamente criando um telescópio gigante de 140 metros de tamanho.

Apesar de sua grande distância de cerca de 12 mil anos-luz da Terra, o objeto pode praticamente ser visto a olho nu por uma pessoa normal, por meio de um par de binóculos. Quanto mais a estrela evolui ao longo dos anos, mais ficará visível, mas apenas algumas estrelas podem ser capturadas nessa fase, pois passam por uma mudança de temperatura.

Ao analisar dados sobre brilho variante da estrela, usando observações de outros observatórios, os astrônomos confirmaram que o objeto pode ser um sistema binário eclipsando, onde o componente menor passa na frente e atrás do maior.

O pequeno companheiro da hipergigante é apenas ligeiramente mais quente do que ela, com uma temperatura de superfície de 5.000 graus Celsius.

Chesneau conclui: “O companheiro que temos encontrado é muito importante, pois ele pode ter uma influência sobre o destino da hipergigante, por exemplo, tirando suas camadas exteriores e modificando sua evolução”.

A estrela é chamada de HR 5171 e orbita sua estrela companheira a cada 1.300 dias. O sistema está localizado na constelação de Centauro.

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

10 gigantes animais pré-históricos e assustadores

Acesse:http://www.megacurioso.com.br/animais-sinistros/42331-10-gigantes-animais-pre-historicos-e-assustadores.htm

Conheça alguns dos animais que assustariam qualquer ser humano do passado da Terra
Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons
10 gigantes animais pré-históricos e assustadores

Por mais que conheçamos uma grande quantidade de animais que habitam o nosso planeta, é preciso saber que uma infinidade deles jamais será vista. Junto com a evolução, diversas espécies foram completamente extintas e hoje só podem ser imaginadas com a ajuda da computação gráfica — e das impressões de cientistas que avaliam os fósseis encontrados ao redor da Terra.

No topo deste artigo você pode ver o já conhecido mamute, mas há muitos outros gigantes da pré-história que fogem do conhecimento popular. Está curioso para saber do que estamos falando? Então confira os 10 animais pré-históricos e assustadores que separamos hoje. Certamente, eles seriam capazes de fazer qualquer pessoa sair correndo de medo se fossem encontrados por aí.

1. Platybelodon

O Platybelodon pode lembrar bastante os elefantes, mas bem com a mandíbula bem mais protuberante. Estipula-se que ele tenha vivido na Terra entre 23 milhões e 5 milhões de anos atrás. Assim como os parentes que vivem atualmente por aqui, o Platybelodon se alimentava apenas de vegetais, principalmente de plantas aquáticas.


Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet

Asteroide em rota de colisão com a Terra some e surpreende cientistas

Acesse:http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/asteroide-em-rota-de-colisao-com-a-terra-some-e-surpreende-cientistas-21022014#!/foto/1

Astrônomos perdem paradeiro de rocha estelar de 900 metros de comprimento

Na última terça-feira à noite (18), um asteróide gigante deveria passar pela Terra, perto o suficiente para podermos vislumbrá-lo. O problema é que ele nunca apareceu! Os astrônomos afirmam que não têm idéia aonde foi parar o asteróide de 900 metros de comprimento

Na última terça-feira à noite (18), um asteróide gigante deveria passar pela Terra, perto o suficiente para podermos vislumbrá-lo. O problema é que ele nunca apareceu! Os astrônomos afirmam que não têm idéia aonde foi parar o asteróide de 900 metros de comprimento

Continue lendo…clique aqui…

Curiosidades na internet